Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Diego Tardelli’

O ORGULHO DA TORCIDA

Grêmio – O bom volante Willian Magrão, vestindo estranhamente a camisa 9, fez os dois gols do Tricolor Gaúcho na vitória contra o Goiás, resultado que tirou o time da zona de rebaixamento.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Grêmio-SP – O Vasco tem evoluído demais, é verdade, mas o time prudentino não pode parar de crescer assim e perder um jogo desses em casa.

TROFÉU HERÓI

Diego Tardelli – Em um jogo no qual o Atlético-MG ainda tomou algum sufoco do Guarani, o atacante do Galo fez dois gols e decidiu a partida.

TROFÉU VILÃO

Chicão – Foi vaiado pelos torcedores do Avaí por causa da sua passagem pelo Figueirense e parece que isso o afetou.

Jogou mal demais na Ressacada e até fez um gol contra.

DESTAQUE PARA O JOVEM

Bruno César – Apesar da derrota do Corinthians para o Avaí, ele assumiu a artilharia do Brasileirão 2010 e tem impressionado demais.

Mas a rodada foi repleta de jovens promissores que brilharam: Neuton (Grêmio), Casemiro (São Paulo), Henrique (Vitória, ex-São Paulo), Tinga e Fabrício (ambos do Palmeiras).

VALEU O INGRESSO

Zé Eduardo – Acertou um belo petardo cruzado, com a perna esquerda, apesar da derrota do Santos contra o Vitória.

Além dele, João Vitor (Grêmio-SP) fez outro gol bonito e a curiosidade ficou por conta de Ewerthon e Diego Tardelli, que fizeram gols extremamente bonitos, mas ilegais por pouco.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

São Paulo 2 x 2 Cruzeiro – Foi eletrizante do começo ao fim, teve boas atuações individuais e mostrou que os dois times ainda devem subir na tabela do Brasileirão 2010.

TÉDIO EM 90 MINUTOS

Palmeiras 2 x 0 Atlético-PR – Poucas oportunidades de gol foram criadas e a grande quantidade de erros de passe impressionou.

DETALHE TÁTICO

Grêmio no 3-6-1 – Renato Gaúcho nem bem chegou e já começou a implantar o esquema tática que gosta.

É praticamente o mesmo sistema que deu certo no Fluminense de 2008. Não gosto dessa tática e nem acho que ela é a ideal para time gaúcho, mas pode render novamente.

DETALHE DO TÉCNICO

Felipão – Tirou Luan e colocou Ewerthon, que deveria ter sido titular, e decretou a primeira vitória do técnico desde que ele voltou ao Palmeiras.

O FUTEBOL É INJUSTO

Ceará prejudicado – Mais uma vez o time nordestino foi injustiçado pela arbitragem. O pênalti em Willians, que decidiu o jogo contra o Flamengo, não existiu, mas o juiz Wagner Reway apitou.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Botafogo – Tenho que parar de me surpreender com os micos dos Atlético-GO, mas nesse jogo eu ainda imaginava que o Dragão conseguiria vencer em casa.

Mais surpreendente ainda é ver o time do Joel Santana no G4 do Brasileirão. Não deve ficar por muito tempo ali, mas tem superado as expectativas realmente.

PAPO RETO

Dorival Jr.,

A culpa não é sua, mas eu avisei aqui.

Logo depois do título da Copa do Brasil, ficou evidente que o Santos deveria se preocupar com seu futuro. Pelo jeito esse futuro chegou rápido e a derrota para o Vitória por 4 a 2 já foi um sinal disso.

ACRÉSCIMOS

Times goianos – Goiás e Atlético-GO ocupam as duas últimas posições na tabela do Brasileirão. E ainda tem o Vila Nova-GO fazendo uma campanha vergonhosa na Série B. É crise no estado!

Read Full Post »

O ORGULHO DA TORCIDA

Flamengo – Venceu o clássico contra o Botafogo por 1 a 0 e superou, pelo menos em um primeiro momento, a turbulência vivida na Gávea.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

São Paulo – Em pleno Morumbi, foi derrotado pelo Avaí por 2 a 1 e mostrou pouca evolução após um mês de treinos.

TROFÉU HERÓI

Diego Tardelli – Fez dois gols na vitória apertada do Galo contra o Atlético-GO.

TROFÉU VILÃO

Egídio – O lateral-esquerdo do Vitória fez o gol contra que decretou o empate entre o seu time o Grêmio, por 1 a 1, no jogo que poderia ser uma das principais surpresas da rodada.

DESTAQUE PARA O JOVEM

Tinga – Aos 19 anos, o meia estreou pelo Palmeiras poucos dias depois de ser apresentado e, com sorte, já marcou seu primeiro gol. Tem tudo para evoluir com confiança e ganhar espaço no time.

Além dele, o Vasco estreou 4 bons jovens jogadores (Carlinhos, Rômulo, Allan e Jonathan) e o Corinthians também testou o meia William Morais, que pareceu ter talento.

VALEU O INGRESSO

Ewerthon – Com um chute forte e colocado no ângulo, ele abriu o placar na importante vitória do Palmeiras contra o Santos.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Atlético-MG 3 x 2 Atlético-GO – O Galo começou bem o seu projeto para sair da zona do rebaixamento, mas passou por algum sufoco para atingir isso.

TÉDIO EM 90 MINUTOS

Goiás 0 x 0 Vasco – Os dois times mostraram que não podem ter muitas ambições no Brasileirão 2010, pois fizeram um jogo de pouca técnica e emoção.

DETALHE TÁTICO

Cruzeiro com dois meias – Cuca escalou Gilberto e Roger juntos e o time conseguiu vencer o Atlético-PR fora de casa. Pode não ser a melhor tática para a Raposa, mas o técnico ganhou uma opção interessante.

DETALHE DO TÉCNICO

Rogério Lourenço – O técnico do Flamengo colocou o atacante Paulo Sérgio em campo e o jovem atacante decidiu o clássico contra o Botafogo. Sorte? Acredito pouco nisso…

O FUTEBOL É INJUSTO

Fluminense merecia mais – Dominou totalmente o jogo contra o Grêmio-SP, mas demorou para definir a partida e sofreu o empate no final. Resultado este que custou a liderança do Brasileirão 2010 para o time carioca.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Vitória – Não é fácil enfrentar o Grêmio no Olímpico, mas por pouco o time baiano não saiu com 3 pontos no jogo contra o time gaúcho.

PAPO RETO

Guarani,

E os reforços?

Quase todos os times do Brasileirão 2010 contrataram durante a pausa para Copa do Mundo. Mas você, Bugre, que precisava bastante, pouco se mexeu.

Dessa forma, foi mais do que justa a vitória do Inter, em Campinas, em noite de boa atuação do volante Sandro.

ACRÉSCIMOS

Fábio Costa – Todos sabem que ele é irregular e falha demais. Mesmo assim, foi curioso ver mais um goleiro do Atlético-MG falhar e mostrar que o eterno problema do time com jogadores dessa posição deve continuar existindo.

E eu ainda fui cornetado por não colocá-lo entre as melhores contratações dos times brasileiros durante a Copa…

Read Full Post »

Melhor goleiro: Victor (Grêmio)
É um goleiro diferente, que se posiciona melhor do que a maioria. Conseguiu seu espaço garantido na Seleção Brasileira, deve ir à Copa do Mundo e tem mostrado potencial para ser o futuro nº 1 do time nacional.

Outros destaques: Fábio (Cruzeiro), Marcos (Palmeiras) e Jefferson (Botafogo)

Melhor lateral-direito: Jonathan (Cruzeiro)
É o mais completo e o mais regular. Sabe apoiar o ataque, mas também cumpre bem suas funções defensivas. Além disso, contou com o 1º turno ruim de seus principais concorrentes.

Outros destaques: Vitor (Goiás), Léo Moura (Flamengo) e Apodi (Vitória)

Melhores zagueiros: Miranda (São Paulo) e Danilo (Palmeiras)
O zagueiro tricolor dispensa comentários. Mesmo longe da sua melhor fase, sobra entre os beques no Brasil. Já o defensor alviverde conseguiu se destacar mesmo em um sistema defensivo que se desintegrou ao longo do campeonato, sempre com liderança e técnica.

Outros destaques: André Dias (São Paulo), Álvaro (Flamengo) e Réver (Grêmio)

Melhor lateral-esquerdo: Júlio César (Goiás)
É uma pena que ele tenha piorado no 2º turno, juntamente com seu time. Mesmo assim, é preciso lembrar de suas ótimas atuações, com forte presença ofensiva, em boa parte do Brasileirão.

Outros destaques: Diego Renan (Cruzeiro), Márcio Careca (Barueri) e Thiago Feltri (Atlético-MG)

Melhor 1º volante: Pierre (Palmeiras)
Era um dos pilares do Palmeiras favorito ao título do Brasileirão. Quando se machucou, ficou difícil achar um substituto para ele, já que é difícil achar alguém com características tão boas quanto as suas para defender e desarmar.

Outros destaques: Sandro (Inter), Valencia (Atlético-PR) e Maldonado (Flamengo)

Melhor 2º volante: Hernanes (São Paulo)
Demorou para achar seu futebol durante todo o ano, mas, quando conseguiu, foi o suficiente para liderar o tricolor paulista rumo à disputa de título e à conquista de uma vaga na Copa Libertadores.

Outros destaques: Willians (Flamengo), Corrêa (Atlético-MG), Léo Gago (Avaí)

Melhores meias: Diego Souza (Palmeiras) e Petkovic (Flamengo)
Nenhum dos dois teve uma regularidade interessante durante toda a competição, mas isso não tira os méritos de cada um. O importante é que ambos tiveram marcantes atuações individuais e às vezes até carregaram sozinhos seus times ao topo da tabela.

Outros destaques: Conca (Fluminense), Giuliano (Inter), Cleiton Xavier (Palmeiras) e Marquinhos (Avaí)

Melhores atacantes: Diego Tardelli (Atlético-MG) e Adriano (Flamengo)
Finalmente tivemos artilheiros que, além de balançar as redes, também participaram bem dos jogos. A dupla técnica e goleadora é presença obrigatória em qualquer lista razoável de melhores do Brasileirão 2009.

Outros destaques: Fred (Fluminense), Fernandinho (Barueri) e Marcelinho Paraíba (Coritiba)

Melhor técnico: Silas (Avaí)
Nenhum outro técnico teria conseguido o que ele fez. Agora é ver se ele vai aguentar a pressão quando assumir um time grande e tiver mais pressão.

Outros destaques: Andrade (Flamengo), Celso Roth (Atlético-MG) e Adilson Batista (Cruzeiro)

Read Full Post »

BOLETIM BR

O ORGULHO DA TORCIDA

Flamengo – É O CAMPEÃO BRASILEIRO DE 2009. Parabéns!

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Palmeiras – Perdeu para o Botafogo e ficou fora da zona de classificação para a Copa Libertadores. Para quem esteve tão perto do título, é um grande vexame.

O pior é que não é a primeira e nem a segunda vez que o time fracassa na última rodada do Brasileirão.

TROFÉU HERÓI

Washington – Fez três gols e colocou o São Paulo na Libertadores, contando com uma boa parceria com Dagoberto.

Agora o tricolor paulista é o único time brasileiro com 15 participações na competição sul-americana, um recorde.

TROFÉU VILÃO

Diego Tardelli – Desperdiçou pênalti, não inciou a reação do Atlético-MG contra o Corinthians e perdeu a chance de ser artilheiro isolado do Brasileirão.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Flamengo 2 x 1 Grêmio – O jogo do título foi animado, nervoso e emocionante. O tricolor claramente não entregou o jogo, deu trabalho, mas a reação rubro-negra aconteceu e a partida entrou para a história.

DETALHE TÁTICO

Inter sem Guiñazu – Precisando da vitória, o time jogou só com um volante de origem (Sandro) e conseguiu a goleada por 4 a 1 no Beira-Rio.

O FUTEBOL É INJUSTO

Náutico 0 x 1 Avaí – O Timbu fez um jogo digno de vitória, mas o Leão da Ressacada se fechou e terminou bem a sua campanha surpreendente.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Fluminense – Não só pelo empate contra o Coritiba fora de casa, mas por ter consolidado sua reação e escapado do rebaixamento. Eu não esperava.

ALGUÉM ME EXPLICA?

Confusão em Curitiba – Como o Couto Pereira pôde sediar um jogo tão nervoso sem um nível de segurança adequada?

A invasão que aconteceu no estádio foi ridícula e deve prejudicar demais o Coxa.

ALARME

Adriano fica? – O Imperador admitiu, após o jogo do título, que recebeu propostas de clubes europeus e pode sair do Flamengo em 2010.

Para a carreira dele, o ideal seria ficar pelo menos até a Copa do Mundo. O Fla precisa muito que ele pense assim.

VALEU O INGRESSO

Wellington Paulista – Abriu o placar contra o Santos com um forte, bonito e certeiro chute no ângulo.

Read Full Post »

Intitulado de “A Seleção ganha, o Brasileirão perde”, um texto meu neste blog tentou adivinhar qual jogador da Seleção Brasileira faria mais falta ao seu time durante as 28ª e 29ª rodadas do Brasileirão.

Agora é a hora de calcular o tamanho real do prejuízo:

Palmeiras sem Diego Souza
Foi palpitado que seria a principal ausência. Dito e feito: o time tropeçou duas vezes e perdeu a chance de abrir até 10 pontos de vantagem na liderança. Outros desfalques, como a suspensão de Vágner Love, pioraram a situação.

São Paulo sem Miranda
O time teve que improvisar Zé Luís e Richarlyson na posição. Resultado: dois tropeços, contra Coritiba e Flamengo. Eu previ que seria um período “relativamente tranquilo”, mas claramente foi o contrário.

Atlético-MG sem Diego Tardelli
Usou Rentería em seu lugar, mas o colombiano não correspondeu e foi até substituído nos dois jogos. As derrotas para Botafogo e Cruzeiro vieram também como consequência desse problema no ataque.

Inter sem Sandro
Glaydson virou titular no time de Mário Sérgio, que ainda conseguiu uma vitória contra o Náutico, mas vacilou contra o Atlético-PR, em casa. Como eu tinha escrito, “o time não devia ter vendido Magrão”.

Flamengo sem Adriano
Foi o único time a ficar sem derrota, tendo empatado com o Vitória e vencido o São Paulo. Mas que os rubro-negros não se iludam: Dênis Marques não inspira confiança e é preciso que Zé Roberto dê certo ao lado do Imperador.

Grêmio sem Victor
O máximo que o time conseguiu foi um empate fora de casa, contra o Atlético-PR. Mas foi na derrota para o Corinthians que o reserva da Seleção Brasileira fez mais falta. Marcelo Grohe, o reserva, tem futuro, mas não está pronto.

No final, a pergunta do título deste post fica sem resposta. Praticamente todos fizeram falta da mesma forma e deixaram muitas saudades.

O Brasileirão só não perdeu tanto porque ganhou em emoção, com a tabela cada vez mais apertada, mesmo tão perto do fim.

Read Full Post »

Os números são modestos, mas a briga é boa. Adriano, Diego Tardelli e Jonas estão na luta pela artilharia do Brasileirão 2009 e prometem muita disputa até o fim. Basta reparar que cada um deles marcou pelo menos um gol na última rodada.

E o mais curioso nem é isso. O divertido é reparar como esse duelo simboliza a recuperação de 3 atacantes de qualidade do futebol brasileiro.

Há um ano atrás, eles eram apenas jogadores que já tinham mostrado alguma (ou muita) qualidade, mas não conseguiam uma recuperação na carreira. Em 2009 foi diferente e eles se redimiram. Dois chegaram a vestir a camisa da Seleção Brasileira.

E é esse detalhe que põe mais fogo na briga: Jonas pode se aproveitar da ida de Adriano e Tardelli para o time de Dunga nas próximas rodadas. Será que ele consegue?

Read Full Post »

BOLETIM BR

O ORGULHO DA TORCIDA

Palmeiras – Chegou a dar a impressão de que enfim vacilaria, mas venceu um clássico importante e segue firme na liderança.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Náutico – Em casa, de virada, tendo até 2 jogadores a mais. Assim foi a derrota vergonhosa do Timbu para o São Paulo.

TROFÉU HERÓI

Adriano – O Imperador foi soberano no clássico contra o Flu, mas contou ainda com uma grande ajuda de Zé Roberto

TROFÉU VILÃO

João Paulo – Foi expulso ainda no 1º tempo do jogo contra o Botafogo e prejudicou demais o Goiás.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Grêmio 3 x 3 Sport – Os vacilos do tricolor gaúcho, que esteve quase sempre à frente no placar, aumentaram a emoção da partida.

DETALHE TÁTICO

Botafogo e Atlético-PR no 4-4-2 – Eles jogaram fora de casa, mas mudaram e surpreenderam.

Ambos conseguiram vitórias importantes e podem ter encontrado novas soluções para o futuro.

O FUTEBOL É INJUSTO

Santo André x Vitória – Não dá nem pra saber direito quem foi mais injustiçado de tão bizarro que foram os erros do juiz.

As expulsões do jogo foram totalmente inexplicáveis e a arbitragem comprometeu a partida mais uma vez.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Sport – Não dava pra imaginar que o time pernambucano complicaria a vida do Grêmio no Olímpico, coisa que a maioria dos outros times não conseguiu até agora.

ALGUÉM ME EXPLICA?

Corinthians sem lateral-esquerdo –  A diretoria não percebeu que é impossível sobreviver com tanta improvisação?

Contra o Atlético-PR, os 3 gols saíram nesse setor, que claramente é um ponto fraco do time de Mano Menezes.

ALARME

Jogadores na Seleção Brasileira – Adriano, Diego Souza e Diego Tardelli se destacaram na rodada, mas agora vão desfalcar suas equipes por 2 rodadas.

Além deles, Miranda e Sandro também vão servir Dunga. Será que esses 5 times resistirão sem eles? Cuidado!

VALEU O INGRESSO

André Lima – Talvez nem tenha sido o gol mais bonito, mas foi uma bela jogada e ganha por vir de uma pessoa tão… inusitada, pra dizer o mínimo.

Read Full Post »

TABELINHA

A Seleção Brasileira vai ter o seu principal desafio em breve, ao enfrentar jogos duros contra Chile e Argentina pelas Eliminatórias. Dunga chamou de volta dois nomes que costumava convocar em suas primeiras listas: Adriano e Lucas.

Nenhum dos dois merece, de forma unânime, essa chance. Entretanto, os 2 já mostraram que possuem talento para estar até no grupo da Copa do Mundo. Mas é preciso que eles entendam: precisam fazer algo, não só na Seleção, para realmente viajarem à África do sul.

Adriano tem feito algumas boas atuações e é o artiheiro do Brasileirão por enquanto. Mas ainda não está em forma e não pode se acomodar, também na parte psicológica, que é seu principal problema.

Lucas ganhou espaço no Liverpool com a saída de Xabi Alonso. Foi titular nos 2 jogos oficiais do time na temporada até agora, mas ainda é visto com desconfiança. Se conseguir se firmar, ganha confiança. Talento ele já tem o suficiente para vestir a amarelinha.

Tem gente no calcanhar do dois. Tardelli, Pato, Kléberson ou Anderson também não são unanimidades, mas podem ganhar a vaga. Entretanto, nenhum deles terá uma última chance tão boa quanto as de Adriano e Lucas.

Read Full Post »

Respeito demais a premiação Bola de Prata, organizada pela revista Placar. É um eficiente método para escolher os melhores e mais regulares jogadores dos Campeonatos Brasileiros.

Entretanto, mesmo com toda essa admiração, vou me permitir discordar levemente da Bola de Prata. Veja abaixo a seleção deles até o final do 1º turno e também o meu time:

GOLEIRO
Bola de Prata:
Fábio
Opiniões em Campo: Marcos
O goleiro do Cruzeiro foi sensacional na Copa Libertadores, mas menos espetacular no Brasileirão. Já o palmeirense tem transformado uma zaga instável em uma das melhores do Brasileirão. Graças à sua liderança e aos seus “milagres”, é claro.

LATERAL DIREITO
Bola de Prata: Apodi
Opiniões em Campo: Apodi
O jogador era quase um ponta no esquema de Carpegiani e realmente conseguiu se destacar. Com Vágner Mancini, deve ter que jogar com menos liberdade e pode cair de produção. Veremos…

ZAGUEIROS
Bola de Prata: André Dias e Réver
Opiniões em Campo: André Dias e Réver
Como líbero, o zagueiro do São Paulo tem se destacado mais uma vez. E o defensor do Grêmio conseguiu jogar bem até como volante nas últimas rodadas.

LATERAL ESQUERDO
Bola de Prata:
Júlio César
Opiniões em Campo: Júlio César
Aqui a falta de concorrentes é absurda. O jogador do Goiás se aproveitou disso, foi o destaque do time em várias partidas com assistências e gols, e é quase unanimidade em qualquer seleção do campeonato até aqui.

VOLANTES
Bola de Prata: Guiñazu e Pierre
Opiniões em Campo: Pierre e Willians
O palmeirense é indiscutível, um monstro nos desarmes. Já o volante do Inter foi mais irregular, assim como seu time. Enquanto isso, o jovem flamenguista Willians manteve um bom nível na maioria dos jogos.

MEIAS
Bola de Prata: Cleiton Xavier e Marcelinho Paraíba
Opiniões em Campo: Cleiton Xavier e Leandro Domingues
O meia do Vitória comandou um time fraco em ótimos momentos. Caiu de produção nas rodadas mais recentes, é verdade, mas tem talento para se recuperar. Já o meia palmeirense é indiscutivelmente muito importante para o líder do Brasileirão até aqui.

ATACANTES
Bola de Prata: Fernandinho e Dagoberto
Opiniões em Campo: Fernandinho e Diego Tardelli
O jogador do Barueri é incontestável. Ao lado dele, prefiro escalar quem se destacou por um tempo maior, mas não duvido que o atacante do São Paulo ganhe a posição com o tempo.

No final do Brasileirão 2009 veremos as mudanças nos dois times, que, desconfio, não serão poucas.

Read Full Post »

NO SEU TIME

Não é a primeira vez que os leitores do Opiniões em Campo discordam de Dunga. Na enquete mais recente, sobre o melhor goleiro no Brasil HOJE, aconteceu de novo.

Com 57% dos votos, Fábio venceu a disputa e superou até Victor, do Grêmio, que foi convocado recentemente para a Seleção Brasileira. Enquanto isso, o goleiro do Cruzeiro segue esquecido.

Concordo plenamente. Passou da hora de Fábio receber uma chance.

Nova enquete
Outra contestação sobre as convocações de Dunga: Diego Tardelli foi recentemente chamado para um amistoso da Seleção e pipocaram críticas contra o técnico.

Um dos melhores comentários sobre isso vi no blog do Carlos Pizzatto. Ele escreveu que Dunga errou de Diego, pois deveria ter chamado o meia Diego Souza, do Palmeiras. Mas então um leitor alertou que, se fizesse isso, seria um erro de Souza, lembrando do meia do Grêmio.

Então fica a pergunta: quem estava certo? Ou seja, no seu time, quem você escolheria primeiro HOJE: Diego Souza, do Palmeiras, ou Souza, do Grêmio? Vote na enquete ao lado>>>

Read Full Post »

TABELINHA

O Atlético-MG surpreendeu nesta segunda-feira ao anunciar a demissão de Leão e a chegada de Celso Roth como substituto. Foi um bom negócio para o Galo, mas pode não fazer tanta diferença.

Leão é um técnico ultrapassado. Não faz nada de bom desde 2002, no Santos. Sua contratação já foi um equívoco. Só o fato de colocar Diego Tardelli nos eixos não poderia segurá-lo no cargo. Outra pessoa pode fazer isto também.

Celso Roth tem uma carreira até inferior, mas vive um melhor momento. Fez sim um bom trabalho no Grêmio ano passado e mostrou que sabe lidar com elencos limitados.

Aliás, este é o grande problema do Atlético-MG: os jogadores são fracos e não é uma mudança de técnico que irá resolver tudo. Que o presidente Alexandre Kalil enxergue isto também.

Read Full Post »

SALA DE IMPRENSA

Os números de Diego Tardelli no Atlético-MG neste ano são espetaculares. Rodolfo Rodrigues, autor de um novo blog no iG Esporte, fez um levantamento espetacular que comprova este grande momento do atacante.

“Quem mais se aproxima do ex-são-paulino é Keirrison, do Palmeiras, com 19 gols em 22 jogos. A vantagem do atacante atleticano está na média (1,19 gols por jogo contra 0,86 do palmeirense).”, explica Rodolfo e completa:

“Ainda na média, Diego Tardelli supera o rival Kleber, do Cruzeiro, que fez 13 gols em 12 jogos (0,86 por partida).”

O post é ótimo, cheio de informações, ok. Mas sempre é importante ir além dos números. O que está por trás deste sucesso repentino de Tardelli?

Muitos dizem que é apenas pelo comando do técnico Emerson Leão. Ok, faz todo sentido. Entretanto, há algo a mais: o posicionamento do atacante.

Como tem razoável habilidade e já abusou de firulinhas sem graça no São Paulo, Tardelli sempre foi visto como um 2º atacante. No Flamengo, também jogou assim, principalmente ao lado do centroavante Obina.

Saindo da área, Tardelli ficava perdido e fazia menos gols. Como centroavante, mostra seu poder de finalização e ainda é um pouco diferenciado, uma vez que tem aquela já citada “razoável habilidade”.

Entretanto, é necessário lembrar: toda esta tese só poderá ser comprovada de verdade no Brasileirão 2009. Afinal, a desconfiança ainda paira sobre Diego Tardelli

Read Full Post »