Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Prazer, eu sou…’ Category

O que foi escrito antes da apresentação de Sergio Canales vale repetir…

Uma particularidade se desenha no mercado do futebol para a próxima temporada europeia: vários times estão fazendo apostas em jogadores jovens, pouco conhecidos, mas que podem estourar em breve.

É claro que o investimento em craques consagrados também devem acontecer, mas por enquanto, nos resta ficar de olho nesses novos talentos que estão migrando para grandes times da Europa. O post desta quinta trata de um caso desses e outros virão no futuro.

Prazer, eu sou uma das melhores revelações mundiais contratadas na Europa recentemente. O Manchester United foi me buscar no México e não vai se arrepender pelas sete milhões de libras (R$ 19 milhões) pagas. Sou atacante e quero retribuir isso com gols, como fiz em um amistoso nesta quarta-feira (clique aqui e veja o golaço).

Também já fui artilheiro em um campeonato nacional do meu país, pelo Chivas, e marquei 9 gols em 16 partidas pela seleção mexicana. Aliás, é bom lembrar: eu disputei a Copa do Mundo de 2010 e, apesar de só ter sido titular em um jogo, consegui mostrar meu talento na África do Sul, balançando as redes duas vezes. E ainda acumulei uma estatística curiosa: fui o jogador mais rápido da Copa, com uma velocidade de 32,15 km/h.

Minha história com o futebol começou há muito tempo atrás. Meu avô, Tomás Balcázar, fez história no México na década de 50. Meu pai, Chicharro Hernández, também se destacou pela seleção. Agora, com 22 anos, eu tenho desafio de honrar a história dos dois.

O tamanho desse desafio é tão grande quanto a honra que terei daqui pra frente. Jogar com atletas como Giggs e  Scholes será incrível para mim. Eu só tinha jogado com eles no meu PlayStation. Eu sempre assistia eles na TV. Sonhei com o dia em que atuaria aqui e agora isso se tornou realidade.

Com essas minhas características de velocidade e faro de gol, pretendo dar trabalho no Campeonato Inglês. Tenho consciência que devo ser reserva no início, mas, assim como na Copa, vou aproveitar as chances quando entrar em campo. Prazer, eu sou Javier Hernandez e vou deixar de ser uma revelação para se tornar uma realidade do futebol internacional.

Sou apelidado de Chicharito por causa do nome do meu pai
Sou apelidado de Chicharito por causa do nome do meu pai

Anúncios

Read Full Post »

Não dá pra discutir Argentina x México. Parece óbvio que os hermanos vão se classificar para as quartas de final com o brilho de Messi e companhia. Legal é discutir Uruguai x Coreia do Sul – a partida das oitavas de final que tem tudo para ser a mais equilibrada dessa fase.

É claro que é preciso reconhecer a força do Uruguai: com uma defesa imbatível por enquanto e três atacantes, o técnico Oscar Tabárez tem feito um bom trabalho. Mas a Coreia do Sul não é boba e pode alcançar as quartas de final. Tem como principal qualidade sua disciplina tática com uma base bem formada em grupo. Mas também tem bons talentos individuais. O principal deles é Park Ji Sung, do Manchester United, mas há outro que merece destaque…

Prazer, eu sou um dos melhores jovens talentos sul-coreanos da atualidade. Sou atacante, tenho o apelido de “Gênio do Futebol” e jogo pelo Mônaco-FRA, clube pelo qual eu fiz 9 gols na última temporada e três assistências.

Tenho a missão de acabar com a seca de bons goleadores asiáticos. Cumpro esse desafio com a velocidade típica dos coreanos, mas também com alguma criatividade e técnica para chutes e passes. Além disso, sou um especialista em cobranças de falta.

Em 2006, um ano depois de surgir para o futebol, ainda com 20 anos, fui convocado para a Copa do Mundo na Alemanha. Mas, pela inexperiência, acabei ficando no banco de reservas. Só entrei no terceiro jogo, contra a Suíça. Em 2008, fui para a Olimpíada de Pequim e fiz até um gol de falta contra Camarões.

Em 2010, estou na Copa da África do Sul. Joguei bem contra a Grécia, mas foi duro ter marcado um gol contra na partida diante da Argentina. Mesmo assim, dei a volta por cima rapidamente: fiz o gol que classificou a Coreia do Sul contra a Nigéria. Em cobrança de falta de novo.

Ter saído eleito o melhor deste jogo pela Fifa aumentaram os boatos sobre minha transferência para o futebol inglês. Dizem que vou para Fulham, Everton ou Aston Villa… Prazer, eu sou Park Chu Young e você ainda vai ouvir falar de mim mesmo depois da Copa de 2010.

Nem sei que uniforme vou vestir assim que tirar esse da Coreia do Sul...
Nem sei que uniforme vou vestir assim que tirar esse da Coreia do Sul…

Read Full Post »

Prazer, eu sou um dos principais candidatos ao prêmio de Melhor Jovem da Copa do Mundo de 2010, como já tinha sido previsto aqui. Eu também sou uma das melhores revelações do futebol alemão. E fui o melhor jogador da Alemanha na goleada contra a Austrália. Aliás, isso gerou uma série de falsas verdades sobre minha carreira no twitter e até na transmissão da Rede Globo.

É preciso esclarecer: eu não sou o substituto de Michael Ballack no time titular da Alemanha na Copa do Mundo, como foi dito na TV. Esse papel coube ao Khedira, do Stuttgart. Eu seria titular de qualquer forma, pois conquistei essa vaga com minhas atuações no Mundial Sub-21 de 2009, em que fui campeão, e no Werder Bremen, time que defendo atualmente.

Também não foi eu quem barrou Diego no Werder Bremen, como o portal Globoesporte.com colocou em seu twitter. Nós dois chegamos a atuar juntos e até ganhamos uma Copa da Alemanha. No entanto, quando ele saiu para a Juventus, assumi o papel de principal articulador no meio-campo do time.

Agora algumas “verdades verdadeiras” sobre minha carreira: tenho ascendência turca, apenas 21 anos e comecei no Schalke 04. Logo me destaquei e fui vendido ao Werder por 4 milhões de euros, clube ao qual me adaptei rapidamente, principalmente após um jogo contra o Freiburg, que terminou 6 a 0 – eu fiz um gol e quatro assistências. Conseguimos uma vaga na Liga dos Campeões na última temporada europeia, em que fiz 17 assistências.

Jogo pela seleção alemã desde os 17 anos, nas categorias de base. Entre os profissionais, minha estreia só aconteceu em fevereiro de 2009, após tentativas da federação turca, que queria me naturalizar.

Sou um meia-atacante canhoto de grande habilidade e movimentação. Procuro sempre usar minha criatividade e dar assistências. Essas qualidades já geraram boatos sobre uma possível transferência minha para Arsenal, Bayern de Munique ou variados times italianos.

Fui eu que fiz o passe para o gol de Klose que garantiu a vaga alemã na Copa do Mundo. Quero ter essa mesma participação decisiva em toda a competição. Comecei bem, mas não vou parar por aqui. Prazer, eu sou Mesut Özil e ainda posso dar muito trabalho na África do Sul.

"Quero ouvir todo mundo falar de mim na Copa"
“Quero ouvir todo mundo falar de mim na Copa”

Read Full Post »

Uma particularidade se desenha no mercado do futebol para a próxima temporada europeia: vários times estão fazendo apostas em jogadores jovens, pouco conhecidos, mas que podem estourar em breve.

É claro que os investimentos em craques consagrados também devem acontecer, mas isso só será confirmado futuramente. Por enquanto, nos resta ficar de olho nesses novos talentos que estão migrando para grandes times da Europa. O post desta quinta trata de um caso desses e outros virão no futuro.

Enquanto isso, a seção Dizem por aí segue ativa para quem quiser se informar sobre os boatos e especulações para a próxima temporada europeia.

Prazer, eu sou a primeira contratação do Real Madrid para a temporada 2010/2011 e devo ser uma das principais revelações do futebol internacional nos próximos anos.

É verdade que eu ainda posso ser emprestado para outro time para ganhar experiência, mas chego com moral aos merengues, já que custei 5 milhões de euros e também fui disputado por Chelsea e Manchester City.

Tudo isso por causa de um estilo de jogo ousado e cheio da habilidade. Sou um meia-atacante canhoto e costumo jogar pelas pontas do campo. Fazendo isso na última temporada, pelo Racing Santander, consegui destaque rapidamente, ajudando a salvar meu time do rebaixamento com 6 gols e 3 assistências em 25 jogos. A imprensa internacional deu grande destaque para o jogo que fiz contra o Sevilla, no qual eu fiz dois golaços.

Depois de tudo isso, cheguei até a ser cotado para disputar a Copa do Mundo pela Espanha. “Ele não é jovem demais para ser convocado”, disse Vicente Del Bosque, o técnico da Fúria.

Infelizmente não vou para a África do Sul, mas trabalharei para estar com a seleção do meu país em 2014. Prazer, eu sou Sergio Canales e posso ser uma das estrelas da Copa do Mundo no Brasil.

Sergio Canales
Calma, espera, deixa comigo que eu ainda vou pra Copa

Read Full Post »

Prazer, eu sou o homem que fez estourar a mais recente crise entre os galáticos do Real Madrid.

Jogando pelo Lyon, marquei o gol que desclassificou os merengues da Liga dos Campeões nesta quarta. Fui apontado como “líder e herói” pelo jornais.

Sou jovem, tenho apenas 19 anos, mas minha carreira começou já em 2007 e esse não foi meu primeiro grande feito. Nem será o último, pode apostar!

Eu nasci na Bósnia, mas logo cedo fui jogar no futebol francês, pelo Metz. Lá me destaquei e fui contrado pelo Lyon em 2009, por 8 milhões de euros.

Agora o meu time está em 4º lugar na tabela do nacional e ainda pode sonhar com o título. Eu, como titular do time, pretendo ajudar a equipe nessa conquista, além de continuar a surpreender na Liga dos Campeões.

Meu futebol é moderno, pois sou um daqueles jogadores que ajudam a marcar, mas também dominam a criação de jogadas facilmente. Sei chegar ao ataque, como fiz contra o Real, e apresento essa qualidades com grande regularidade.

A França quis que eu me naturalizasse para jogar por sua seleção, mas minha vontade sempre foi de defender a Bósnia, que não irá para a Copa do Mundo de 2010, infelizmente. Fomos eliminados pelos portugueses, já na repescagem.

Mesmo assim, virei alvo de grandes clubes europeus e devo sair do Lyon em breve. Prazer, eu sou Miralem Pjanic e eu ainda irei além de um bom jogo contra uma grande equipe europeia. Enfim, você ainda vai voltar ouvir falar de mim novamente.

Lisandro López e Pjanic
“Larga do meu pescoço, argentino!!”, reclama Pjanic

Read Full Post »

Prazer, eu sou um dos principais destaques do Campeonato Alemão de 2010. Isso porque estou na briga pela artilharia, tendo marcado 13 gols em 19 jogos. Meu time, o Bayer Leverkusen, tem liderado a competição e, no último final de semana, garantiu a ponta da tabela com uma vitória que começou em um gol meu.

Sou alemão mesmo, tenho 26 anos e comecei minha carreira no Nuremberg. Não me destaquei tanto lá, apesar de ter ficado cinco anos como profissional do clube. Mesmo assim, o Bayer apostou em mim em 2006 e me contratou por aproximadamente 5 milhões de euros.

Não demorou muito e eu comecei a brilhar em meu novo clube. Isso logo me rendeu uma convocação para jogar pela seleção alemã. Fiz minha estreia pela Nationalelf em março de 2007, contra a Dinamarca. Agora já estou na pré-lista para a Copa do mundo de 2010, com grande chances de jogar na África do Sul.

Com tanto destaque, com minha velocidade e meu faro de gol, até a Juventus e o Arsenal já teriam mostrado interesse em me contratar para a próxima temporada. Não é pra menos: na Alemanha, já fizeram até o exagero de me comparar com Rudi Voeller, diretor do Bayer e campeão mundial na Copa de 90.

Por enquanto ainda não posso prometer sequer que vou ser titular na próxima Copa. Podolski e Klose formam uma dupla consolidada na seleção e não vai ser fácil colocá-los no banco. Mas vou atrás disso! Prazer, eu sou Stefan Kiessling e você ainda vai ouvir falar mais ainda de mim.

Kiessling promete deixar os adversários da Alemanha de cabelo em pé

Read Full Post »

Prazer, eu sou o filho de Abedi Pelé, um dos melhores jogadores africanos de todos os tempos. Agora começo a honrar a tradição do bom futebol na minha família.

Apesar de ter nascido na França, defendo a seleção ganesa, finalista da Copa Africana de 2010, competição na qual eu tenho sido apontado como um dos principais destaques.

Sou um meia atacante canhoto de apenas 20 anos e, assim como meu pai, comecei minha carreira no futebol francês. Atualmente jogo no AC Arles, time da 2º divisão, mas já passei pela Lorient e pertenço ao Olympique de Marselha.

Minha primeira importante aparição foi na Copa Africana de 2008, quando só fui titular no jogo em que fomos eliminados. Superei essa decepção com o Mundial Sub-20, disputado no final do ano passado, no qual eu realmente brilhei e Gana foi campeã, vencendo o Brasil na final.

Diferentemente do meu pai, vou disputar pelo menos uma Copa do Mundo. A seleção de Gana está classificada e promete surpreender na África do Sul. Estamos no grupo D, com Alemanha, Austrália e Sérvia. É quase um grupo da morte, mas podemos nos classificar.

Vai ser difícil, mas eu posso até superar os feitos do meu pai. Prazer, eu sou André Dede Ayew e você ainda vai ouvir falar ainda mais de mim.

Ayew

Talvez seja melhor torcer para a Seleção Brasileira não encontrar Ayew em um Mundial novamente

Read Full Post »

Older Posts »