Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Deco’

O Fluminense não é “tantas vezes campeão” quanto Lamartine Babo declarou no hino tricolor. Porém, está próximo de colocar mais um título em sua história. O time de Abel Braga assumiu a liderança do Campeonato Brasileiro nesta quinta-feira e, mais importante do que isso, tem provado que pode se manter nessa posição até o fim. E aqui não cabe nenhuma acusação de oportunismo, pois há diversos motivos para justificar o favoritismo tricolor. Explico…

É desnecessário elogiar o elenco do Fluminense. Sobram opções de qualidade e a maioria delas está do meio-campo para frente: Thiago Neves, Deco, Wagner, Wellington Nem, Rafael Sóbis, Fred, etc…

Pois está exatamente aí o grande segredo do trabalho de Abel Braga: especialista em montar defesas, ele fortaleceu o que seria o ponto fraco do Fluminense. Agora o time é o menos vazado do Campeonato, com apenas 15 gols sofridos em 22 jogos disputados até agora. E vale destacar: não há grandes zagueiros no elenco, apenas Leandro Euzébio, Gum e Anderson – jogadores de qualidade mediana que têm se esforçado demais.

Gum e Wellington Nem/ Foto: Mauro Pimentel/ Terra

Experiência e juventude estão bem misturadas no Fluminense

Além disso, a aposta na experiência é outro detalhe importante do elenco do Fluminense. Em todas posições há pelo menos um jogador bastante rodado e que sabe o caminho dos títulos. Isso tem mantido o grupo focado e unido, claramente disposto a tudo para ser campeão mais uma vez. É possível enxergar ainda o embrião da equipe que quase foi rebaixada em 2009 e depois virou campeã brasileira em 2010.

Mas se for preciso juventude e fôlego renovado para buscar o título, o Fluminense também possui elenco para isso. Liderados por Wellington Nem, diversos jogadores das categorias de base têm conseguido espaço. Nesta quinta-feira, contra o Santos, foi a vez do centroavante Samuel brilhar. Mas há ainda Wallace, Fábio Braga, Matheus Carvalho, Marcos Jr e outros. A produção de talentos em Xerém sempre reforçou de verdade o elenco principal e dessa vez não será diferente.

Mas é evidente que o Fluminense não é um time perfeito. Ainda sofre com carência em algumas posições, nem sempre é criativo no meio-campo e demonstra irregularidade dentro de uma mesma partida. Mas a falta de concorrentes pelo título deve compensar isso: o Atlético-MG vai sofrer para lidar com a pressão de voltar a ser campeão; o Grêmio não tem uma defesa forte suficiente para ser campeão e sequer um técnico capaz de corrigir isso; e São Paulo, Internacional, Botafogo ou Cruzeiro teriam que conseguir uma arrancada improvável para alcançá-lo.

Portanto não faltam motivos para apontar o Fluminense como favorito absoluto ao título do Campeonato Brasileiro. Não é oportunismo. Na verdade é uma oportunidade bem aproveitada.

Anúncios

Read Full Post »


Não faz nem duas semanas que escrevi neste blog sobre o Fluminense: “falta uma tática preparada, faltam estratégias ensaiadas e sequer existe uma formação titular definida”. Isso mudou um pouco durante duas semanas. Mas o Flu foi campeão da Taça Guanabara e essa conquista só serviu para provar como o time tem potencial para ser um dos melhores do Brasil em 2012. Afinal, se mesmo sem ser um time ainda, já conseguiu isso, imagina o que pode ser conquistado com o passar do tempo…

No mesmo texto em que critiquei o Fluminense, também o elegi como um dos dois melhores times do Rio de Janeiro. Com a vitória imponente sobre o Vasco, neste domingo, Abel Braga mostrou que sua equipe pode ser mais, pode virar uma das três melhores do Brasil, ao lado de Corinthians e Santos. Briga com Vasco, Inter e talvez São Paulo por essa condição. Mas tem um elenco melhor que os três. Só precisa de tempo para evoluir.

É claro que nem tudo é um mar de rosas nas Laranjeiras e os testes reais ainda virão na Copa Libertadores. Só com esses jogos sabremos como está realmente preparado esse time. Mas já há indícios que como fazer o time ideal do Fluminense e diversos comentaristas esportivos perceberam e analisaram isso…

Sala de imprensa
Acima de tudo, é preciso destacar a importância que o jovem Wellington Nem conquistou nesse Fluminense. E a palavra é essa mesmo: “conquistou”. Entre tantas estrelas, ele voltou de empréstimo e teve que batalhar para ter chances. Aproveitou cada oportunidade e “arrebentou com o jogo” contra o Vasco, como escreveu Pedro Venancio. E PVC também destacou sua importância, principalmente por ter disposição para marcar laterais.

Wellington Nem já tinha decidido contra o Botafogo

Outros jogadores também merecem elogios. Deco foi o protagonista na final. “É inteligente, tem uma visão de jogo incrível e um toque de bola refinadíssimo”, elogiou Benjamin Back. Bruno tem sido um coadjuvante importante, que poucos falam, mas é perceptível sua qualidade. Tem mostrado que não é jogador de time pequeno. E contra o Vasco não foi diferente. “Bruno teve uma participação fundamental na partida e o terceiro gol saiu de uma bela roubada de bola dos seus pés”, destacou também Benjamin.

Mas, independentemente dos talentos individuais, o que começa a se criar no Fluminense é um conjunto. “A tendência é o Fluminense brigando em todas as frentes”, como decretou Mauro Cezar Pereira. Em primeiro lugar, por encontrar uma formação que se encaixa bem, com Deco, Thiago Neves e Wellington Nem armando para Fred concluir. “Do meio pra frente é sair para abraçar os gols de Fred, aplaudir a ousadia de Wellington Nen, a decisão de Thiago Neves, e a categoria de Deco”, resumiu Mauro Betting.

Além disso, há a questão tática. Abel Braga escalou o time em um 4-2-3-1 que “beirou à perfeição”, como analisou André Rocha. Aliás, vale aqui também elogiar o técnico do Fluminense nas palavras de Vitor Sérgio: “Não é qualquer técnico que tem coragem de colocar um garoto criado em casa para jogar, mesmo tendo como opções jogadores mais experimentados e consagrados como Wágner ou Rafael Sóbis”. Ponto final. Ou quase…

Perigos
Se o técnico é bom, se existem jogadores decisivos, se a tática está definida e há inclusive um elenco forte, o Fluminense não tem problemas, certo? Errado: existem algumas armadilhas que podem minar o sucesso do time.

Um deles é o próprio ambiente interno no Fluminense. Caso Wagner e Rafael Sóbis, por exemplos, realmente virarem reservas, eles vão aceitar isso normalmente? Existem muitas estrelas para pouca constelação no Fluminense. Como Dassler Marques lembrou, Abel “precisará controlar um elenco com muitos jogadores de grandes objetivos pessoais”. Desafio difícil.

A defesa também carece de acertos. A contratação de Anderson foi inteligente, pois ele é um bom zagueiro, mas não mais do que isso. Ao lado de companheiros fracos e com a proteção de volantes questionáveis, não vai resolver essa deficiência do Fluminense. É capaz do time ter sempre que fazer cinco gols para superar os quatro sofridos. Nem sempre isso será possível…

E, acima de tudo, é preciso dar tranquilidade para Abel Braga. Era um absurdo falar de sua saída por causa de resultados na Taça Guanabara. O Fluminense precisa de tempo para ficar pronto. Em duas semanas já mostrou uma evolução incrível. Imagine então ao longo da temporada.

Podemos ver mais cenas parecidas com essa na temporada

Read Full Post »

Em negrito – o jogador e o time que pretende contratá-lo
Em itálico – a posição e o time atual do atleta

A fonte do boato está linkada no nome do jogador

DEMOROU!

Botafogo – Deco (M-Chelsea) – É tão bom que fica até difícil acreditar.

Corinthians – Rafinha (LD-Schalke 04) – É titular absoluto no futebol almeão há muito tempo e certamente também se destacaria no Brasil.

Flamengo – MacNelly Torres (M-Colo Colo) – Entraria perfeitamente no esquema tático montado por Andrade, jogando no lugar de Zé Roberto.

Grêmio – Douglas (M-Al Wasl) – É um meia mais parecido com Tcheco do que Hugo, portanto aliviaria a saudade da torcida e seria uma boa opção.

Grêmio – Vitor (LD-Goiás) – O tricolor gaúcho precisa urgentemente contratar um lateral de ofício. Nada melhor do que o jogador que tem sido um dos melhores na posição nos últimos Brasileirões.

Inter – Ewerthon (A-Zaragoza) – Finalmente alguém lembrou do ex-corintiano, que certamente seria uma opção melhor que Alecsandro, centroavante titular do time atualmente.

Palmeiras – Marcelo Moreno (A-Werder Bremen) – É outro time que precisa reforçar seu ataque e certamente esse seria um bom começo.

Santos – Maxi López (A-Grêmio) – Substituiria Kléber Pereira colocando ainda mais qualidade no elenco do Peixe.

Santos – Ramón (LE-Vasco) – Léo decepcionou em sua volta ao Brasil e precisa de um bom reserva, pois tem se machucado constantemente.

Vasco – Juninho Pernambucano (M-Al Gharafa) – É um negócio para o futuro e serviria para arrumar de vez o time cruzmaltino.

TANTO FAZ…

Botafogo – Morais (M-Corinthians) – Um retorno ao Rio de Janeiro pode lhe fazer bem, já que, em São Paulo, acumulou atuações discretas apenas.

Botafogo – Perea (A-Grêmio) – É bom jogador, mas, por ser menos badalado, não chegaria para ser titular a princípio.

Inter – Itamar (A-Tigres) – Nunca foi brilhante e não deve ter mudado agora. Apesar disso, pode ser uma boa opção para Fossati.

Santos – Fernandão (A-Goiás) – Tem qualidade técnica, mas a condição física dele está em xeque depois de ter feito um segundo semestre ruim em 2009.

Santos – Nuno Gomes (A-Benfica) – Há tempos não consegue brilhar, mas seria interessante ver um português tentar a sorte por aqui.

Vitória – Triguinho (LE-Santos) – Não foi bem no Peixe, mas o time precisa de um lateral-esquerdo e a experiência de Triguinho pode ajudar.

CAI FORA!

Botafogo – Jancarlos (LD-Cruzeiro) – Não foi bem no Cruzeiro, não foi bem no São Paulo… por que iria bem no Botafogo?

Botafogo – Wagner Diniz (LD-São Paulo) – Consegue ser uma opção pior do que Jancarlos para resolver a lateral-direita do Glorioso.

Palmeiras – Val Baiano (A-Barueri) – Não é de um atacante do estilo de Obina que o time precisa para esquecer o fracasso de 2009.

Vitória – Adaílton (Z-Santos) – O time não precisa de zagueiros. É melhor concentrar os esforços em outras posição carentes no elenco.

NÃO ENXERGAM?

Fernandinho (M-Cruzeiro) – Conseguiu destaque em 2008, jogando como lateral-esquerdo. Depois se machucou, mas está recuperado, é polivalente e está sem espaço na Raposa. Poderia ser útil em muitos elencos do Brasil.

Read Full Post »

Dizem por aí...

Em negrito – o jogador e o time que pretende contratá-lo
Em itálico – a posição e o time atual do atleta
A fonte do boato está linkada no nome do jogador

DEMOROU!

Barcelona – Luis Suárez
(A-Ajax) – A versatilidade do uruguaio encaixaria perfeitamente na movimentação que há entre os atacantes do time

Liverpool – David Villa (A-Valencia) – Repetiria, ao lado de Fernando Torres, a dupla de ataque que se conhece da seleção espanhola.

Manchester City – Maicon (LD-Inter de Milão) – Ótimo jogador e tem características diferentes do atual titular, Micah Richards.

Manchester United – Júlio César (G-Inter de Milão) – Um dos melhores goleiros do mundo é o substituto ideal de Van der Saar com certeza.

TANTO FAZ…

Arsenal – Vieira (V-Inter de Milão) – Seria interessante vê-lo voltar ao time, mas não se encaixaria com o estilo de jogo, mais leve, dos Gunners.

Barcelona – Cicinho (LD-Roma) – Seria apenas um bom reserva.

Juventus – Neymar (A-Santos) – Não chegaria para jogar agora, mas pode ser uma boa aposta para o futuro, se não for tão cara, como dizem por aí…

Manchester City – Ramires (V-Benfica) – Com Barry no time, não é uma contratação necessária, ainda mais pelo alto valor que tem sido especulada (mais de 25 milhões de libras). Completaria bem o elenco.

Manchester City – Henry (A-Barcelona) – O time já tem opções demais para o ataque. Não precisaria pagar um alto salário para o francês ficar na reserva.

Milan – Éderson (M-Lyon) – Bom jogador, mas não está em uma fase brilhante e não sei como entraria exatamente no time do técnico Leonardo.

CAI FORA!

Liverpool – Nilton (V-Vasco) – Conseguir destaque em uma Série B tão fraca não credencia ninguém a jogar em um dos maiores times da Europa.

Milan – Pavlyuchenko (A-Tottenham) – Não consegue se firmar de vez no seu atual clube. Porque seria uma solução real para o ataque rossonero?

Roma – Molinaro (LE-Juventus) – Só o torcedor da Vecchia Signora vai comemorar essa negociação.

Tottenham – Muntari (V-Inter de Milão) – Não deve fazer diferença nem em um time de porte médio no atual futebol inglês, de nível tão alto.

NÃO ENXERGAM?

Deco (M-Chelsea) – Até tem recebido algumas chances com Carlo Ancelloti no Chelsea, mas não é titular absoluto e poderia brilhar mais em outros clubes da Europa, que precisam de um meia como ele.

Read Full Post »