Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Dorival Jr.’

Basta olhar a tabela do Brasileirão para perceber que, entre os supostos doze times grandes do país, Atlético-MG e Grêmio são os que correm maior risco de rebaixamento. E logo eles resolveram trocar de técnico recentemente. Cuca foi para o Atlético-MG e Celso Roth para o Grêmio. Será que eles vão resolver tudo?

Celso Roth
O Grêmio não vai longe, mas calma, Roth! A culpa não é sua…

A resposta com certeza é não. Não vão resolver porque esses times têm pouco potencial para ir mais longe. Um ânimo momentâneo pode até fazer com que eles subam na tabela, mas não aposto que vão sequer brigar por uma vaga na Libertadores de 2012.

E a culpa não é de Cuca ou Celso Roth. Assim como não era de Dorival ou Julinho. O problema é que os elencos são apenas razoáveis mesmo…

O caso do Atlético-MG é o pior, pois o clube investiu pesado, mas não trouxe peças fundamentais. Falta, por exemplo, um meia que realmente tome conta da posição e abasteça o ataque forte, com Guilherme e André futuramente.

Além disso, o sistema defensivo do Galo ainda precisa se acertar. Dorival errou ao apostar nos três zagueiros, já que faltam alas de qualidade. Patric, o lateral-direito, não é ruim, mas tem decepcionado. Na esquerda o problema é ainda mais grave. E ainda faltam volantes que realmente convençam e um goleiro mais seguro.

Já no Grêmio o desafio de Celso Roth vai ser encontrar um padrão para um time que anda perdido e sem confiança. Até o melhor jogador do time, o goleiro Victor, tem falhado com frequência por conta disso. Imagine então como ficam os fracos Vilson, Lúcio, André Lima e companhia.

Há um certo potencial no Grêmio, principalmente por causa de alguns jovens talentosos, como Mário Fernandes e Leandro. Mas Roth terá que fazer jogadores que estão em clara decadência, como Gilberto Silva, Douglas e Brandão, renderem o que não rendem há muito tempo.

Não aposto que Atlético-MG e Grêmio vão cair. Existem times mais fracos e até já escrevi aqui sobre eles. Mas é preciso que a torcida e a diretoria desses dois times entenda que se livrar do rebaixamento já está de bom tamanho. Não há força para ir muito mais longe no Brasileirão 2011.

Leia também

Read Full Post »

 
 “Acho que errei porque não comuniquei à diretoria a decisão de manter o afastamento do Neymar”. Para mim foi essa frase de Dorival Júnior que encerrou quaisquer discordâncias sobre a briga entre ele, a diretoria do Santos e Neymar. Conclusão: foi uma confusão absurda na qual todos erraram feio.

O problema é que alguns comentaristas esportistas e boa parte da opinião pública culparam apenas os dirigentes do Peixe o próprio Neymar por todo esse problema. É evidente que não foi isso. A frase do 1º parágrafo comprova que Dorival também se enganou

José Ilan, por exemplo, defendeu demais o técnico, classificando como “esdrúxula” e “fantasiosa” a versão do clube, que apontava o erro óbvio de Dorival. Já Carlos Cereto escreveu que “nada justifica a demissão do treinador campeão paulista e da Copa do Brasil”. Pois eu entendo que é justificável sim. O presidente Luiz Álvaro Ribeirou sentiu-se traído e, sem confiança, não há parceria que funcione. Normal.

É claro que “o Santos também poderia ter sido mais maleável”, como sugeriu Lédio Carmona. Mas não foi e ainda vai pagar caro por isso. Porém, isso não pode apagar alguns fatos , já que “Dorival Jr. falhou no controle de um grupo de talentos e egos”, como destacou Maurício Noriega.

E mais: PVC escreveu que, se Dorival for para o São Paulo, será um bom desfecho para o técnico. Não concordo. Isso só vai levantar ainda mais as suspeitas de que todos esses erros explicados acima foram uma forçada de barra para sair do Santos. Talvez porque tudo já estivesse acertado com o time do Morumbi.

Afinal, como Vitor Sérgio indicou, “é esquisito Dorival Júnior não brigar pelos R$ 2 milhões da multa recisória”. Enfim, seria uma sujeira feia, mas típica do futebol. Mas agora, de acordo com o mesmo PVC, parece que o São Paulo já descartou a contratação de Dorival. Menos mal!

Ao final, o que mais importa é: como Neymar vai reagir a essa situação? Quais serão as consequências dessa confusão? É claro que, assim como nos dribles, o jovem atacante pode nos surpreender. Porém, todos comentaritas, inclusive eu, concordam que a perspectiva é das piores. Tudo indica que Neymar é quem mais perderá com seu erro e com todos esses erros ao seu redor

 

Read Full Post »

Como não poderia deixar de ser, a polêmica sobre aconfusão com Neymar virou tema de muitos blogs por aí. É evidente que a maioria criticou, mas também teve quem minimizou a questão, como Alberto Helena Jr. e Rodrigo Borges. Como discordo desta postura, preferi destacar textos de quem trouxe diferenciais sobre o assunto e enxergou a gravidade do problema.

  • Mais acostumado a analisar questões táticas do futebol, André Rocha usou da criatividade para apontar a solução para Neymar daqui pra frente. Clique aqui e leia mais.
  • Lédio Carmona implorou para que Neymar seja salvo, já que o atacante do Santos “foi engolido pelo monstro do deslumbramento”. Clique aqui e leia mais.
  • Leonardo Bertozzi fez um bom texto sobre o assunto e foi muito bem ao explicar que “o fato de (Neymar) ser jovem não pode ser justificativa para tudo”. Clique aqui e leia mais.
  • Paulo Calçade pediu dura punição para Neymar, que, como está escrito no texto, precisa realmente entender que ele não é maior do que o Santos. Clique aqui e leia mais.
  • Vitor Birner trouxe novas e interessantes informações sobre a confusão desta semana e opinou bem sobre o assunto. Clique aqui e leia mais.


Read Full Post »

O ORGULHO DA TORCIDA

Grêmio – O bom volante Willian Magrão, vestindo estranhamente a camisa 9, fez os dois gols do Tricolor Gaúcho na vitória contra o Goiás, resultado que tirou o time da zona de rebaixamento.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Grêmio-SP – O Vasco tem evoluído demais, é verdade, mas o time prudentino não pode parar de crescer assim e perder um jogo desses em casa.

TROFÉU HERÓI

Diego Tardelli – Em um jogo no qual o Atlético-MG ainda tomou algum sufoco do Guarani, o atacante do Galo fez dois gols e decidiu a partida.

TROFÉU VILÃO

Chicão – Foi vaiado pelos torcedores do Avaí por causa da sua passagem pelo Figueirense e parece que isso o afetou.

Jogou mal demais na Ressacada e até fez um gol contra.

DESTAQUE PARA O JOVEM

Bruno César – Apesar da derrota do Corinthians para o Avaí, ele assumiu a artilharia do Brasileirão 2010 e tem impressionado demais.

Mas a rodada foi repleta de jovens promissores que brilharam: Neuton (Grêmio), Casemiro (São Paulo), Henrique (Vitória, ex-São Paulo), Tinga e Fabrício (ambos do Palmeiras).

VALEU O INGRESSO

Zé Eduardo – Acertou um belo petardo cruzado, com a perna esquerda, apesar da derrota do Santos contra o Vitória.

Além dele, João Vitor (Grêmio-SP) fez outro gol bonito e a curiosidade ficou por conta de Ewerthon e Diego Tardelli, que fizeram gols extremamente bonitos, mas ilegais por pouco.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

São Paulo 2 x 2 Cruzeiro – Foi eletrizante do começo ao fim, teve boas atuações individuais e mostrou que os dois times ainda devem subir na tabela do Brasileirão 2010.

TÉDIO EM 90 MINUTOS

Palmeiras 2 x 0 Atlético-PR – Poucas oportunidades de gol foram criadas e a grande quantidade de erros de passe impressionou.

DETALHE TÁTICO

Grêmio no 3-6-1 – Renato Gaúcho nem bem chegou e já começou a implantar o esquema tática que gosta.

É praticamente o mesmo sistema que deu certo no Fluminense de 2008. Não gosto dessa tática e nem acho que ela é a ideal para time gaúcho, mas pode render novamente.

DETALHE DO TÉCNICO

Felipão – Tirou Luan e colocou Ewerthon, que deveria ter sido titular, e decretou a primeira vitória do técnico desde que ele voltou ao Palmeiras.

O FUTEBOL É INJUSTO

Ceará prejudicado – Mais uma vez o time nordestino foi injustiçado pela arbitragem. O pênalti em Willians, que decidiu o jogo contra o Flamengo, não existiu, mas o juiz Wagner Reway apitou.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Botafogo – Tenho que parar de me surpreender com os micos dos Atlético-GO, mas nesse jogo eu ainda imaginava que o Dragão conseguiria vencer em casa.

Mais surpreendente ainda é ver o time do Joel Santana no G4 do Brasileirão. Não deve ficar por muito tempo ali, mas tem superado as expectativas realmente.

PAPO RETO

Dorival Jr.,

A culpa não é sua, mas eu avisei aqui.

Logo depois do título da Copa do Brasil, ficou evidente que o Santos deveria se preocupar com seu futuro. Pelo jeito esse futuro chegou rápido e a derrota para o Vitória por 4 a 2 já foi um sinal disso.

ACRÉSCIMOS

Times goianos – Goiás e Atlético-GO ocupam as duas últimas posições na tabela do Brasileirão. E ainda tem o Vila Nova-GO fazendo uma campanha vergonhosa na Série B. É crise no estado!

Read Full Post »

Nada como um jogaço como Santos 3 x 4 Palmeiras para render boas discussões táticas e levantar até outras questões que vão além disso.

Entre os comentaristas esportivos, teve muita gente que preferiu não analisar esquemas e justificou a derrota do Peixe por questões psicológicas (PVC), más atuações individuais (Benjamin Back) e até porque o sucesso teria subido na cabeça dos jogadores (Gustavo Hofman).

Mas também teve quem optou por uma visão mais tática do jogo. O esquema ofensivo do Santos, no 4-3-3 com dois meias ofensivos, gera discussões sobre como Dorival Jr. deve escalar o time daqui pra frente.

De um lado, não faltou quem criticasse a ousadia tática do técnico santista. “Acho que o Santos carece de consistência no meio-campo e de uma zaga melhor”, argumentou Cassiano Gobbet.

“Ter apenas um jogador para marcar no meio é pouco. Talvez um outro volante ou até um terceiro zagueiro, dependendo da situação, possam ajudar”, pediu Lédio Carmona. A “segurança defensiva” também foi citada por Paulo Calçade.

Outros veem a situação de forma diferente e aceditam que, apesar da derrota, o time pode jogar assim futuramente. André Rocha, por exemplo, escreveu que “o 4-3-3 ultraofensivo é mais que viável, porém o time santista precisa saber manter a bola no ataque afastando o oponente de sua própria área”.

Vitor Sérgio completou: “Fica claro que o Santos pode vencer e conquistar títulos priorizando o ataque. Mas para isso precisa jogar “pro gol” os 90 minutos”.

Eu prefiro ficar com a primeira turma citada, pois acredito que um volante a mais deveria ser encaixado nesse time, no lugar de Marquinhos, sem problema algum. Mas o importante mesmo é valorizar a grande partida que o Santos fez contra o Palmeiras. Como Lédio escreveu, trata-se de um jogo que “merecia virar DVD”.

Read Full Post »

O acordo entre Andrade e Flamengo durante a semana acabou com a dança das cadeiras entre os técnicos dos principais clubes brasileiros. Agora chegou a hora de avaliar quem fez a escolha certa e como será o início de temporada para os times que resolvar mudar de comando na virada de ano.

Atlético-MG com Vanderlei Luxemburgo
Luxa já deixou de ser garantia de sucesso há muito tempo, então precisa ser visto com desconfiança. O time tem uma base consistente e que deve ser mantida. Além disso, alguns reforços já foram anunciados e podem completar bem o elenco. Ou seja, não fosse a desconfiança em cima do trabalho de seu novo técnico, o Galo teria tudo pra fazer de 2010 um ano ainda melhor que o de 2009, que não foi ruim.

Avaí com Péricles Chamusca
A campanha surpreendente de 2009 tem que ser esquecida, pois o time será desmanchado e uma reformulação completa precisa ser feita. Agora o importante é que o técnico participe dessa reconstrução, para que ela seja organizada e eficiente. Chamusca deve fazer isso, mas sua passagem recente pelo Sport desanima os torcedores catarinenses.

Barueri com Vinícius Eutrópio
O treinador tem pouca experiência e foi muito mal quando assumiu o Fluminense em meio a uma grande crise em 2009. Agora terá que começar do zero, pois o time foi desfeito e os principais talentos saíram do clube, desde Renê a Fernandinho.

Grêmio com Silas
Talvez fosse cedo demais para apostar em um técnico tão novo, mas ele fez por merecer sua chance e agora tem um grande desafio pela frente: curar a ressaca do tricolor gaúcho, que teve um ano para ser esquecido. Para isso, pelo que tem sido especulado, ele vai precisar recuperar alguns jogadores que têm qualidades, mas precisam reencontrar o melhor futebol, como Borges e Hugo, ambos ex-São Paulo. A pressão vai ser enorme e veremos se o Silas vai resistir.

Inter com Jorge Fossati
O acerto com o uruguaio foi uma ótima contratação do Colorado. O foco do time está voltado para a Copa Libertadores e dificilmente o técnico terá problemas de adaptação ao Brasil, o que leva a crer em uma grande campanha. O elenco já é qualificado, mas precisa de algumas reposições para realmente assumir a condição de time brasileiro favorito na competição sul-americana, que está bem próxima do Inter.

Santos com Dorival Jr.
O técnico tem feito bons trabalhos, mas ainda precisa se firmar de verdade e a chance no Peixe é importante nesse sentido. Ele costuma usar o 4-3-1-2 e seria interessante que chegassem os jogadores ideiais para esse esquema ser posto em prática. Dorival conta com a boa vontade da nova diretoria, que chega para mostrar serviço e acabar com o fantasma de Marcelo Teixeira no clube.

Vasco com Vágner Mancini
É outro técnico que costuma usar um mesmo esquema tático, o 4-2-3-1. A diferença é que no Vasco já existem alguns jogadores que podem funcionar bem dessa forma. A diretoria não se contentou com o time da Série B e tem contratado bastante desde já. Nem todos jogadores recém-chegados possuem grandes qualidades, mas Mancini terá bastante opções para finalmente emplacar um trabalho mais longo e duradouro na carreira.

Vitória com Ricardo Silva
O time já está apostando em um técnico de pouca experiência, que era coordenador até outro dia. Então não pode simplesmente arriscar na hora de fazer contratações, com jogadores medianos. Se não souber aproveitar bem o mercado, o time baiano não conseguirá repetir as últimas temporadas e correrá sério risco de rebaixamento.

Read Full Post »