Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Copa do Brasil’

Cego pelo título e empolgado pela festa, o palmeirense pode até tentar negar, mas é fato: o time de Felipão era o pior entre os quatro semifinalistas da Copa do Brasil. Grêmio e São Paulo têm elencos melhores, principalmente no ataque. E o Coritiba, mesmo sem estrelas, era melhor taticamente. O Palmeiras só é competitivo por causa das bolas paradas de Marcos Assunção. Como pode um time tão fraco ser campeão?

E o cenário era ainda pior por causa de alguns acontecimentos absurdos. Olhando para trás, lembramos da contusão de Wesley, que só foi contratado para virar desfalque. Mais para frente, teve o sequestro de Valdivia, que se recuperou, mas depois foi expulso na primeira final. Aliás, na decisão surgiram mais dificuldades: Barcos teve uma apendicite e Henrique acordou com febre na quarta-feira decisiva. Como pode um time tão azarado ser campeão?

E não era só azar. No mesmo dia em que o Corinthians foi campeão da Libertadores, na véspera do jogo de ida contra o Coritiba, surgiu a notícia de uma briga entre dirigentes palmeirenses. Verdade ou não, é um símbolo de como funciona o ambiente palestrino. Mesmo na maior das festas, pode surgir a maior das confusões. Sempre há alguém torcendo contra, mesmo que esteja do mesmo lado. São palmeirenses que não querem o melhor para o Palmeiras. Não tente entender. Apenas reflita: como pode um time ser campeão com um ambiente assim?

E ainda existem outros poréns. Vale lembrar que o Palmeiras está sem estádio. Foi jogar em Barueri, fora da capital paulista. Vale lembrar que o Palmeiras estava pressionado por tantos fracassos vergonhos recentes. E, acima de tudo, vale lembrar que o Palmeiras superou tudo isso. Como? Não é fácil explicar. Mas é necessário valorizar.

Todas essas dificuldades citadas acima só aumentam o valor do título do Palmeiras. Se antes diziam que ele estava virando um time pequeno, agora ele mostrou como é gigante. A camisa pesou. A tradição fez diferença. E os jogadores se superaram. Nada mais explica esse título. Porque o Palmeiras realmente não deveria ter sido campeão. Mas brigou o bastante para ser o campeão com mais justiça. E não há nada mais bonito no futebol do que um título justo e bem entregue.

Não deveria. Mas foi justo demais

Não deveria. Mas foi justo demais

Read Full Post »

Campeão da Copa do Brasil e do Brasileirão 2011. Esse é o Vasco, da melhor defesa do Brasil, com Dedé e Anderson Martins. O Vasco turbinado por seus ídolos já veteranos, mas ainda eficientes, Felipe e Juninho Pernambucano. O Vasco de um craque renascido, Diego Souza. De um centroavante ressurgido, Alecsandro. O Vasco dos jovens promissores, como Rômulo, Bernardo, Fágner e Allan. O Vasco de Roberto Dinamite, que enterrou Eurico Miranda no passado de um clube tão grande.

Vasco campeão

É campeão!

É claro que o parágrafo acima ainda tem grandes doses de ilusão. Mas não se espante se, daqui a quatro meses, tudo se tornar realidade. Afinal, foi esse o principal recado que a 14ª rodada do Brasileirão mandou: o Vasco quer e pode sim alcançar o título.

A vitória contra o Santos mostrou claramente a diferença de vontade entre os dois times. Enquanto o Peixe relaxa por causa do título da Libertadores, o Vasco “está faminto”, como escreveu Lédio Carmona. E fico muito surpresa com toda essa vontade dos vascaínos…

Mas não é só fome que leva um time ao terceiro lugar do Brasileirão. O Vasco também tem bola para estar onde está. “O Vasco mostrou um time sólido e organizado”, escreveu Pedro Venancio. É isso. Baseado no bom trabalho de Ricardo Gomes, os cruzmaltinos tem o que poucos têm no país – um conjunto forte, que não depende de um ou outro jogador.

Mas uma hora os problemas virão. Ainda faltam muitos jogos e não vai ser fácil o time ficar no topo da tabela o tempo todo. E quando cair? Vai ter bola suficiente para subir novamente? E mais importante: vai ter fome suficiente?

Antero Greco e Alberto Helena Jr. entendem que sim. Para eles, o Vasco já “entrou na briga pelo título”. Mas eu ainda prefiro a cautela. Não aposto. A falta de motivação e concentração ainda devem sabotar o Vasco. A diferença é que hoje, como fiz no primeiro parágrafo, já consigo pelo menos imaginar um novo time como o grande campeão de 2011.

Read Full Post »

Em janeiro, após os primeiros jogos do Campeonato Carioca, seria ridículo apostar que o Vasco seria campeão de algo em 2011. Cinco meses depois, o time evoluiu, se reconstruiu e conquistou a Copa do Brasil. Mas o que mudou em tão pouco tempo?

É simples: a diretoria do time contratou bem e os reforços começaram a dar certo. Três recém-chegados foram decisivos para a evolução do Vasco. E todos eles chegaram com a temporada já iniciada. Diego Souza, Alecsandro e o técnico Ricardo Gomes mostraram resultados rapidamente e foram decisivos.

Subestimado no Inter, Alecsandro foi o artilheiro da Copa do Brasil
Subestimado no Inter, Alecsandro foi o artilheiro da Copa do Brasil

Além deles, há também aqueles que chegaram no começo do ano, mas demoraram um pouco mais para se adaptar. É o caso de Bernardo e Anderson Martins, que tinham feito um ótimo Brasileirão 2010 por Goiás e Vitória, respectivamente, mas poucos viram. E há ainda Juninho Pernambucano, que não estreou por enquanto.

Tudo isso passa pelo talento de um homem: Rodrigo Caetano, diretor executivo de futebol do Vasco. Responsável pelas contratações do time, ele não acertou todas (Leandro ‘Gianecchini’, por exemplo, foi um grande erro). Mas tem comprovado toda a fama que conquistou no Rio de Janeiro ultimamente.

É preciso citar também o trabalho das categorias de base, já que jovens como Rômulo e Allan foram fundamentais no título. Mas a política de contratações do Vasco está perto da perfeição. Não foi apenas o campeão da Copa do Brasil. Foi também vencedor da grande disputa que é o mercado da bola.

Read Full Post »

Há poucas novidades para destacar sobre o título do Santos na Copa do Brasil. Todos sabem que as conquistas do time no 1º semestre foram mais do que justas. É óbvio que se trata do melhor time brasileiro de 2010. até aqui É desnecessário repetir os elogios ao legado ofensivo que o Peixe já deixou.

O que é realmente importante é discutir o que será desse Santos daqui pra frente. Infelizmente, no Brasil, ter um time de bons garotos não significa futuro garantido. Pelo contrário. Agora o Peixe deve perder jogadores importantes e até mais do que isso: ficará também sem a condição de favorito para o título do Brasileirão 2010.

André vai embora e quem deve substituí-lo é Keirrison. É uma boa aposta da diretoria, mas trata-se de um jogador que ainda precisa ser testado. Foi bem demais no Coritiba, mas saiu criticado de um time maior, o Palmeiras.

Robinho é outro que não deve ficar. Ele não virou o craque do time, como era esperado, mas fará falta. Pela experiência, pela dedicação e pela liderança. A possível saída de Wesley pode ser ainda pior: além de não ter um outro volante com a qualidade dele, o Santos perderia boa parte da sua velocidade de jogo.

O esquema tático talvez tenha que ser alterado. Para mantê-lo Mádson teria que virar titular no lugar de Robinho. É mais fácil o meia Marquinhos ganhar a vaga. Ou seja…

Rafael; Pará, Durval, Edu Dracena, Léo (Maranhão); Arouca, Rodriguinho, Paulo Henrique Ganso e Marquinhos; Neymar e Keirrison.

Esse pode ser o time base para o Santos daqui pra frente. E é melhor nem imaginar como ficaria se Neymar fosse para o Chelsea…

A diretoria do Peixe vai ter que se mexer. Além de contratar substitutos, seria bom trazer um zagueiro mais rápido e seguro que Durval.

O que não dá é pra esperar que o raio caia três vezes no mesmo lugar. Há uma nova geração de “Meninos da Vila” (Alan Patrick, Breitner, Zezinho, Dimba, etc…), mas é cedo para que ela repita os excelentes feitos de Neymar, Ganso e companhia. Parabéns, Santos! Mas atenção, Santos!

Read Full Post »

Para mim foi uma surpresa: sobraram defensores do Neymar depois que ele perdeu o pênalti na final contra o Vitória, nesta quarta. Assim não preciso nem me esforçar para apresentar argumentos a favor dele. Estão todos aí…

“O futebol de Neymar é assim. Não gosto de cobranças desse tipo, pois amplia a responsabilidade do atacante. Mas é o jeito do garoto, deve ser respeitado”, escreveu Paulo Calçade, sempre preciso.

“Torcedores e jornalistas costumam ser imediatistas. Se faz o gol é artista, se perde é moleque. Devagar com o andor”, criticou acertadamente Maurício Noriega.

“Se achei Neymar arrogante, displicente? Não. Isso mesmo: não. Ele sempre bateu pênaltis com ousadia (…). O que vimos ontem, um goleiro apostar que a bola virá no meio e ficar esperando, era questão de tempo”, minimizou  André Kfouri.

“Se a bola tivesse entrado, todo mundo diria que era irreverência. Como não foi gol, é irresponsabilidade. Nem uma coisa, nem outra”, observou Dorival Júnior, que foi bem demais ao defender seu jogador quando tantos outros técnicos o criticariam em público.

Alberto Helena Jr. , Carlos Pizzatto e Leandro Iamin também o defenderam.

Não concordo com tudo que foi escrito por aí. Acho apenas que a cavadinha é só mais uma técnica para chegar ao gol. Técnica para poucos, diga-se. Como disse Vitor Sergio, Neymar precisa treinar isso, pois errou e pagou um grande mico. Só não consigo concordar com quem foi extremamente radical sobre o assunto:

“Neymar fez graça. Não teve a intenção, todavia desrespeitou o Santos, que pretende ser campeão”, exagerou Vitor Birner.

“Ele está se achando demais e lhe falta um pouco mais de humildade”, criticou Benjamin Back.

“Neymar foi irresponsável, o Santos é grande e futebol, coisa séria”, disparou Mauro Cezar Pereira, esquecendo que futebol também é diversão e entretenimento. E, acima de tudo, não precisa ser padronizado.

Read Full Post »

O Santos vai começar a decisão da Copa do Brasil, contra o Vitória, nesta quarta-feira, e terá uma missão árdua pela frente: não entrar na lista de zebras históricas que costumam surgir nessa competição.

Afinal, apesar da má fase recente do Peixe, ele ainda é o favorito absoluto para o confronto. Por ter mais tradição, camisa, torcida e jogadores melhores mesmo. Além disso, o momento do time baiano também não é dos melhores.

Mesmo assim, tudo pode acontecer na Copa do Brasil. Não é preciso voltar muito no tempo para perceber isso. Relembre algumas das principais surpresas que essa competição já proporcionou na história:

1º) Santo André x Flamengo (2004)
Eram mais de 70.000 pessoas confiantes no Maracanã. Bastava que o Flamengo conseguisse uma vitória simples, mas o time do ABC Paulista, que já tinha superado Atlético-MG e Palmeiras, calou uma nação com gols de Sandro Gaúcho e Élvis.

2º) Paulista x Fluminense (2005)

O time de Jundiaí já tinha eliminado Botafogo, Inter e Cruzeiro, mas outra façanha, em pleno Maracanã, mais uma vez, parecia impossível. Não foi, já que a equipe de Vágner Mancini conseguiu o empate que precisava no último jogo e sagrou-se campeã.

3º) Juventude x Botafogo (1999)
Coube ao Juventude a honra de conquistar o penúltimo título da Copa do Brasil com todos times participando dela, inclusive aqueles que disputavam a Copa Libertadores. E isso veio como uma campanha brilhante, superando Fluminense, Corinthians, Bahia e Inter até alcançar a final e levantar o troféu no Maracanã.

4º) Asa x Palmeiras (2002)
O desconhecido time de Arapiraca perdeu seu segundo jogo, mas se classificou graças a regra de gols marcados fora de casa. Assim, entrou para a história como uma das maiores zebras do futebol nacional.

5º) Brasiliense x Atlético-MG (2002)
Vasco, Náutico e Fluminense já tinham sido vítimas do time pertencente ao político Luiz Estevão. A vitória contra o Galo, por 3 a 0, em pleno Mineirão, foi incontestável. Depois, veio a polêmica final perdida contra o Corinthians, mas o importante foi que aquela Copa do Brasil colocou o Brasiliense no mapa do futebol nacional.

6º) Baraúnas x Vasco (2005)
O time do Rio Grande Norte sequer tinha conseguido vencer o primeiro jogo, em casa. Então o Vasco foi para São Januário com tranquilidade para se classificar. Saiu de casa surpreendido por um justo 3 a 0 e eliminado nas oitavas de final.

7º) Santa Cruz x Botafogo (2010)
A recente decadência do Santa Cruz não o impediu de superar uma equipe da 1ª divisão, mesmo estando na Série D. E o mais impressionante: foi uma recuperação incrível, já que o time pernambucano tinha perdido a primeira partida em casa.

Será que só o Santa Cruz vai entrar para a história como zebra da Copa do Brasil de 2010?

Só o Santinha vai entrar para a história como zebra da Copa do Brasil de 2010?

8º) XV de Novembro x Vasco (2004)
Um tal de Mano Menezes era o técnico do time gaúcho que surpreendeu os vascaínos naquele ano. O jogo era válido pela 2ª fase da Copa do Brasil, mas depois o XV conseguiu alcançar as semifinais e só foi eliminado pelo Santo André, em uma das semifinais mais surpreendentes da história da competição.

9º) Ipatinga x Santos (2006)
De um lado, Luxemburgo, Fábio Costa e Maldonado. Do outro Rodrigo Posso, Jaílton e Marinho Donizete. Venceu a equipe mineira, uma zebra comandada por Ney Franco. Foi nos pênaltis, mas nem por isso deixou de ser surpreendente.

10º) Sport x Corinthians (2008)
A equipe pernambucana eliminou favorito por favorito naquele ano: Palmeiras, Inter, Vasco e… na final, uma derrota por 3 a 1 quase acabou com tudo. No entanto, na Ilha do Retiro, Felipe Falhou, Carlinhos Bala e Luciano Henrique marcaram e outra zebra aconteceu.

11º) Brasiliense x Cruzeiro (2007)
Ainda eram as oitavas de final, mas a Raposa vacilou feio. Perdeu por 1 a 0 no jogo de ida e não conseguiu se recuperar no confronto de volta. O time mineiro , comandado por Paulo Autuori naquele ano, acabou eliminado por uma equipe que sabe fazer história na Copa do Brasil e contava com os alternativos Allan Delon, Dimba e Adrianinho.

Read Full Post »

SALA DE IMPRENSA

A contratação de Mário Sérgio como novo comandante do Inter, no lugar de Tite, dividiu opiniões e até gerou uma contradição.

De um lado, Vitor Birner escreveu que ele “consegue fazer os times jogarem rapidamente e bem, mas apenas por breve período”. Do outro, Mauro Betting disse que Mário “foi infeliz quando teve pouco tempo em grandes clubes”.

Afinal, é ou não é um técnico que se dá bem quando precisa de resultados em um curto prazo? Trata-se de uma questão fundamental, afinal faltam apenas 2 meses para o fim do Brasileirão 2009.

O fato é que não são poucos os exemplos de passagens rápidas e sem sucesso do novo técnico do Inter: basta lembrar dele no São Paulo em 1998, no Atlético-MG em 2004, no Botafogo em 2007 ou no Atlético-PR em 2008 . Em todos esse times ele ficou pouco tempo e nada conseguiu.

Seus maiores feitos são pouco significativos, já que nunca levou um título e no máximo faturou um surpreendente vice-campeonato da Copa do Brasil com o Figueirense em 2007, quando passou um tempo maior no clube.

A avaliação de Mauro Betting é mais certeira. E também a mais preocupante para o torcedor do Inter.

Read Full Post »

BR 2009!

Antes de começar o Brasileirão 2009, a seção “BR 2009” apresentou os 11 principais times da competição. Agora, no final do 1º turno, veja a comparação entre aquelas opiniões, daquele tempo, com o que aconteceu por enquanto. Vejamos o que mudou:

ATLÉTICO-MG
Um dos principais erros, pois apostei até que um novo rebaixamento não era “nada impossível”. Agora o time chega a brigar pelo título.

O time foi analisado quando ainda era treinado por Émerson Leão, o que só mostra como as mudanças de Celso Roth realmente fizeram efeito.

Entretanto, vou duvidar mais uma vez do Galo: vai brigar até o fim, mas não conseguirá sequer uma vaga na Copa Libertadores de 2010.

Relembre toda a análise feita no começo do Brasileirão.

BOTAFOGO
Foi avisado: “Se não reforçar o elenco, pode ter que lutar contra o rebaixamento”.

Algumas razoáveis contratações até foram feitas, mas a mudança de treinador atrapalha a evolução do time.

Mesmo assim, como Estevam Soares não é uma escolha ruim, o time não deve ser rebaixado. Mas ainda vale outra ressalva feita anteriormente: “É preciso sempre jogar no limite, com todo esforço e dedicação. Desta forma, até pode surpreender”.

Relembre toda a análise feita no começo do Brasileirão.

CORINTHIANS
Não dava para planejar que o time sofreria um desmanche tão grande. A previsão indicava uma vaga na Copa Libertadores, mas não o título.

Como a vaga já foi garantida na Copa do Brasil, o papel do time de Mano Menezes será de absoluto coadjuvante durante o resto do campeonato.

E não dá para acreditar em rebaixamento, pois ainda existem muitos times piores

Relembre toda a análise feita no começo do Brasileirão.

CRUZEIRO
“É um dos favoritos para o título. Mas com algumas ressalvas”, eu escrevi.

Essas ressalvas foram mesmo mais fortes e tratavam exatamente da possibilidade do time perder peças importantes e o foco no Brasileirão.

Com todos esses pontos negativos, a Raposa não deve passar de coadjuvante. Entretanto, se demitir o bom técnico Adílson Baptista, corre até o risco de rebaixamento.

Relembre toda a análise feita no começo do Brasileirão.

Amanhã veremos as análises sobre Flamengo, Fluminense, Grêmio e Inter.

Read Full Post »

É muito óbvio, mas às vezes parece que não: se você precisa ganhar um jogo, é necessário colocar seu time para frente, no ataque, com tudo, sem medo.

Mano Menezes tem fama de retranqueiro, gosta de colocar um volante no lugar de um atacante para segurar um resultado, recuar o time, se defender.

Já Vanderlei Luxemburgo sempre foi conhecido por arriscar, montar times ofensivos, escalar surpresar e ser arrojado no ataque.

Mas nesta quarta-feira (e nos últimos tempos) esta situação se inverteu: Mano mostrou mais uma vez que sabe ser corajoso. E Luxemburgo provou o quanto está ultrapassado.

Palmeirenses mostraram que sabem quem é o culpado pela eliminação do time

Palmeirenses mostraram que sabem quem é o culpado pela eliminação do time

O Corinthians atacou o Inter com 3 atacantes na maior parte do tempo. O Palmeiras ficou com 3 zagueiros em campo na maior parte do tempo.

O Corinthians atacou o Inter com coragem e organização. O Palmeiras foi para frente com desespero e desordem.

O Corinthians fez marcação por pressão no campo do Inter. O Palmeiras, que fez isso contra o Colo Colo, não usou esta tática tão útil dessa vez.

O Corinthians está muito perto do título da Copa do Brasil e da Libertadores 2010. O Palmeiras está fora da Libertadores 2009 e vai ter que melhorar muito para seguir bem no Campeonato Brasileiro.

Nunca pensei que chegaria esse dia, mas o Mano deu uma aula de ofensividade. Aprendeu, Luxa?


Read Full Post »

VALE A VISITA

  • Interessante tradução, feita por Alexandre Massi, da reportagem de uma revista francesa sobre os seis segredos do Barcelona. Clique aqui e leia mais.
  • Crítica perfeita de Dassler Marques sobre a falta de planejamento do Fluminense em 2009. Clique aqui e leia mais.
  • Outra crítica, desta vez de Maurício Teixeira, sobre o calendário brasileiro, que faz com que a Copa do Brasil fique desvalorizada. Clique aqui e leia mais.
  • Sensacional história contada muito bem por Mauro Betting sobre as vaias e aplausos para Julinho Botelho. Clique aqui e leia mais.
  • Mais uma crítica para a desordem do calendário brasileiro: Sérgio Xavier comprova que até o Brasileirão fica sem graça por causa disso. Clique aqui e leia mais.

Read Full Post »

UM CONTRA UM

A Copa do Brasil começa a trazer confrontos interessantes já nas quartas de final. Além de Flamengo x Inter, teremos também Fluminense x Corinthians.

O duelo entre o tricolor e o alvinegro tem tudo para ser equilibrado, pois existem qualidades diversas nos dois times. Mas a verdade é que trata-se de um jogo em que o clube paulista são amplamente favoritos.

Duvida? Então vamos analisar os dois times que jogarão nesta quarta-feira:

CORINTHIANS

Felipe; Alessandro, William (Diego), Chicão, André Santos; Cristian, Elias (Boquita), Douglas; Jorge Henrique, Dentinho e Ronaldo

FLUMINENSE

Fernando Henrique; Mariano, Luiz Alberto, Edcarlos, João Paulo;  Wellington Monteiro, Maurício, Marquinho, Thiago Neves; Maicon e Fred

Felipe x Fernando Henrique
Felipe – Os dois são pouco confiáveis, mas a fase de um é melhor.
1 x 0

Alessandro x Mariano
Alessandro – Pelo menos defensivamente é útil.
2 x 0

William (Diego) x Luiz Alberto
Empate – Se jogar o titular é uma coisa; se jogar o reserva, é outra

Chicão x Edcarlos
Chicão – Importante na defesa e no ataque. Já o zagueiro do Flu, em nenhum dos dois setores.
3 x 0

André Santos x João Paulo
André Santos – O jovem do Flu tem potencial, mas a disputa é desleal.
4 x 0

Cristian x Wellington Monteira
Cristian – Nunca vi nada demais em nenhum dos dois, mas o corintiano tem ido bem.
5 x 0

Elias (Boquita) x Maurício
Empate – Se jogar o titular é uma coisa; se jogar o reserva, é outra

Marquinho x Douglas
Douglas – Conca poderia equilibrar a disputa, mas está lesionado
6 x 0

Jorge Henrique x Thiago Neves
Thiago Neves – Pode fazer algo de diferente mais vezes do que o corintiano
6 x 1

Dentinho x Maicon
Dentinho – Jogadores de características parecidas, mas o corintiano é mais experiente
7 x 1

Ronaldo x Fred
Ronaldo – O grande duelo da noite, mas com o Fenômeno não há comparação
8 x 1

É claro que ter um time superior não significa que o Corinthians vá se classificar com facilidade. Significa, no mínimo, que o time tem mais pressão e obrigação.

Será que Parreira e seus comandados serão a “zebra”?

Read Full Post »

Tabelinha!

A participação de Ronaldo virou dúvida para o jogo contra o Fluminense, pela Copa do Brasil, nesta quarta-feira. Por incrível que pareça, a notícia pode ser boa para os corintianos.

Não fiquei louco. Basta pensar um pouco…

É claro que o Fenômeno é fundamental hoje para o time de Mano Menezes. Mas um clube do tamanho do Corinthians não pode depender tanto de um só jogador, seja ele quem for. Nem o Santos de Pelé vivia só do Rei.

Portanto, é a primeira vez que o alvinegro paulista vai encarar um jogo importante sem a presença de Ronaldo. Isto pode ser útil para duas coisas: o time pode encontrar outro jeito de jogar; ou perceber que realmente precisa trazer um novo centroavante.

Claramente a segunda opção parece a mais óbvia.  E assim o elenco do Corinthians pode melhorar no futuro. Graças à esta gripe de Ronaldo!

Não é tanta loucura assim, certo?

Read Full Post »

Older Posts »