Feeds:
Posts
Comentários

Archive for janeiro \29\UTC 2010

Prazer, eu sou o filho de Abedi Pelé, um dos melhores jogadores africanos de todos os tempos. Agora começo a honrar a tradição do bom futebol na minha família.

Apesar de ter nascido na França, defendo a seleção ganesa, finalista da Copa Africana de 2010, competição na qual eu tenho sido apontado como um dos principais destaques.

Sou um meia atacante canhoto de apenas 20 anos e, assim como meu pai, comecei minha carreira no futebol francês. Atualmente jogo no AC Arles, time da 2º divisão, mas já passei pela Lorient e pertenço ao Olympique de Marselha.

Minha primeira importante aparição foi na Copa Africana de 2008, quando só fui titular no jogo em que fomos eliminados. Superei essa decepção com o Mundial Sub-20, disputado no final do ano passado, no qual eu realmente brilhei e Gana foi campeã, vencendo o Brasil na final.

Diferentemente do meu pai, vou disputar pelo menos uma Copa do Mundo. A seleção de Gana está classificada e promete surpreender na África do Sul. Estamos no grupo D, com Alemanha, Austrália e Sérvia. É quase um grupo da morte, mas podemos nos classificar.

Vai ser difícil, mas eu posso até superar os feitos do meu pai. Prazer, eu sou André Dede Ayew e você ainda vai ouvir falar ainda mais de mim.

Ayew

Talvez seja melhor torcer para a Seleção Brasileira não encontrar Ayew em um Mundial novamente

Anúncios

Read Full Post »

Em negrito – o jogador e o time que pretende contratá-lo
Em itálico – a posição e o último time do atleta

A fonte do boato está linkada no nome do jogador

DEMOROU!

Juventus – Dirk Kuyt (A-Liverpool) – Não é a solução da crise bianconera, mas é um jogador útil e voluntarioso, que pode dar mais opções para o elenco.

Lyon – Anderson (M-Manchester United) – Não está bem, é verdade, mas já teve grandes momentos no futebol inglês e certamente daria certo na França.

Porto – Quaresma (A-Inter de Milão) – Não foi bem na Itália, mas certamente teria condições de recuperar seu bom futebol se voltasse a Portugal.

TANTO FAZ…

Inter de Milão Miguel Veloso (V-Sporting) – O time até precisa de volantes, mas esse chegaria apenas para ser mais uma opção discreta no banco.

Juventus – Nenê (A-Monaco) – Tem se destacado na França, mas jogar bem na Itália é bem diferente e ele não resolveria os problemas da Vecchia Signoria.

Manchester United – Hugo Lloris (G-Lyon) – É melhor que os atuais reservas de Van der Saar, mas não dá pra confiar que ele é o nome certo para quando vier a aposentadoria do holandês.

Porto – Mancini (A-Inter de Milão) – Não joga bem na Europa há um longo tempo, mas pode se adaptar bem em Portugal.

CAI FORA!

Inter de Milão – Hulk (A-Porto) – Com Eto’o, Milito, Pandev e Balotelli, o time não precisa de mais atacantes.

Manchester City – Gago (V-Real Madrid) – Com Barry, De Jong, Vieira e Ireland, o time não precisa de mais volantes.

NÃO ENXERGAM?

Abou Diaby (V-Arsenal) – O francês sempre mostra qualidade quando recebe chances pelos Gunners. Mesmo assim, costuma ser reserva na Inglaterra e poderia aceitar uma transferência se fosse para jogar com mais frequência.

Read Full Post »

Neymar é o novo Robinho?

A atuação brilhante de Neymar nesta quarta-feira, contra um time da 1ª divisão, o Barueri, mostrou uma grande evolução do jovem de apenas  17 anos. Além disso, esse amadurecimento fez lembrar uma comparação antiga, mas que merece ser resgatada agora.

Desde as categorias de base, Neymar sempre foi comparado a Robinho. Não era à toa, pois os dois tem estilos de jogo realmente parecidos. Agora os dois podem até jogar juntos, já que a negociação entre Santos e Manchester City parece cada vez mais adiantada.

Empolgado com o boato da volta de Robinho, Neymar já prometeu “acabar com a zagueirada”. Com certeza seria uma dupla interessante, mas fica uma pergunta no ar: os dois vão poder jogar juntos?

O primeiro ponto a ser observado é que o time precisaria de um meia mais centralizado (Ganso) e de um centroavante (André ou Giovanni). Ou seja, Dorival Júnior teria que montar um quarteto extremamente ofensivo, com três atacantes. Caso contrário, Neymar pode ir parar no banco de reservas.

A formação com os 4 só daria certo se existisse um comprometimento muito grande dos dois pontas, Neymar e Robinho, com a marcação. O mais jovem certamente se esforçaria. Mas será que o mais velho vem ao Brasil para jogar com todo esse esforço e vontade?

Se cuidar bem da sua carreira, Neymar deve até superar o jogador com quem é comprado. Entretanto, em breve ele pode depender exatamente da vontade de Robinho para continuar em alta. A comparação entre os dois não é esdrúxula, mas o resultado do encontro entre eles pode ser. Se vira, Dorival!

Read Full Post »

A volta de Joel Santana ao Botafogo trouxe, ao mesmo tempo, pessimismo e otimismo para os botafoguenses. Afinal, ao ver a análise dos comentaristas esportivos em geral, dá pra perceber que a maioria concordou com a escolha do novo técnico, que recebeu vários elogios. Só que as críticas ao elenco também surgiram na mesma proporção.

A primeira opinião que merece ser registrada é a de Carlos Pizzatto, que relembra o primeiro pecado da diretoria do time: “o erro está lá atrás, na demissão de Ney Franco”.

Dito isto, sobram motivos para comemorar a chegada de Joel Santana. Eu ainda acho que uma opção melhor seria a aposta em Celso Roth. Maurício Noriega também não confia tanto no novo técnico escolhido: “será o Joel o indicado para dar um novo perfil ao Botafogo? Acho que não”.

Lédio Carmona, por exemplo, diz que “não teria uma solução melhor para dar aos cartolas alvinegros”. Mauro Betting foi ainda mais elogioso: “Joel sabe das coisas, das bolas, e do clube”. PVC e André Rocha também concordaram com ambos.

Agora o que realmente é um problema: os jogadores que estarão à disposição de Joel Santana. Basta ver algumas posições para perceber o tamanho dessa dificuldade: a lateral-direita, com Alessandro, ou a defesa, com Wellington e Antônio Carlos, são alguns exemplos. E ainda faltam peças de reposição. Ou seja, “O elenco é o ponto fraco do clube da Estrela Solitária”, como também escreveu Carlos Pizzatto.

Só que, é claro, nem tudo são trevas. “O elenco não é pavoroso. Não é time para perder por 6 x 0. Também não é para ganhar do mesmo jeito”, decretou acertadamente Betting. E fica a esperança final lançado por André Rocha: “ainda há tempo de fazer os ajustes no elenco com contratações e algumas dispensas”. Que mais mudanças ocorram!

Read Full Post »

Em negrito – o jogador e o time que pretende contratá-lo
Em itálico – a posição e o último time do atleta

A fonte do boato está linkada no nome do jogador

DEMOROU!

Botafogo – Renato Silva (Z-São Paulo) – Não resolveria os problemas defensivos do time, mas é melhor do que Wellington e Antônio Carlos, os titulares atualmente.

Flamengo – Belletti (LD-Chelsea) – É um dos jogadores mais subestimados no Brasil. Ele poderia ser útil de várias formas, tanto por causa da sua  versatilidade quanto pela experiência.

Palmeiras – Welliton (A-Spartak Moscou) – Seria o atacante de velocidade que falta para o time titular comandado por Muricy Ramalho.

São Paulo – Ricardo Oliveira (A-Al-Jazira) – Já deu certo uma vez e provavelmente seria um bom negócio o seu retorno. Só não dá pra entender porque ele é um “plano B” da diretoria.

TANTO FAZ…

Atlético-PR – Pedrão (A-Al Shabab) – Sabe fazer gols, mas é só isso. Se ele vier, que o Furacão não espere um jogador para resolver todos seus problemas.

Palmeiras – Pablo Velázquez (A-Libertad) – Com certeza não é o atacante dos sonhos para a torcida, mas pode dar certo. É só uma aposta.

CAI FORA!

Atlético-MG – Filipe Bastos (V-Benfica) – Ele saiu cedo do Brasil e não se firmou em Portugal. Seria uma aposta, mas o Galo nem precisa tanto de mais volantes.

Cruzeiro – Fábio Santos (V-sem clube) – Foi um fracasso no São Paulo e no Fluminense. É difícil acreditar que ele vá se recuperar na Raposa, que já tem tantos volantes de qualidade.

Flamengo – Denílson (A-sem clube) – Está sem jogar desde o meio do ano passado, quando fracassou no Itumbiara. Pior: faz ainda mais tempo que ele não mostra qualidade para ser importante em um clube tão grande.

Flamengo – Léo (LE-Santos) – As suas freqüentes lesões fazem não valer a pena o investimento.

Santos – Eltinho (LE-Avaí) – Nem se destacou tanto assim no Avaí, imaginem como será em um time maior…

São Paulo – Val Baiano (A-Barueri) – Se é pra ter um centroavante grosso na reserva, é melhor seguir com o Roger, que custa menos.

NÃO ENXERGAM?

Mádson (M-Santos) – Com a ascenção de Neymar, a volta de Wesley e a possível chegada de Robinho, o meia-atacante está sem espaço no Peixe, mas poderia ser até titular em várias outras equipes do Brasil.

Read Full Post »

A Copa São Paulo de 2010 acabou nesta segunda-feira e provou a sua utilidade na arte de revelar talentos do futebol brasileiro.

É claro que a maioria dos jogadores que brilharam na competição ainda não está pronta para a profissionalização. Mesmo assim, é preciso ficar de olho neles desde já. Veja a lista com os principais destaques da Copinha:

1º) Alan Patrick (Santos)
Tem habilidade e técnica, mas o que chamou mais a atenção foi sua personalidade. Ele estava com a Seleção Brasileira Sub-20 e chegou ao time só durante o mata-mata. Não se escondeu em nenhum momento e foi essencial para a boa campanha do Peixe.

2º) Lucas Gaúcho (São Paulo)
O artilheiro da Copa São Paulo mostrou uma grande frieza na hora das finalizações e realmente pode virar um bom centroavante se for bem trabalhado no tricolor paulista.

3º) Gabriel Silva (Palmeiras)
A lateral-esquerda é uma posição de poucos talentos no Brasil, mas pode ganhar um bom nome em breve. O ambidestro Gabriel já vai treinar entre os profissionais e tem tudo para roubar a vaga do irregular Armero no time.

4º) Marcelinho (São Paulo)
O meia-atacante tricolor foi o principal responsável pelo fato do seu time ter tido o melhor ataque da Copinha. Com sua habilidade, não só deu assistências, como também fez belos gols. Sumiu na final, mas merece o destaque por tudo que fez antes.

5º) Carlyle (CFZ)
Esse foi a maior surpresa da competição. É um meia de talento raro e que não era visado para brilhar nessa competição. Só que ele conseguiu roubar os holofotes para si e logo deve aparecer em clubes maiores.

6º) Nikão (Santos)
Não é a primeira vez que ele se destaca em uma Copa são Paulo, mas, com velocidade e chute forte de sobra, dessa vez ele conseguiu ser protagonista do seu time em várias oportunidades. Já está na mira do Atlético-MG.

7º) Richard (São Paulo)
Mostrou segurança durante toda a Copa São Paulo, mas foi na final que ele realmente se destacou. Deveria ter sido expulso, mas depois defendeu 3 pênaltis e decidiu o título para o seu time.

8º) Crystian (Santos)
Um lateral-direito seguro, que se comporta bem tanto na defesa como no ataque. Esse é Crystian, que conseguiu aparecer bem mesmo em um Peixe tão recheado de jovens talentos.

9º) Dudu (Cruzeiro)
Já teve algumas poucas chances entre os profissionais, mas deve voltar a ter oportunidades em 2010. É um meia baixinho que joga mais recuado, mas que também sabe aparecer de surpresa e fazer gols.

10º) Wellington Silva (Fluminense)
Vendido para o Arsenal no começo do ano, o atacante não se acomodou. Mostrou sua habilidade rara e fez jogadas impressionantes até sair da Copinha prematuramente, diante do Palmeiras, nas oitavas-de-final.

11º) Casemiro (São Paulo)
Foi mal nos últimos jogos de seu time, principalmente na decisão contra o Santos, quando deixou Alan Patrick sobrar em campo. Entretanto, mostrou qualidade antes, pois sabe marcar e sair para o jogo com eficiência.

Outros destaques foram os goleiros Luís Guilherme (Botafogo) e Rafael (Santos); os zagueiros Bruno Uvini (São Paulo) e Alemão (Santos); o lateral-direito Luis Felipe (Palmeiras); os volantes Elivelton (Santos), José Vitor (São Paulo); os meias Ramos e Gilsinho (Palmeiras) e os atacantes Sebá (Cruzeiro), Carlão (Paulista), Afonso (Palmeiras) e Roniele (São Paulo). Olho em todos!

Leia também:

Read Full Post »

  • André Rocha analisa as táticas dos times brasileiros no começo do ano e atenta para um fato curioso e real: a disseminação do 4-2-3-1 em várias escalações. Clique aqui e leia mais.
  • Eduardo Cecconi elogia a forma que o Chelsea tem jogado e as soluções táticas de Ancelotti mesmo com os desfalques de Essien e Drogba. Clique aqui e leia mais.
  • Gian Oddi opina bem sobre a volta de Ronaldinho Gaúcho à Seleção Brasileira e reforça a necessidade dele atuar no lugar de Robinho.  Clique aqui e leia mais.
  • Luiz Augusto Lima tenta explicar o sucesso do ídolo santista Giovanni, “o craque da dignidade”. Clique aqui e leia mais.
  • Mário André Monteiro analisa a pré-lista de convocados da Alemanha para a Copa do Mundo e palpita sobre quem vai jogar a Copa do Mundo. Clique aqui e leia mais.

Read Full Post »

Older Posts »