Feeds:
Posts
Comentários

Archive for novembro \30\UTC 2009

BOLETIM BR

O ORGULHO DA TORCIDA

Palmeiras – O time passou por uma mudança tática interessante, teve o retorno de jogadores que fizeram muita falta e deu vários motivos para sua torcida comemorar a vitória contra o Atlético-MG no Palestra Itália.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Náutico – Tomou 5 gols do quase rebaixado Santo André e vai ter que disputar a Série B em 2010, junto com o rival Sport.

TROFÉU HERÓI

Darío Conca – Marcou 2 gols contra o Vitória e foi o principal responsável por tirar o Fluminense da zona de rebaixamento. Nada mais justo para quem carregou o time sozinho durante boa parte do Brasileirão 2009.

TROFÉU VILÃO

Vanderlei – O goleiro do Coritiba errou ao não agarrar o chute de Henrique,

Dessa forma, animou os cruzeirenses a buscar a virada ainda no 1º tempo.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Goiás 4 x 2 São Paulo – O time esmeraldino não se intimidou diante do ex-líder do Brasileirão, que até começou bem o jogo, depois teve que mostrar garra e tentar reagir até o fim, mas não conseguiu.

DETALHE TÁTICO

Botafogo – Estevam desistiu do 3-5-2 quando percebeu que tinha Jóbson, jovem revelação talentosa que se encaixava melhor no 4-4-2.

Sem ele, suspenso, o time não teve a movimentação necessária e perdeu por 2 a 0 para o Atlético-PR, em um jogo crucial na luta contra o rebaixamento.

O FUTEBOL É INJUSTO

Corinthians 0 x 2 Flamengo – O péssimo Evandro Rogério Roman manchou a vitória do Rubro-Negro, que talvez vencesse até sem qualquer erro de arbitragem, simplesmente na bola.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Goiás – Com um profissionalismo que merece ser exaltado, o time mostrou porque foi uma das sensações do campeonato durante o 1º turno.

ALGUÉM ME EXPLICA?

Ricardinho e Corrêa no banco – Celso Roth mexeu em peças fundamentais do Atlético-MG e viu seu time ser batido pelo Palmeiras, perdendo qualquer chance de disputar a Copa Libertadores de 2010.

ALARME

São Paulo e Palmeiras – Os dois times paulistas ainda sonham com o título, mas correm o risco de ficar fora até do G4.

O Cruzeiro enfrenta um desmotivado Santos e torce por qualquer tropeço, seja do tricolor contra o Sport, seja do alviverde contra o Botafogo.

VALEU O INGRESSO

Diego Souza – Foi um absurdo de golaço.

É o mais bonito do Campeonato Brasileiro sem dúvidas e, pela dificuldade do lance, com certeza é um dos mais belos que já vi na vida.

Read Full Post »

A revista Trivela e outras listas já definiram o jogo entre Barcelona e Real Madrid como o principal clássico do mundo. É um duelo que atravessa a fronteira do futebol, envolve questões de cunho político e se torna ainda maior a cada encontro dos times.

Neste domingo, acontecerá mais uma demonstração da grandeza deste duelo. Às 16 horas, os novos galáticos vão encarar o atual campeão europeu em uma partida que tem sido aguardada com grande expectativa desde a janela de transferências. Afinal, foi no meio do ano que ficou previsto: Cristiano Ronaldo, Kaká, Ibrahimovic e Messi, talvez os quatro melhores jogos do mundo atualmente, poderiam se encontrar no Campeonato Espanhol.

Tanto os dois principais jogadores do Barça como o português do Real voltam de lesões recentes, mas não é isso que deve tirar o brilho de um clássico que ficará gigante nesse final de semana.

Enquanto esse enorme evento do futebol não acontece, entre no clima com números e curiosidades sobre o duelo:

Vitórias do Real Madrid: 85
Vitórias do Barcelona: 78
Empates: 43

Primeiro jogo
13 de Maio de 1902
Barcelona 3 x 1 Real Madrid

Último jogo
13 de dezembro de 2008
Barcelona 0 x 2 Real Madrid

Além do futebol
Barça e Real é uma aula sobre a história da Espanha. O time da capital espanhola hoje representa a elite e já simbolizou até o poder ditatorial de Francisco Franco contra as províncias do país, como a Catalunha, região sede do Barcelona. Por muito tempo o clássico era o único momento em que Franco tolerava manifestações separatistas dos catalães. Isto porque, segundo ele, seria mais fácil controlar a situação em um estádio de futebol do que nas ruas.

Se arrependimento matasse…
Di Stéfano é o maior artilheiro do clássico. Com o uniforme do Real Madrid, ele marcou 18 gols contra o Barcelona. Mas por pouco ele não jogou do outro lado: após uma negociação complicada, a Federação Espanhola teve que decidir onde ele jogaria. A decisão inicial era que ele teria seu passe compartilhado entre os dois rivais. Mas o Barça se recusou a dividí-lo e teve que conviver com o arrependimento de perder um dos melhores jogadores de futebol de todos os tempos.

Brasil na história
Na temporada 2004/2005 do Campeonato Espanhol,um brasileiro entrou para a história do clássico espanhol: Ronaldinho Gaúcho, com a camisa do Barcelona, foi aplaudido de pé no estádio do Real Madrid. Seu time venceu aquele jogo por 3 a 0 e contou com uma atuação inspirada do atual meia-atacante do Milan. Clique aqui e relembre o golaço que ele marcou naquela oportunidade.

Barreira
Até hoje somente 16 jogadores vestiram a camisa dos dois times e disputaram o clássico. Luis Henrique foi quem mais fez isto, com 22 partidas, sendo 13 no Barça e 9 no Real Madrid.

* Este texto foi escrito por mim, no final do ano passado, para uma coluna chamada “Clássico da Vez”, publicada no Blog da Redação do iG Esporte. Clique aqui e veja mais histórias e curiosidades sobre outras rivalidades ao redor do mundo.

Read Full Post »

VALE A VISITA

  • Cassiano Gobbet destaca o bom momento de Alexandre Pato no Milan e questiona se não há espaço para ele na Seleção Brasileira. Clique aqui e leia mais.
  • José Antonio Lima comenta a polêmica feita em torno de Henry e defende o francês de alguns absurdos. Clique aqui e leia mais.
  • PVC critica justamente o técnico da Inter de Milão, José Mourinho, por sua incapacidade de encarar o Barcelona e ir bem na Liga dos Campeões. Clique aqui e leia mais.
  • Sérgio Xavier faz seus agradecimentos ao meia Tcheco, mas também lembra de seus pontos fracos, em tom de alerta aos corintianos. Clique aqui e leia mais.
  • Thiago Lavinas revela que Joel Santana pode treinar o América-RJ em 2010 durante o Campeonato Carioca, a pedido de Romário. Clique aqui e leia mais.

Read Full Post »

Header Eu sou

Prazer, eu sou um dos melhores jogadores do Barcelona na atual temporada. Eu soube me aproveitar das lesões Ibrahimovic, Henry e Messi para firmar no ataque do time campeão europeu. É claro que ainda não sou titular, mas tenho feito bons jogos e posso sonhar com essa posição no futuro.

Uma dessas partidas de destaque aconteceu nesta terça-feira. Posicionado pelo lado esquerdo do ataque, enfrentei um dos melhores laterais-direitos do mundo, o brasileiro Maicon. Resultado: marquei um gol, dei trabalho e meu time venceu a Inter de Milão por 2 a 0.Outro bom jogo aconteceu na decisão da Supercopa da Europa. Eu entrei no lugar do Ibrahimovic e, já na prorrogação, fiz o gol que decidiu o título para o meu time.

Eu comecei a jogar futebol nas categorias de base do San Isidro. De lá, fui para os juvenis do Barça em agosto de 2004. Passei três anos sem grande destaque, mas tive um bons momentos pelo Barcelona B em 2007. No ano seguinte, o Guardiola começou a me chamar para jogar no time profissional com certa frequência. Não cheguei a brilhar, mas mostrei que podia ser útil.

Em 2009, Málaga, Sporting, Zaragoza, Racing, Tenerife, Olympiakos e Wigan tentaram me contratar ou acertar um empréstimo, mas fiquei onde estava e finalmente comecei a evoluir. Sou ambidestro, costumo jogar pelos dois lados do ataque, sei finalizar bem e posso me tornar uma eficiente arma do Barcelona.

Prazer, eu sou o Pedro e você deve ficar de olho em mim.

Também sou conhecido como "Pedrito" por causa dos meus 1,69m de altura

Read Full Post »

O Liverpool não ganha um Campeonato Inglês desde 1990. Isso significa que o time ainda não conquistou sequer uma Premier League, competição estabelecida em 1992 para definir o campeão nacional na Inglaterra. É um jejum terrível para os Reds.

Apesar disso, o time foi campeão da Liga dos Campeões em 2005 e tem feitos boas campanhas nos últimos anos nesse campeonato continental. Esse é o grande mérito de Rafa Benítez, técnico do time há 5 anos. O problema dele é que agora esse crédito acabou.

O time foi eliminado na primeira fase da Liga de 2009/2010 em um grupo com adversários mais modestos – Fiorentina e Lyon. O título inglês também está distante, já que o Chelsea é o favorito absoluto atualmente. Será que não é a hora de mudar de técnico?

Muitos vão dizer que a culpa não é dele, já que o time é realmente fraco. Concordo em partes, mas é preciso lembrar que Benítez tem muita responsabilidade na montagem desse elenco tão deficiente. Foi ele que, muitas vezes, indicou ou aprovou tantos jogadores medianos que recheiam o time, como Riera, Benayoun, Babel, N’gog e outros.

Outra justificativa que pode surgir vem por causa do excesso de lesões nesse começo de temporada. Dos essenciais Fernando Torres e Gerrard aos bons coadjuvantes Fábio Aurelio, Aquilani e Glen Johnson, todos se machucaram recentemente. O que só prova o que foi dito acima: as peças de reposição deveriam ter sido melhor indicadas pelo técnico.

Rafa Benítez não é um mau treinador. Longe disso. Só deveria entender que já fez o que pôde pelo Liverpool. E não foi pouco, vale lembrar. Só que a diretoria já garantiu que ele vai ficar. Uma pena.

Era a hora do time começar a se preparar para 2010. A disputa na Liga Europa deveria ser esquecida e assim o time começaria um planejamento para pelo menos acabar com o incômodo jejum em seus territórios. Será que Benítez é o homem certo para comandar isso? Não acredito.

Read Full Post »

Dizem por aí...

Em negrito – o jogador e o time que pretende contratá-lo
Em itálico – a posição e o time atual do atleta

A fonte do boato está linkada no nome do jogador

DEMOROU!

Liverpool – Van der Vaart (M-Real Madrid) – O time precisa de qualquer um que seja um pouco melhor que Riera, Benayoun, Babel, etc…

Real Madrid – Sagna (LD-Arsenal) – O setor defensivo do time espanhol precisa de mais opções para que os galáticos possam finalmente funcionar.

TANTO FAZ…

Arsenal – Mesut Ozil (M-Werder Bremen) – É bom jogador, mas vai ter pouco espaço no time inglês, tão recheado de meias talentosos.

Barcelona – David Silva (M-Valencia) – Ainda vai precisar provar que realmente pode jogar bem em um time gigante do futebol europeu.

Liverpool – Lass Diarra (V-Real Madrid) – O ideal seria uma volante com mais qualidade na saída de bola, mas ele pode roubar o lugar de Lucas e fazer uma dupla forte com Mascherano.

CAI FORA!

Arsenal – Maicosuel (M-Hoffenheim) – O time já tem outros atletas com características parecidas e o brasileiro ainda não se adaptou completamente ao futebol europeu.

Manchester City – Di María (M-Benfica) – Até pode vir a ser um jogador de destaque no futuro, mas não é o que o time precisa atualmente, longe disso.

Manchester United – Edin Dzeko (A-Wolfsburg) –  – Não é muito melhor que Berbatov e o time já tem Macheda como reserva do centroavante búlgaro.

NÃO ENXERGAM?

Gago (V-Real Madrid) – Não é um primor de qualidade, mas sabe jogar, tem certa experiência e está louco para sair da Espanha. O argentino pretende ir à Copa e não tem jogado comfrquência nos merengues.

Read Full Post »

Jóbson

Clube: Botafogo
Posição: Atacante
Idade: 21 anos
Altura: 1,75 m
Peso: 72 Kg

O time é grande e corre o risco de rebaixamento. O adversário é maior ainda e pode chegar mais perto de um título nacional. A pressão é enorme, o ambiente é de decisão e a expectativa pela partida é exagerada.

Ou seja, não é o cenário ideal para uma jovem revelação de apenas 21 anos se destacar, certo? Depende. Se ela tiver personalidade e gostar de grandes jogos, pode ser uma ótima chance. É o caso de Jóbson, do Botafogo, que foi o principal destaque da vitória do seu time contra o São Paulo neste domingo.

Paraense de Conceição do Araguaia, ele é um ex-vendedor de picolés que já teve passagens pela Brasiliense e pelo futebol coreano antes de chegar ao Rio de Janeiro. Também ganhou fama de indisciplinado no passado.

Mesmo assim, foi contratado, chegou sem alarde e logo ganhou espaço, principalmente com a mudança de esquema tático no meio do campeonato, que antes era o 3-5-2.

No 4-4-2 treinado por Estevam Soares, ele virou titular absoluto do ataque por causa das suas jogadas de velocidade, sempre com bons dribles e passes, como um legítimo ponta, mas com poucos gols. Antes do São Paulo, apenas o Goiás tinha visto ele anotar um tento no Brasileirão.

Jóbson ainda precisa evoluir, mas tem talento. É melhor o Botafogo ser mais ágil: o contrato com o jogador é de empréstimo e ele ainda pertence ao Brasiliense. O clube do Distrito Federal já disse que espera uma proposta em breve e o treinador do Glorioso, Estevam Soares, o comparou ao Edílson, “porque tem muita qualidade técnica”.

O “novo Capetinha” já está fora dos últimos jogos do Botafogo, por causa de suspensões acumuladas no jogo contra o São Paulo. Ou seja, mais do que nunca, é a hora de pensar no próximo ano dessa importante revelação do Brasileirão 2009.

Read Full Post »

Older Posts »