Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Cristiano Ronaldo’

Quando saiu o sorteio da próxima fase da Liga dos Campeões, a reação imediata foi comemorar: podemos ter uma final entre Barcelona e Real Madrid. Ótimo! São os dois melhores times do mundo e a expectativa para ver um clássico dessa grandeza é normal. Mas é preciso cautela. A Liga dos Campeões tem dois times que ainda podem parar a dupla espanhola.

É fácil ter a sensação de que o Barcelona é um time invencível. Basta assistí-lo em um grande jogo para pensar isso. Afinal, adversários já tentaram pará-lo com todos tipos de estratégia, mas parece que nada funciona. Com tantos ótimos jogadores e um gênio chamado Messi, parece impossível superá-lo.

Mas alguns jogos já mostraram que isso não é verdade. Quando Barcelona e Milan se enfrentaram na fase grupos, por exemplo, tive essa certeza: o time italiano tem capacidade para bater o time de Messi e companhia. Os resultados foram um empate e uma vitória dos catalães, mas foram dois grandes jogos. Pelo menos um belo espetáculo já podemos esperar no novo confronto entre eles, pelas quartas de final.

Ao olhar para trás, vemos um Milan que foi dominado pelo Barcelona no primeiro jogo, mas que também mostrou qualidades defensivas. O time italiano se retrancou, apostou nas duas linhas de quatro e por pouco isso não funcionou – o gol da virada só saiu em uma cobrança de falta de Villa. Depois, Thiago Silva deixou tudo igual, marcando de cabeça. Foi uma partida em que o Milan pouco atacou, até porque estava sem Ibrahimovic, seu principal jogador. Mas mesmo assim poderia ter vencido.

Já no segundo jogo o Barcelona estava mais desfalcado e partiu para o jogo com seu novo 3-4-3. Dessa vez o Milan perdeu, mas também mostrou que poderia vencer. Afinal, é um time que tem meio-campistas criadores, como Boateng, Nocerino e Seedorf, além de um ataque rápido, pronto para surpreender a defesa nem sempre segura do Barcelona. Vale ainda lembrar que o time catalão não tem entrado ligado em todas partidas desta temporada. Se vacilar dessa forma contra o Milan, certamente sairá derrotado.

Caso o Barcelona realmente passe pelo Milan, não é difícil prever um Real Madrid contra Bayern de Munique nas semifinais. E então existirá outro perigo para que a final espanhola seja concretizada. Afinal, apesar dos altos e baixos na temporada, o time alemão tem qualidade para dar trabalho ao Real.

Ao contrário do Milan, que tem uma base forte e um padrão bem definido, o Bayern depende mais de seus talentos individuais. Mas não faltam jogadores que podem brilhar e decidir: Ribéry, Müller, Robben, Mario Gomez, Schweinsteinger, etc… É claro que o Real Madrid de José Mourinho está em sua melhor temporada, virou um time de verdade e já não depende apenas de Cristiano Ronaldo. Por isso terá todo favoritismo, mas não poderá dar espaço para o veloz e eficiente time alemão.

Não se trata de uma torcida. Também quero ver Barcelona x Real Madrid na final da Liga dos Campeões. Mas nem com o sorteio desta sexta-feira eu me animei com isso. Milan e Bayern de Munique estão prontos para estragar a expectativa de quase todo mundo.

Read Full Post »

Ao ver Lionel Messi dar mais um show nesta quarta-feira, contra o Bayer Leverkusen, imediatamente pensei: “ele nunca jogou tão bem”. Cheguei a escrever algo sobre isso no Twitter do blog: “esse é o auge do Messi?”. Ao invés de comparações com Pelé, Maradona, Cristiano Ronaldo ou Neymar, fiquei pensando sobre essa comparação: Messi x Messi. E ainda não achei uma resposta. Explico…

O que mais encanta no Messi é seu potencial. Ele sempre quer se superar. Já fez quatro gols? Tenta e consegue fazer o quinto. Já venceu o Real Madrid duas vezes na temporada? Tenta e consegue humilhar o rival de novo. Já ganhou a Liga dos Campeões? Está com tudo para ganhar pela quarta vez. Já foi eleito o melhor jogador do mundo? Deve ganhar pela quarta vez seguida em 2012. Ele não se contenta com pouco e parece que jamais vai se acomodar. Por isso é impossível saber quando será o seu auge.

Ao falar de seus feitos, esbarramos na questão que todos sempre levantam: falta Messi brilhar pela seleção argentina. Falta uma Copa do Mundo. E não há dúvidas: falta mesmo. Principalmente porque seleção argentina é uma bagunça. É o contrário do Barcelona. Vencer a Copa por seu país representaria fazer algo quase impossível, já que o time não lhe dá condições para isso. Caso Messi supere essa dificuldade, vai merecer ganhar qualquer comparação.

Agora fica outra pergunta: dá para duvidar que Messi vá ganhar uma Copa do Mundo? Jogo após jogo, eles nos prova que não. Ele tem mostrado que ainda vai dar muito trabalho, fazer muitos gols e conquistar tudo. E insisto: é isso que mais encanta. Ele ainda não é maior ou melhor do que muitos gênios do futebol, mas tem potencial para ser. Por isso o importante, por enquanto, é evitar comparações e apenas aproveitar cada show desse craque. Deixo as comparações para o futuro, quando ele já tiver feito de tudo um pouco.

Read Full Post »

Em negrito – o jogador e o time que pretende contratá-lo
Em itálico – a posição e o último time do atleta

A fonte do boato está linkada no nome do jogador

DEMOROU!

Barcelona – Giuseppe Rossi (A-Villareal) – Caso confirmada, pode ser a grande contratação da temporada. O italiano é perigoso demais e se encaixaria bem no Barcelona, no lugar de Pedro, por exemplo.

Barcelona – Thiago Silva (Z-Milan) – Se hoje o Barça já parece imbatível, imagine com uma zaga formada por Piqué e o brasileiro do Milan.

Liverpool – Clichy (LE-Arsenal) – A letral-esquerda foi um dos grandes problemas dos ‘Reds’ na temporada, mas com Clichy isso se resolveria.

Manchester City – Cristiano Ronaldo (A-Real Madrid) – Duvido que vá acontecer, mas é divertido imaginar como seria. Com certeza essa contratação colocaria o City no topo dos times europeus.

Real Madrid – Agüero (A-Atlético de Madri) – É um atacante matador que participa bem do jogo, então traria um diferencial para o Real de hoje, que fica mais congelado com Higuaín ou Benzema.

Real Madrid – Maicon (LD-Inter de Milão) – Mourinho sabe tirar o melhor do brasileiro, que liberaria Sergio Ramos para jogar como zagueiro, fazendo o Real ter uma das melhores defesas do mundo.

Real Madrid – Pastore (M-Palermo) – Não seria fácil encaixá-lo, mas já mostrou que tem bola para se destacar entre os principais times europeus.

TANTO FAZ…

Chelsea – Luka Modric (M-Tottenham) – Provavelmente vai chegar e já jogar bem, mas não é exatamente o que o time precisa.

Juventus – Vucinic (A-Roma) – Os atacantes da Juve realmente não convencem, então é preciso trazer outra opção. Mas é arriscado pensar em Vucinic como solução.

Juventus – Lass Diarra (V-Real Madrid) – Pode até ser o volante mais marcador que a Juve precisa, mas não vai fazer tanta diferença para a força da equipe.

Manchester United – Ashley Young (MA-Aston Villa) – Preferia que os ‘Red Devils’ contratassem alguém de mais peso para a função, mas Young tem chances de dar certo.

Manchester United – Kagawa (M-Borussia Dortmund) – Não é de hoje que o time precisa de um armador, mas ainda é cedo para dizer que o japonês daria conta do recado.

Milan – Eriksen (M-Ajax) – Ainda é muito jovem e precisa mostrar mais futebol, mas é interessante para a renovação gradual que o Milan tem feito em seu elenco.

Milan – Keita (V-Barcelona) – É um volante de qualidade, mas o Milan já tem outros jogadores parecidos em seu elenco.

Real Madrid – Fábio Coentrão (LE-Benfica) – Com a temporada que Marcelo fez, não entendo porque o Real faria essa contratação. Mas o português sabe jogar, tem qualidades.

CAI FORA!

Bayern de Munique – Boateng (LE-Manchester City) – Com Lahm e Rafinha, ele só seria reserva para as laterais. Pode jogar também como zagueiro, mas os bávaros poderiam trazer jogadores melhores para a posição.

Liverpool – Doni (G-Roma) – O time precisa mesmo de alguém que faça sombra para Reina, mas o brasileiro não conseguiria isso.

Manchester City – Vucinic (A-Roma) – Além do montenegrino não ter tanta qualidade, como já dito, o time não precisa de mais um atacante desse tipo.

Real Madrid – Felipe Melo (V-Juventus) – Prefiro não imaginar como seria Pepe e Felipe Melo no mesmo time.

Roma – Bojan Krkic (A-Barcelona) – O atacante é uma das poucas decepções das categorias de base do Barça. Não dá pra confiar que ele é melhor do que Borriello, por exemplo.

NÃO ENXERGAM?

Freddy Guarín (M-Porto) – Entre tantos destaques da grande temporada do Porto, ele quase passou desapercebido. Mas na verdade tem um futebol técnico e que poderia ser muito útil em times grandes da Europa.

Veja também:

Read Full Post »

Lionel Messi

O prêmio de melhor do mundo de 2011 já está garantido

A temporada europeia de 2010/2011 acabou no último final de semana. Foi um período histórico, principalmente pelos feitos do Barcelona, mas também pelas muitas surpresas nos campeonatos nacionais, como o Borussia Dortmund campeão na Alemanha ou o Napoli e a Udinese como 3º e 4º lugares na Itália.

E foi também uma temporada cheia de destaques individuais – não é preciso mais elogiar Messi. E há ainda Cristiano Ronaldo e seus recordes, a segurança de Thiago Silva, a afirmação de Özil e muitos gols de artilheiros de qualidade.

Por isso não é fácil escolher uma seleção da temporada europeia. Mesmo assim, resolvi arriscar. Os melhores jogadores de 2010/2011 no Velho Continente seguem alinhados abaixo no 4-2-3-1:

MELHOR GOLEIRO: Van der Saar

Claro que a segurança de Casillas merece ser citada, assim como os milagres de Neuer, os reflexos de Cech e a evolução de Joe Hart. Há ainda Hélton, o brasileiro capitão do impressionante Porto.

Mas Van der Saar juntou um pouco de todas essas qualidades e misturou com sua tradicional regularidade. Além disso, é também uma homenagem para o ex-goleiro do Manchester United, que saiu do futebol para ficar na história como um dos melhores jogadores da posição em todos os tempos.

MELHOR LATERAL-DIREITO: Daniel Alves

Ele foi muito bem, mas provavelmente nem foi a melhor temporada do brasileiro no Barcelona. Mas dessa vez faltaram concorrentes na posição.

Sergio Ramos, Philip Lahm e também brasileiro Maicon são outros eternos destaques da posição, mas nenhum brilhou tanto quanto Daniel Alves.

Daniel Alves

Daniel Alves superou Maicon na temporada e na Seleção Brasileira

MELHOR ZAGUEIRO: Thiago Silva e Vidic

Incrível como dessa vez não foi fácil escolher os melhores dessa posição. Além dos dois escolhidos, sobraram outros beques, como Ricardo Carvalho, que foi fundamental para a melhora defensiva do Real Madrid; ou Piqué, que teve que se virar sem Puyol frequentemente; ou Hummels, um dos destaques do Borussia no título alemão. Há ainda Lúcio, Ferdinand, Kompany, Dawson e Nesta.

Mas a temporada de Thiago Silva foi impressionante, já que ele chegou a se destacar até como volante. E Vidic se firmou como uma liderança do Manchester United com segurança e precisão nos desarmes.

MELHOR LATERAL-ESQUERDO: Ashley Cole

O lateral do Chelsea não é mais aquele do Arsenal, time no qual viveu seu auge. Mas hoje saber usar sua experiência a favor e ser fundamental para o Chelsea tanto na defesa quanto no apoio.

E ele também contou com a falta de concorrência, já que Evra, Schmelzer, Marcelo e Abidal até tiveram seus bons momentos, mas não foram tão regulares e constantes quanto Cole.

VOLANTES: Busquets e Xavi

Xavi e Busquets

Eles se entendem

Eles até são discretos, mas com um pouco de atenção dá para perceber o quanto são fundamentais para o Barcelona. Isso porque facilitam tanto a marcação sobre pressão que o time exerce como também dão qualidade na saída de bola do time catalão. Um marca mais, o outro passa melhor, mas eles se completam perfeitamente.

Difícil achar algum concorrente com tanta eficiência. Seedorf, que por vezes teve que jogar mais recuado que o normal no Milan, poderia ser um rival à altura. O jovem Wilshere, do Arsenal, mostrou que no futuro pode alcançá-los. Sahin, ex-Borussia e agora no Real, também foi um grande nome da posição. Posso ainda incluir Carrick, Modric, Schweinsteiger e Lucas na disputa. Mas fato é que Busquets e Xavi sobraram.

MEIA: Özil

Aqui a escolha é difícil por causa de um grande duelo entre o alemão do Real e Iniesta, do Barça. Mas este último já teve temporadas mais decisivas e por pouco perdeu a disputa dessa vez. Pelo menos nessa posição.

Além deles, é preciso mencionar as boas temporadas de Van der Vaart, Kevin Prince Boateng, Yaya Touré, Kagawa e Hernanes.

PONTAS (WINGERS): Cristiano Ronaldo e Iniesta

O primeiro deles é mais fácil escolher: Cristiano Ronaldo, mesmo que tenha jogado mais centralizado às vezes, sabe se destacar como poucos quando faz jogadas pelas laterais em direção ao gol. Quebrou diversos recordes, foi o artilheiro do Campeonato Espanhol, decidiu a Copa do Rei contra o Barcelona e só não levantou mais títulos porque o Real Madrid ainda é um time em formação.

Na outra ponta, poderia estar o veterano Giggs, mas ele jogou centralizado muitas vezes e nem sempre foi titular. Gareth Bale foi uma das grandes revelações da temporada, mas se machucou demais. Nani seria outra opção, mas ainda falta a ele ser mais decisivo, mais craque. Aliás, este é o mesmo problema de Nasri. É preciso lembrar ainda dos bons Hulk, Alexis Sánchez, Robinho, Di María e David Silva – todos fizeram boas temporadas, não mais do que isso.

Mas vou me permitir um improviso aqui: Iniesta, que é meia, mas já jogou pelas pontas diversas vezes pelo Barcelona e até na Copa de 2010, vai ser o escolhido para esta posição. Ele merece!

CENTROAVANTE: Messi

Poderia até ser complicado ter que tirar dessa seleção Alexandre Pato, Cavani, Eto’o, Falcao, Ibrahimovic, Lucas Barrios, Mario Gomez, Tévez e Chicharito – todos são grandes goleadores que vivem ótimas fases na temporada.

Mas por motivos óbvios é preciso optar por Messi, mesmo que ele não seja um típico centroavante. Ele joga centralizado, mas recua quase como um meia e chega de frente para o gol para finalizar. E é exatamente por essa movimentação que ele se diferencia dos mortais e caminha aceleradamente para se tornar uma lenda.

Portanto, o time dos melhores da temporada europeia 2010/ 2011 fica assim escalado por mim:

Van der Saar; Daniel Alves, Thiago Silva, Vidic e Ashley Cole; Busquets, Xavi e Özil; Iniesta, Lionel Messi e Cristiano Ronaldo.

Read Full Post »

A Fifa divulgou nesta terça-feira sua lista de finalistas do prêmio Bola de Ouro 2010. Ao contrário dos últimos três anos, dessa vez não temos um favorito absoluto na disputa, o que torna a eleição ainda mais interessante.

Sempre apostei que a Copa do Mundo decidiria essa premiação, como aconteceu em 2002 e 2006. Porém, dessa vez isso não aconteceu. A Espanha, campeã do Mundo, não teve um grande destaque individual. Forlán, eleito pela Fifa como o melhor da competição na África do Sul, não virou favorito absoluto por estar um time de 2º escalão na Europa. E não falta concorrência para ele…

Por isso segue abaixo uma lista com os principais candidatos ao prêmio Bola de Ouro 2010, dentre aqueles indicados pela Fifa. Desse TOP 11 sai o vencedor. Eu já tenho meu voto…

11º) Thomas Müller
Já dá pra dizer que é um jovem de talento indiscutível. O incrível achado do Bayern é rápido, inteligente e matador. Foi bem na Liga dos Campeões pelo finalista Bayern de Munique e se consagrou como artilheiro da Copa.

10º) Cristiano Ronaldo
Tentou levar o Real Madrid nas costas e quase conseguiu, mas é impossível superar sozinho o Barcelona. Foi mal demais na Copa do Mundo, mas depois dela, na atual temporada, tem acumulado atuações espetaculares. Se continuar assim, sobe na minha lista, que ainda pode ser atualizada até o fim do ano.

9º) Xavi
Seu futebol é discreto e pode passar desapercebido por um olhar menos atento, mas ele é fundamental no estilo de jogo do Barcelona e principalmente no da Espanha. Sua capacidade de passe é incrível.

8º) Maicon
Não é fácil um defensor se destacar tanto na Europa. Mas Maicon conseguiu com sobras. Com força e velocidade, foi uma das armas da Inter de Milão, que foi campeã de tudo. E ainda foi bem na Copa, apesar do fracasso brasileiro.

7º) Bastian Schweinsteiger
É outro que, mesmo sem chamar tanta atenção, é fundamental em qualquer equipe. Cuidou como poucos da saída de bola do Bayern e da Alemanha, dois dos times que mais impressionaram em 2010.

6º) Andrés Iniesta
Ao fazer o gol que decidiu a final da Copa do Mundo para a Espanha, contra a Holanda, ele coroou uma temporada que já tinha servido para ele se consolidar como um dos melhores do mundo.

5º) Lionel Messi
Não foi uma temporada tão brilhante quanto a de 2009. Mas tecnicamente o argentino só é comparável a Cristiano Ronaldo no mundo. Faz atuações impressionantes no Barcelona. Ele fracassou na Copa do Mundo, é verdade, mas fez seus melhores jogos com a camisa da Argentina. Está evoluindo até nesse seu ponto fraco…

4º) Arjen Robben
Foi o craque que levou o Bayern de Munique para disputar a final da Liga dos Campeões. Não conseguiu decidir contra a Inter de Milão e ainda jogou a Copa lesionado, mas ainda foi vice-campeão mundial e não dá pra ignorar seus belos dribles e gols decisivos ao longo do ano.

3º) David Villa
Quando a Espanha passou por sufocos na Copa do Mundo, lá estava ele para marcar os gols que Fernando Torres não fazia. Se tivesse marcado mais um tento na final seria facilmente eleito o melhor do mundo, já que foi realmente brilhante na África do Sul.

2º) Diego Forlán
O peso da Liga Europa é menor, mas fato é que Forlán já tinha feito um incrível 1º semestre pelo Atlético de Madrid. Foi para a Copa e carregou o Uruguai nas costas rumo a um digníssimo quarto lugar. A Fifa o elegeu como melhor do Mundial na Áfica do Sul, mas isso não deve levá-lo ao Bola de Ouro automaticamente dessa vez. E por pouco…

1º) Wesley Sneijder
Só faltou vencer um jogo para ter uma temporada perfeita. Foi o cérebro da Inter de Milão que ganhou tudo no 1º semestre. Com a lesão de Robben, a inoperância de Van Persie e a limitação de Kuyt, teve que chamar a responsabilidade e levar a Holanda para a final da Copa. Faltou a vitória contra a Espanha para se consagrar, mas não dá pra julgar um ano em 90 minutos.

Meu voto não é exatamente meu palpite. Ou seja, creio que a lista da Fifa será um tanto diferente dessa acima. Coloquei minha opinião em campo, mas certamente a eleição trará uma conclusão variada das opiniões de jogadores, técnicos, jornalistas, etc…

Didier Drogba, Samuel Eto’o, Júlio César, Mesut Özil, Daniel Alves e Iker Casillas são outros da lista da Fifa que também tiveram um ótimo ano.

Lembro ainda de Diego Milito e Wayne Rooney, esquecidos pela entidade máxima do futebol. O argentino fez gols decisivos na Liga dos Campeões, enquanto o inglês foi o melhor do mundo nos dois ou três primeiros meses de 2010, sem dúvidas, até que se machucou e teve sua boa fase interrompida.

Read Full Post »

Eden Hazard é o novo Cristiano Ronaldo?

Se depender de ninguém menos do que Zinedine Zidane, a resposta é sim. Aliás, na verdade, o francês aposta que o esse jovem pode ser ainda melhor do que o atacante do Real Madrid.

Eden Hazard é um jovem belga de apenas 19 anos, que tem crescido no futebol sob a sombra de Cristiano Ronaldo. As comparações entre o futebol de ambos é frequente e não faltam vídeos no YouTube com lances dos dois. Veja alguns aqui e aqui.

Agora a revelação, que joga no Lille, começa a provar que pode ser tudo isso mesmo. Tem se destacado no futebol francês (foi o melhor “jovem jogador” da temporada passada) e sua fama chegou até ao Brasil, com blogs, como o Esporte Fino e o Brasil Mundial FC, destacando seus melhores lances.

Já na imprensa estrangeira o que não faltam são boatos sobre seu futuro. Como não poderia deixar de ser, o Arsenal está de olho nele, mas enfrenta a concorrência forte de Manchester United e Real Madrid. Ele já disse que só quer ir para os Gunners ou para o time merengue.

A comparação com Cristiano Ronaldo é automática por causa de sua velocidade e de seus dribles rápidos pelas pontas. Aliás, há também quem o chame de “pequeno Messi”.

Tudo isso até faz sentido, mas Hazard ainda precisa evoluir muito para ser um jogador tão completo quanto qualquer um dos dois. Sendo tão novo, ele até pode chegar lá. Se Zidane aposta, quem sou eu pra discordar?

Eden Hazard
Faz um coração pro Zidane, Hazard, faz…

Read Full Post »

Argentina e Inglaterra, comemorem! Suas seleções têm os dois melhores jogadores do mundo na atualidade. É impressionante ver como Rooney e Messi estão sobrando disparados entre os maiores craques do mundo.

Esse final de semana serviu para mostrar isso mais uma vez: Rooney fez 2 gols contra o Fulham, enquanto Messi respondeu com 3 tentos diante do Valencia. Claro que não são adversários tão difíceis, mas esses jogos só completam um ciclo de vários e vários jogos ótimos de ambos.

Rooney, por exemplo, já foi eleito, nessa seção mesmo, o melhor jogador do mundo nos 2 primeiros meses do ano. Já Messi é o artilheiro disparado do Campeonato Espanhol e não tem escolhido adversários para se destacar – tem impressionado em quase todo jogo do Barcelona.

A questão é: eles vão repetir essas atuações na Copa do Mundo? Afinal, é lá que realmente saberemos quem será o grande craque do ano. O pior: tanto Messi quanto Rooney correm grande risco de fracaso na África do Sul.

Quanto ao argentino, nem é preciso falar muito: sua seleção ainda é um combinado desorganizado e ele dificilmente consegue brilhar quando joga com os hermanos.

Já Rooney jogará com um elenco forte, com um bom técnico e ele sabe se destacar com a camisa da Inglaterra. Só que o escândalo da traição de Terry, junto com as lesões graves de alguns jogadores (Beckham e Owen, por exemplo), podem atrapalhar esse favoritismo da seleção.

Se existe alguma chance de outro jogador, como Cristiano Ronaldo ou Drogba, ser eleito o melhor do mundo em 2010, essas são as principais esperanças nas quais eles devem se agarrar.

Read Full Post »

O mês de janeiro acabou e já serviu para apontar alguns favoritos para o prêmio de melhor jogador do mundo em 2010. Os principais foram Ronaldinho Gaúcho e Rooney, mas outros também se destacaram.

Cristiano Ronaldo, por exemplo, segue bem no Real Madrid e, apesar de uma expulsão besta, decidiu o jogo contra o Malága com dois gols. Messi, o melhor de 2009, também segue em alta. Fez, por exemplo, dois gols na importante goleada do Barcelona contra o Sevilla.

Ja outros caíram de produção. Drogba, talvez o melhor jogador da temporada europeia até aqui, não foi bem na Copa Africana, assim como Eto’o. Xavi, Ibrahimovic, Kaká e Fabregas, outras boas apostas, tiveram altos e baixos.

Mas voltemos aos personagens principais do mês: Ronaldinho Gaúcho pode comemorar e muito pelo seu bom começo de ano. Suas boas atuações no Campeonato Italiano fizeram com que até o seu retorno à Seleção Brasileira fosse extremamente cogitado na imprensa.

Mesmo assim, não houve quem jogasse mais bola do que Wayne Rooney. Como eu escrevi no twitter do Opiniões em Campo logo após os 4 gols que ele marcou contra o Hull City, “Rooney tem jogado muita bola nessa temporada. Se a Inglaterra for bem na Copa, vira um dos favoritos pra ‘melhor do mundo’. Sem exagero”.

E escrevi isso antes da grande atuação dele contra o Arsenal, neste domingo, em um jogo super decisivo para o Campeonato Inglês. Ou seja, ele provou, em todo o mês de janeiro, que realmente não há exagero na minha frase acima. 2010 pode ser o ano de Rooney. Janeiro já foi o mês dele!

Read Full Post »

A saída de Franck Ribéry do Bayern de Munique finalmente vai acontecer, faltando apenas definir se ele irá mudar de time em janeiro ou no meio do ano. Os boatos na Europa o ligam ao Real Madrid e ao Chelsea. Qual seria a melhor opção para o francês?

Não seria difícil encontrar um lugar para ele nos merengues. Kaká e Cristiano Ronaldo precisam da ajuda de um meia que saiba jogar pelas laterais, pois assim o time funcionaria melhor para o centroavante, seja Benzema ou Higuaín.

Já no Chelsea é mais difícil enxergar a posição que seria destinada para Ribéry. Carlo Ancelotti escala o time no seu tradicional 4-3-1-2, sem jogadores que atuem abertos pelos lados do campo de forma mais avançada.

Escalá-lo centralizado também não seria uma boa ideia. Vale lembrar que recentemente ele entrou em uma polêmica com o técnico do Bayern, Louis van Gaal, exatamente porque seria escalado para jogar de forma diferente do que costuma fazer. “Eu vejo que fico mais forte na esquerda. Ali, posso ser mais perigoso ao time do que no meio”, comentou o jogador francês.

Ou seja, no Chelsea atual não há como escalar Ribéry como ele rende melhor. A boa notícia é que ele está mais próximo do Real, tanto pela sua vontade quanto pelo andamento das negociações. Ufa… o futebol agradece, pois um talento assim não pode ser desperdiçado por questões táticas.

Relembre:

Read Full Post »

TABELINHA

Messi acaba de ser eleito o melhor jogador do mundo. Ok, isso nem deveria ser notícia, já que qualquer um adivinharia o resultado dessa eleição justíssima.

O importante agora é mudar o foco e tentar adivinhar: quem será o melhor do mundo em 2010? Daqui a um ano aproximadamente, quem vai estar no lugar do atacante argentino? Ou será que ele vai repetir a dose?

Para responder isso, uma primeira questão precisa ser observada: o melhor jogador do ano será um daqueles que estiver entre os melhores da Copa do Mundo. Não precisa nem ganhar o prêmio oficial na África do Sul, mas tem que se destacar. Sendo assim, é preciso analisar a seleção em que cada craque atua e as chances que eles terão para brilhar em junho de 2010.

Com tudo isso em mente, é possível dividir os principais candidatos em duas categorias. A primeira delas inclui as zebras. São atletas que não devem fazer uma Copa do Mundo tão brilhante por vários motivos.

Cristiano Ronaldo, por exemplo, é excelente, mas não costumar ir bem por Portugal, que ainda caiu em um grupo complicado, com Brasil e Costa do Marfim. Junto com o meia-atacante do Real Madrid, estão Messi, Ribery, Van Persie e Eto’o, que não contam com o brilho dos seus compatriotas para irem longe na disputa da Copa do Mundo.

Em outro grupo, o dos favoritos, ficam Kaká, Xavi, Rooney e Drogba. Todos têm tudo para conseguirem destaque na principal competição entre seleções do mundo todo. Entre eles, quem saiu na frente foi Drogba, que fez um semestre espetacular pelo Chelsea. Mas não há dúvidas que seu desempenho pela Costa do Marfim será ainda mais importante.

Dessa forma, só nos resta esperar para que os próximos 171 dias passem rápido e a Copa do Mundo começe o quanto antes. A eleição de melhor do mundo só dá mais um motivo para que essa expectativa aumente ainda mais.

Read Full Post »

A revista Trivela e outras listas já definiram o jogo entre Barcelona e Real Madrid como o principal clássico do mundo. É um duelo que atravessa a fronteira do futebol, envolve questões de cunho político e se torna ainda maior a cada encontro dos times.

Neste domingo, acontecerá mais uma demonstração da grandeza deste duelo. Às 16 horas, os novos galáticos vão encarar o atual campeão europeu em uma partida que tem sido aguardada com grande expectativa desde a janela de transferências. Afinal, foi no meio do ano que ficou previsto: Cristiano Ronaldo, Kaká, Ibrahimovic e Messi, talvez os quatro melhores jogos do mundo atualmente, poderiam se encontrar no Campeonato Espanhol.

Tanto os dois principais jogadores do Barça como o português do Real voltam de lesões recentes, mas não é isso que deve tirar o brilho de um clássico que ficará gigante nesse final de semana.

Enquanto esse enorme evento do futebol não acontece, entre no clima com números e curiosidades sobre o duelo:

Vitórias do Real Madrid: 85
Vitórias do Barcelona: 78
Empates: 43

Primeiro jogo
13 de Maio de 1902
Barcelona 3 x 1 Real Madrid

Último jogo
13 de dezembro de 2008
Barcelona 0 x 2 Real Madrid

Além do futebol
Barça e Real é uma aula sobre a história da Espanha. O time da capital espanhola hoje representa a elite e já simbolizou até o poder ditatorial de Francisco Franco contra as províncias do país, como a Catalunha, região sede do Barcelona. Por muito tempo o clássico era o único momento em que Franco tolerava manifestações separatistas dos catalães. Isto porque, segundo ele, seria mais fácil controlar a situação em um estádio de futebol do que nas ruas.

Se arrependimento matasse…
Di Stéfano é o maior artilheiro do clássico. Com o uniforme do Real Madrid, ele marcou 18 gols contra o Barcelona. Mas por pouco ele não jogou do outro lado: após uma negociação complicada, a Federação Espanhola teve que decidir onde ele jogaria. A decisão inicial era que ele teria seu passe compartilhado entre os dois rivais. Mas o Barça se recusou a dividí-lo e teve que conviver com o arrependimento de perder um dos melhores jogadores de futebol de todos os tempos.

Brasil na história
Na temporada 2004/2005 do Campeonato Espanhol,um brasileiro entrou para a história do clássico espanhol: Ronaldinho Gaúcho, com a camisa do Barcelona, foi aplaudido de pé no estádio do Real Madrid. Seu time venceu aquele jogo por 3 a 0 e contou com uma atuação inspirada do atual meia-atacante do Milan. Clique aqui e relembre o golaço que ele marcou naquela oportunidade.

Barreira
Até hoje somente 16 jogadores vestiram a camisa dos dois times e disputaram o clássico. Luis Henrique foi quem mais fez isto, com 22 partidas, sendo 13 no Barça e 9 no Real Madrid.

* Este texto foi escrito por mim, no final do ano passado, para uma coluna chamada “Clássico da Vez”, publicada no Blog da Redação do iG Esporte. Clique aqui e veja mais histórias e curiosidades sobre outras rivalidades ao redor do mundo.

Read Full Post »

TOP 11

Recentemente o mercado europeu esteve agitado como há muito não se via. Inspirado pelos gastos de Real Madrid e Manchester City, outros grandes times também fizeram importantes contratações.

Agora chegou a hora de mostrar quem acertou e quem errou nesse processo. É claro que ainda não dá para ter um veredicto final, mas alguns inícios foram mais promissores do que outros.

Veja quais foram as 11 melhores  grandes contratações da Europa até aqui:

1º) Cristiano Ronaldo (Real Madrid)
O jogador mais caro do mundo está mostrando que também tem o melhor custo benefício do mundo. Já é o artilheiro do Campeonato Espanhol com 4 gols, feitos de cabeça, de fora da área, do jeito que for. E não deve abandonar esse posto tão cedo.

2º) Diego (Juventus)
Fez um jogo espetacular contra a Roma e empolgou qualquer um. A lesão no tendão da perna atrapalhou, mas ele deve voltar ao time em breve.

3º) Emmanuel Adebayor (Manchester City)
Fez uma grande exibição contra o Arsenal, seu ex-time. Recebeu uma punição dura, mas já marcou 4 gols e deve voltar em alta.

Momento impagável: Adebayor comemora gol contra o Arsenal diante da torcida que já o apoiou. Provocação de louco!

Momento impagável: Adebayor comemora gol contra o Arsenal diante da torcida que já o apoiou no passado recente. Provocação de louco!

4º) Zlatan Ibrahimovic (Barcelona)
Começou a temporada lesionado e já voltou a se machucar. Ou seja, vai demorar para se adaptar totalmente ao time, mas mesmo assim já fez 4 gols só pelo Campeonato Espanhol.

5º) Diego Milito (Inter de Milão)
Custou 25 milhões de euros e muita gente achou que ele não valeria tanto. Mas já é o vice-artilheiro do Campeonato Italiano e decidiu sozinho o jogo contra o Cagliari no último final de semana. 

6º) Kaká (Real Madrid)
Parece perdido no posicionamento do time, especialmente quando tem que jogar pelas pontas. Mas já mostrou que será essencial no setor de criação.

7º) Robben (Bayern Munique)
A ressalva sobre suas frequentes contusões devem ser feitas sempre, mas o holandês pode formar uma excelente dupla com Ribery no setor ofensivo.

8º) Samuel Eto’o (Internazionale)
Apenas 2 gols marcados até agora podem preocupar, mas o camaronês não tem jogado mal e ainda deve evoluir com o tempo, assim que Mourinho acertar melhor o seu meio-campo também.

9º) Michael Owen (Manchester United)
Ainda é considerado um reserva do time, mas fez o gol decisivo da vitória contra o Manchester City e pode ser usado no lugar de Berbatov tranquilamente.

10º) Carlos Tevez (Manchester City)
Enfrenta uma concorrência pesada, passou por uma lesão há pouco tempo e não foi sempre titular até agora. Mas, quando entrou, jogou bem. Só falta o gol.

11º) Mario Gomez (Bayern)
Foi o sexto jogador mais caro do mercado, tem três gols marcados pelo Campeonato Alemão e já tem feito mais do que Klose ou Luca Toni.

Outros reforços menos badalados também começaram bem, como Lisandro López (Lyon), Felipe Melo (Juventus)  e Glen Johnson (Liverpool).

Ainda existem alguns casos em que é preciso ter paciência para avaliar. Benzema (Real Madrid), por exemplo, não empolgou, mas não foi mal. Zhirkov (Chelsea) e Aquilani (Liverpool) mal estrearam por enquanto.

Então não tem jeito, será necessário ter calma pra avaliar tantas negociações. Mas não dá pra ignorar que alguns já largaram muito na frente. Os outros vão comer poeira desse jeito…

Read Full Post »

Older Posts »