Feeds:
Posts
Comentários

Archive for junho \28\UTC 2011

Vai começar a Copa América! É uma competição pouco atraente para muitos, os próprios jogadores não parecem se importar tanto, mas uma pessoa precisa se preocupar especialmente com ela: Mano Menezes. O técnico da Seleção Brasileira pode sim perder o cargo na Argentina, até porque há uma sombra grande crescendo atrás dele. Explico…

Muricy Ramalho é o nome dessa sombra. Com o título do Santos na Copa Libertadores, ele afastou mais uma de tantas críticas tolas que fazem sobre seu trabalho. Arrumou a defesa santista rapidamente, soube lidar com os vários desfalques do time e provou porque é o melhor técnico do Brasil atualmente.

Muricy Ramalho e Mano Menezes

Vai entregar o cargo também, Mano?

Por outro lado, Mano não conseguiu até agora sequer um resultado convincente com a Seleção. Apenas perdeu ou empatou jogos difíceis e até algumas vitórias contra equipes fracas foram magras, discretas, feias mesmo. É claro que não dá pra analisar apenas resultados e é preciso lembrar que Mano também já acertou algumas vezes. Mas todos sabem o quanto são importantes os resultados para segurar um técnico no futebol brasileiro.

Então chegou a hora de provar que a Seleção vai evoluir. Tempo não vai faltar e nem obra-prima – os principais jogadores do Brasil foram convocados e estão aptos a jogar. Já existe até um time titular definido, que é bem forte: Júlio César; Daniel Alves, Lúcio, Thiago Silva e André Santos; Ramires, Lucas Leiva e Ganso; Neymar, Alexandre Pato e Robinho

Eu faria poucas modificações no time acima. O problema, porém, é maior do que colocar esse ou aquele jogador. É preciso encaixar a movimentação certa no ataque. Não pode acontecer, como contra a Holanda, da equipe ficar congelada, com os jogadores distantes uns dos outros. Dessa forma, a Seleção ficará dependente de lances individuais.

E é nisso que entrará o papel de Mano Menezes. Ele precisa corrigir esse problema e ainda manter o time forte defensivamente. Caso consiga, vai longe na Copa América e se firma no cargo até 2014. Caso contrário, Muricy está pronto para substituí-lo e a pressão para que isso aconteça será enorme.

Anúncios

Read Full Post »

Não é pouco: as duas maiores torcidas do Brasil podem ter se iludido neste final de semana. Flamenguistas e corintianos se empolgaram, já que seus times conseguiram goleadas importantes na sexta rodada do Brasileirão.

Não tenho a pretensão de cortar a animação de ninguém, mas é preciso ter os pés no chão. É necessário destacar que esses resultados de Flamengo e Corinthians, na verdade, são ilusórios. Explico…

No sábado, o Fla venceu o Atlético-MG por 4 a 1. Mas o jogo foi fraco, péssimo mesmo. O resultado veio de virada exatamente porque o começo de jogo dos rubro-negros foi apático. Escalado com 3 zagueiros, o time parecia bagunçado taticamente de novo e ninguém brilhava individualmente.

Veio o gol do Atlético-MG, mas logo Luxemburgo corrigiu seu erro, tirou o terceiro zagueiro e o time foi pra cima. Ronaldinho empatou o jogo, ganhou confiança e passou a se destacar. Tudo deu certo, a virada e a goleada aconteceram rapidamente. Mas não dá para esquecer o parágrafo anterior. Não dá pra esquecer que o Fla ainda é um time inseguro, capaz de fazer péssimos jogos, dependente de destaques individuais e com um técnico que erra demais. E também não dá para depender desses brilhos esporádicos do Ronaldinho…

Ronaldinho Gaúcho/ Vipcomm

Ronaldinho Gaúcho ainda precisa fazer muito mais para mandar alguém calar a boca. Calma!

No domingo, o Corinthians venceu o São Paulo por 5 a 0. Mas o limitado time do Tite não pode esquecer que enfrentou um adversário jovem e inexperiente. Um rival completamente desfalcado, que não tinha seus melhores jogadores no Brasileirão, Lucas e Casemiro. E, acima de tudo, um time com um a menos – é inegável que a expulsão de Carlinhos Paraíba determinou o resultado.

É claro que o Corinthians tem muito o que comemorar, pois realmente tem encontrado peças muito interessantes e surpreendentes para seu elenco, como Danilo, Welder e William. Mas ainda é pouco, muito pouco…

As duas maiores torcidas do Brasil podem se empolgar. Seus times tem condições até de brigar pelo título. Mas é preciso calma, muita calma. Também não duvido que essa empolgação só dure por poucas rodadas.

Read Full Post »

Foi automático: assim que o Santos se sagrou campeão da Libertadores 2011, todos já passaram a imaginar uma possível final entre o time de Neymar e o Barcelona de Messi no Mundial de Clubes. Entendo a reação de todos, pode ser um encontro sensacional mesmo.

Mas eu fiquei com outra preocupação, que é até mais importante por ser mais imediata: e o Brasileirão 2011? Explico…

O título da Libertadores pode prejudicar o Santos no Brasileirão de duas formas: em primeiro lugar, porque aumenta ainda mais as chances de times europeus quererem contratar os Meninos da Vila. E também porque o próprio elenco santista corre o risco de ficar desmotivado para a sequência do Brasileirão, mantendo o foco no Mundial.

Para não voltar muito tempo basta lembrar o que aconteceu com o Internacional em 2010. O Colorado tinha chances de ser campeão brasileiro, mas só lutou realmente por isso até outubro, no máximo. Depois, faltou foco, o time caiu na tabela e ainda viveu a “mazembada” em Abu Dhabi. Ou seja, não valeu a pena.

O Santos ainda tem tempo de fazer diferente. Soma apenas 5 pontos em 4 jogos no Brasileirão 2011, mas tem time suficiente para conseguir uma arrancada e depois se manter no topo da tabela. Ainda mais depois da chegada de Borges, a peça que faltava nesse perigoso ataque santista.

E é claro que isso passa também pela manutenção do time que foi campeão da Libertadores. O elenco não é tão grandioso e não tem condiçõs de lidar sequer com a saída de coadjuvantes importantes, como Danilo, Arouca ou Adriano. Caso o desmanche aconteça, mesmo que seja com a saída desses jogadores, o Brasileirão pode perder seu principal favorito ao título atualmente. Mas caso contrário…

Se o Santos manter o foco e não sofrer um desmanche, vai ser campeão brasileiro com uma facilidade como há muito não se vê.

Edu Dracena/ AFP

Edu Dracena, prepara-se para levantar outro troféu

Read Full Post »

Em negrito – o jogador e o time que pretende contratá-lo
Em itálico – a posição e o último time do atleta

A fonte do boato está linkada no nome do jogador

DEMOROU!

Botafogo – Diego (M-Wolfsburg) – A fase do meia é muito ruim, mas ele tem futebol para voltar ao Brasil e sobrar por aqui.

Botafogo – Gustavo (Z-Lecce) – Chegaria para ser o melhor zagueiro da irregular defesa do Botafogo.

Flamengo – Alex Silva (Z-São Paulo) – Estava mal no São Paulo durante o primeiro semestre, mas ainda dá para confiar que ele pode jogar bem melhor.

Flamengo – Kleber (A-Palmeiras) – Tem mostrado no Palmeiras que pode jogar como centroavante também e, portanto, se encaixaria bem no ataque do Fla.

TANTO FAZ…

Corinthians – Samudio (LE-Libertad) – O time precisa mesmo de um jogador melhor para a posição, mas é arriscado dizer que essa seria a solução.

Flamengo – André (A-Bordeaux) – Trata-se de um jovem que ainda precisa provar algo, mas pode ser uma boa aposta do Fla.

Fluminense – Rafael Sóbis (A-Internacional) – Talvez o reencontro com Abel Braga faça o atacante reencontrar seu melhor futebol. Talvez…

CAI FORA!

Botafogo – Alexandre Oliveira (A-Al Wasl) – Prefiro ver o Bota apostar em seus jovens, como Alex, a vê-lo trazer um centroavante de qualidade duvidosa.

Ceará – França (A-Kashiwa Reysol) – O Ceará já tem um time velho demais para apostar em mais um veterano. Não precisa honrar tanto assim o apelido de “Vozão”.

Grêmio – Cañete (M-Universidad Católica) – Não mostrou ter nada demais na Copa Libertadores. Seria uma aposta arriscada e só.

NÃO ENXERGAM?

Diego Renan (LE-Cruzeiro) – Já demorou para alguém tirá-lo do time mineiro. Um jovem de potencial como ele não pode ficar tão esquecido no banco de reservas.

Read Full Post »

Contratado sem alarde, vindo de um time menor, ele não impressionou tanto nos primeiros jogos. Teve atuações irregulares, até mostrou que poderia ser útil, mas nunca convenceu como titular. As vaias logo vieram, mas o técnico insistiu em utilizá-lo. De repente, quando começou o Brasileirão 2011, tudo mudou. Com boas atuações consecutivas, ele honrou o irônico apelido em referência a Messi, o melhor jogador do mundo atualmente.

Tanto Marlos, do São Paulo, quanto Luan, do Palmeiras, viveram tudo que foi descrito acima. “Lionel Marlos” e “Luanel Messi” sempre foram criticados, mas cresceram de produção nos últimos jogos, foram decisivos e finalmente calaram as vaias das suas torcidas. São destaques do líder e vice-líder do Brasileirão, respectivamente.

Luanel Messi/ Verdazzo.com.br
A brincadeira é muito boa. O problema é se no time levarem ela a sério…

Então só há motivo para festa, certo? Errado! É preciso tomar cuidados para não se iludir. Explico…

Marlos não pode ser titular absoluto do São Paulo. Ele não tem bola para isso. É claro que no momento, com a confiança que adquiriu, o correto é escalá-lo assim. Mas o São Paulo futuramente terá Luis Fabiano para o ataque e é melhor Carpegiani já imaginar como montará o time com um centroavante mais fixo.

Luan também não pode ser titular absoluto do Palmeiras. Ele também não tem bola para isso. É claro que no momento, com a confiança que adquiriu, o correto é escalá-lo assim. Mas seu contrato só é válido até julho e, mesmo que renove, o ideal seria mudar o time, de preferências com reforços. Sem contratações, ainda dá pra contar com o retorno de Valdivia futuramente para montar um time com dois meias, Kleber e um centroavante (Wellington Paulista ou Dinei).

Enfim, o importante é perceber isso: brincadeiras à parte, apelidos divertidos à parte, Marlos e Luan não podem ser superestimados por causa dessa boa fase atual. Eles são soluções a curto prazo, mas para o futuro é preciso contar com mais do que isso. Os Messis brasileiros precisam voltar ao papel de coadjuvante em seus times.

Read Full Post »

Neymar sumiu. A primeira final da Libertadores foi um dos piores jogos do atacante em 2011. Sem ele, o Santos foi um time comum, de defesa enfraquecida pelos desfalques e ainda com alguns desajustes táticos. Tudo isso explica porque a partida terminou 0 a 0. Afinal, o time da Vila Belmiro é melhor que o Peñarol. Mas não pode contar só com isso. Tem que jogar. Neymar tem que jogar. Não pode repetir a atuação desta quarta se quiser ser campeão.

Levanta, Neymar!
Levanta, Neymar!

É claro que parte do insucesso de Neymar passa por toda intimidação que o time uruguaio fez contra ele. Faltas, ameaças, agressões… tudo isso aconteceu. Mas Neymar precisa se acostumar com isso. E nem dá para usar a desculpa da juventude, afinal, há quanto tempo Neymar é perseguido inclusive no Brasil? Já foi o suficiente para se acostumar…

Apesar da marcação do Peñarol ser bem feita, não foi exatamente isso que parou Neymar. Ele poderia ter aproveitado o espaço que havia pela esquerda, junto com Alex Sandro, que fez boa partida ofensivamente. Mas não conseguiu. Pouco fez, pouco conseguiu, pouco produziu. Só reclamou. E não se trata de jogar pressão demais em quem não merece: Neymar tem sim que crescer em um jogo tão grande como esse.

E não se trata também de querer rotulá-lo como ‘pipoqueiro’, ‘amarelão’, ‘cai-cai’ ou algo do tipo. Ele não é nada disso, todos sabem. Durante o jogo, cheguei até a escrever no twitter sobre esse cuidado que precisamos ter: “Eis que #neymarcaicai aparece nos TT’s. Eu que não caio nessa. Daqui a pouco ele destrói com o jogo e eu pago de burro”.

Ele não destruiu com o jogo. Mas ainda pode destruir no Pacaembu, dessa vez ao lado de Ganso. É só reclamar menos e jogar mais. A promesa foi feita: “No Brasil será diferente”, disse Neymar, logo após o jogo. E, sinceramente, até torço por isso. Quero ver um craque do futuro fazer história no presente. Isso não tem preço.

Read Full Post »

Em negrito – o jogador e o time que pretende contratá-lo
Em itálico – a posição e o último time do atleta

A fonte do boato está linkada no nome do jogador

DEMOROU!

Barcelona – Giuseppe Rossi (A-Villareal) – Caso confirmada, pode ser a grande contratação da temporada. O italiano é perigoso demais e se encaixaria bem no Barcelona, no lugar de Pedro, por exemplo.

Barcelona – Thiago Silva (Z-Milan) – Se hoje o Barça já parece imbatível, imagine com uma zaga formada por Piqué e o brasileiro do Milan.

Liverpool – Clichy (LE-Arsenal) – A letral-esquerda foi um dos grandes problemas dos ‘Reds’ na temporada, mas com Clichy isso se resolveria.

Manchester City – Cristiano Ronaldo (A-Real Madrid) – Duvido que vá acontecer, mas é divertido imaginar como seria. Com certeza essa contratação colocaria o City no topo dos times europeus.

Real Madrid – Agüero (A-Atlético de Madri) – É um atacante matador que participa bem do jogo, então traria um diferencial para o Real de hoje, que fica mais congelado com Higuaín ou Benzema.

Real Madrid – Maicon (LD-Inter de Milão) – Mourinho sabe tirar o melhor do brasileiro, que liberaria Sergio Ramos para jogar como zagueiro, fazendo o Real ter uma das melhores defesas do mundo.

Real Madrid – Pastore (M-Palermo) – Não seria fácil encaixá-lo, mas já mostrou que tem bola para se destacar entre os principais times europeus.

TANTO FAZ…

Chelsea – Luka Modric (M-Tottenham) – Provavelmente vai chegar e já jogar bem, mas não é exatamente o que o time precisa.

Juventus – Vucinic (A-Roma) – Os atacantes da Juve realmente não convencem, então é preciso trazer outra opção. Mas é arriscado pensar em Vucinic como solução.

Juventus – Lass Diarra (V-Real Madrid) – Pode até ser o volante mais marcador que a Juve precisa, mas não vai fazer tanta diferença para a força da equipe.

Manchester United – Ashley Young (MA-Aston Villa) – Preferia que os ‘Red Devils’ contratassem alguém de mais peso para a função, mas Young tem chances de dar certo.

Manchester United – Kagawa (M-Borussia Dortmund) – Não é de hoje que o time precisa de um armador, mas ainda é cedo para dizer que o japonês daria conta do recado.

Milan – Eriksen (M-Ajax) – Ainda é muito jovem e precisa mostrar mais futebol, mas é interessante para a renovação gradual que o Milan tem feito em seu elenco.

Milan – Keita (V-Barcelona) – É um volante de qualidade, mas o Milan já tem outros jogadores parecidos em seu elenco.

Real Madrid – Fábio Coentrão (LE-Benfica) – Com a temporada que Marcelo fez, não entendo porque o Real faria essa contratação. Mas o português sabe jogar, tem qualidades.

CAI FORA!

Bayern de Munique – Boateng (LE-Manchester City) – Com Lahm e Rafinha, ele só seria reserva para as laterais. Pode jogar também como zagueiro, mas os bávaros poderiam trazer jogadores melhores para a posição.

Liverpool – Doni (G-Roma) – O time precisa mesmo de alguém que faça sombra para Reina, mas o brasileiro não conseguiria isso.

Manchester City – Vucinic (A-Roma) – Além do montenegrino não ter tanta qualidade, como já dito, o time não precisa de mais um atacante desse tipo.

Real Madrid – Felipe Melo (V-Juventus) – Prefiro não imaginar como seria Pepe e Felipe Melo no mesmo time.

Roma – Bojan Krkic (A-Barcelona) – O atacante é uma das poucas decepções das categorias de base do Barça. Não dá pra confiar que ele é melhor do que Borriello, por exemplo.

NÃO ENXERGAM?

Freddy Guarín (M-Porto) – Entre tantos destaques da grande temporada do Porto, ele quase passou desapercebido. Mas na verdade tem um futebol técnico e que poderia ser muito útil em times grandes da Europa.

Veja também:

Read Full Post »

Older Posts »