Feeds:
Posts
Comentários

Archive for janeiro \25\UTC 2012

A contratação de Vagner Love vai iludir muitos flamenguistas. Empolgados por finalmente terem um centroavante de qualidade, eles acreditarão que dessa vez o Fla conquistará tudo que ficou devendo em 2011. Mas na prática a tendência é que nada mude.

Em primeiro lugar, é preciso entender que Love não pode ser considerado um substituto para Thiago Neves. O agora meia do Fluminense, apesar da conduta lamentável na carreira, vai fazer falta no Fla. Sem ele, o meio-campo deve ser formado por Renato Abreu e Botinelli. Não é difícil prever que a criação do time ficará lenta e ainda mais dependente de Ronaldinho Gaúcho.

Sem um setor de meio-campo eficiente, a bola deve chegar pouco para Love. Ele é um grande jogador, pode se virar sozinho, mas o ideal é que Luxemburgo crie soluções para que isso não seja a única alternativa. O problema é: quem ainda confia que Luxa é capaz de criar soluções? Seus trabalhos recentes só mostram o contrário. Problemas e mais problemas.

Mas esses problemas da contratação de Vagner Love vão muito além do que acontecerá dentro do campo. Fora dele também há preocupações. Afinal, como um time que deve salários vai pagar os especulados 8 mihões de euros (R$ 18 milhões) para o CSKA? Esses valores já vão criar um problema dentro do clube, que sofre internamente por causa da queda de braço entre Luxemburgo e Michel Levy.

Tudo isso só torna mais explícita a falta de planejamento do Flamengo. Um time que vai jogar a Copa Libertadores já deveria estar pronto, mas fez poucas contratações e a principal delas ainda chegou com grande atraso.

Vagner Love tem qualidade, é claro, e deve fazer algum sucesso em seu retorno ao Fla. Mas o que poderia ser bom pode facilmente virar problema na Gávea. Assim como aconteceu com Ronaldinho no ano passado. Ou seja, o Flamengo de 2012 continuará o mesmo de 2011.

Read Full Post »

Pode não parecer muita coisa, mas significa bastante: neste sábado o Opiniões em Campo atingiu a marca de 100.000 visitas. Tudo isso com um blog pessoal, feito apenas para eu me divertir e dar algumas opiniões, sem pretensão alguma.

Ainda não é o ideal. Quero um dia conseguir fazer mais textos, elaborar análises mais profundas e publicar sempre algo melhor. Mas por enquanto a falta de tempo não permite. Por isso acompanhe também meu trabalho como redator/repórter do Terra, o que ocupa a maior parte dos esforços – http://esportes.terra.com.br/

De qualquer forma, sinto muito orgulho do Opiniões em Campo. Essas 100.000 visitas dão um ânimo a mais para esta empreitada. Claro que a pretensão, como já dise, não é ter audiência. Mas fico feliz por saber que cada vez mais gente se interessa pelas opiniões e informações que coloco em campo.

Mudanças para o futuro do blog estão sendo pensadas, mas por enquanto mexi apenas no que já está no ar. Atualizei algumas páginas internas, que já estavam bem antigas. Confira:

 – Opiniões gerais
– Sobre o autor
– Portfóllio 

Read Full Post »

Não existe amor à camisa em RJ. Nem no Brasil inteiro na verdade, com um Rogério Ceni de exceção em SP. Há anos não tenho essa ilusão de que jogadores de futebol possam realmente se identificar com um clube. Esperar fidelidade e confiança deles é pedir para ser corno. Mesmo assim, a volta de Thiago Neves para o Fluminense chocou. Ele passou dos limites.

Não é preciso voltar muito no tempo para lembrar que ele desrespeitou o Fluminense. Há cerca de um ano, deu a entender que o time das Laranjeiras é pequeno, porque nunca tinha sido campeão por um clube grande, como o Flamengo. Agora ele voltou para o pequeno e mostrou que o mais baixo de todos nessa história é ele mesmo.

Thiago Neves é um grande jogador. Tem nível até para brigar por vaga na Seleção Brasileira. Já fez uma grande final de Copa Libertadores. Mas nunca vai ser levado a sério por causa desses absurdos. Quem quer respeito precisa respeitar. E ele quebra essa máxima a cada temporada, a cada mudança de time, a cada besteira falada. É um desperdício de talento.

Pior ainda para o Fluminense. Depois de ser mal tratado, correu atrás e ainda comemorou – é a mulher de malandro em seu pior estágio. Aceitou ser ofendido e ainda deu presente. Para que tudo isso? Só para atrapalhar o Flamengo? Não precisa, o Flamengo se atrapalha sozinho.

Não estou dizendo aqui que foi uma contratação ruim do Fluminense. Mesmo que a torcida vá fazer justiça e corretamente pegar no pé de Thiago Neves, é bem possível que ele responda em campo e ganhe títulos, até porque o Flu está com um dos cinco elencos mais fortes para 2012. Mas existe um valor que está acima de qualquer campeonato estadual, nacional ou continental: o respeito. Tanto o Thiago Neves quanto o Fluminense já perderam isso faz tempo.

Read Full Post »

O Fluminense contratou Wagner, o Grêmio trouxe Kleber, o Botafogo se reforçou com Andrezinho, mas um dos times que mais tem evoluído para a temporada de 2012 é o São Paulo.

Ainda desconfio que Emerson Leão pode atrapalhar demais, mas, pelas movimentações do mercado da bola, o torcedor são paulino pode ficar otimista. Explico…

Veja lista com os melhores reforços do São Paulo e entenda:

11º) Paulo Miranda
Entre os contratados, é o que tem mais chances de dar errado. Não era sequer o melhor zagueiro do Bahia, que fez campanha ruim no Brasileirão 2011. Mas ele tem força e pode ser útil como um reserva seguro.

10º) Saída do Thiago Carleto
Essa é uma transferência que faz pouca diferença, já que Carleto era quarto reserva. Mas o São Paulo fica bem só por não correr o risco dele jogar.

9º) Saída do Dagoberto
Mesmo com a boa temporada que fez em 2011, Dagoberto não conseguiu agradar a torcida. Os problemas eram sua irregularidade e por vezes sua displicência. Se ele for bem no Inter, talvez a torcida sinta mais saudades, mas por enquanto a maioria faz festa por sua saída.

Dagoberto no Internacional
Aposto que Dagoberto vai dar certo no Internacional

8º) Saída do Jean
Era um volante de qualidade, mas um lateral limitadíssimo. Sem espaço no meio-campo do São Paulo, ele só servia para complicar o time quando tinha que jogar improvisado. Sem ele, ainda falta contratar um reserva para Piris, mas é melhor até apostar em alguém das categorias de base.

7º) Fabrício
É um volante limitado. Todos sabem daquilo que ele é capaz. Nada de mais, nada de menos. Talvez sua raça ajude, como a diretoria espera, mas é preciso ver se ele não vai ficar mais tempo no departamento médico do que em campo. Ou no banco de reservas mesmo…

6º) Edson Silva
Fez um bom Brasileirão 2011, é verdade, mas não inspira confiança por enquanto. Vai brigar por posição com João Filipe é provável que ganhe essa disputa.

5º) Maicon
O grande problema para ele é a concorrência no meio-campo. Mas trata-se de um jogador interessante, que sabe marcar e criar. Se não sentir o peso da camisa, será uma opção útil.

4º) Saída do Xandão
Era uma zagueiro que assustava a torcida até quando passou a ficar mais tempo na reserva. Se um titular se machucava, já era um perigo. Vai ser importante para o São Paulo se livrar de um zagueiro tão desengonçado.

Xandão, ex-São Paulo, no Sporting
Eu tenho pena do Sporting…

3º) Saída do Marlos
É outro que só saía do banco de reservas, mas isso já era suficiente para atrapalhar bastante o time. Ele até tem alguma habilidade e velocidade, mas não sabe usar isso de forma inteligente. Causa espanto o Metalist ter pago 10 milhões de reais por ele.

2º) Bruno Cortês
Pode não dar certo, mas é uma boa contratação do São Paulo. Afinal, ele foi mesmo um dos melhores laterais do Brasileirão 2011 e o time precisava de alguém para essa função. Pior do que Juan ele não será…

1º) Saída do Rivaldo
A saída de um jogador que derrubou dois técnicos só pode ser comemorada. Rivaldo estreou bem pelo São Paulo e enganou muita gente, mas depois mostrou que não tem mais condições de jogar profissionalmente.

Read Full Post »

É a negociação mais chata do futebol brasileiro nesse período de transferências: a possível saída de Montillo, do Cruzeiro, para Corinthians ou São Paulo, tem virado aquela novela chata que ninguém mais aguenta acompanhar. É cabível até questionar se o argentino vale todo esse barulho. Mas é preciso também enxergar além do que essa negociação pode significar.

É inegável que o futebol brasileiro tem entrado em uma nova Era recentemente. Com a estabilidade ecônomica do País e eventos como Copa e Olimpíada, os times passaram a receber mais dinheiro, tanto de empresas quanto da Rede Globo. Tudo isso trouxe benefícios para o Brasileirão, que foi ótimo em 2011 e deve ser melhor ainda em 2012. Porém, a longo prazo, há uma consequência preocupante disso tudo.

O que causa temor é a diferença de dinheiro recebido pelos times de Rio de Janeiro e São Paulo. Com a maior concentração de renda nesses estados e a negociação individualizada dos direitos de imagem, atualmente existem oito clubes que têm um orçamento maior do que os outros.

Dessa forma, não é difícil imaginar qual é a tendência do futebol brasileiro: como o dinheiro manda no futebol, logo esses oito clubes, com uma ou outra exceção, dominarão completamente o campeonato nacional.

Mesmo em 2011 a tabela do Brasileirão chegou a refletir isso em alguns momentos. Tanto que os três times mineiros só lutaram contra o rebaixamento. E é nesse ponto que voltamos ao caso Montillo. Explico…

Se o Cruzeiro for incapaz de segurar um jogador do porte de Montillo, o que parece cada vez mais provável, vai dar mais um sinal claro de que o futebol brasileiro deve ficar concentrado no eixo Rio-SP. Não só pelo que o argentino vai fazer em campo. Mas por toda uma questão simbólica, já que os times de outros estados parecem estar sempre um passo atrás. Sobretudo por uma questão financeira mesmo.

Não é o primeiro sinal dessa mudança no Brasil: o próprio Cruzeiro já teve que vender Henrique e Jonathan, antes titulares, para o Santos; o Grêmio perdeu Ronaldinho Gaúcho para o Flamengo; o Vasco tirou Diego Souza do Atlético-MG. E por aí vai…

Claro que ainda é pouco para cravar que o futebol brasileiro será dominado pelos times de Rio e São Paulo. Mas os sinais começam a aparecer lentamente e só não vê quem não quer. Caso isso se concretize, o que seria lamentável, não poderão dizer que não avisei.

Read Full Post »

Um goleiro que falha em uma final do Mundial de Clubes não pode ser realmente bom. Um jogador que troca o Arsenal pela Série B brasileira não deve bater bem da cabeça. Um atleta que vence no futebol com honestidade, integridade e cárater simplesmente não existe. Um ídolo do Palmeiras jamais pode conquistar o respeito de boa parte dos corintianos.

Todas frases acima fazem sentido. Mas nenhuma delas é real quando falamos de São Marcos. Com ele tudo é possível. Dentro de campo ele fez milagres e se consagrou. Fora dele, foi uma exceção em um futebol cada vez mais sujo.

Pois nesta quarta-feira foi anunciada a aposentadoria de São Marcos. Com isso, acabou uma Era no Palmeiras. Um período de tempo com poucos títulos, mas com o mais importante deles: a Copa Libertadores de 1999, em que o melhor jogador da competição foi exatamente o milagreiro verde.

Desde então, os anos palmeirenses foram terríveis e tudo só piorou com a notícia desta quarta. Sem Marcos, o Palmeiras fica sem ídolo, sem identidade e com a sensação de que tudo sempre pode piorar. Se o ano passado foi ruim, não é difícil prever que 2012 será ainda pior. E não é só por causa da saída de Marcos, claro…

A falta de reforços, tão criticada pela torcida, é um dos problemas. Mas a eterna crise no Palestra Itália vai além. Passa pela comissão técnica, já que Felipão parece ser incapaz de fazer um grande trabalho; esbarra na falta de comunicação com a diretoria, que pode até ser resolvida em parte por César Sampaio; chega na diretoria e na presidência, cada vez mais omissa; e acaba no momento político, já que até Mustafá Contursi é especulado como possível sucessor de Arnaldo Tirone como presidente do clube.

Com tantos problemas, é difícil apostar que em campo os jogadores terão tranquilidade para fazer algo de bom. Como se não bastasse, parte da torcida ainda piorou tudo, com protestos e uma faixa homofóbica logo no primeiro dia de trabalho de 2012.

Tudo isso só ensina uma coisa: é importante demais que o torcedor reverencie a história e a carreira de São Marcos. Valorize seu passado, palmeirense. Pois o futuro será de sofrimento.

O Palmeiras tem muitos motivos para chorar

Read Full Post »