Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Copa São Paulo’

Marcelinho

Clube: São Paulo
Posição: meia-atacante
Idade: 18 anos
Altura: 1,74 m
Peso: 66 Kg

Com certeza nem era o planejamento do São Paulo, mas por linhas tortas o time do Morumbi finalmente conseguiu valorizar as suas boas categorias de base. Como previsto aqui, a chance dada para Sérgio Baresi treinar o time principal fez com que jovens ganhassem mais oportunidades.

Quem mais tem aproveitado essa situação é Marcelinho, um meia-atacante que brilhou na vitória do seu time contra o Flamengo, por 2 a 0, nesta quarta-feira, e já tinha ido bem no 3 a 2 para o Tricolor contra o Atlético-MG. Ele foi lançado na hora errada, sob pressão, mas o importante é que tem dado certo.

Esse bom momento do Marcelinho chega para coroar um ano que já tinha começado bem para ele: em janeiro, foi campeão e um dos principais destaques da Copa São Paulo. Em um ranking deste blog, aliás, foi eleito como a quarta melhor revelação do torneio.

Depois, veio uma convocação natural para defender a seleção brasileira sub-18, surgiram boatos sobre um suposto interesse do futebol europeu e então apareceu a chance de integrar o elenco profissional do São Paulo.

De acordo com Rogério Ceni, ele impressionou desde os primeiros treinos: “Desde o Kaká e o Júlio Baptista, não via ninguém tão talentoso”, avaliou o goleiro. Com um futebol de dribles e boa chegada ao ataque, Marcelinho tem encantado. É claro que ele possui idade olímpica e não pode ser ignorado por Mano Menezes em testes e futuras convocações.

Porém, como sempre, também é preciso ter cautela. O São Paulo já teve outros meias talentosos que simplesmente não vingaram até agora. Sérgio Mota e Oscar são os principais exemplos disso. A relação sempre instável entre o São Paulo e o empresário do jogador, Wagner Ribeiro, também é outro motivo para deixar o sinal de atenção ligado.

Formado primeiramente em uma escolinha de futebol do corintiano Marcelinho Carioca (por isso o apelido – seu nome é Lucas), trata-se aqui de um jogador que serve como exemplo para o São Paulo. Com calma, o time pode finalmente virar sua atenção para as categorias de base. Afinal, de onde veio Marcelinho também tem os volantes Casemiro e Zé Vitor, o atacante Lucas Gaúcho, o zagueiro Bruno Uvini, o goleiro Richard, etc…

Read Full Post »

“Há uma luz no fim do túnel: nossa base”. A frase é de Juvenal Juvêncio, presidente do São Paulo. Ele disse isso para a edição de julho de 2008 da revista Placar. Baseado nessa frase, a publicação destacou um projeto do time paulista: montar um time recheado de jogadores formados pelo próprio clube até 2010 ou 2011.

Três anos depois da reportagem da Placar, poucos "herdeiros de Ceni" jogam no time profissional do São Paulo
O prazo está perto do fim. Porém, a geração, chamada de “Herdeiros de Ceni” (já que a Placar previa que o goleiro se aposentaria também em 2010 ou 2011), não vingou até agora. Mas uma notícia desta semana pode começar a colocar tudo nos eixos: Sérgio Baresi, campeão da Copa São Paulo de 2010, assumiu o time profissional interinamente.

É claro que o ideal para o São Paulo é ter um técnico mais experiente. Mas também é preciso dar espaço para Baresi trabalhar e influenciar o aproveitamento de jogadores da categoria de base do São Paulo.

Afinal, Oscar foi para o Inter. Henrique ficou por muito tempo na reserva e agora foi para o Vitória. Bruno Formigoni, Aislan, Sérgio Mota, Diogo, Wellington… todos esses e mais alguns faziam parte de gerações que sempre pareceram promissoras, mas até agora eles não conseguiram brilhar e não se revelaram grandes jogadores.

Mais novos, Richard, Casemiro, Marcelinho e Lucas Gaúcho são os principais nomes de uma outra geração que pode ter mais chances daqui pra frente. Como dá para perceber, muitos nomes foram citados, então o que não vai faltar é talento para ser lapidado no São Paulo. Resta saber se Sérgio Baresi poderá cuidar deles ou se a “luz no fim do túnel” vai se apagar.

Read Full Post »

A Copa São Paulo de 2010 acabou nesta segunda-feira e provou a sua utilidade na arte de revelar talentos do futebol brasileiro.

É claro que a maioria dos jogadores que brilharam na competição ainda não está pronta para a profissionalização. Mesmo assim, é preciso ficar de olho neles desde já. Veja a lista com os principais destaques da Copinha:

1º) Alan Patrick (Santos)
Tem habilidade e técnica, mas o que chamou mais a atenção foi sua personalidade. Ele estava com a Seleção Brasileira Sub-20 e chegou ao time só durante o mata-mata. Não se escondeu em nenhum momento e foi essencial para a boa campanha do Peixe.

2º) Lucas Gaúcho (São Paulo)
O artilheiro da Copa São Paulo mostrou uma grande frieza na hora das finalizações e realmente pode virar um bom centroavante se for bem trabalhado no tricolor paulista.

3º) Gabriel Silva (Palmeiras)
A lateral-esquerda é uma posição de poucos talentos no Brasil, mas pode ganhar um bom nome em breve. O ambidestro Gabriel já vai treinar entre os profissionais e tem tudo para roubar a vaga do irregular Armero no time.

4º) Marcelinho (São Paulo)
O meia-atacante tricolor foi o principal responsável pelo fato do seu time ter tido o melhor ataque da Copinha. Com sua habilidade, não só deu assistências, como também fez belos gols. Sumiu na final, mas merece o destaque por tudo que fez antes.

5º) Carlyle (CFZ)
Esse foi a maior surpresa da competição. É um meia de talento raro e que não era visado para brilhar nessa competição. Só que ele conseguiu roubar os holofotes para si e logo deve aparecer em clubes maiores.

6º) Nikão (Santos)
Não é a primeira vez que ele se destaca em uma Copa são Paulo, mas, com velocidade e chute forte de sobra, dessa vez ele conseguiu ser protagonista do seu time em várias oportunidades. Já está na mira do Atlético-MG.

7º) Richard (São Paulo)
Mostrou segurança durante toda a Copa São Paulo, mas foi na final que ele realmente se destacou. Deveria ter sido expulso, mas depois defendeu 3 pênaltis e decidiu o título para o seu time.

8º) Crystian (Santos)
Um lateral-direito seguro, que se comporta bem tanto na defesa como no ataque. Esse é Crystian, que conseguiu aparecer bem mesmo em um Peixe tão recheado de jovens talentos.

9º) Dudu (Cruzeiro)
Já teve algumas poucas chances entre os profissionais, mas deve voltar a ter oportunidades em 2010. É um meia baixinho que joga mais recuado, mas que também sabe aparecer de surpresa e fazer gols.

10º) Wellington Silva (Fluminense)
Vendido para o Arsenal no começo do ano, o atacante não se acomodou. Mostrou sua habilidade rara e fez jogadas impressionantes até sair da Copinha prematuramente, diante do Palmeiras, nas oitavas-de-final.

11º) Casemiro (São Paulo)
Foi mal nos últimos jogos de seu time, principalmente na decisão contra o Santos, quando deixou Alan Patrick sobrar em campo. Entretanto, mostrou qualidade antes, pois sabe marcar e sair para o jogo com eficiência.

Outros destaques foram os goleiros Luís Guilherme (Botafogo) e Rafael (Santos); os zagueiros Bruno Uvini (São Paulo) e Alemão (Santos); o lateral-direito Luis Felipe (Palmeiras); os volantes Elivelton (Santos), José Vitor (São Paulo); os meias Ramos e Gilsinho (Palmeiras) e os atacantes Sebá (Cruzeiro), Carlão (Paulista), Afonso (Palmeiras) e Roniele (São Paulo). Olho em todos!

Leia também:

Read Full Post »

Como já era de se esperar, a Copa São Paulo de 2010 já causa polêmica e discordância entre comentaristas esportivos. De um lado, há quem defenda o formato de disputa da competição e se empolgue com os jogos. De outro, também há quem entenda que ela “perdeu seu charme”.

Rodrigo Borges, por exemplo, disse que a Copinha foi extinta. Ele relembra de jogos do passado e lamenta os “times de empresários”.

Dassler Marques fez um post em que chamou a maioria dessas críticas de clichê e defendeu a maneira “democrática” de disputa. De acordo com ele, a competição “é, sim, um grande barato”.

Ambos foram muito radicais. Um defendeu, o outro atacou. Tudo sem meio termo. Já eu acredito que haja um equlíbrio entre pontos positivos e negativos sobre o assunto.

A Copinha realmente perdeu valor recentemente e poderia ser democrática sem ser inchada. Como Rodrigo sugeriu, “poderia ser ainda uma grande atração se reunisse os 40 times que disputam as Séries A e B do Campeonato Brasileiro e mais oito times com critérios claros de classificação”.

Só que não é por isso que merece ser totalmente deixada de lado. Discordo do Dassler quando ele justifica os problemas citando os erros de outras competições. Não é o melhor argumento. Mas concordo que ela ainda tem utilidade para destacar promissores jovens jogadores.

Ou seja, a Copa São Paulo não foi extinta e realmente ainda é um grande barato, mas com certeza piorou e pode sim voltar a ser mais atraente.

Read Full Post »

A Copa São Paulo de 2010 já começou e, apesar de seus problemas, pode ser útil para observarmos quem deve surgir no futebol brasileiro em breve.

Uma prova disso foi a edição do ano passado. Ela destacou alguns bons jogadores que apareceram com frequência durante o resto do ano. Mas também não dá pra ignorar que outros destaques da competição acabaram esquecidos posteriormente. Relembremos:

Deu certo
Manoel, Raul (ambos do Atlético Paranaense), Wellington, Oscar (ambos do São Paulo), Neymar (Santos), Boquita (Corinthians) e Marquinhos (Inter) se destacaram na Copinha e jogaram com frequência entre os profissionais dos seus times posteriormente.

Os jogadores do Furacão e o meia do Corinthians até exibiram qualidades e alcançaram a titularidade no time em alguns momentos. Os jovens do tricolor foram apenas boas opções para o banco de reservas. E o meia-atacante do Colorado mostrou talento e foi uma boa revelação do Brasileirão 2009.

Agora é aguardar o que eles farão em 2010. Eu aposto no maior sucesso de Manoel, Wellington e Marquinhos.

É preciso esperar

A lista é grande de jogares que foram bem na Copa São Paulo de 2008 mas não conseguiram chances no time profissional. A oportunidade pode vir agora, em 2010, mas não com todos.

Os goleiros Santos (Atlético Paranaense) e André Dias (Corinthians), por exemplo, precisarão ter muita paciência ainda. Os zagueiros Bruno Uvini (São Paulo) e Raphael (Fluminense), e os volantes Bruno Formigoni (São Paulo), Willian (Atlético Paranaense) e Mateus (Cruzeiro) seguem o mesmo caminho.

Já o lateral-esquerdo Ânderson Planta (Santos), o meia Wellington (Fluminense) e o atacante Henrique (São Paulo) devem começar a aparecer nas futuras escalações dos seus times.

Não deu certo
O sucesso na Copa São Paulo às vezes atrapalha. Empolgados com o desempenho dos jovens, alguns técnicos lançam jogadores, que não estão prontos, entre os profissionais.

Bruno Bertucci (Corinthians), por exemplo, chegou a ser apontado como solução para a lateral-esquerda do time depois da saída de André Santos. Não deu certo, claro. Era muita pressão e ele não correspondeu.

Medina (Avaí), Bernardo (Cruzeiro), Marcelinho (Corinthians) são outros exemplos de jogadores que tiveram chances, não aproveitaram e agora não devem aparecer no time novamente. Eles são provas vivas que a Copa SP pode ser também um perigo para a carreira de quem se destaca nela.

Read Full Post »

2009 foi um ano de recomeço para o Opiniões em Campo. Antes abandonado no Blogger, tudo foi mudado para um novo início no WordPress. Com uma nova proposta, o blog cresceu durante o ano, tanto em qualidade como em visitas. Mas é claro que não dá pra subir no salto alto e se acomodar.

2010 vai ser um ano especial no futebol. É tempo de sentir o clima de Copa do Mundo e trazer novidade para quem vai acompanhar o futebol de perto, mais do que nunca. Então o Opiniões em Campo já está com um layout ligeiramente mudado e também trará novas seções.

Tudo para acompanhar desde a Copa São Paulo e a Copa das Nações Africanas, interessantes competições de janeiro, quanto o Brasileirão 2010, que promete ser muito interessante mais uma vez.

Outra novidade que ficará pronta em breve será a apresentação dos links recomendados. Como o foco do deste blog está exatamente no confronto de opiniões dos blogueiros, é preciso apresentar melhor de onde surgem essas análises. Uma página nova será dedicada para explicar e divulgar tais links.

No mais, seções antigas continuarão em atividade. Afinal, me perdoem o clichê, não se mexe em time que está ganhando. Que seja um ano novo com muita saúde, sucesso e Opiniões em Campo.

Read Full Post »

OLHO NELE

Manoel, do Atlético-PR

Manoel

Clube: Atlético-PR
Posição: Zagueiro
Idade: 19 anos
Altura: 1,81 m
Peso: 79 Kg

A pior notícia possível veio para Manoel nesta terça-feira: sua ótima fase no Atlético-PR pode ser interrompida por uma lesão. Ele já virou dúvida para o próximo jogo do time e a contusão pode ser séria.

À parte isso, é preciso destacar o que ele tem feito nesta temporada pelo Furacão: depois de se destacar no vice-campeonato do time na Copa São Paulo, conseguiu ganhar a titularidade durante o Brasileirão 2009 e já pode ser considerado uma das principais revelações do campeonato.

Formado nas categorias de base do Atlético-PR, foi promovido ao elenco profissional em maio, junto com os atacantes Marcelo e Patrick. Teve poucas chances com Geninho e Waldemar Lemos, mas sua ascenção veio com a chegada do técnico Antônio Lopes.

O maranhense de Bacabal tem o carinho da torcida, que reconheceu seu talento desde a boa campanha da Copa São Paulo, em que chegou a marcar 3 gols. A força e a boa impulsão de Manoel sempre chamam a atenção.

Com essas qualidades, ele soube aproveitar a lesão de Rhodolfo e se firmou na equipe principal. Chegou até a despertar um suposto interesse do São Paulo, mas a diretoria do Furacão já veio a público para dizer que não há nenhuma negociação com o tricolor paulista.

Mesmo assim, o jovem zagueiro tem tudo para superar o momento difícil pelo qual vai passar com a lesão e voltar a brilhar com a camisa do Atlético-PR.

Read Full Post »

Header Foguete Molhado

Ele surgiu para o futebol na Copa São Paula de 2004, jogando pelo Corinthians. Era baixinho demais para ser um jogador de futebol profissional, mas encantava com muita habilidade, passes milimétricos e alguns bons chutes. Era um meia de criação atrevido, como há muito não se via. Ao lado de Dinélson, Bruno Octávio e Bobô, ele foi campeão e um dos destaques daquela competição.

O tempo passou, surgiram as comparações com ninguém menos que Maradona, mas Élton decepcionou. Mal escalado (chegou a jogar no ataque) e enfrentando forte concorrência (era a época da MSI), ele nunca chegou a se firmar no alvinegro paulista.

A jovem promessa do Corinthians começou a dar sinais de que não teria um bom futuro pela frente quando assinou com o Steaua Bucaresti, da Romênia. Ficou três meses por lá e logo foi repassado ao Al Nasser, da Arábia Saudita.

Élton Maradoninha Élton não fugiu do clichê de passar por dificuldades para se adaptar ao Oriente Médio, mas ainda viveu algumas alegrias por lá, ao ser campeão por 2 vezes.

Mesmo assim, resolveu voltar ao Brasil: desde o começo de setembro o “Maradoninha” está no Fortaleza. O problema é que o time está atualmente na lanterna da Série B e com dificuldades para se recuperar. Élton já fez três jogos, mas teve uma participação apenas discreta.

Será que ele ainda tem futebol pra deixar de ser uma eterna promessa e salvar o time do rebaixamento para a Série C?

Read Full Post »

OLHO NELE

Marquinhos

Marquinhos

Clube: Inter
Posição: Meia
Idade: 19 anos
Altura: 1,73 m
Peso: 70 Kg

Quase todos estranharam a escalação do ataque do Inter na última rodada. O recém-chegado Edu foi colocado ao lado de Marquinhos, uma nova promessa das categorias de base do time.

 O estranhamento era normal: a revelação colorada tinha jogado apenas uma partida pelo Brasileirão até ali, não foi titular e sequer fez algo que merecesse uma chance repentina, em um jogo tão importante como aquele, contra o Goiás, vice-líder do Brasileirão.

Mas o garoto aproveitou bem a oportunidade, fez um golaço e uma ótima apresentação. Para quase todos era uma grande surpresa. Para quem acompanha as categorias de base do Colorado, nada mais do que o esperado.

Marquinhos tem se destacado desde cedo em Porto Alegre. Foi artilheiro do último Campeonato Brasileiro Sub-20 e um dos melhores jogadores revelados na Copa São Paulo de 2009.

Como meia ou como segundo atacante, ele sempre mostrou um bom faro de gol com sua canhota, com muita habilidade, chutes precisos e inteligência para usar sua força física.

Depois de ter se destacado entre os profissionais no último final de semana, Marquinhos terá que enfrentar uma dura concorrência para receber mais chances. O elenco do Inter tem boas opções, seja no meio-campo ou no ataque. Mas é melhor o Tite ficar de olho nele sempre que quiser surpreender.

Read Full Post »

OLHO NELE

Felipe Menezes

Felipe Menezes

Clube: Goiás
Posição: Meia
Idade: 21 anos
Altura: 1,85 m
Peso: 76 Kg

Felipe Menezes se destacou pela primeira vez em 2007, na Copa São Paulo. Mesmo como meia, disputou a artilharia e ganhou um contrato como prêmio.

Ficou de lado em 2008, chegou a ser emprestado para o Paulista depois, mas em 2009 começou a receber chances novamente.

Foi além: passou a receber elogios. “O Felipe é um grande jogador”, observou Hélio Dos Anjos. “É um jogador diferente, um meia habilidoso e com bom porte físico”, analisou Iarley.

Ao mesmo tempo que vieram os aplausos, também surgiram as críticas. Com a sequência de jogos recentes, Felipe mesclou boas e más atuações, já tendo deixado o campo vaiado pela torcida.

Na última rodada, abriu o placar para goleada contra o Botafogo por 4 a 1 e certamente voltou a deixar a torcida empolgada. Mas ainda resta saber: Qual é o verdadeiro Felipe Menezes? Não tire o olho dele!

Clique aqui e acesse a ficha técnica de Felipe Menezes.

Read Full Post »

OLHO NELE

Raul

Raul

Clube: Atlético-PR
Posição: lateral direito
dade: 19 anos
Altura: 1,73 m
Peso: 72 Kg

O Atlético-PR enfrentou o Corinthians, pela Copa do Brasil, com o desfalque de Zé Antonio, seu lateral direito, que já não tinha atuado em alguns jogos do Campeonato Paranaense.

Mas isto passou longe de ser um problema. Tudo por causa do jovem Raul, de 19 anos. Ele jogou com personalidade, acertou um ótimo cruzamento para um gol de Rafael Moura, e mostrou um bom futebol.

Estas qualidades ele já tinha apresentado na Copa São Paulo deste ano, em que foi um dos destaques do time que foi até à final contra o Corinthians.

É muito provável que Zé Antonio comece a perder sua titularidade de vez, mesmo depois que voltar da lesão. Raul tomou conta da posição e certamente valerá a pena ficar de olho nele no Brasileirão

Veja a ficha técnica de Raul.

Read Full Post »

OLHO NELE

Bernardo, meia do Cruzeiro

BERNARDO

Clube: Cruzeiro
Posição: Volante/ Meia
Idade: 18 anos
Altura: 1,77 m
Peso: 70 Kg

Bernardo se destacou já na Copa São Paulo deste ano, principalmente no jogo contra o Santos. Adílson Baptista, técnico esperto que é, começou a aproveitar o garoto no time profissional aos poucos.

E ele não tem decepcionado: Ganha cada vez mais espaço, principalmente como armador principal do time, no lugar de Wagner (machucado), que fica protegido por Ramires, Marquinhos Paraná e Fabrício no time base da Raposa até aqui.

A revista Placar já chegou a compará-lo com Hernanes, mas parece que seu destino é se tornar cada vez mais um jogador ofensivo.

No Campeonato Brasileiro, que é o que importa, Bernardo deve receber chances aos poucos, devagar. Talvez nem apareça muito no começo. Mas com certeza vale a pena ficar de OLHO NELE!

Veja a ficha técnica de Bernardo.

Read Full Post »