Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Campeonato Italiano’


O resultado do amistoso da Seleção Brasileira contra Gana já valia pouco antes da bola rolar. Com a expulsão de Opare, ainda no começo do jogo, o placar ficou ainda menos relevante. Por isso é melhor achar outros detalhes para analisar.

Há na imprensa quem prefira comemorar a consolidação de Leandro Damião como o centroavante da Seleção. Há também quem vibre com o fato de Marcelo finalmente ter assumido a lateral-esquerda do time. Mas eu sou chato, admito. Prefiro ver um ponto negativo: a lesão de Ganso, logo no começo do jogo, foi o que mais chamou minha atenção.

Foi neste momento que ficou evidente o maior erro de Mano Menezes desde que assumiu a Seleção Brasileira: ele apostou todas suas fichas em Ganso e nunca conseguiu achar um substituto para o meia do Santos. Testes e oportunidades não faltaram, já que o santista está frequentemente lesionado. Mas Mano fez apostas erradas, queimou alguns jogadores e hoje está perdido, sem saber quem vai ser o armador da seleção. Um problema gigante, já que Ganso não é confiável fisicamente.

Mano e Ganso
Mano confiou demais em Ganso

Contra Gana foi Elias que entrou no lugar de Ganso. Ele não foi mal. Mas forçou o time a passar por uma mudança tática e estratégica, como bem explicaram Eduardo Cecconi e Carlos Pizzatto. Essa alteração não funcionou tão bem, pois precisa de muito treinamento. Além disso, Elias rende melhor como volante, surgindo de trás, em velocidade, de surpresa. Enfim, como resumiu PVC, “Elias entrou bem, mas acelera mais do que cadencia”. Não é de um jogador com essas características que o Brasil precisa.

O que o Brasil precisa é buscar novas opções. Ou insistir em algumas que não foram tão mal. Voltar a convocar Jádson, por exemplo, não seria uma má ideia. Mas eu gostaria mesmo é que Mano inovasse. Renovasse a seleção de verdade, e não ficasse apenas no discurso.

É ridículo falar em renovar um time e depois convocar Renato Abreu, jogador de 33 anos, que vai ocupar o lugar de um jovem que poderia ser testado nesses amistosos contra a Argentina. Elkeson, do Botafogo, seria uma aposta bem mais interessante e coerente.

Não quero colocar o apenas promissor Elkeson como o substituto ideal de Ganso. Na verdade vejo Kaká, por exemplo, como um nome melhor para essa função. Já falei sobre o retorno dele aqui. Como escreveu Lédio Carmona, “Kaká terá que voltar. Está bem no Madrid. Mourinho começa a apostar nele. Sábado, contra o Getafe, será titular na vaga do cansado Di Maria”. É mais um passo para que ele volte logo à Seleção…

Há ainda Hernanes, um volante de origem, mas que tem jogado como meia na Lazio e tem se destacado. Alguns podem lembrar que no São Paulo ele não foi bem quando atuou mais avançado. Mas é precisa entender que os jogadores evoluem e isso aconteceu com Hernanes na Itália. Ele pode sim ser um bom substituto para Ganso.

Em quatro parágrafos apresentei quatro sugestões para Mano Menezes usar no lugar de Ganso. Existem outras e várias são as ideias melhores do que colocar Elias, mudar a tática do time e não aproveitar o melhor desse jogador. Nem espero que o técnico da Seleção siga uma dessas dicas. O importante é que Mano saiba reconhecer seu erro, não repetí-lo e finalmente corrigí-lo. Ou será que já é tarde demais?

Anúncios

Read Full Post »

Foi encerrada, nesta quarta-feira, a janela de contratações na Europa e, mesmo que alguns campeonatos já tenham começado, essa é a melhor hora para analisar quais times estão melhores ou piores. Agora os elencos da temporada 2011/2012 estão praticamente definidos, os reforços já foram comprados (ou não) e a bola vai rolar no Velho Continente…

Seguem as análises e os palpites dos principais times nos quatro países mais importantes – Inglaterra, Espanha, Itália e Alemanha, com um adendo sobre a Liga dos Campeões no final.

Campeonato Inglês

Brigam pelo título: Chelsea, Manchester City e Manchester United
Em ascenção: Liverpool
Em decadência: Arsenal e Tottenham

Apontei três times como candidatos ao título, mas na verdade os “Red Devils” de Alex Ferguson têm tudo para conquistar a Premier League de novo. Trata-se de um time que foi renovado, com Young, De Gea, Cleverly e Welbeck, por exemplo, mas ainda tem a mesma qualidade das últimas temporadas.

Chelsea e City conseguiram bons reforços e com certeza vão ficar no topo da tabela. O principal problemas para eles pode ser o Liverpool, esse sim um time completamente diferente do que foi na última temporada. Com as chegadas de muitos reforços de qualidade, o técnico-ídolo Dalgish tem conseguido montar um time perigoso, que só precisa se entrosar para ir longe.

Reforços do Liverpool

Doni é a exceção entre vários reforços de qualidade do Liverpool

Em baixa há um Arsenal que perdeu bons jogadores e não soube buscar bons substitutos; e também um Tottenham, que pouco se reinventou, com excessão das chegadas de Scott Parker e Adebayor. Parece pouco para subir na tabela de um Campeonato com um nível tão alto.

Campeonato Espanhol

Brigam pelo título: Barcelona e Real Madrid
Em ascenção: Málaga e Atlético de Madri
Em decadência: Athletic Bilbao, Sevilla, Valencia e Villareal

Messi x Ronaldo

A disputa Messi x Cristiano Ronaldo terá um novo fim?

Aqui acontecem dois campeonatos diferentes. Um entre Barça e Real, que já mostraram, com goleadas na primeira rodada, que são muito superiores; e outro com o resto dos times, que buscam apenas vagas nas competições europeias.

Entre Barça e Real, visualizo uma competição ainda mais equilibrada do que na última temporada. Mourinho tem apenas um reforço na prática (Coentrão, já que Sahin segue lesionado), mas parece ter um conhecimento melhor do que pode tirar do seu elenco. Enquanto isso, o Barça tem o melhor elenco ofensivo do mundo e só pode sofrer caso a defesa, às vezes improvisada, não corresponda.

Entre os outros times, o “novo rico” Málaga gera expectativas, mas ainda não parece ter um time tão consistente. Já o Atlético aposta nos ex-Porto Falcao e Rúben Micael – e talvez agora no brasileiro Diego – para ser a terceira força da Espanha. Até porque Villareal deve sofrer sem Cazorla, Valencia deve sentir falta de Mata e Sevilla e Bilbao pouco evoluíram desde a temporada passada.

Campeonato Italiano

Brigam pelo título: Inter de Milão e Milan
Em ascenção: Juventus, Napoli e Roma
Em decadência: Lazio e Udinese

A qualidade do Italiano tem caído demais nas últimas temporadas, mas pelo menos disputas emocionantes têm acontecido e isso não deve mudar na atual temporada. Afinal, o atual campeão Milan pouco evoluiu e a sua base já montada pode não ser forte o suficiente para frear as ascenções dos rivais.

Forlán

Forlán ainda gera desconfianças, mas pode ser o substituto ideal de Eto'o na Inter

A Inter perdeu Eto’o, mas trouxe Forlán e ainda recheou melhor seu elenco para que o novo técnico Gasperini coloque o time na briga pelo título. Mas ele terá rivais à altura, já que a Juventus contratou bem, o Napoli segurou a maioria dos seus destaques e a Roma fez um novo time – que, apesar de ter dado vexame na Liga Europa, poderá se concentrar só no Italiano e evoluir.

Já Lazio e Udinese, boas surpresas da temporada passada, não devem incomodar os grandes dessa vez. Elas perderam jogadores importantes e em times desse porte isso sempre causa um grande estrago.

Campeonato Alemão

Brigam pelo título: Bayern de Munique, Bayer Leverkusen e Borussia Dortmund
Em ascenção: Schalke 04
Em decadência: Hamburgo, Hannover 96 e Mainz 05

Não é igual a Espanha, mas na Alemanha também há uma grande diferença entre os principais times do campeonato. Se na temporada passada isso não foi percebido por causa da decepção do Bayern e da disparada do Borussia, agora aposto que finalmente veremos esse cenário.

Entre os três mais fortes, aposto que o Bayern não deixará o título escapar dessa vez. O time já tem um dos ataques mais fortes da Europa há algumas temporadas. Com Neuer, Rafinha e Boateng a defesa deve melhorar e vai ser difícil Leverkusen e Dortmund superarem.

Neuer Bayern

A torcida do Bayern não gosta de Neuer, mas ele resolverá um grande problema do time nas últimas temporadas

Abaixo na tabela, há um grande equilíbrio. Há um Schalke com potencial para finalmente mostrar sua força, que já surpreendeu muita gente Liga dos campeões da última temporada; e outros times que, apesar de terem surpreendido recentemente, não contraram bem o suficiente para se manterem no alto da tabela.

Liga dos Campeões
Antes da fase grupos começar, ainda pretendo fazer uma análise mais detalhada, chave por chave, dessa grande competição. Ela merece.

Mas, de uma forma geral, o que vejo na Europa são três times acima de todos: Barcelona, Manchester United e Real Madrid. São equipes prontas, com craques decisivos, bons reforços, grandes técnicos e que dificilmente serão surpreendidos.

Mas zebras acontecem e por isso uma análise mais profunda ainda será feita.

Read Full Post »

Em março deste ano, fiz um post aqui no qual destaquei a grande emoção que era esperada para a reta final dos principais campeonatos europeus. Também fiz meus palpites, como de costume.

Resultado após o final da temporada no Velho Continente: acertei ao imaginar que teríamos grandes jogos pela frente. Já os palpites… errei feio. Vamos voltar às análises:

Campeonato Inglês
Campeão: Chelsea
Meu palpite: Manchester United

Arrisquei em um momento em que tudo parecia complicado para o Chelsea, já que o time sofria com lesões e necessidades de mudanças táticas. Além disso, Rooney voava no Manchester United.

No entanto, veio a lesão do atacante inglês e o técnico Carlo Ancelloti exibiu competência para comandar seu time para um título mais do que justo. Seu trabalho tático foi brilhante e a força que seu ataque exibiu foi impressionante. Admito: eu não esperava mesmo por isso…

Os destaques negativos ficam por conta do Arsenal, que mais uma vez decepcionou quando era necessário, e principalmente do Liverpool. Foi vergonhoso o trabalho de Rafa Benítez, que também tinha um elenco limitado demais em mãos, é verdade. Mantenho minha opinião dada em novembro do ano passado: os Reds precisam de uma reformulação completa urgentemente, mas o atual técnico não é o homem certo para comandar isso.

Campeonato Espanhol
Campeão: Barcelona
Meu palpite: Real Madrid

Resolvi arriscar na zebra e me dei mal. Como eu já tinha escrito, era muito mais óbvio apostar que o Barcelona, um time mais pronto e em ótima fase, fosse o campeão. Porém, o foco do time catalão poderia se voltar para a Liga dos Campeões, abrindo espaço para o título merengue. Não foi o que aconteceu.

A eliminação do Barça na semifinal da Liga dos Campeões só evidenciou a diferença entre os dois times que disputavam o título espanhol. Enquanto um dependia de lampejos do craque Cristiano Ronaldo, o outro dava todas as condições para que o craque Messi brilhasse.

A campanha do Barcelona foi impressionante na Espanha
A campanha do Barcelona foi impressionante na Espanha

O que resta é pensar em 2010/2011 e agora tudo indica que ninguém menos do que José Mourinho vai para o Real Madrid. Do outro lado, Villa já se apresentou e Fàbregas deve chegar. Tudo isso só mostra que a briga pelo título da próxima temporada tem tudo para ser ainda melhor e mais indefinida. Droga! Vou errar outro palpite…

Campeonato Italiano
Campeão: Inter de Milão
Meu palpite: Inter de Milão

Acertei o mais óbvio. Afinal, por mais que Milan e principalmente a Roma tenham se esforçado de uma forma bonita, era evidente que a grande equipe da temporada europeia seria a Inter de Milão.

A emoção existiu até o último jogo, mas o título foi mesmo decidido por um impressionante Diego Milito. Aliás, as conquistas da Inter ficaram marcadas por grandes contratações, como a do argentino. Será que Milan, Juventus e Roma conseguirão se reforçar tão bem para a próxima temporada? Precisam muito!

Aliás, a Juventus merece um parágrafo à parte. Foi terrível a campanha da Vecchia Signora! Não tem um time tão ruim para fazer tão feio assim, mas precisa melhor bastante se quiser acabar com a sequência impressionante de títulos nacionais da Inter.

Campeonato Alemão
Campeão: Bayern de Munique
Meu palpite: Schalke 04

“Aqui é a competição mais difícil de palpitar”, foi o que eu escrevi em março. Não era nada fácil mesmo. Resolvi acreditar na competência do técnico Félix Magath, mas o comando de Louis Van Gaal foi ainda melhor no Bayern.

Enquanto o destaque positivo fica para as grandes atuações de Robben, o principal fato negativo foi o declínio do Bayer Leverkusen. Invicto, o time dominou a ponta da tabela, mas, quando começou a perder, decepcionou de vez. E justificou o apelido de Bayer Neverkusen.

Outros
Acertei com Benfica e Twente em Portugal e na Holanda, respectivamente. Foram times que se reforçaram bem e mostraram, desde o início da temporada, que poderiam levantar o troféu.

Twente
Após o vice em 2009, o Twente foi campeão nacional pela 1ª vez

Só errei na França, com a aposta no Bordeaux. Confesso que nem passou pela minha cabeça apostar no tradicional Olympique de Marselha.

Palpites errados à parte, o importante é que foram 12 brilhantes meses de futebol europeu. Agora é a vez de acompanhar o mercado com a seção “Dizem por aí” e torcer para que toda essa história se repita. Com umasapostas melhores daminha parte, é claro!

Read Full Post »

É comum ouvir de gente mal informada os seguintes comentários: “só o Campeonato Brasileiro tem emoção” ou “o futebol europeu é muito chato”. São frases vazias e que viraram ainda mais absurdas recentemente.

Explico: os 4 principais campeonatos europeus – Inglês, Espanhol, Italiano e Alemão – prometem muita briga boa para as últimas rodadas. Sem falar de competições piores, como o Francês, Holandês e talvez até o Português, que também serão bastante disputados.

Seguem meus breves comentários sobre eles e alguns palpites. Afinal, não é fácil arriscar em meio a tanta igualdade, mas ficar em cima do muro não é meu direito neste blog:

Campeonato Inglês
A diferença entre Manchester United, Chelsea e Arsenal é de apenas 4 pontos, faltando 6 jogos para cada. O time azul de Londres liderou boa parte da competição, mas, por lesões e questões táticas, caiu de produção.

Enquanto isso, no ritmo de Rooney, os Red Devils assumiram a liderança e seguem em alta, com um futebol extremamente competitivo. Só que ainda precisam manter a atenção com o Arsenal, time que já vacilou demais em grandes jogos e sempre sofre com as lesões de seus atletas, mas tem um elenco forte e joga bonito.

Palpite: Manchester United campeão

Manchester United campeão
Essa cena já virou rotina na Inglaterra. Continuará tudo assim?

Campeonato Espanhol
A boa e velha briga entre Barcelona e Real Madrid está incrível: os dois times estão empatados com exatos 74 pontos.

É claro que o Barça, por ter um time mais pronto e contar com Messi em fase extraordinária, aparece como favorito para disparar em breve.

Só que o Real não disputa mais a Liga dos Campeões, está totalmente concentrado no Espanhol e já arrumou soluções para problemas graves do início de temporada. Ainda faltam 9 jogos e muita coisa pode acontecer.

Palpite: Real Madrid

Campeonato Italiano
Era o campeonato europeu mais decidido até outro dia, mas a Inter, de José Mourinho, vacilou e agora vê Roma e Milan em busca do título.

O time da capital italiana tem impressionado com uma recuperação brilhante em 2010. Com De Rossi e Pizarro em boa fase, Ranieri colocou seus jogadores apenas um ponto atrás da Inter.

O Milan ainda é um time cheio de problemas que não serão facilmente resolvidos pelo seu inexperiente técnico. Mesmo assim, a camisa ainda pode pesar e o talento de Ronaldinho Gaúcho é um ponto forte para o time subir na tabela, mas só se seus adversários vacilarem muito.

Palpite: Inter de Milão

Inter de Milão campeã
Já na Itália essa é a cena que virou rotina. E nada deve mudar…

Campeonato Alemão
Só 5 pontos separam o líder, Schalke 04, do 3º lugar, Bayer Leverkusen. Entre eles, há o poderoso Bayern de Munique. Aqui é a competição mais difícil de palpitar e só faltam 6 rodadas para o fim.

Ultimamente tem acontecido muitas mudanças no topo da tabela e a queda do Bayer foi forte. Enquanto isso, sob o comando do ótimo técnico Felix Magath, o Schalke arrancou na tabela e se aproximou do título.

Entretanto, é preciso respeitar a grandeza do Bayern de Munique, que, mesmo sem um time tão brilhante e com um técnico controverso – Louis van Gaal, que barrou Lúcio no seu elenco -, é extremamente competitivo.

Palpite: Schalke 04

Sem me prolongar ainda mais, ficam meus outros palpites: Bordeaux consegue o bicampeonato na França, o bem reforçado Twente leva na Holanda e o “sul-americano” Benfica se consagra em Portugal.

E tudo isso sem deixar de lado grandes emoções, que definitivamente não estão guardadas só para o Brasileirão 2010.

Read Full Post »

Na Espanha, Inglaterra e Itália os campeões nacionais foram decididos com antecedência. Barcelona, Manchester United e Inter de Milão sobraram exageradamente e há muito tempo estes títulos já eram esperados.

Manchester United teve que entrar em campo para garantir o título; Inter e Barça não

Manchester United teve que entrar em campo para garantir o título; Inter e Barça não

Isto por culpa da incompetência de seus adversários também. Eles precisam melhorar muito para dar mais emoção na Europa durante a próxima temporada.

Na Espanha, o Real tem eleições pela frente, e pode voltar a contratar estrelas, como Cristiano Ronaldo e Kaká. Porém, ainda precisa mesmo é de zagueiros e volantes mais confiáveis. Vale lembrar que Cannavaro voltou para a Juventus.

Na Inglaterra, o Liverpool está cada vez mais perto de quebrar a hegemonia dos Red Devils. Já o Chelsea não tem sequer um técnico para a próxima temporada. Enquanto isso, o Arsenal espera a evolução de seus vários jovens talentos.

Na Itália, a Juventus já começou a desenhar uma reação, com as chegadas de Cannavaro e Diego. Pode vir mais e a Inter que se cuide! Já o Milan deve só observar a briga, pois deve mudar tudo em breve, começando pelo técnico e podendo chegar a Kaká.

Com estas mudanças, fica a torcida para que tenhamos uma temporada melhor na Europa em 2009/2010. Que a emoção não fique por conta somente dos times franceses e alemães, por favor!

Read Full Post »

Já era possível prever: Depois dos primeiros jogos das quartas-de-final da Liga dos Campeões, fiz o post “Barça contra ingleses?”.

E foi exatamente o que aconteceu… Barcelona conseguiu a classificação ao lado de Manchester United, Arsenal e Chelsea. O que só mostra o predomínio cada vez maior dos ingleses dentro do futebol europeu.

Que fique bem claro: a explicação para isto não está só no mérito dos organizadores do futebol britânico. Mas também na incompetência das outras competições concorrentes.

Ou seja, tanto o Campeonato Italiano quanto o Espanhol estão cada vez mais desinteressantes. O Alemão e o Francês até melhoraram, mas nunca fizeram e nem farão frente aos outros.

Em 2008, aconteceu a mesma coisa: a semifinal foi “Barça contra ingleses”. Em 2007, foi “Milan contra ingleses”.

Três anos seguidos com a mesma história? Uma pena! Até a Liga dos Campeões ficou previsível.

Read Full Post »