Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Belluzzo’

Que os palmeirenses não se iludam: a saída do técnico Antônio Carlos Zago, confirmada na manhã desta terça-feira, está longe de ser a solução do time. O trabalho dele foi ruim, é verdade, mas os problemas do clube vão muito além da falta de tática, da ausência de estratégia ou de escalações erradas.

O primeiro defeito grave do Palmeiras é o elenco. E nem falo só da falta de qualidade dos jogadores. O buraco é mais fundo: existem jogadores traumatizados, pressionados, assustados e até sem motivação.

Ou seja, enquanto alguns simplesmente não aguentam a pressão por títulos no time de Palestra Itália, outros temem a reação da torcida organizada e ainda têm aqueles que não mostram qualquer vontade continuar jogando ali.

Só isso já bastaria para trazer bastante preocupação. Mas ainda existe a já conhecida turbulência na diretoria palmeirense. A gestão de Belluzzo fracassou e, com pouco apoio no Palestra Itália, ele não consegue mais resolver qualquer problema ali.

Sendo assim, fica claro que uma profunda reforma é necessária no Palmeiras. Só mudar o técnico não adianta. E é preciso perceber: é quase impossível que todas essas mudanças ocorram ainda em 2010. O presidente só sairá no final de 2010. Os jogadores têm contrato e só uma meia dúzia deve sair, no máximo. E não é fácil recuperar o lado psicológio daqueles que vão ficar.

Ou seja, insisto: não é porque Zago foi demitido que os palmeirenses terão um ano mais fácil. Com Felipão, como tem sido especulado, os problemas pode diminuir consideravelmente, mas não acabam. Imagina se vier outro técnico qualquer! O importante mesmo é não perder de vista que o nome do treinador está longe de ser o principal obstáculo do Palmeiras.

Read Full Post »

VALE A VISITA

  • Carlos Pizzatto desenha a prancheta do que pode ser o elenco do Corinthians para o importante centenário. Clique aqui e leia mais.
  • Cassiano Gobbet classifica como equivocadas algumas contratações recentes do São Paulo, que deveria aproveitar melhor suas categorias de base. Apoiado! Clique aqui e leia mais.
  • Décio Lopes traça uma retrospectiva sobre o ano de Belluzzo na presidência do Palmeiras e encerra com um raciocínio que eu concordo muito. Clique aqui e leia mais.
  • José Antonio Lima analisa a possibilidade de Pepe ficar fora da Copa do Mundo e como isso atrapalharia demais a seleção portuguesa, rival do Brasil na fase grupos. Clique aqui e leia mais.
  • Mauro Cezar Pereira destaca o bom momento que vive o Nottingham Forest, tradicional time da Inglaterra que chegou a disputar a terceira divisão local. Clique aqui e leia mais.

Read Full Post »

SALA DE IMPRENSA

Ao ofender Simon, o presidente do Palmeiras, Belluzzo, além de errar feio, criou uma velha armadilha que ele deve ter aprendido com Vanderlei Luxemburgo: desviou o foco da imprensa para uma polêmica que não vai dar em nada. Todos caíram na emboscada: a maioria dos comentaristas esportivos deu espaço demais para discussões intermináveis sobre o gol de Obina.

A repercussão gerou boas reflexões (Maurício Noriega escreveu a respeito da  profissionalização dos árbitros), opiniões lamentáveis (Caio Maia exagerou nas críticas ao Belluzzo aqui e aqui) e até algumas teorias da conspiração (Cassiano Gobbet admitiu que desconfia de armações no jogo).

Era o que Belluzzo queria, pois esqueceram do principal: o futebol pífio apresentado pelo Palmeiras contra o Fluminense, que foi o mesmo mostrado contra o Santo André, em outra derrota vexatória. Isso sim merece um grande destaque e enormes discussões.

Os motivos para essa queda do time são intermináveis. As lesões de jogadores importantes (Pierre, Cleiton Xavier, Maurício Ramos, Edmílson, etc…) e a queda evidente de confiança ajudam a explicar, mas não resolvem tudo.

Existem muitos problemas no Palmeiras que não são solucionados e mereciam mais questionamentos do que a bobagem discutida de domingo para cá. Sergio Xavier foi um dos poucos que realmente fez um post bom sobre isso: “Culpar o juiz pelo gol  mal anulado é fugir das verdadeiras razões da crise”, disse ele.

O jogo contra o Sport já é nesta quarta e então veremos se pelo menos o foco do Palmeiras não foi distorcido. É a última chance de recuperação do time de Belluzzo em busca do título.


Atualização às 13h40 de 12/11: Cassiano Gobbet não “acredita em armações no Brasileirão 2009”, como escrito anteriormente. Ele explicou melhor seu ponto de vista aqui.

Read Full Post »

VALE A VISITA

  • André Rocha faz uma justa lista com os melhores camisas 9 que ele viu jogar, cheia de grandes matadores. Clique aqui e leia mais.
  • Eduardo Cecconi faz uma análise tática da Inglaterra e da Holanda, duas fortes seleções que estarão na Copa do Mundo de 2010. Clique aqui e leia mais.
  • Marcelo Di Lallo relata e explica como Belluzzo tem se tornado um ídolo da torcida palmeirense. Clique aqui e leia mais.
  • Mauro Cezar Pereira mostra, com números, como Robinho tem sido omisso na Seleção Brasileira atual. E os gols do Nilmar ainda nem tinha saído… Clique aqui e leia mais.
  • Vitor Birner pede para que Zico não aceite voltar ao Flamengo, a não como presidente. Perfeito! Clique aqui e leia mais

Read Full Post »

SALA DE IMPRENSA

Foi impressionante ver como a contratação do Vágner Love foi bem vista por todos comentaristas esportivos. Todos aprovaram o negócio, que, segundo eles, coloca o Palmeiras como principal favorito ao título do Brasileirão.

Mauro Cezar Pereira, por exemplo, considerou uma “Bola dentro da administração Belluzzo”, que, segundo Caio Maia, colocou o “título no bolso”. Mauro Betting afirmou que o time “entra forte como jamais esteve na disputa pelo título”, foi apoiado por Benjamin Back, Alberto Helena Jr., Michel Laurence e por Vitor Birner, que chegou a decretar que o “Palmeiras tem ‘obrigação’ de ser campeão”.

Mas eu prefiro ficar com a cautela e a desconfiança de Sérgio Xavier: “Vágner Love irá se encaixar no time? Qual é o seu interesse pessoal nisso? (…) Se for para ficar mais próximo da roda de pagode e dos amigos, o lucro é menor”.

Ou seja, é preciso sim fazer algumas ressalvas sobre a chegada de Vágner Love ao Palmeiras. Além da intenção e do foco do jogador, existem outras armaldilhas, como o salário alto do atleta, que pode conturbar o ambiente do time, que parecia ótimo até aqui. A falta de entrosamento e até a pressão gerada por esse favoritismo também podem atrapalhar.

É claro que a aposta é ótima e diretoria merece os elogios. Mas uma empolgação menor e um senso crítico maior seriam bem vindos.

Read Full Post »

TABELINHA

Já era esperado: depois de fazer o Palmeiras assumir provisoriamente a liderança do Brasileirão 2009, Jorginho está cada vez mais firme como treinador efetivo do time, como mostra uma reportagem do Uol deste sábado. Entretanto, ainda acredito que é um erro sim insistir com Jorginho para a sequência do Brasileirão 2009.

Explico: o ainda técnico interino acertou em cheio ao colocar um sistema tático simples, e passar a repetir mais vezes a escalação do time, coisa que Luxemburgo raramente fazia. O time, que sempre se mostrou motivado e unido, ganhou padrão de jogo, consistência, entrosamento.

O problema é que logo esse esquema pode ficar manjado, já que não possui nenhum grande segredo. Jorginho vai conseguir mudá-lo sem derrubar o time?

Outro problema: se alguém sair para a Europa, será que Jorginho vai ter capacidade para indicar reposições ou achá-las dentro do elenco?

Além disso, todo time passa por um momento delicado em um campeonato longo como o Brasileirão. Será que Jorginho sairia bem de uma possível crise no ambiente sempre conturbado do Palmeiras?

É preferível que Belluzzo e companhia vejam o sucesso de Jorginho apenas como um modo de ter mais tempo para pensar em um técnico que visse realmente para ficar e decidir. Se esse treinador não vier, acho MUITO difícil o Palmeiras conseguir um objetivo  possível para o seu time: o título do Campeonato Brasileiro de 2009.

Read Full Post »