Feeds:
Posts
Comentários

Archive for abril \28\UTC 2010

Vai ano, volta ano e eu ainda fico impressionado com um absurdo do futebol brasileiro: a total falta de planejamento dos clubes quando o assunto é a escolha dos seus técnicos.

Eles deixam um treinador começar o ano, indicar jogadores, preparar a temporada, mas logo o demitem. Basta um simples tropeço nos campeonatos estaduais, cada vez menos interessantes e atraentes. Ridículo!

É claro que não foi diferente na temporada de 2010. Vários times repetiram essa história e provavelmente terão os seus anos comprometidos. Mas é preciso admitir: também existem aqueles que acertaram em cheio. Demitiram bem, contrataram melhor e agora vivem boa fase.

Veja a lista de quem fez as melhores mudanças de treinador até agora:

1º) Botafogo (de Estevam Soares para Joel Santana)
A demissão de Estevam já deveria ter acontecido no final do ano passado. Apesar de ter escapado do rebaixamento, seu trabalho não foi bom em 2009.

Ele ficou, o time pagou um grande mico ao perder para o Vasco por 6 a 0 ainda na Taça Guanabara e a mudança foi necessária. Eu (e muita gente) não esperava por um trabalho tão bom de Joel, mas ele surpreendeu a todos.

2º) Atletico-GO (de Artur Neto para Geninho)
Aqui é outro caso surpreendente. A saída de Artur Neto parecia precipitada, mas a diretoria optou por demití-lo e queria ter um técnico mais renomado para disputar a 1ª divisão em 2010.

A escolha por Geninho também não foi a ideal, já que ele não faz um grande trabalho há anos. Mas o fato é que a mudança deu resultado e o Atlético-GO deve vencer o seu campeonato estadual. Só vai lutar contra o rebaixamento no Brasileirão 2010, mas tem boas chances de escapar.

3º) Ceará (de René Simões para PC Gusmão)
Dessa vez o problema também veio desde o final do ano passado: o time não manteve o PC Gusmão e começou a temporada cheio de problemas. Perdeu o 1º turno do estadual e só depois conseguiu corrigir o erro.

Agora está na final do estadual e, mesmo que perca para o Fortaleza, pelo menos já encontrou um time titular razoável definido. Ainda precisa de reforços para escapar do rebaixamento no Brasileirão, mas pelo menos não deve passar por vexames.

4º) Grêmio-SP (de Vinícius Eutrópio para Toninho Cecílio)
O pior erro neste caso foi a aposta em Vinícius Eutrópio. A escolha logo se mostrou errada e o time não quis esperar até o Brasileirão para mudar seu técnico. Perfeito.

Não dá para dizer ainda que Toninho será um bom treinador, mas ele colocou o time nas semifinais do Campeonato Paulista e gerou boas expectativas para o Brasileirão 2010

5º) Goiás (de Hélio dos Anjos para Jorginho)
A mudança não parecia correta também, já que Hélio tinha comandado o Goiás para uma boa campanha em 2009 e isso deveria segurá-lo apesar do péssimo início em 2010 – o Goiás chegou a ficar na lanterna do estadual.

Entretanto, Jorginho recuperou rapidamente o time e parecia que ia ficar pelo menos até o Brasileirão. E então veio mais uma mudança que nem merece entrar nesse ranking de tão inexplicável que foi. Émerson Leão? Haja paciência…

6º) Fluminense (de Cuca para Muricy Ramalho)
A história se repete: a demissão parece totalmente injusta e equivocada em um primeiro momento, mas depois até pode ser justificada.

Afinal, a contratação de Muricy, um técnico de alto nível, realmente pode colocar o Fluminense em outro patamar de disputa. Isso se não acontecer com ele o que aconteceu no Palmeiras…

7º) Palmeiras (de Muricy Ramalho para Antônio Carlos Zago)
A entrada de Zago ainda não trouxe grandes melhorias para o time – e nem aposto que trará -, mas se Muricy não tivesse saído as coisas poderiam ter ficado piores para o Palmeiras.

Ninguém me tira da cabeça que o elenco estava com pouca disposição sob o comando do técnico tricampeão brasileiro pelo São Paulo. Boicote ou não, a mudança era necessária e só não foi melhor porque o substituto escolhido não passa de uma aposta.

Antônio Carlos Zago/ AE

Se Zago ainda pudesse se escalar como zagueiro do Palmeiras talvez a fase do time melhorasse...

8º) Guarani (de Oswaldo Alvarez para Vágner Mancini)
O Bugre até teve uma atitude exemplar: bancou o técnico que colocou o time na 1º divisão mesmo com o fracasso na Série A-2 do Campeonato Paulista. Só que veio a goleada por 8 a 1 contra o Santos na Copa do Brasil e a situação ficou realmente insustentável.

Ainda é impossível avaliar o trabalho de Vágner Mancini, mas trata-se de um técnico com qualidades que terá muito trabalho pela frente, mas pode fazer o time surpreender no Brasileirão 2010.

9º) Vasco (de Vágner Mancini para Gaúcho)
É outro caso em que a situação com o treinador parecia insustentável, já que a crise com Mancini era realmente grave. O problema é não contratar um substituto à altura e simplesmente fazer uma aposta de risco.

Nem todo mundo é Andrade. Efetivar um técnico interino durante a Copa do Brasil e pouco antes do início do Brasileirão tem tudo para ser um grande erro.

10º) Atlético-PR (de Antônio Lopes para Leandro Niehues)
A demissão do delegado até hoje é pouco compreensível na Baixada. O que dizer então da enorme confiança depositada em um técnico pouco experiente?

O resultado dessa combinação até agora foi a eliminação da Copa do Brasil ainda nas oitavas de final e o título do Coritiba no estadual. Mesmo assim, Leandro segue no cargo. Trata-se de um caso claro do velho clichê: “dois pesos e duas medidas”.

11º) Flamengo (de Andrade para nenhuma definição por enquanto)
A demissão do técnico campeão brasileiro de 2009 com certeza foi a pior mudança de técnico até agora, independentemente de quem assumir o cargo em seu lugar.

Só em pensar que especulam a efetivação de Rogério Lourenço já percebo o quanto o título do ano passado foi ilusório para o Flamengo, que segue com sua política de desordem e falta de planejamento total.

Read Full Post »

Como de costume, o Opiniões em Campo vai dar a cara pra bater e cumprir a promessa feita em fevereiro: os palpites sobre quem se classificaria na fase de grupo da Copa Libertadores serão conferidos agora. Junto com eles, aproveito para também comentar as oitavas de final, que começam nesta terça-feira.

1ª fase superada, os mata-matas virão cheios de promessas de ótimos jogos. Corinthians x Flamengo é o óbvio destaque, mas Cruzeiro e Inter terão bons desafios pela frente. Once Caldas x Libertad é outro ataente confronto. Agora vamos às analises grupo por grupo:

GRUPO 1
Palpites: Corinthians e Cerro Porteño
Resultado: Corinthians e Racing (URU)

Apostei na tradição do time paraguaio e me dei mal. Os uruguaios não se classificaram por causa do regulamento esdrúxulo da Libertadores, mas garantiram a segunda posição em um grupo cheio de times fracos, no qual o Corinthians sobrou sem sustos.

O que vem pela frente: o Corinthians enfrenta o Flamengo e é favorito por estar com um time arrumado e um ambiente extremamente melhor do que o do Rubro-Negro. Em um jogo como esse, não dá pra descartar quaisquer resultados, é claro, mas o time paulista deve seguir em frente.

GRUPO 2
Palpites: São Paulo e Once Caldas
Resultado: São Paulo e Once Caldas

O grupo não era tão óbvio e o Monterrey poderia ter embolado mais a classificação se tivesse se importado com a Libertadores. Não fez e ficou fácil para eu acertar o palpite em cheio.

O que vem pela frente: o São Paulo deve ter facilidade com o Universitario, mas o Once Caldas vai sofrer com o Libertad. Mesmo assim, com Castrillón, Moreno e mais alguns bons jogadores, deve superar o time paraguaio.

GRUPO 3
Palpites: Estudiantes e Bolívar
Resultado: Estudiantes e Alianza Lima

Apostei que a altitude poderia desequilibrar a favor do Bolívar, mas na verdade os times peruanos surpreenderam. Trouxeram dificuldades até para o Estudiantes, que quase não foi o primeiro do grupo.

O que vem pela frente: o Estudiantes precisa evoluir, mas enfrenta o mexicano San Luís e deve ter tempo para isso. Já o Alianza Lima enfrenta o Universidad do Chile e tem condições de continuar surpreendendo, já que o seu rival, apesar de favorito, não está tão bem.

GRUPO 4
Palpites: Libertad e Lanús
Resultado: Libertad e Universitario

Um dos grupos mais fracos da Libertadores acabou trazendo uma agradável surpresa: o atual campeão peruano superou o argentino Lanús e se classificou. Já o Libertad comprovou que está em um nível superior aos outros. O problema é que, como avisado desde o início, esse nível ainda é muito baixo para ir longe na Copa Libertadores.

O que vem pela frente: os dois times classificados devem ser eliminados. Aposto que Libertad e Universitario perderão, respectivamente, para Once Caldas e São Paulo.

GRUPO 5
Palpites: Inter e Cerro (URU)
Resultado: Inter e Deportivo Quito

O grupo do Colorado ficou mais equilibrado do que eu imaginava. Era claro que o Emelec estava fora da disputa, mas não acreditei no time equatoriano como segunda força da chave. Errei feio, pois ele realmente deu trabalho na Libertadores, mesmo que tenha ficado de fora das oitavas por causa do regulamento esdrúxulo da competição.

O que vem pela frente: O Inter está cheio de problemas e não vai ter um adversário fácil pela frente. O Banfield mostrou qualidades, é o atual campeão do Apertura, na Argentina, e deve eliminar o bagunçado time de Jorge Fossati.

GRUPO 6
Palpites: Nacional (URU) e Banfield
Resultado: Nacional (URU) e Banfield

Esse palpite eu me orgulho de ter acertado em cheio. O grupo era equilibrado, mas não houve surpresas. Pelo menos pra mim…

O que vem pela frente: O Nacional não vai facilitar para o Cruzeiro, mas corre sério riscos de ser eliminado, uma vez que a Raposa é experiente e bem treinada. Já o Banfield, como ja comentado, deve ir para a próxima fase após eliminar o Inter.

GRUPO 7
Palpites: Vélez Sarzfield e Cruzeiro
Resultado: Vélez Sarzfield e Cruzeiro

Mais uma vez o Colo Colo caiu em um grupo da morte e não conseguiu surpreender, mesmo com um time que mostrou qualidades. Vélez e Cruzeiro mostraram que tinha mesmo talento para não decepcionar, mesmo em um grupo complicado.

O que vem pela frente: Sem antes passar por algum sufoco, a Raposa provavelmente vai se classificar para as quartas de final. Já o Velez tem condições de superar o Guadalajara tranquilamente.

GRUPO 8
Palpites: Flamengo e Universidad do Chile
Resultado: Flamengo e Universidad do Chile

Foi avisado aqui: “o grupo não está fácil para o time brasileiro”. Não estava mesmo, o Fla vacilou demais e quase não se classificou. E vale observar que seus rivais nem jogaram tanto quanto eu esperava.

O que vem pela frente: Com tanta decepção, não dá pra imaginar outro resultado que não seja a precoce eliminação dos times que sobraram. Em turbulência, o Flamengo é zebra contra o Corinthians. Já o Universidad, caso evolua, tem boas chances contra o surpreendente Alianza Lima.

Read Full Post »

Em negrito – o jogador e o time que pretende contratá-lo
Em itálico – a posição e o último time do atleta

A fonte do boato está linkada no nome do jogador

DEMOROU!

Flamengo – Valdivia (M-Al-Ain) – O chileno seria o substituto ideal para Petkovic, que parece cada vez mais distante do Rubro-Negro.

Inter – Tinga (V-Borussia Dortmund) – Costumava jogar muita bola antes de sair do Brasil e não deve ter desaprendido na Alemanha. Sobraria por aqui.

TANTO FAZ…

Corinthians – Bruno César (M-Santo André) – Tem se destacado no Paulista, é verdade, mas seria apenas uma aposta para o banco de reservas.

Inter – Dalton (Z-Fluminense) – Jovem de potencial, encontraria dificuldades para ser titular no Colorado, que tem bons zagueiros experientes como Índio, Sorondo e Eller.

Palmeiras – Carlinhos (LE-Santo André) – Tem se destacado no Santo André, mas seus jogos em um clube grande, o Santos, foram de fracas atuações.

Vasco – Ariel (A-Coritiba) – O jogador é limitado e depende de estar em uma boa fase para ajudar o time. Está longe de ser a solução do Vasco.

CAI FORA!

Fluminense – Adriano (A-América-RJ) – O time já tem muitos atacantes como esse, rápido e para compôr elenco. Seria melhor prestigiar os jovens formados na categoria de base do time.

Palmeiras – Marcos Assunção (V-Grêmio-SP) – Um problema do alviverde paulista é o excesso de coadjuvantes no time. Contratar mais um não o faria evoluir.

NÃO ENXERGAM?

Maxi Moralez (M-Velez Sarzfield) – Tem sido um dos principais jogadores da Copa Libertadores até agora e com certeza não sairia barato da Argentina. Mas, através de parcerias com grupos de investimentos, os times brasileiros poderiam tentar sua contratação. Provavelmente valeria a pena.

Read Full Post »

Bayern de Munique e Lyon que me desculpem, mas o foco das semifinais da Liga dos Campeões estará em Barcelona x Inter de Milão. Não é um final antecipada, isso não existe em uma competição desse nível. Mas os atrativos para o jogo entre espanhóis e italianos são incontáveis.

Messi é o maior deles, já que tem feito história nos últimos dois anos. Do outro lado, Snejder é quem tem comandado as ações ofensivas da Inter e pode continuar brilhando. Mas há um duelo que chama a atenção de forma especial: Ibrahimovic x Eto’o.

Barça e Inter fizeram uma troca entre eles no começo da atual temporada e ficou uma pergunta no ar: quem levou a melhor com o negócio? Uma enquete foi feita aqui e 71% dos leitores preferiram o sueco.

Mas na prática a semifinal da Liga dos Campeões é que será um bom parâmetro pra responder isso. Agora é que chegou a hora de ver quem pode ser mais decisivo. O grande duelo só começa nesta terça, às 15h45, mas antes é possível tentar fazer uma prévia de quem levará a melhor:

  • Confronto direto: Os dois times já se enfrentaram na atual temporada, pela frase de grupos da Liga dos Campeões. O primeiro jogo, com os dois atacantes em campo, ficou 0 a 0. O segundo teve a vitória do Barcelona, apesar da ausência de Ibrahimovic. Mesmo assim, ponto para o sueco.
  • Número de gols: Ibrahimovic também leva a melhor no número de gols marcados na atual temporada. Ele fez 20, enquanto Eto’o anotou só 15.
  • Forma física: Eto’o está melhor, já que Ibra ficou de fora de jogos importantes recentemente, após uma lesão muscular. O atacante do Barça vai jogar contra a Inter, mas se recuperou há pouco tempo.
  • Companheiros: eles não vão resolver sozinhos, então precisam que outros jogadores também estejam em alta. Ibrahimovic tem o melhor parceiro possível, Messi. Como bônus, ainda tem Xavi para lhe dar assistências. Eto’o conta com os passes de Snejder, os cruzamentos de Maicon e a qualidade de Milito. É ótimo, mas os amigos do sueco ainda estão em um nível superior.
  • Momento do time: O Barcelona está com a confiança em alta após a vitória no clássico contra o Real Madrid. Enquanto isso, a Inter sofre para superar a Roma na tabela do Italiano. Ponto para Ibra de novo.

Sendo assim, não é difícil concluir que o momento é mais favorável para que Ibrahimovic faça os torcedores da Inter de Milão sentirem muito a sua falta.

Ibrahimovic na Inter? Agora só nos sonhos dos torcedores italianos...

Só que eu prefiro não duvidar de Eto’o, ainda mais em Liga dos Campeões. O camaronês cresce demais nessa competição e também pode fazer a torcida do Barça, que tanto comemorou seus gols decisivos, sofrer dessa vez.

Read Full Post »

Há mais de 1 mês atrás, o Opiniões em Campo trouxe à tona uma lista com os 11 reforços de 2010 que começaram bem em seus times.

Agora chegou a hora de mostrar o outro lado: não faltam contratações que geraram esperanças no começo do ano, mas parecem ter dado errado nos 20 principais times do futebol brasileiro.

São jogadores que até podem se recuperar ainda, já que os estaduais nunca são os parâmetros ideais para quaisquer análises. Mas o fato é que todos os listados abaixo só decepcionaram por enquanto:

1º) Marcelinho Paraíba (São Paulo)

Já tinha uma passagem bem sucedida no Morumbi e fez um bom Brasileirão 2009. Chegou com moral, mas logo virou reserva e agora o time parece ter conseguido se arrumar sem ele. Deve ficar esquecido por Ricardo Gomes…

2º) Giovanni (Santos)
É outro que chegou em alta por causa de seu ótimo passado no clube. Só que os Meninos da Vila não demoraram para deixá-lo no banco de reservas e fizeram com que suas chances no time ficassem cada vez mais raras.

3º) Cicinho (São Paulo)
Era para ser a solução do time em uma posição carente há anos no tricolor paulista. Entretanto, com problemas físicos, não rendeu o esperado até agora e até causou polêmica por estar na reserva. Deve se recuperar, mas por enquanto só decepcionou mesmo.

4º) Hugo (Grêmio)
Estava em baixa no São Paulo, é verdade, mas os gremistas apostavam que os ares do Olímpico poderiam fazer com que o Hugo de 2008 voltasse à tona. Por enquanto isso não aconteceu e até o jovem Maylson virou titular do meio-campo em seu lugar.

5º) Ramon (Flamengo)
Deveria assumir o lugar deixado por Petkovic naturalmente. Foi contratado para isso. Só que Vinícius Pacheco surpreendeu e tomou essa posição. Para piorar, agora Michael parece também ganhar espaço no meio-campo. Enquanto isso, Ramon fica sem chances no Fla.

6º) Willians (Fluminense)
Chegou do Palmeiras para ser o companheiro de Fred. Mas as boas revelações do tricolor carioca não deixaram: primeiro Maicon ganhou a vaga, depois foi a vez de Wellington Silva e ultimamente Alan é quem tem jogado no ataque.

7º) Angel Rojas (Goiás)
Mesmo com uma carreira irregular no Chile, o meia foi contratado para sanar os problemas de armação do time esmeraldino. Só que não tem jogado no time e deixou espaço para que Deyvid Sacconi, Wellington Saci e outros roubassem sua vaga.

8º) Renato Cajá (Botafogo)

A sua apagada passagem pelo Grêmio gerava desconfiança, é verdade. Mas havia a esperança de que ele poderia reencontrar seu futebol dos tempos de Ponte Petra. Não aconteceu e o Botafogo já foi até atrás de outros meias.

9º) Tcheco (Corinthians)
O meia até já teve seus bons momentos no Corinthians, mas parece que eles vão ficar cada vez mais raros. Com a efetivação de Jucilei como titular no meio-campo, ele perdeu espaço, já que tinha recebido uma chuva de críticas por seu mau começo no time.

10º) Carlinhos Paraíba (São Paulo)
Não chegou com tanta moral quanto seu ex-companheiro de Coritiba, Marcelinho Paraíba, mas o fracasso tem sido ainda maior: participou só de 5 jogos no tricolor paulista e nem é cotado para virar titular.

11º) Gustavo (Vasco)
Não encontrou seu bom futebol desde que saiu do Palmeiras e tem recebido chances cada vez mais raras no time cruzmaltino. Só uma provável mudança de técnico no futuro pode fazer com que sua situação mude dentro da equipe.

Read Full Post »

Em negrito – o jogador e o time que pretende contratá-lo
Em itálico – a posição e o último time do atleta

A fonte do boato está linkada no nome do jogador

DEMOROU!

Inter de Milão – Miguel Veloso (V-Sporting) – O português é bom de bola e seria uma opção interessante entre os reservas do time italiano.

Lyon – João Moutinho (M-Sporting) – O português se encaixaria bem no esquema do time francês, que precisa de meias criativos e marcadores.

Manchester City – Buffon (G-Juventus) – Seria uma contratação tão impressionante que fica até difícil acreditar nesse boato.

TANTO FAZ…

Inter de Milão – Hugo Lloris (G-Lyon) – Não é dó mesmo nível de Buffon, é claro, mas tem mostrado muito potencial pelo Lyon.

Juventus – Michel Bastos (M-Lyon) – É difícil saber se o brasileiro já está pronto para brilhar em um grande centro europeu, mas, pelo que tem feito na França, é justo que ele receba essa chance.

Manchester United – Benzema (A-Real Madrid) – Foi ofuscado por Higuaín no Real, mas pode ser uma opção melhor que Berbatov no time inglês.

Sporting – Diego Souza (M-Palmeiras) – O time português quer contratá-lo para o lugar de João Moutinho. Não daria certo nessa posição, mas pode render se for escalado de outra forma.

CAI FORA!

Juventus – Kuranyi (A-Schalke 04) – O brasileiro naturalizado até pode saber fazer gols, mas está longe de ser o centroavante diferenciado que o time italiano realmente precisa.

Milan – Cacau (A-Stuttgart) – Vou ter que me repetir: o brasileiro naturalizado até pode saber fazer gols, mas está longe de ser o centroavante diferenciado que o time italiano realmente precisa.

NÃO ENXERGAM?

Luka Modric (M-Tottenham) – O meia croata se recuperou bem de uma lesão recentemente e logo voltou a se destacar no duro futebol inglês. Tem habilidade e bom passe para brilhar em outros grandes clubes europeus.

Read Full Post »

Não gosto de explicar tudo por questões táticas no futebol, mas o que aconteceu com o Inter recentemente pode me forçar a usar esse expediente.

Desde que chegou no Inter, Jorge Fossati implantou o 3-5-2 ou o 3-6-1. Nunca entendi essa opção e até o critiquei aqui no blog por isso.

Entretanto, nos últimos dois jogos, o cenário mudou: o Inter jogou em um 4-4-2 básico, como demonstra a imagem abaixo, feito por Eduardo Cecconi, em seu ótimo blog:

Resultado: seis gols marcados, nenhum sofrido, vida mais tranquila na Copa Libertadores e no Campeonato Gaúcho, além de uma estabilidade maior para o próprio técnico.

Insisto: é importante não simplificar tudo a uma questão tática. E é preciso ressaltar também que o futebol do Colorado nesses jogos vitoriosos não foi impressionante, longe disso.

Mas um ponto ficou bem claro: se quiser um time minimamente competitivo, é melhor Fossati escalar o Inter no 4-4-2. Caso contrário, cabeças irão rolar. E a primeira será a do uruguaio!

Read Full Post »

Older Posts »