Feeds:
Posts
Comentários

Archive for setembro \30\UTC 2010

O Brasileirão 2010 segue com uma incrível média de quase uma mudança de técnico por rodada. Marcelo Rospide, ex-Grêmio-SP, foi o último demitido – nem deveria ter sido contratado, claro. Agora o Flamengo tem indicado que Silas pode ser a próxima vítima dessa situação alarmante, na qual todos treinadores parecem interinos em seus cargos.

Elaborei uma lista das piores trocas de técnicos que aconteceram durante o Brasileirão. Não foi fácil, pois as opções negativas eram muitas. Pensei em usar o aproveitamento de pontos com cada técnico para fazer isso, mas creio que estatísticas são insuficientes para isso. É preciso levar em conta questões complexas dos contextos de cada caso. Com esses critérios e essas análises, fiz a lista abaixo:

11º) São Paulo – saiu Ricardo Gomes. Sérgio Baresi assumiu interinamente.
Realmente o time precisava muito de uma mudança de técnico, mas era algo que precisava ter sido melhor pensado. Baresi tem trazido novidades interessantes para o São Paulo, principalmente na revelação de jogadores, mas claramente ele não está pronto para ficar no cargo. E o pior: o Tricolor Paulista perdeu a chance de contratar Dorival Júnior.

10º) Vasco – saiu Celso Roth. PC Gusmão assumiu.
O time carioca não poderia ter perdido o técnico que depois virou campeão da Copa Libertadores. É claro que o trabalho de PC Gusmão também tem dado algum resultado, mas a equipe segue lutando contra o rebaixamento, sendo que poderia estar em uma situação melhor.

9º) Flamengo – Rogério Lourenço. Silas assumiu.
A crise enfrenta pelo Rubro-Negro atualmente é resultado de uma troca que foi justificada da pior maneira possível: Zico deixou claro que só fez isso por causa da torcida. Ora, se ele vai deixar os flamenguistas comandarem o time dessa maneira, é melhor pedir demissão e entregar seu cargo de uma vez.

8º) Vasco – Gaúcho saiu. Celso Roth assumiu.
É claro que Gaúcho não era o nome certo para comandar o Vasco no Brasileirão, mas os erros aqui foram outros: em primeiro lugar, o elenco do Vasco era muito fraco no começo da competição e não houve tempo para que os reforços estreassem sob o comando de Gaúcho. E a própria sucessão também foi um erro, como já comentado acima.

7º) Goiás – Leão saiu. Jorginho assumiu.
Difícil é saber o que foi pior: ter dado a chance para que Leão ficasse no cargo por tanto tempo ou contratar um técnico ainda inexperiente para consertar toda a bagunça que foi deixada. Jorginho chegou há pouco tempo e até conseguiu alguns poucos bons resultados, mas não deve fazer o time escapar do rebaixamento.

6º) Ceará – PC Gusmão saiu. Estevam Soares assumiu.
Aqui os resultados são implacáveis: com um técnico, o time estava organizado defensivamente e até estava no alto da tabela. Com outro treinador, já era esperada uma queda de rendimento, mas Estevam desorganizou o time, que já virou candidato ao rebaixamento novamente.

5º) Atlético-GO – Geninho saiu. Roberto Fernandes assumiu.

O time de Goiás tentou aproveitar a pausa para a Copa do Mundo e mudou seu treinador, mas rapidamente teve que admitir que fez a escolha errada: Roberto Fernandes ficou no cargo apenas por quatro rodadas, fazendo o time desperdiçar um bom período que teve para treinamentos.

4º) Grêmio-SP – Toninho Cecílio saiu. Antônio Carlos Zago assumiu.

Não era hora para uma aposta. E Zago por enquanto é apenas só isso. O time de Presidente Prudente errou demais ao substituir um técnico que, se não era o ideal, pelo menos estava conseguindo surpreender. Com a reposição mal feita, a entrada na zona do rebaixamento foi uma questão de tempo.

3º) Ceará – Estevam Soares saiu. Mário Sérgio assumiu.
Se tudo já tinha ficado ruim com a saída de PC Gusmão, imagine quando chegou um técnico que há anos só tem acumulado trabalhos ruins. Ele quis fazer uma grande reformulação no elenco, mas durou apenas um mês no cargo e só piorou a situação do Ceará.

2º) Grêmio-SP – Antônio Carlos Zago saiu. Marcelo Rospide assumiu.
Aqui é necessária a utilização dos números: 15 pontos foram disputados desde que essa mudança foi efetuada no time prudentino,  mas nenhum foi conquistado. Após cinco derrotas seguidas, Rospide pediu demissão e provou que nem deveria ter sido contratado.

1º) Vitória – Ricardo Silva saiu. Toninho Cecílio assumiu.
Não havia um motivo para a demissão de Ricardo Silva, que tinha levado o time à final da Copa do Brasil. Mesmo assim, a troca aconteceu e só serviu para piorar a situação do time baiano na tabela, com crises e derrotas vexatórias. Após 9 rodadas, Toninho foi demitido e a diretoria do Vitória admitiu seu erro ao voltar com Ricardo Silva no comando da equipe.

É claro que existem casos nos quais o resultado foi inverso: um novo técnico chegou e mudou para melhor a situação do time. Foi assim com Carpegiani no Atlético-PR, e com Renato Gaúcho no Grêmio, só para citar dois exemplos. Mas a cautela nesse tipo de decisão deve sempre prevalecer. O que não tem ocorrido de maneira nenhuma no Brasileirão 2010 ultimamente.

Que não só o Flamengo siga esse receita, mas Ceará, Santos, São Paulo e Avaí também tomem cuidado. Todos estão sem técnicos efetivados no momento e podem se complicar com essa importante decisão. Quem vai querer engrossar a lista acima?

Anúncios

Read Full Post »

O ORGULHO DA TORCIDA

Fluminense – Foi um sufoco, já que o Avaí conseguiu montar uma retranca realmente forte, mas Conca fez o gol da vitória que deixou o time ainda mais tranquilo na liderança do Brasileirão.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Guarani – Perdeu feio para o lanterna, o Grêmio-SP. Foi uma goleada de 4 a 2 para preocupar qualquer torcedor do Bugre. Não creio que o time vá ser rebaixado, mas é melhor que ninguém lá tenha essa mesma confiança.

TROFÉU HERÓI

André Lima – Foi fundamental na vitória do Grêmio contra seu ex-time, o São Paulo, ao marcar dois gols na vitória por 4 a 2.

TROFÉU VILÃO

Renan – Marcos Assunção, Valdívia e Kleber tiveram boas atuações, mas na verdade o goleiro do Inter foi o principal responsável pela vitória do Palmeiras por 2 a 0.

Ao montar a barreira, ele subestimou a capacidade de Assunção no primeiro gol. No segundo, confirmou sua má fase e seguiu sua sina recente de se mostrar um goleiro inseguro, ao contrário do que era quando foi revelado.

DESTAQUE PARA O JOVEM

Gabriel Silva – O lateral-esquerdo do Palmeiras tem evoluído e mostrado um pouco do futebol que o fez ser uma das principais revelações da Copa São Paulo de 2010.

VALEU O INGRESSO

Éder Luis – Foi impressionante. Outro golaço para ficar entre os principais do Brasileirão, assim como o de Alex Sandro na última rodada. Ele partiu do meio-campo, passou por três defensores do Santos na velocidade e finalizou com precisão.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Grêmio 4 x 2 São Paulo – Além da grande quantidade de gols, vale valorizar essa partida por ter sido uma partida quente, na qual os dois times estavam nervosos e com excessiva vontade de mostrar futebol.

TÉDIO EM 90 MINUTOS

Ceará 0 x 0 Atlético-MG – Times provaram porque estão há cinco rodadas sem vitórias no Brasileirão. O empate foi péssimo para ambos, que só poderiam estar na luta contra o rebaixamento mesmo.

DETALHE TÁTICO

Flamengo – Silas isolou o atacante Deivid ao escalar cinco jogadores no meio-campo e montou um verdadeiro ferrolho, que pouco funcionou e quase entregou a vitória nas mãos do Goiás.

DETALHE DO TÉCNICO

Cuca – O técnico do Cruzeiro foi bem ao colocar o jovem e rápido Wallyson no lugar de Thiago Ribeiro. Ele entrou para fazer o gol que matou o jogo contra o Atlético-GO, vencendo por 3 a 0.

O FUTEBOL É INJUSTO

São Paulo prejudicado – Não houve pênalti para o Grêmio marcado pelo fraco Ricardo Marques Ribeiro. Mas vale lembrar que depois ainda houve uma falha de Rogério Ceni, mostrando que a vitória do Grêmio não veio só por causa do erro da arbitragem.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Botafogo – Em um jogo cheio de polêmica para todos lados, o time carioca pelo menos conseguiu um empate e ainda saiu com a sensação de que a vitória poderia ter acontecido. Por essa eu não esperava.

PAPO RETO

Silas,

Você errou feio.

Foi realmente um absurdo sua declaração que expôs o zagueiro Jean como culpado pelo empate contra o Goiás. Não é o caso para demití-lo, mas, caso isso aconteça, saiba que você mereceu por esse ato irresponsável.

ACRÉSCIMOS

Palmeiras fora do Pacaembu – É realmente interessante notar como o time de Felipão não se deu bem com o estádio que sempre foi utilizado pelo seu rival, o Corinthians. Bastou mudar para a Arena Barueri e foi confirmada uma importante sequência de vitórias do time.

Read Full Post »

O ORGULHO DA TORCIDA

Inter – Com raça de sobra, mostrando que realmente se precoupa com o Brasileirão, conseguiu bater o ex-líder Corinthians por 3 a 2, para a festa de um Beira-Rio empolgado.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

São Paulo – Quando achei que ninguém mais seria surpreendido pelo Goiás, o Tricolor Paulista perdeu de 3 a 0 para o Esmeraldino logo no Morumbi.

TROFÉU HERÓI

Neymar – Em uma rodada cheia de destaques individuais, o atacante santista foi o principal deles, mas só por causa de tudo que antecedeu sua grande atuação na vitória do Santos contra o Cruzeiro, por 4 a 1.

Mas Jefferson (Avaí), Kléber (Palmeiras), Rodriguinho (Fluminense) e Victor (Grêmio) também foram grandes heróis da rodada.

TROFÉU VILÃO

Dedé – O bom zagueiro do Vasco fez o pênalti que decidiu o jogo contra o Guarani, convertido por Baiano.

DESTAQUE PARA O JOVEM

Renan Ribeiro – O jovem goleiro aparece como esperança para sanar os problemas debaixo das traves do Atlético-MG.

Ele não teve culpa nos gols da vitória do Grêmio por 2 a 1 e pode ser que realmente seja melhor do que Fábio Costa ou Aranha.

VALEU O INGRESSO

Alex Sandro – O versátil e talentoso jovem do Santos aplicou um belo drible e finalizou por cobertura contra o goleiro Fábio.

Foi um dos gols mais bonitos do Brasileirão 2010 até agora, sem dúvidas.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Internacional 3 x 2 Corinthians – Foi uma partida de boa técnica mostrada desde o início, mas a emoção no final foi o que fez dele um dos melhores jogos desse Brasileirão.

TÉDIO EM 90 MINUTOS

Guarani 1 x 0 Vasco – Só polêmicas com a arbitragem não salvam uma partida fraca entre times apenas medianos.

DETALHE TÁTICO

Santos no 4-3-3 – O interino Marcelo Martelotte voltou a escalar o time no esquema tático ao qual os jogadores já estão acostumados. Com certeza esse é um dos motivos para a goleada do Santos sobre o Cruzeiro.

DETALHE DO TÉCNICO

Celso Roth – Todas suas substituições foram bem feitas. Ele foi ousado ao colocar Edu quando Tinga se machucou e teve estrela por fazer entrar em campo Andrezinho e Alecsandro, autores de um gol cada no duelo contra o Corinthians.

O FUTEBOL É INJUSTO

Flamengo prejudicado – Quando o jogo ainda estava 1 a 0 para o Palmeiras, Gabriel Silva fez pênalti em Diogo, mas o goiano André Luiz Castro não apitou no lance.

Não foi por isso que o Flamengo perdeu, já que seus problemas vão além da má arbitragem desse jogo, mas de fato a jogada poderia ter dado outros rumos para a partida.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Fluminense – Voltou ao topo da tabela após bater o Vitória, em pleno Barradão, por 2 a 1, logo quando eu acreditava que o time baiano cresceria de volta na competição.

PAPO RETO

Dorival Júnior,

Você não se arrependeu?

Ao ver Atlético-MG 1 x 2 Grêmio, não consegui parar de pensar o quão corajosa foi sua atitude de assumir o Galo agora. Admiro, mas não entendo. Acredito que não vai dar certo para você dessa vez.

ACRÉSCIMOS

Equilíbrio – O Brasileirão pegou fogo de vez. É nesse momento que a disputa fica mais animada, pois existe muita briga por posição nivelada e qualquer tropeço é extremamente decisivo.

Tanto em cima quanto embaixo da tabela veremos boas brigas nas próximas rodadas, como já aconteceu nessa 25ª.

Read Full Post »

O ORGULHO DA TORCIDA

Vitória – Bateu o Avaí por 3 a 0 e mostrou que, com Ricardo Silva no comando técnico de volta, pode se livrar do rebaixamento com mais tranquilidade.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Goiás – Perdeu até para o Atlético-GO e segue comprovando que a escolha por Jorginho foi extremamente arriscada. O rebaixamento etá cada vez mais nítido.

TROFÉU HERÓI

Jucilei e Elias – É impressionante o que essa dupla tem feito pelo Corinthians. Difícil é dissociá-los e eleger quem está melhor no Brasileirão 2010. Foram fundamentais em todos sentidos na vitória por 3 a 2 contra o Santos.

TROFÉU VILÃO

Fábio Costa – Sua enésima falha em um gol de Carlinhos abriu espaço para a goleada do Fluminense, que resultou na esperada demissão de Vanderlei Luxemburgo.

DESTAQUE PARA O JOVEM

Elkeson – O meia-atacante do Vitória fez um belo gol e, mesmo jogando mais recuado às vezes, foi importante no jogo contra o Avaí. É uma da boas revelações desse Brasileirão 2010.

VALEU O INGRESSO

Carlinhos – Coroou sua excelente atuação com um gol de velocidade e habilidade na goleada contra o Atlético-MG.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Santos 2 x 3 Corinthians – Foi uma partida cheia de reviravoltas, bons duelos táticos e interessantes destaques individuais. E praticamente excluiu mais um candidato ao título. Que jogo!

TÉDIO EM 90 MINUTOS

Grêmio-SP 0 x 1 Palmeiras – Juntos, os times tiveram apenas duas chances de gol no 1º tempo. É claro que não melhorou muito na 2ª etapa, fazendo o jogo ser um dos mais entediantes desse Brasileirão.

DETALHE TÁTICO

Goiás no 4-3-3 – Jorginho apostou em um estilo ofensivo para enfrentar o Atlético-GO, mas deixou a equipe toda torta e bagunçada em campo. Resultado: derrota por 3 a 1 que só gera mais preocupações no Esmeraldino.

DETALHE DO TÉCNICO

Sergio Baresi – Promoveu a entrada de Ricardo Oliveira no 2º tempo e, em um lance de oportunismo, o atacante decretou a vitória apertada do São Paulo contra o Guarani.

O FUTEBOL É INJUSTO

Santos prejudicado – Houve um impedimento no lance decisivo do clássico contra o Corinthians. É um lance que precisa ser registrado, mas não dá para condenar o árbitro ou seu assistente pelo engano.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Flamengo – Não imaginava que o Flamengo arrancasse sequer um empate contra o Grêmio, no Olímpico. Ainda mais com gols de Kléberson e Petkovic

PAPO RETO

Luxemburgo,

Fica tranquilo.

Você caiu fora, mas deixou seu tão falado “projeto” de colocar o Galo na Série B bem encaminhado.

ACRÉSCIMOS

Atlético-PR – Estou realmente surpreso com a campanha do Furacão.

Era uma das minhas apostas para o rebaixamento, mas, com um táticas simples e jovens jogadores, o time está perto de chegar até no G3. Não confio que irá tão longe, mas não duvido mais do Atlético-PR.

Read Full Post »

 
 “Acho que errei porque não comuniquei à diretoria a decisão de manter o afastamento do Neymar”. Para mim foi essa frase de Dorival Júnior que encerrou quaisquer discordâncias sobre a briga entre ele, a diretoria do Santos e Neymar. Conclusão: foi uma confusão absurda na qual todos erraram feio.

O problema é que alguns comentaristas esportistas e boa parte da opinião pública culparam apenas os dirigentes do Peixe o próprio Neymar por todo esse problema. É evidente que não foi isso. A frase do 1º parágrafo comprova que Dorival também se enganou

José Ilan, por exemplo, defendeu demais o técnico, classificando como “esdrúxula” e “fantasiosa” a versão do clube, que apontava o erro óbvio de Dorival. Já Carlos Cereto escreveu que “nada justifica a demissão do treinador campeão paulista e da Copa do Brasil”. Pois eu entendo que é justificável sim. O presidente Luiz Álvaro Ribeirou sentiu-se traído e, sem confiança, não há parceria que funcione. Normal.

É claro que “o Santos também poderia ter sido mais maleável”, como sugeriu Lédio Carmona. Mas não foi e ainda vai pagar caro por isso. Porém, isso não pode apagar alguns fatos , já que “Dorival Jr. falhou no controle de um grupo de talentos e egos”, como destacou Maurício Noriega.

E mais: PVC escreveu que, se Dorival for para o São Paulo, será um bom desfecho para o técnico. Não concordo. Isso só vai levantar ainda mais as suspeitas de que todos esses erros explicados acima foram uma forçada de barra para sair do Santos. Talvez porque tudo já estivesse acertado com o time do Morumbi.

Afinal, como Vitor Sérgio indicou, “é esquisito Dorival Júnior não brigar pelos R$ 2 milhões da multa recisória”. Enfim, seria uma sujeira feia, mas típica do futebol. Mas agora, de acordo com o mesmo PVC, parece que o São Paulo já descartou a contratação de Dorival. Menos mal!

Ao final, o que mais importa é: como Neymar vai reagir a essa situação? Quais serão as consequências dessa confusão? É claro que, assim como nos dribles, o jovem atacante pode nos surpreender. Porém, todos comentaritas, inclusive eu, concordam que a perspectiva é das piores. Tudo indica que Neymar é quem mais perderá com seu erro e com todos esses erros ao seu redor

 

Read Full Post »

Em negrito – o jogador e o time que pretende contratá-lo
Em itálico – a posição e o último time do atleta

A fonte do boato está linkada no nome do jogador

DEMOROU!

Arsenal – Jesús Navas (M-Sevilla) – O time já tem boas opções para a posição, mas trata-se de um jogador que tem feito boas temporadas e pode se mostrar realmente diferenciado em um time maior.

Bayern de Munique – Miranda (Z-São Paulo) – Desde que perdeu Lúcio, o time bávaro precisa mesmo de um zagueiro mais diferenciado. E Miranda não deve ter problemas para se adaptar na Alemanha, já que a maioria dos zagueiros brasileiros costumam ir bem por lá.

Chelsea – Toni Kroos (M-Bayern De Munique) – É um jovem de muito talento e habilidade. Só não pode ser visto como o “substituto de Lampard”, como tem sido rotulado por aí. São características diferentes.

Inter de Milão – Kaká (M-Real Madrid) – Ainda confio que o meia brasileiro pode recuperar sua melhor forma física e superar o fracasso que tem sido sua passagem pelo Real Madrid. Tem tudo para ser uma boa aposta da Inter.

Juventus – Benzema (A-Real Madrid) – O atacante francês não é tão diferenciado quanto parecia ser assim que surgiu no Lyon, mas com certeza seria a melhor opção de centroavante que o time de Turim teria.

Manchester United – Stekelenburg (G-Ajax) – Seria interessante ver essa troca de holandeses no futuro, quando Van der Sar enfim se aposentar.

TANTO FAZ…

Juventus – Scott Brown (M-Celtic) – O time italiano precisa de reforços e de um “fato novo” para conseguir fugir de uma campanha tão ruim quanto foi a da temporada passada. De repente a aposta no escocês pode ser esse diferencial.

Juventus – Valon Behrami (M-West Ham) – O suíço nunca mostrou nada que me chamasse a atenção, mas joga em uma posição carente na Juve.

Real Madrid – Juanmi (A-Málaga) – Seria mais uma aposta do Real em um jovem que parece ter futuro, mas por enquanto não é nada mais do que isso: uma contratação de risco.

Real Madrid – Zárate (A-Lazio) – Chegaria para ser apenas uma opção razoável no banco de reservas, caso Benzema realmente saia para a Juventus.

CAI FORA!

Juventus – Mahamadou Diarra (V-Real Madrid) – Já mostrou no Real Madrid que não tem nível para defender um dos maiores times a Europa.

Liverpool – Gokhan Inler (M-Udinese) – Os Reds precisam de jogadores mais técnicos e habilidosos em seu meio-campo. Inler não vai melhorar a saída de bola, um dos problemas atuais do time.

Manchester United – Lass Diarra (V-Real Madrid) – É um bom marcador, mas isso o time já tem aos montes. Seria melhor investir em jogadores que pudessem jogar de forma mais avançada no meio-campo.

NÃO ENXERGAM?

Pjanic (M-Lyon) – O bósnio tem apenas 20 anos, mas já mostrou que pode ser um jogador interessante no meio-campo. É técnico e sabe marcar. Os clubes grandes da Europa devem crescer o olho nele em breve.

Read Full Post »

O ORGULHO DA TORCIDA

São Paulo – Mesmo sem um futebol tão convincente, conseguiu uma vitória no clássico contra o Palmeiras e afastou uma crise que parecia voltar.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Atlético-MG – Teve um jogador a mais que o Vitória desde a metade do primeiro tempo, quando perdia por 2 a 0. Até conseguiu empatar, mas sofreu um gol depois e pagou mico em casa.

TROFÉU HERÓI

Rodriguinho – Fez dois gols contra o Flamengo e evitou que o Fluminense perdesse um clássico no dia que perdeu a liderança do Brasileirão para o Corinthians. Sem ele, os problemas do Tricolor Carioca seriam ainda maiores.

TROFÉU VILÃO

Harlei – Sofreu um frango e, apesar do Goiás ter empatado o jogo, seu erro foi cruel para um time que precisava demais da vitória contra o Ceará.

DESTAQUE PARA O JOVEM

Marcelinho, o agora chamado Lucas – Impressionou a forma como ele chamou a responsabilidade no 2º tempo do clássico entre São Paulo e Palmeiras, fazendo um gol e uma assistência.

Tiro o chapéu para ele. Só não me peçam para me acostumar rapidamente com essa sua boba mudança de nome.

VALEU O INGRESSO

Elias – A tabela perfeita dentro da área, com direito a um passe de calcanhar, foi perfeito e com certeza é um lance raro de se ver. Por isso foi o escolhido.

Mas sobraram golaços como poucas vezes nesse Brasileirão: Renato Abreu, Daniel Carvalho, Rodriguinho, Jonas, Alessandro, Montillo e Wellington Monteiro fizeram bonitas pinturas em campo.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Flamengo 3 x 3 Fluminense – O grande clássico do Rio de Janeiro foi cheio de gols e  emoção, como costuma acontecer nos Fla-Flus.

Ficaram evidentes os problemas defensivos dos dois times, mas o importante é que isso porporcionou um belo espetáculo no Engenhão.

TÉDIO EM 90 MINUTOS

Guarani 0 x 0 Santos – Não foi um jogo com grandes oportunidades de gol e o pior é que o resultado não foi bom para nenhuma das equipes.

DETALHE TÁTICO

3-5-2 do Avaí – Antônio Lopes testou essa tática nos dois últimos jogos do time, saindo com um empate fraco contra o Vitória e uma derrota terrível, em casa, contra o Grêmio.

É melhor o Delegado repensar essa mudança.

DETALHE DO TÉCNICO

Ricardo Silva – Teve coragem de manter o Vitória em campo com um centroavante e fez bem ao trocar Júnior por Schwenck, que deu a assistência para o gol decisivo de Henrique na vitória por 3 a 2 contra o Galo.

O FUTEBOL É INJUSTO

Vasco merecia mais – O Inter até foi bem ao resistir à pressão do adversário, mas a verdade é que o time carioca jogou melhor e poderia tranquilamente ter voltado com pontos de Porto Alegre.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Grêmio – Após vacilar em casa, não dava para imaginar que o time gaúcho reagiria tão bem. Pois bateu o Avaí por 3 a 0 em plena Ressacada, mostrou um futebol bonito e ressurgiu no Brasileirão.

PAPO RETO

Atlético-GO e Grêmio-SP,

Vocês já estão rebaixados.

É incrível como, mesmo tão cedo, está cada vez mais claro o quanto vocês são inferiores aos outros times do Brasileirão. Tomem cuidados apenas para não passarem tanta vergonha. A Série B de 2011 os espera!

ACRÉSCIMOS

Felipão e Luxemburgo – É curioso notar como esses dois técnicos, que até outro dia eram os melhores do Brasil, têm errado constantemente.

O técnico do Palmeiras inventou Márcio Araújo como ala-direito no jogo contra o São Paulo. Já Luxa tentou jogar com Diego Tardelli e Obina, dois centroavantes. É claro que nada disso deu certo.

Read Full Post »

Older Posts »