Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Ewerthon’

Um filme de 2009 parece que vai se repetir em 2010. Afinal, no ano passado, vários times repatriaram jogadores que não deram certo. Isso gerou até uma lista aqui. Neste ano, a história tem sido a mesma: a janela de transferências do exterior foi aberta antecipadamente e os times se empolgaram com as contratações. Mas é sempre bom lembrar: repatriados também decepcionam.

É claro que contratar brasileiros que estavam espalhados pelo mundo pode dar certo. Mas em 2010 já tivemos mais casos de fracasso do que de sucesso. Relembre os piores até aqui:

1) Cléber Santana (São Paulo)
Veio da Espanha e mostrou porque não conseguiu se firmar no Atlético de Madrid. Recebeu chances e não aproveitou nenhuma no time de Ricardo Gomes.

2) Rodrigo Alvim (Flamengo)
Esse sequer conseguiu espaço para jogar. Ficou na reserva do Juan, mesmo com o titular longe da sua melhor fase.

3) Ramon (Flamengo)
Chegou do CSKA e também jogou poucas vezes. Conseguiu perder a disputa por vaga até para Vinícius Pacheco quando Petkovic estava afastado ou sem condições de jogo.

4) Marcel (Santos)

O Benfica contratou ele em 2006 e desde então praticamente só o emprestou. Não é à toa. Trata-se de um atacante limitado demais que não conseguiu se firmar em lugar nenhum. Essa história tem se repetido no Peixe e não deve mudar com a saída de André, já que Keirrison chegou e deve ser o centroavante titular.

5) Cicinho (São Paulo)
Fez poucas partidas que lembraram o Cicinho da primeira passagem pelo Tricolor Paulista. Agora já voltou pra Roma e na verdade só deixou saudades porque a diretoria ainda não conseguiu contratar outro jogador para a posição.

6) Sávio (Avaí)
Foi uma aposta de risco do Leão da Ressacada e já chegou a hora de assumir que não deu certo. Sávio chegou do Chipre (Anorthosis Famagusta) e até conseguiu mostrar que não desaprendeu a jogar futebol. Porém, com 36 anos, não tem mais condições físicas para exibir seu talento.

7) Edinho (Palmeiras)
Versátil, até consegue ser titular às vezes e é útil por jogar como volante ou zagueiro, mas o fato é que cada toque na bola dele assusta a própria torcida.

8) Thiago Martinelli (Vasco)
O zagueiro tinha mostrado qualidades no Cruzeiro, foi para o futebol japonês e parece que não voltou na forma ideal. Não conseguiu ganhar a briga pela vaga de titular com zagueiros medianos e ficou esquecido no time carioca.

9) Alan Bahia (Atlético-PR)
O volante tem sido constantemente emprestado pelo Furacão e não é à toa: atualmente ele está longe de ser aquele jogador de forte marcação e boa técnica do passado. Veio do Vissel Kobe, do Japão, no começo de 2010. Foi discreto no 1º semestre e agora já saiu para o Al-Khor, do Catar.

10)  Ewerthon (Palmeiras)
O atacante é outro que até consegue ser titular do Alviverde Paulista, mas isso quer dizer pouco. Afinal, ele tem tido momentos esporádicos de bom futebol e até se envolveu em polêmica que culminou na demissão do técnico Antônio Carlos Zago, tendo que pedir desculpas posteriormente.

11) Rafael Carioca (Vasco)
O jovem volante demorou para se firmar no time cruzmaltino. Com a saída de Souza para o Porto e a chegada de PC Gusmão, agora ele deve receber mais oportunidades, mas ainda precisa mostrar um futebol melhor para não ser tão discreto quanto foi no 1º semestre.

Por ourto lado, também é importante lembrar de Robinho, Alex Silva e Roberto Carlos, por exemplo, que vieram do futebol europeu e deram certo no Brasil. São casos de sucesso que podem servir de espelho para Rafael Sóbis, Daniel Carvalho, Émerson, Maicosuel, Keirrison, Éder Luis e vários outros brasileiros que foram repatriados para o 2º semestre de 2010.

Veja também:

Read Full Post »

O ORGULHO DA TORCIDA

Flamengo – Venceu o clássico contra o Botafogo por 1 a 0 e superou, pelo menos em um primeiro momento, a turbulência vivida na Gávea.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

São Paulo – Em pleno Morumbi, foi derrotado pelo Avaí por 2 a 1 e mostrou pouca evolução após um mês de treinos.

TROFÉU HERÓI

Diego Tardelli – Fez dois gols na vitória apertada do Galo contra o Atlético-GO.

TROFÉU VILÃO

Egídio – O lateral-esquerdo do Vitória fez o gol contra que decretou o empate entre o seu time o Grêmio, por 1 a 1, no jogo que poderia ser uma das principais surpresas da rodada.

DESTAQUE PARA O JOVEM

Tinga – Aos 19 anos, o meia estreou pelo Palmeiras poucos dias depois de ser apresentado e, com sorte, já marcou seu primeiro gol. Tem tudo para evoluir com confiança e ganhar espaço no time.

Além dele, o Vasco estreou 4 bons jovens jogadores (Carlinhos, Rômulo, Allan e Jonathan) e o Corinthians também testou o meia William Morais, que pareceu ter talento.

VALEU O INGRESSO

Ewerthon – Com um chute forte e colocado no ângulo, ele abriu o placar na importante vitória do Palmeiras contra o Santos.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Atlético-MG 3 x 2 Atlético-GO – O Galo começou bem o seu projeto para sair da zona do rebaixamento, mas passou por algum sufoco para atingir isso.

TÉDIO EM 90 MINUTOS

Goiás 0 x 0 Vasco – Os dois times mostraram que não podem ter muitas ambições no Brasileirão 2010, pois fizeram um jogo de pouca técnica e emoção.

DETALHE TÁTICO

Cruzeiro com dois meias – Cuca escalou Gilberto e Roger juntos e o time conseguiu vencer o Atlético-PR fora de casa. Pode não ser a melhor tática para a Raposa, mas o técnico ganhou uma opção interessante.

DETALHE DO TÉCNICO

Rogério Lourenço – O técnico do Flamengo colocou o atacante Paulo Sérgio em campo e o jovem atacante decidiu o clássico contra o Botafogo. Sorte? Acredito pouco nisso…

O FUTEBOL É INJUSTO

Fluminense merecia mais – Dominou totalmente o jogo contra o Grêmio-SP, mas demorou para definir a partida e sofreu o empate no final. Resultado este que custou a liderança do Brasileirão 2010 para o time carioca.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Vitória – Não é fácil enfrentar o Grêmio no Olímpico, mas por pouco o time baiano não saiu com 3 pontos no jogo contra o time gaúcho.

PAPO RETO

Guarani,

E os reforços?

Quase todos os times do Brasileirão 2010 contrataram durante a pausa para Copa do Mundo. Mas você, Bugre, que precisava bastante, pouco se mexeu.

Dessa forma, foi mais do que justa a vitória do Inter, em Campinas, em noite de boa atuação do volante Sandro.

ACRÉSCIMOS

Fábio Costa – Todos sabem que ele é irregular e falha demais. Mesmo assim, foi curioso ver mais um goleiro do Atlético-MG falhar e mostrar que o eterno problema do time com jogadores dessa posição deve continuar existindo.

E eu ainda fui cornetado por não colocá-lo entre as melhores contratações dos times brasileiros durante a Copa…

Read Full Post »

Com grande festa, Robinho foi apresentado, nesta segunda-feira, no Santos. Ele chega com algumas certezas: fracassou na Europa, mas seu retorno ao Brasil tem tudo para dar certo, fazendo com que ele vá à Copa do Mundo.

O problema é o grande número de críticas feitas sobre o atacante nos últimos dias. A sua atitude de forçar mais uma transferência preocupa, já que só alimenta a imagem ruim do jogador brasileiro no futebol europeu.

Como bem escreveu Mauro Betting, Robinho “poderia ter feito menos força para deixar o Santos. Poderia ter forçado menos a saída do Real Madrid. Poderia ter conduzido melhor a situação no Manchester City”. É toda uma carreira realmente mal conduzida.

Mas é claro que não dá pra generalizar. Não são poucos os exemplos de jogadores brasileiros que foram para a Europa e, mesmo enfrentando as dificultades de adaptação, estão por lá há um longo tempo. Dentre os 4 grandes centros europeus, é possível fazer uma lista enorme. Veja o que estão no Velho Continente há mais tempo (**):

1º) Dedê (12 anos) *
O eterno lateral-esquerdo do Borussia Dortmund já faz parte da história do time alemão. Construiu uma carreira segura na Europa e uma identificação com o clube que confiou em seu futebol. Tanto que poucas vezes a sua volta ao Brasil chegou a ser especulada. Aprende, Robinho!

2º) Bordon (11 anos) *
Outro exemplo que vem do futebol germânico. O zagueiro ex-São Paulo era criticado no Brasil, mas foi para o Stuttgart e começou a dar certo. Com a transferência para o Schalke 04, time em que está até hoje, conquistou títulos e mostrou um profissionalismo ímpar.

3º) Sylvinho (11 anos) *
Robinho deveria ter ouvido os conselhos do lateral nos últimos meses, já que ambos estavam juntos no Manchester City. Antes de ir para o futebol inglês, Sylvinho passou por Barcelona, Celta e Arsenal. Muitas vezes ele amargou o banco de reservas, mas nunca se rebelou e sempre entrou bem quando os times precisavam dele.

4º) Amauri (10 anos) *
O centroavante da Juventus praticamante começou sua carreira já na Europa. Nem sempre se destacou, mas nunca voltou ao Brasil. Pelo contrário, pensa até em se naturalizar italiano. Enquanto isso não acontece, ele serve para pelo menos ser um exemplo para Robinho.

5º) Lúcio (10 anos) *
O atual capitão da Seleção Brasileira construiu sua carreira no Bayern de Munique. Jogou tão bem por lá que, quando saiu, mesmo criticado por Van Gaal, acertou uma transferência para um time ainda maior, a Inter de Milão.

6) Fábio Aurélio (10 anos) *
Foi revelado prematuramente no São Paulo e saiu do Brasil para deixar de ser uma jovem revelação e virar uma realidade: no Valencia, chegou a ser Campeão Espanhol. Agora está no Liverpool, em uma fase não tão boa, mas deveria estar nos planos da Seleção Brasileira mesmo assim.

7º) Ronaldinho Gaúcho (9 anos) *
Não é exatamente um exemplo de profissionalismo, mas tem resistido bem à tentação de voltar ao Brasil, apesar das suas más fases. Conseguiu títulos e prêmios individuais na Europa, mas corre permanente risco de sair dessa lista para entrar no “time” de Robinho em breve.

8º) Ewerthon (9 anos) *
O atacante ex-Corinthians não tem uma carreira das mais brilhantes fora do Brasil, mas superou até um rebaixamento na Espanha para seguir tentando fazer sucesso no Velho Continente. Tem qualidades e sua volta sempre é especulada, mas por enquanto nada foi confirmado

9º) Maxwell (9 anos) *
É outro que nem sempre foi titular, tendo passado por Ajax, Empoli, Inter de Milão e Barcelona. Mesmo assim, é respeitado na Europa, especialmente no futebol italiano.

10º) Belletti (8 anos) *
Nunca se destacou muito, tanto no Brasil quanto na Europa, mas é disciplinado, esforçado e tem algum talento. Tudo isso foi reconhecido nos clubes em que passou, Villareal, Barcelona e Chelsea. Seu retorno foi especulado no Flamengo recentemente, mas ele não forçou a barra e só deve voltar quando seu contrato acabar. Entendeu como faz, Robinho?

11º ) Juan (8 anos) *
Merecia até passar por times melhores da Europa, mas suas lesões sempre o atrapalharam. Mesmo assim, nunca precisou voltar ao Brasil para garantir seu lugar na Seleção Brasileira e participar de pelo menos uma Copa do Mundo.

* A quantidade de anos que o jogador está na Europa é um valor aproximado.
** Foram excluídos da lista os brasileiros que se naturalizaram por outro país.

Outros exemplos, também com aproximadamente 8 anos de Europa, são as carreiras de Dida, Taddei e Mancini. Sem falar de Kaká, Júlio Baptista, Renato, Maicon, etc… Todos eles deveriam ter conversado um pouco com Robinho.

De qualquer forma, fica a expectativa boa de ver o novo reforço do Santos em gramados brasileiro. Certamente ele vai brilhar no Peixe e voltará à Europa em breve. E dessa vez que seja para repetir outras histórias de sucesso com brasileiros na futebol europeu!

Read Full Post »

Em negrito – o jogador e o time que pretende contratá-lo
Em itálico – a posição e o time atual do atleta

A fonte do boato está linkada no nome do jogador

DEMOROU!

Botafogo – Deco (M-Chelsea) – É tão bom que fica até difícil acreditar.

Corinthians – Rafinha (LD-Schalke 04) – É titular absoluto no futebol almeão há muito tempo e certamente também se destacaria no Brasil.

Flamengo – MacNelly Torres (M-Colo Colo) – Entraria perfeitamente no esquema tático montado por Andrade, jogando no lugar de Zé Roberto.

Grêmio – Douglas (M-Al Wasl) – É um meia mais parecido com Tcheco do que Hugo, portanto aliviaria a saudade da torcida e seria uma boa opção.

Grêmio – Vitor (LD-Goiás) – O tricolor gaúcho precisa urgentemente contratar um lateral de ofício. Nada melhor do que o jogador que tem sido um dos melhores na posição nos últimos Brasileirões.

Inter – Ewerthon (A-Zaragoza) – Finalmente alguém lembrou do ex-corintiano, que certamente seria uma opção melhor que Alecsandro, centroavante titular do time atualmente.

Palmeiras – Marcelo Moreno (A-Werder Bremen) – É outro time que precisa reforçar seu ataque e certamente esse seria um bom começo.

Santos – Maxi López (A-Grêmio) – Substituiria Kléber Pereira colocando ainda mais qualidade no elenco do Peixe.

Santos – Ramón (LE-Vasco) – Léo decepcionou em sua volta ao Brasil e precisa de um bom reserva, pois tem se machucado constantemente.

Vasco – Juninho Pernambucano (M-Al Gharafa) – É um negócio para o futuro e serviria para arrumar de vez o time cruzmaltino.

TANTO FAZ…

Botafogo – Morais (M-Corinthians) – Um retorno ao Rio de Janeiro pode lhe fazer bem, já que, em São Paulo, acumulou atuações discretas apenas.

Botafogo – Perea (A-Grêmio) – É bom jogador, mas, por ser menos badalado, não chegaria para ser titular a princípio.

Inter – Itamar (A-Tigres) – Nunca foi brilhante e não deve ter mudado agora. Apesar disso, pode ser uma boa opção para Fossati.

Santos – Fernandão (A-Goiás) – Tem qualidade técnica, mas a condição física dele está em xeque depois de ter feito um segundo semestre ruim em 2009.

Santos – Nuno Gomes (A-Benfica) – Há tempos não consegue brilhar, mas seria interessante ver um português tentar a sorte por aqui.

Vitória – Triguinho (LE-Santos) – Não foi bem no Peixe, mas o time precisa de um lateral-esquerdo e a experiência de Triguinho pode ajudar.

CAI FORA!

Botafogo – Jancarlos (LD-Cruzeiro) – Não foi bem no Cruzeiro, não foi bem no São Paulo… por que iria bem no Botafogo?

Botafogo – Wagner Diniz (LD-São Paulo) – Consegue ser uma opção pior do que Jancarlos para resolver a lateral-direita do Glorioso.

Palmeiras – Val Baiano (A-Barueri) – Não é de um atacante do estilo de Obina que o time precisa para esquecer o fracasso de 2009.

Vitória – Adaílton (Z-Santos) – O time não precisa de zagueiros. É melhor concentrar os esforços em outras posição carentes no elenco.

NÃO ENXERGAM?

Fernandinho (M-Cruzeiro) – Conseguiu destaque em 2008, jogando como lateral-esquerdo. Depois se machucou, mas está recuperado, é polivalente e está sem espaço na Raposa. Poderia ser útil em muitos elencos do Brasil.

Read Full Post »

Em negrito – o jogador e o time que pretende contratá-lo
Em itálico – a posição e o time atual do atleta

A fonte do boato está linkada no nome do jogador

DEMOROU!

Avaí – Mineiro (V-Schalke 04) – Entrou em forma novamente na Alemanha e pode voltar a ser o grande volante de outros tempos.

Atlético-MG – Rodrigo (Z-São Paulo) – O time precisa mesmo de um zagueiro mais experiente para compôr melhor a defesa para a temporada de 2010.

Palmeiras – Alex Silva (Z-Hamburgo) – Novamente sob comando de Muricy Ramalho, elevaria de vez a defesa alviverde para outro patamar. Talvez seria a melhor do Brasil.

TANTO FAZ…

Botafogo – Fellype Gabriel (M-Portuguesa) – É preciso esperar, pois jogar bem na 1ª divisão é diferente de brilhar na Série B. Mas pode dar certo sim.

Corinthians – Sidnei (Z-Benfica) – Não chegaria pra ser titular, mas pode ser uma boa aposta para o futuro.

Flamengo – Germano (V-Santos) – Não dá pra esperar que ele seja titular e substitua o Aírton imediatamente, mas pode completar bem o elenco.

Palmeiras – Douglas (M-Al Wasl) – Tem qualidade realmente, mas o seu estilo não costuma agradar rapidamente a torcida, que ainda teria preconceito por seu passado corintiano recente.

Vasco – Tartá
(A-Fluminense) – O time precisa de mais atacantes de velocidade, mas Tartá ainda é só uma promessa que precisa evoluir.

Vasco – Vagner Love (A-Palmeiras) – Se quiser jogar bola, ótimo. Se quiser aproveitar a noite carioca, o prejuízo pode ser enorme.

CAI FORA!

Avaí – Sávio (M-sem clube) – É arriscar demais em um momento que o time precisa de escolhas mais precisas.

Atlético-MG – Adaílton (Z-Santos) – Não é melhor sequer do que as opções já existentes no elenco do Galo.

Atlético-MG – Obina (A-Palmeiras) – O time nem precisa de centroavantes, muito menos de alguém com tanta limitações.

Cruzeiro – Moacir (V-Sport) – A versatilidade não compensa a falta de técnica.

Fluminense – Leandro Euzébio (Z-Goiás) – O time até precisa de um beque mais experiente, mas está bem servido de garotos e, sem pressa, pode trazer um jogador com mais qualidade para a posição.

Inter – Douglas da Silva (Z-Hapoel Tel Aviv) – A passagem dele pelo futebol brasileiro foi fraca e o Colorado nem precisa tanto de um zagueiro.

Santos – Fernando (V-Goiás) – Já mostrou toda sua falta de qualidade quando jogou por um time grande, pois não foi bem pelo São Paulo em 2007.

Vasco – Lenílson (M-Jaguares) – O time precisa de um meia, mas não de confusão e problemas extra-campo.

NÃO ENXERGAM?

Ewerthon (A-Zaragoza) – O centroavante ex-Corinthians é bom jogador, mas está em uma situação complicada no futebol espanhol e já deve estar com vontade de voltar ao Brasil.

Read Full Post »