Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Bósnia’

É muito fácil só criticar Mano Menezes. Até porque ele dá motivos para isso. Na vitória contra a Bósnia, nesta terça-feira, o principal erro foi escalar jogadores fora de suas posições. Mas criticar é pouco. É preciso também sugerir, apresentar novas ideias e mostrar que a Seleção Brasileira poderia ser melhor.

Tudo começa por uma definição melhor da tática. Mano gosta de usar o 4-2-3-1 desde os tempos de Corinthians e tem insistido com isso, mas é hora dele se reinventar na Seleção. Aposto que um 4-3-1-2 poderia ser mais útil para encaixar o que temos de melhor no momento. Explico…

Com esse esquema, acima de tudo, seria dado liberdade para Neymar atacar por onde quisesse. Sem ter que ficar preso na ponta esquerda, o nosso maior craque no momento renderia melhor e formaria uma perigosa dupla de ataque com qualquer um dos centroavantes que temos no momento – Leandro Damião, Alexandre Pato ou Fred.

Outra vantagem seria contar com mais volantes para dar liberdade total aos nossos alas. Contra a Bósnia, os dois gols tiveram participação de Marcelo. Daniel Alves também foi bem no primeiro. Fazer os dois laterais atacarem ao mesmo tempo seria ótimo para a Seleção.

Mas claro que para isso é preciso ter volantes que façam a cobertura. Em um 4-3-1-2, além do cabeça de área (Sandro ou Lucas Leiva) temos um volante de cada lado para cobrir as subidas dos laterais. Eles também ficariam com a missão de melhorar a saída de bola, problema latente desde a Seleção do Dunga. Hernanes na direita e Fernandinho (ou Ramires) na esquerda, por exemplo, dariam conta desse recado. Marcariam pelos lados e fariam com que a bola chegasse mais tranquila para o meia central (provavelmente Ganso) organizar as jogadas da equipe.

Além dessa parte tática, existem ainda alguns ajustes de peças que precisam ser feitas. Já está na hora de testar Dedé na defesa e Diego Alves no gol. David Luiz e Julio César têm mostrado, em seus clubes inclusive, que não estão bem no momento. E nem preciso mencionar pela enésima vez como é inútil convocar Ronaldinho…

Portanto, eu passaria a pensar em uma Seleção assim: Diego Alves; Daniel Alves, Thiago Silva, Dedé e Marcelo; Lucas Leiva (Sandro), Hernanes, Fernandinho (Ramires) e Ganso; Neymar e Leandro Damião. E seria fácil trocar um dos volantes por um atacante rápido (Hulk, Lucas ou Robinho) para formar um 4-3-3 em jogos mais fáceis. São poucas mudanças, mas que já teriam um efeito vantajoso.

Não tenho a menor esperança que Mano vá ler essa minha sugestão, é claro. Apenas fica a prova de que essa Seleção poderia render bem mais. A geração realmente é fraca, mas nosso técnico é mais fraco ainda. Portanto, do jeito que está, só podemos esperar uma Copa de 2014… fraca!

Read Full Post »

Prazer, eu sou o homem que fez estourar a mais recente crise entre os galáticos do Real Madrid.

Jogando pelo Lyon, marquei o gol que desclassificou os merengues da Liga dos Campeões nesta quarta. Fui apontado como “líder e herói” pelo jornais.

Sou jovem, tenho apenas 19 anos, mas minha carreira começou já em 2007 e esse não foi meu primeiro grande feito. Nem será o último, pode apostar!

Eu nasci na Bósnia, mas logo cedo fui jogar no futebol francês, pelo Metz. Lá me destaquei e fui contrado pelo Lyon em 2009, por 8 milhões de euros.

Agora o meu time está em 4º lugar na tabela do nacional e ainda pode sonhar com o título. Eu, como titular do time, pretendo ajudar a equipe nessa conquista, além de continuar a surpreender na Liga dos Campeões.

Meu futebol é moderno, pois sou um daqueles jogadores que ajudam a marcar, mas também dominam a criação de jogadas facilmente. Sei chegar ao ataque, como fiz contra o Real, e apresento essa qualidades com grande regularidade.

A França quis que eu me naturalizasse para jogar por sua seleção, mas minha vontade sempre foi de defender a Bósnia, que não irá para a Copa do Mundo de 2010, infelizmente. Fomos eliminados pelos portugueses, já na repescagem.

Mesmo assim, virei alvo de grandes clubes europeus e devo sair do Lyon em breve. Prazer, eu sou Miralem Pjanic e eu ainda irei além de um bom jogo contra uma grande equipe europeia. Enfim, você ainda vai voltar ouvir falar de mim novamente.

Lisandro López e Pjanic
“Larga do meu pescoço, argentino!!”, reclama Pjanic

Read Full Post »