Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘André’

A janela de contratações internacionais foi fechada nesta quarta-feira para os times brasileiros. A oportunidade de buscar bons reforços fora do país acabou e nem foi tão bem aproveitada por vários clubes.

Mas houve quem se mexeu bastante e conseguiu peças importantes para a disputa do segundo semestre. As dez melhores contratações internacionais para a reta final do Brasileirão foram…

10º) André (Bordeaux-Atlético-MG)
É um jogador supervalorizado, principalmente por causa das convocações para a Seleção Brasileira, quando Mano Menezes se importava mais com o projeto olímpico do que com o seu emprego.

Ele não é tudo que pintaram, mas pode sim fazer uma dupla perigosa com Guilherme. O problema é que o Atlético-MG não tem um time tão forte para abastecer essa parceria.

André

André pode dar certo mesmo sem Neymar e Ganso?

9º) Iván Piris (Cerro Porteño-São Paulo)
Jean quebrava bem o galho na lateral-direita, mas o São Paulo ainda precisava de um jogador de origem para a posição.

É preciso ter cautela com Piris, afinal ele ainda corre o risco de não se adaptar. Mas trata-se de um jogador de qualidade, com características mais defensivas, mas que pode ser muito útil para reforçar o elenco do São Paulo.

8º) Cícero (Wolfsburg-São Paulo)
É um jogador versátil, que sabe chegar no ataque, mas também costuma voltar bem para a marcação. Tudo isso pode ajudar para que Cícero logo se torne importante no São Paulo.

O problema é a forte concorrência. O jovem Casemiro, por exemplo, tem características parecidas. Na armação de jogadas a disputa com Rivaldo e Lucas é complicada. Mas Adilson Batista conhece o jogador e saberá usá-lo.

7º) Renato (Sevilla-Botafogo)
Não é a solução do Botafogo, como chegou a ser propagado em General Severiano. Mas é um volante bastante interessante, já que pode até ajudar o time na armação de jogadas.

A experiência de Renato também se tornará fundamental, já que o Botafogo, com seus jovens talentosos, como Elkeson e Lucas Zen, tem mostrado bastante irregularidade no Brasileirão.

6º) Denílson (Arsenal-São Paulo)
Teve apenas uma temporada realmente brilhante no Arsenal, mas sempre foi um volante seguro, que sabe fazer o simples com ou sem a bola.

É preciso que o torcedor saiba que ele não vai fazer a diferença. Mas junto com os bons volantes do São Paulo ele pode ajudar bastante a proteger uma defesa que ainda dá sinais de insegurança.

5º) Ibson (Spartak-Santos)
O único problema dessa contratação é o preço: 9 milhões de reais por um jogador que talvez nem seja titular imediatamente é um exagero.

Porém, com a saída de Ganso em breve, Ibson deve se tornar fundamental para o Santos, já que é um meio-campista de bom passe e experiente.

Ibson

A camisa 10 deve ser de Ibson em um futuro não tão distante

4º) Juninho Pernambucano (Al Gharafa-Vasco)
Ele não vai poder jogar sempre e sequer será tão letal quanto foi na sua estreia, mas certamente vai trazer algo de especial para o Vasco.

Além da ajuda em campo, com cobranças de faltas e muita raça, é uma grande contratação simbólica. Afinal, ter um ídolo em um time é sempre importante.

3º) Henrique (Racing-Palmeiras)
Surgiu tão bem no próprio Palmeiras que fica difícil entender porque ele não deu certo na Europa. Poderia ter sido melhor aproveitado até no próprio Barcelona…

Porém, com o sistema defensivo forte que Felipão já montou no Palmeiras, Henrique deve sobrar. Tem potencial para ser um dos melhores zagueiros do Brasileirão.

2º) Aírton (Benfica-Flamengo)
A dupla de volantes que ele tem feito com Williams já se tornou uma das melhores do Brasileirão, principalmente pelo grande poder de desarme deles.

É tudo que o Flamengo precisava para acertar melhor sua defesa e se firmar como um dos candidatos ao título do Brasileirão.

1º) Alex (Spartak-Corinthians)
Deu azar por ter chegado logo no momento em que Danilo cresceu de produção demais. Fora de posição, Alex será pouco útil.

Porém, Danilo deve cair de produção quando os jogos no meio de semana acontecerem com mais frequência. E é nesse momento que Alex pode ser decisivo para o Corinthians.

Anúncios

Read Full Post »

Em negrito – o jogador e o time que pretende contratá-lo
Em itálico – a posição e o último time do atleta

A fonte do boato está linkada no nome do jogador

DEMOROU!

Botafogo – Diego (M-Wolfsburg) – A fase do meia é muito ruim, mas ele tem futebol para voltar ao Brasil e sobrar por aqui.

Botafogo – Gustavo (Z-Lecce) – Chegaria para ser o melhor zagueiro da irregular defesa do Botafogo.

Flamengo – Alex Silva (Z-São Paulo) – Estava mal no São Paulo durante o primeiro semestre, mas ainda dá para confiar que ele pode jogar bem melhor.

Flamengo – Kleber (A-Palmeiras) – Tem mostrado no Palmeiras que pode jogar como centroavante também e, portanto, se encaixaria bem no ataque do Fla.

TANTO FAZ…

Corinthians – Samudio (LE-Libertad) – O time precisa mesmo de um jogador melhor para a posição, mas é arriscado dizer que essa seria a solução.

Flamengo – André (A-Bordeaux) – Trata-se de um jovem que ainda precisa provar algo, mas pode ser uma boa aposta do Fla.

Fluminense – Rafael Sóbis (A-Internacional) – Talvez o reencontro com Abel Braga faça o atacante reencontrar seu melhor futebol. Talvez…

CAI FORA!

Botafogo – Alexandre Oliveira (A-Al Wasl) – Prefiro ver o Bota apostar em seus jovens, como Alex, a vê-lo trazer um centroavante de qualidade duvidosa.

Ceará – França (A-Kashiwa Reysol) – O Ceará já tem um time velho demais para apostar em mais um veterano. Não precisa honrar tanto assim o apelido de “Vozão”.

Grêmio – Cañete (M-Universidad Católica) – Não mostrou ter nada demais na Copa Libertadores. Seria uma aposta arriscada e só.

NÃO ENXERGAM?

Diego Renan (LE-Cruzeiro) – Já demorou para alguém tirá-lo do time mineiro. Um jovem de potencial como ele não pode ficar tão esquecido no banco de reservas.

Read Full Post »

O Santos acertou ao contratar o técnico Adilson Batista. Resta saber se Adilson vai acertar como técnico do Santos. Sim, pois seu fracasso recente no Corinthians gera desconfiança. E agora ele recebeu uma segunda chance. E é uma chance de ouro. Explico…

O Santos atual está muito longe de ser aquele do 1º semestre. Perdeu Robinho, André e Wesley. Perdeu confiança depois da lesão de Ganso. E perdeu até sua alegria, com tantas confusões dentro e fora de campo. Pode parecer uma cilada para Adilson. Mas não é.

Isso porque o Santos precisa de pouco para se reconstruir e virar um dos favoritos para Copa Libertadores de 2011. E o melhor: a diretoria tem se mostrado disposta a dar esse pouco para Adilson.

Trata-se de um técnico que gosta de futebol ofensivo, ousado, e deve fazer o Peixe retomar essa vocação. Com Lucas, Zé Roberto, Elano, Elkeson (contratações especuladas desde já no time) ou pelo menos alguns deles, será fácil atingir esse objetivo. E mesmo que não consiga o título da Libertadores, se a diretoria tiver paciência com Adilson, a conquista do Brasileirão 2011 também será possível.

Sendo mais objetivo: com mais um zagueiro, um volante e dois atacantes que cheguem para brigar pela titularidade, o Santos deve brilhar em 2011. Adilson sabe que errar uma vez, como fez no Corinthians, é humano. Mas errar duas vezes é ser algo que ele não é – burro. Vai dar certo!

Read Full Post »

A seção “Olho Nele” deste blog esteve ausente durante a maior parte do tempo de realização dos estaduais. Ela costuma apontar as principais revelações do futebol brasileiro, mas não fez isso durante o primeiro semestre.

Agora chegou a hora de corrigir essa falha: não faltaram jovens jogadores que surgiram bem nos últimos cinco meses. Eles ainda terão que provar suas qualidades no Brasileirão 2010, é claro, mas vale o alerta para que todos fiquem de olho nesses novos talentos brasileiros:

1º) Caio (Botafogo)
Ele foi um dos poucos comentados separadamente aqui no blog, porque realmente impressionou. Com velocidade, faro de gol e habilidade, foi essencial para que o Botafogo conquistasse o título do Campeonato Carioca.

O problema é que Caio ainda é reserva e seu time deve sofrer no Brasileirão, caso não se reforçe. Então ele terá a responsabilidade de evoluir ainda mais para evitar que suas atuações brilhantes não fiquem limitadas ao 1º semestre.

2º) Philippe Coutinho (Vasco)
O talento do meia-atacante de apenas 17 anos foi descoberto muito cedo pela Inter de Milão, mas só foi revelado aos brasileiros agora. Ele até participou de poucos jogos na Série B no ano passado, mas foi em 2010 que realmente virou um dos principais jogadores do seu time, ainda mais com a lesão de Carlos Alberto.

Agora as expectativas sobre o garoto já estão altas e alguns já o criticam por ter caído de produção nos últimos jogos. É preciso cautela. Ele já mostrou que tem qualidades, mas precisa que todos também tenham paciência.

3º) André (Santos)
Ganso e Neymar já eram velhos conhecidos da torcida santista, mas André participou de apenas 10 jogos do time em 2009. Com a saída de Kléber Pereira, o Peixe correu atrás de um centroavante, mas achou o jogador ideal em suas categorias de base mesmo. Entrosado com os outros “Meninos da Vila”, ele fez gols com técnica e oportunismo.

André só virou reserva nos últimos jogos, nos quais Dorival Jr. quis ser mais cauteloso em jogos decisivos. Se o técnico continuar a optar pelo esquema tático com apenas dois atacantes, André terá que torcer para que Robinho realmente volte para a Inglaterra no 2º semestre. Caso contrário, virará apenas uma boa opção no banco de reservas.

4º) Neto (Atlético-PR)
Galatto foi para o futebol búlgaro e certamente deixou os torcedores do Furacão preocupados. Mas a tranquilidade veio das categorias de base do time: Neto teve uma boa seqüência nesse começo de ano e, mesmo com apenas 20 anos, virou o goleiro de confiança do time, situação que não deve mudar durante o Brasileirão 2010.

5º) Wellington Silva (Fluminense)
O atacante é outro que ganhou um post de destaque neste blog após seus primeiros jogos na temporada. Ele quase se firmou como o substituto de Maicon, por causa de sua ousadia e habilidade, mas logo virou reserva de outro jovem, um pouco mais experiente, o Alan.

Wellington já está contratado pelo Arsenal, o que dificulta a situação do Flu: por um lado, é preciso ter calma com o atacante, já que ele é jovem e já mostrou inconsistência. Por outro, seria necessário aproveitá-lo no time principal enquanto é tempo. Trata-se de um grande problema que Muricy Ramalho terá que resolver.

6º) Reniê (Vitória)
As tradicionais categorias de base do time baiano não param de revelar bons zagueiros recentemente. Wallace e Anderson Martins saíram de lá e agora formam a atual dupla titular de defesa. Com a lesão do último, Reniê foi exigido e correspondeu, sendo importante para o título baiano conquistado neste domingo.

Ele deve voltar a ser reserva em breve, mas agora o técnico Ricardo Silva sabe que tem um reserva mais confiável do que Vilson para completar sua defesa.

7º) Fabricio (Flamengo)
Os problemas defensivos do Rubro-Negro no começo do ano recaíram sobre os zagueiros, principalmente sobre Ronaldo Angelim. Ele foi para o banco de reservas e Fabrício assumiu a titularidade. O jovem não demorou para mostrar qualidades e se destacar.

No entanto, logo ele se machucou e não conseguiu se firmar no time. Outro bom jovem, David, também recebeu chances e correspondeu. Agora Fabrício já está perto de se recuperar completamente, mas é difícil saber quem será escalado daqui pra frente. Até porque o Flamengo sequer escolheu seu técnico ainda…

8º) Walter (Inter)
Ele se destacou não só por seu bom futebol. Envolveu-se em polêmicas por faltar em treinos e depois acabou virando a solução do ataque colorado, que sofria com Taison ou Edu ao lado de Alecsandro.

O Inter ainda não se acertou e nem Walter é uma unanimidade por enquanto, mas, com seus chutes fortes e bom posicionamento, ele tem aproveitado as chances que recebeu, e pode ser titular no Brasileirão 2010.

9º) Erick Flores (Ceará)
O jovem meia-atacante de apenas 21 anos até chegou ao jogar bem no estadual do ano passado, quando ainda defendia o Flamengo. Porém, logo caiu no esquecimento e praticamente não participou da campanha do hexa. Foi emprestado ao Ceará no começo do ano e rapidamente virou um dos principais destaques do time.

Agora chegou a hora dele mostrar que a história de 2009 não vai se repetir em 2010. Apesar da derrota do Ceará na final do estadual, Erick Flores finalmente se revelou para o futebol brasileiro e precisa provar isso no Brasileirão 2010.

10º) Neuton (Grêmio)
Essa foi uma revelação de última hora: com a lesão de Fábio Santos, Silas apostou em um jovem de 20 anos e não se decepcionou. Neuton, que é zagueiro, jogou apenas partidas decisivas como lateral-esquerdo e mostrou que pode ser uma opção interessante no tricolor gaúcho.

Provavelmente ele voltará ao banco de reservas quando o titular voltar à ativa. Mas, se continuar a mostrar o talento e a personalidade que exibiu até agora, pode até brigar por posição futuramente com Fábio Santos.

11º) Bruno Mezenga (Flamengo)
Já é um velho conhecido da torcida flamenguista, mas só agora ele passou a receber chances no time carioca. Basta ver que, em 2010, ele já jogou em mais partidas do que durante todo o ano de 2009. E correspondeu razoavelmente bem, com quatro gols.

Não dá para esperar que Bruno se torne um craque, mas é possível acreditar que ele será um centroavante útil para a disputa do Brasileirão 2010. Ainda mais se for lembrado que são grandes as chances de Adriano e Vágner Love saírem do Fla no meio do ano.

Read Full Post »

BOLETIM BR

O ORGULHO DA TORCIDA

Flamengo – Jogou bem, conseguiu uma imponente vitória contra o Santo André e ficou mais longe de qualquer risco de rebaixamento.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Atlético-MG – Arrancou um empate suado contra o ex-lanterna Sport em casa e ainda tem que comemorar o resultado, pois poderia ser pior.

TROFÉU HERÓI

Roger e Leandro Guerreiro – Vitória e Botafogo perdiam por 3 a 2 em casa, mas eles fizeram belos gols e empataram as partidas.

TROFÉU VILÃO

Defesa do Fluminense – O jovrm goleiro Rafael errou nos 2 gols do Santos.

Mas os outros jogadores sequer tiraram os pés do chão para acabar com as jogadas aéreas do Peixe

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Vitória 3 x 3 Cruzeiro e Botafogo 3 x 3 Grêmio – As arbitragens atrapalharam, mas, recheados de gols, foram os jogos de maior destaque.

DETALHE TÁTICO

3-5-2 do Inter e do Cruzeiro – Os dois times mudaram nessa rodada.

No caso do Colorado, o jogo foi totalmente atípico e não dá pra avaliar, mas pode ser uma boa para o futuro.

No caso da Raposa, parece uma mudança desnecessária em um time que já está passando por muitas transformações.

O FUTEBOL É INJUSTO

Expulsão do Fernandão – O árbitro foi exageradamente rigoroso.

Em pleno Beira-Rio, o meia enfrentava seu ex-time, mas sua saída decidiu a partida a favor do Inter.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Sport – Conseguiu mostrar um bom futebol contra o Galo e merecia até sair com a vitória do Mineirão.

ALGUÉM ME EXPLICA?

O que fazer com os árbitros brasileiros? – É absurdo ver que em toda rodada acontecem erros em vários jogos diferentes.

É difícil apontar de onde vem o erro exatamente, mas é inexplicável não acontecer nada para mudar isso.

ALARME

André e Marquinhos – O jovem atacante do Santos e a revelação do Inter chamaram a atenção nessa rodada, com gols e boas atuações. Olho neles!

VALEU O INGRESSO

Jonas – Foi uma rodada cheia de golaços, com belas jogadas concluídas por Carlinhos Bala, Elias, Roger, Marquinhos, Zé Roberto, Leandro Guerreiro, Derlei e outros.

Mas o gol do atacante do Grêmio foi mais engraçado e único. Ele chutou na trave, cabeceou na trave e depois chutou para as redes em um excepcional e bizarro gol chorado.

Read Full Post »