Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Fernandão’

O Campeonato Brasileiro de 2011 tem muitos pontos fortes. Tem craques de carreira consolidada. Tem jovens que despontam como estrelas para o futuro. Tem grandes e emocionantes jogos. Mas não tem algo que sempre teve: revelações. São poucos os jovens que fazem seu primeiro Brasileirão de destaque em 2011.

Entre os melhores jogadores do campeonato, há vários jovens, como Neymar, Lucas, Oscar, Elkeson, Dedé, Fágner, Mário Fernandes, Casemiro, Rômulo, etc… mas todos estes já tinham surgido antes, participado de outros Brasileirões e agora estão apenas consolidando o potencial que já tinham mostrado.

Portanto, são poucos aqueles que surgiram nesta temporada e mostraram talento. E vários deles, na verdade, já tinham disputado pelo menos uma Série B antes de se destacar no Brasileirão 2011, além de já terem uma idade razoavelmente elevada.

É um cenário que não chega preocupar por enquanto, mas que serve de alerta – a repetição disso pode indicar que as limitações do futebol brasileiro, que já são grandes atualmente, podem aumentar.

Mesmo assim, ainda é possível indicar algumas revelações que surgiram recentemente. Veja a lista com os onze melhores jovens que fazem em 2011 seu primeiro Brasileirão de destaque:

11º) Fernandão (Palmeiras) – 24 anos

Fernandão, do Palmeiras
Ele parece ruim, mas é útil

Fernandão começou a carreira tarde e até por isso só agora chegou a um time grande. Veio do Guarani para conseguir algo difícil: firmar-se como centroavante do Palmeiras, algo que muitos tentaram durante o último século, mas praticamente ninguém conseguiu.

Alto, forte e bom finalizador, ele também é um tanto desajeitado e atrapalhado com a bola. Mas costuma dar trabalho para qualquer defesa e por isso Felipão tem o escalado como titular. Seu grande momento foi logo na estreia, com um belo gol no clássico contra o Corinthians.

10º) Élton (Inter) – 21 anos
A pré-temporada colorada trouxe os primeiros indícios de que ele poderia ser uma boa revelação para 2011. Élton começou o ano no Inter B, mas logo chamou atenção, foi promovido e, aos poucos, tem se tornado o verdadeiro substituto de Sandro no time gaúcho.

A concorrência não é fácil. Élton tem que superar o competente Bolatti e ainda tem sofrido com lesões. Mas tudo bem, pois ele mostra que, se isso não acontecer agora, tem tudo para se firmar e ter um bom futuro no clube.

9º) Renan Rocha (Atlético-PR) – 24 anos
A missão dele também não é das mais fáceis: além de substituir Neto, revelado no clube e vendido para a Fiorentina-ITA, Renan Rocha precisa se destacar em uma defesa fraca e em um time desorganizado.

Mas a campanha ruim do Atlético-PR não tem manchado o surgimento desse jovem goleiro, que tem aproveitado bem suas primeiras chances no time.

8º) Wellington Nem (Figueirense) – 19 anos
Na verdade ele pertence ao Fluminense e até se destacou na Copa São Paulo pelo time. Porém, sem chances no time carioca, Wellington aceitou ser emprestado para o Figueirense, em busca de mais oportunidades.

Em seu novo clube, o meia-atacante demorou para se firmar. Mas agora tem formado uma boa dupla ofensiva com Júlio César. Com seis gols marcados, ele tem ajudado na campanha segura do Figueirense no Brasileirão.

7º) Saimon (Grêmio) – 20 anos
É um zagueiro que sempre foi muito elogiado nas categorias de base, mas demorou para ficar pronto para o time profissional. Até chegou a jogar nas edições de 2009 e 2010 do Brasileirão, mas só agora, em 2011, conseguiu uma sequência maior no time.

Seu grande momento no campeonato foi no Gre-Nal do primeiro turno, quando teve que enfrentar Leandro Damião em alta. O jovem conseguiu marcar o centroavante da Seleção, e o Grêmio saiu com a vitória no clássico.

Saimon, do Grêmio
O homem que parou Damião

6º) Muriel (Internacional) – 24 anos
A Série B de 2009 foi a competição em que Muriel começou a despontar, pela Portuguesa. Mas isso não foi suficiente para que o jovem goleiro recebesse chances imediatas no Internacional, que teve problemas na posição, com Renan, Lauro, etc…

Mas em 2011 finalmente Muriel teve uma sequência como titular do Inter e mostrou que tem condições de defender a meta colorada. Com firmeza no gol, ele tem sido um dos melhores do Brasil em sua posição.

5º) Lucas (Botafogo) – 24 anos
Ele foi um dos melhores laterais-direito da Série B de 2010, pelo Figueirense. Isso fez com que o Botafogo reparasse no talento de Lucas e o contratasse. Mas seu futebol simples fez com que ele demorasse para roubar a vaga de Alessandro no time carioca.

Com o tempo, isso aconteceu naturalmente. As qualidades de Lucas, como a boa técnica e os cruzamentos precisos, tornaram-se importantes armas do Botafogo, que costuma dar liberade para seus jovens laterais atacarem. Dessa forma, Lucas se tornou também um dos melhores laterais-direito do Brasileirão.

4º) João Filipe (São Paulo) – 23 anos
Ele chegou ao São Paulo cercado de desconfiança. Afinal, depois de fazer uma boa Série B pelo Figueirense, foi para o Botafogo e não conseguiu virar titular por lá. Porém, ao chegar no time do Morumbi, ele voltou a mostrar um bom futebol.

Alto e firme, ele tem formado uma boa dupla de zaga com Rhodolfo e resolvido, na medida do possível, um problema que ameaçava tirar o São Paulo da disputa pelo título. Tem mostrado que não é apenas um jogador de Série B.

3º) Osvaldo (Ceará) – 24 anos
O que era para ser um time envelhecido ganhou um novo fôlego com Osvaldo. O Ceará evoluiu com a ascensão desse atacante, que tem a velocidade como sua principal arma.

O Ceará ainda tem que lutar contra o rebaixamento, mas Osvaldo já tem a garantia que terá um bom 2012, com evolução na carreira. Afinal, ele tem sido especulado em grandes times, como Santos, Corinthians e Palmeiras.

2º) Willian (Corinthians) – 24 anos
Ele chegou a disputar a artilharia do Brasileirão nas primeiras rodadas e teve tudo para se firmar como a melhor revelação do campeonato. Mas a queda de rendimento do Corinthians o levou para a reserva e agora ele tem aproveitado as poucas chances que têm para voltar a ser titular do time.

É um atacante mais técnico do que habilidoso, que sabe jogar pelas pontas e finalizar bem. Jogou bem em duas Séries B pelo Figueirense, mas só agora tem se destacado em um Brasileirão – marcou cinco gols até agora, acertou bons passes e ainda deve dar mais trabalho na reta final, pois não parece ser do tipo de atacante que amarela.

1º) Bruno Cortês (Botafogo) – 24 anos
A convocação para a Seleção Brasileira era o que faltava para consolidar o lateral-esquerdo como uma das melhores novidades do campeonato. Ele, que chegou discretamente do Nova Iguaçu, mostrou uma personalidade ímpar, além de muita velocidade e habilidade.

Ainda é preciso ter calma com ele, mas, caso mantenha essa humildade que tem marcado seu início de carreira, tem tudo para ir longe. Afinal, ele joga em uma posição carente do futebol brasileiro e tem tudo para voltar à Seleção em breve. E o Botafogo, time no qual ele já se tornou protagonista, tratou de melhorar seu contrato e fazer esforços para segurá-lo no time. Nada mais justo.

Cortês, do Botafogo
Por enquanto ainda é uma cena estranha, mas pode virar comum

Há outros jogadores que podem ser considerados revelações do Brasileirão: Delatorre (Inter), Felipe Anderson (Santos), Lucas Mendes (Coritiba), Fillipe Soutto (Atlético-MG), Lucas Zen (Botafogo), Edenilson (Corinthians), Bernard (Atlético-MG) e Negueba (Flamengo) são alguns deles.

Mas a maioria ainda precisa evoluir demais e só deve se firmar em seus times na temporada que vem. Ou pelo menos é isso que espero, para o bem do futebol brasileiro…

Read Full Post »

O Brasileirão 2011 tem a cara de todo Brasileirão: vários times brigam título, nenhum é favorito, não há um líder disparado e sobram surpresas e equilíbrio nos jogos. Pelo menos há uma tropa de elite na tabela, um grupo formado por seis times que acabaram o 1º turno com boa vantagem para os outros.

Ainda assim fica difícil apostar quem será o campeão. Porém, mais importante do que palpitar é entender o que acontece no Brasileirão, por mais difícil que isso possa ser. Time por time da tropa de elite, arrisquei fazer uma análise após o primeiro turno:

Corinthians, o líder em decadência
Tite adora falar, em suas chatas entrevistas coletivas, que a queda de rendimento do Corinthians aconteceu por causa dos desfalques. Liédson, Danilo, Alessandro Fábio Santos, Chicão e outros realmente sofreram com lesões. Mas será que isso não serve como prova que o Corinthians não tem elenco para ser campeão? E os outros times, não sofreram com desfalques também? O pior é que o 2º turno só deve agravar ainda mais esse problema.

E aí, Adriano, vai vestir finalmente esse uniforme?

A chance do Corinthians ter um elenco mais forte está baseada na recuperação de alguns jogadores. Não só de Adriano, com quem é melhor nem contar. Mas também Alex, Danilo, Willian, Émerson, etc… Há jogadores de qualidade, mas todos estão em crise técnica.

Como enfrentou muitos adversários fracos recentemente (e perdeu pontos), o Corinthians vai enfrentar adversários difíceis nas próximas oito rodadas, como Flamengo, São Paulo e Vasco. Ou seja, a reta final e decisiva começa agora. E o time de Tite não parece pronto para isso.

Flamengo, o vice-líder que não embala
O Fla foi a grande sombra do Corinthians no primeiro turno, mas não conseguiu crescer na hora decisiva para realmente assumir e tomar conta da liderança. E isso aconteceu por causa de alguém que é, ao mesmo tempo, o problema e a solução do time: Ronaldinho Gaúcho. Explico…

O problema é que o Flamengo passou a depender demais de Ronaldinho. A derrota para o Atlético-GO evidenciou isso. Claro que é bom ter um craque como esse no time, mas depender de apenas um jogador, seja ele quem for, nunca é bom. E se ele se machucar amanhã ou depois? O que será do time?

É preciso mais… Thiago Neves tem que voltar a fazer tudo que fez no primeiro semestre. Aírton precisa se recuperar rapidamente da sua cirurgia. E Luxemburgo precisa achar a melhor formação para sua defesa. Sem falar de Deivid, que ainda não convenceu com a 9. São problemas demais e só uma solução: Ronaldinho Gaúcho. Pode não ser suficiente…

São Paulo, o time mais estranho do campeonato
Carpegiani ficou meses no São Paulo e não conseguiu achar um padrão para o time. Adilson Batista chegou e por enquanto a equipe segue sem um time definido, sem uma base preparada e forte. Mesmo assim, na base da qualidade de alguns jogadores, principalmente de Lucas e Dagoberto, segue firme na briga pelo título.

Mas é estranho demais analisar o São Paulo. Não dá para ficar apenas na óbvia conclusão de que a defesa é fraca e o resto pode funcionar. É tudo mais complexo e só há uma certeza: é um time que ainda precisa evoluir. E pode conseguir isso.

A evolução passa por alguns jogadores que geram desconfianças. Lucas, o principal deles, tinha caído de produção, mas parece que já voltou ao normal. Dagoberto tem sido o melhor, mas seu passado de irregularidade o condena. Ainda é preciso ver se Rivaldo, Cícero e Casemiro vão se firmar no time. E quando e como Luis Fabiano jogará, sendo essa última dúvida a maior estranheza desse time tão complexo.

Vasco, o possível grande campeão da temporada
Depois de conquistar a Copa do Brasil, o Vasco tem chances reais de consagrar o ano com o título do Brasileirão também. Havia desconfiança sobre a motivação e concentração do time para isso, mas os jogadores provaram que realmente estão afim de conseguir esse feito.

O grande problema agora é a triste notícia envolvendo Ricardo Gomes. O técnico vinha fazendo um grande e surpreendente trabalho, mas seu grave problema de saúde pode abalar o elenco. Só nos resta torcer para que ele se recupere logo e mantenha o Vasco na briga pelo título, para o bem do campeonato.

Força, Ricardo Gomes!

Força, Ricardo Gomes!

Botafogo, a grande surpresa
Admito que, antes do Brasileirão começar, meu palpite era que o Botafogo lutaria para não ser rebaixado. Agora o time já evoluiu demais e briga por uma vaga na Libertadores. Mas não dava para esperar que Caio Junior fizesse um trabalho tão bom e muito menos que a diretoria contrataria tão bem…

Elkeson entrou como luva no time, adaptando-se rapidamente e chamando a responsabilidade, juntamente com Loco Abreu. Dessa forma, Maicosuel pode ser o bom coadjuvante que é, ao lado de Herrera, Renato e vários bons jovens, como Cortês, Felipe Azevedo e Lucas Zen.

O problema é que ainda há muitas limitações no elenco para pensar em briga pelo título. Mas conquistar uma vaga na Libertadores é possível e já seria um grande feito para a grande surpresa do Brasileirão.

Palmeiras, o time no limite
Não há time que tenha se superado tanto nesse Brasileirão quanto o Palmeiras. O clube passou por crise atrás de crise e, mesmo assim, ficou na parte de cima da tabela. Como se não bastasse, passou por cima também da própria limitação técnica, que não é pequena. Tanto que até um Fernandão pode ajudar esse time…

Fernandão é limitado. Calma, Palmeiras!

Fernandão é limitado. Calma, Palmeiras!

Tudo isso se deve ao trabalho de Felipão, sem dúvida. Mas é difícil saber até quando ele dará conta de tudo. Se finalmente o clube entrar em paz, pode ser que ele consiga manter o time concentrado e jogando no limite. E é só assim que o Palmeiras pode conseguir algo.

O que seria esse “algo”? Depende basicamente do que Valdivia e Kleber farão. Caso eles se tornem decisivos como podem ser, o time briga pelo título. Pois a defesa está forte demais e o ataque só precisa deles para funcionar. Caso eles decepcionem, não há Felipão que possa resolver.

Quem ainda pode chegar
Entre aqueles que não fizeram um bom primeiro turno, Cruzeiro, Internacional e Fluminense são os times que têm mais potencial. Porém, não confio que eles ainda brigarão pelo título. No máximo disputarão uma vaga na Libertadores, caso consigam uma arrancada rapidamente.

O Inter de Dorival é o melhor dos três, mas parece que ainda vai perder peças e tem dependido demais de Leandro Damião. O Cruzeiro está com um ataque fraco demais e também depende de um jogador, Montillo. Já o Flu às vezes consegue ser mais estranho que o São Paulo, tamanha a irregularidade até mesmo em uma partida.

Dessa forma, fica impossível não apontar a tropa de elite como favorita ao título. Quem exatamente? Vejo Corinthians, Flamengo e São Paulo um nível acima dos demais e não é só a tabela que prova isso. Mas todos os três têm vários problemas para resolver nesse segundo turno…

Read Full Post »

O ORGULHO DA TORCIDA

Fluminense – Com boas atuações de Conca e Washington, fez a festa no Maracanã. Venceu o Atlético-PR por 3 a 1, mostrou variedade de pontos fortes e provou que está realmente vivo na briga pelo título.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Atlético-MG – Foi o único a perder um clássico na rodada recheada de rivalidades pelo Brasil.

O Galo até jogou bem em alguns momentos, mas foi derrotado por 1 a 0 pelo Cruzeiro e segue na zona do rebaixamento. Acorda, Luxa!

TROFÉU HERÓI

Jóbson – Fez dois gols, participou de outro e simplesmente decidiu o jogo contra o Vitória, vencido pelo Botafogo por 3 a 1.

TROFÉU VILÃO

Rafael Tolói, Ernando, Wellington Saci e Marcão – Os atrapalhados defensores do Goiás entregaram de presente a goleada do Avaí por 4 a 0.

DESTAQUE PARA O JOVEM

Rafael – Com uma tática exótica para distrair o adversário, o goleiro do Santos defendeu um pênalti e evitou o empate do Grêmio Prudente.

Como ele tem idade olímpica (20 anos hoje), é melhor não estranhar caso apareça nas próximas listas de Mano Menezes para a Seleção Brasileira.

VALEU O INGRESSO

Rodriguinho – O volante reserva do Santos acertou um belo chute de primeira, com curva, que foi fundamental para a vitória do Peixe por 2 a 1.

Wellington Paulista, Bernardo e Davi foram outros que acertaram bons chutes de fora da área e fizeram bonito.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Palmeiras 1 x 1 Corinthians – Com polêmicas e qualidade técnica, foi um clássico que só não teve um placar maior por detalhes.

TÉDIO EM 90 MINUTOS

Atlético-GO 1 x 1 Guarani – Os times mostraram que vão mesmo lutar contra o rebaixamento no Brasileirão.

Pior: além da pouca qualidade dos jogadores, o campo ainda atrapalhou, pois Rodrigo Tiuí perdeu um gol incrível por causa de um buraco no Serra Dourada.

DETALHE TÁTICO

São Paulo – A vitória contra o Ceará foi importante para mostrar que, como no 2º do tempo do jogo, é possível armar o time com 3 atacantes.

Fernandão, Dagoberto e Ricardo Oliveira podem começar jogando contra o Inter, pela semifinal da Copa Libertadores, na quinta-feira.

DETALHE DO TÉCNICO

Paulo César Carpegiani – Fez uma substituição bizarra no segundo tempo (Wágner Diniz saiu, Alex Mineiro entrou) e, logo depois, sofreu o segundo gol do Fluminense, que praticamente acabou com as chances do Atlético-PR.

O FUTEBOL É INJUSTO

Palmeiras prejudicado – O gol impedido de Jorge Henrique fez a diferença no clássico paulista e, na verdade, toda a atuação do árbitro Paulo César de Oliveira foi terrível.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Guarani – Era mais provável que o time da Campinas perdesse para o Atlético-GO no Serra Dourada. Mas o Bugre até chegou perto da vitória e mostrou que René Simões terá um duro trabalho pela frente no Dragão.

PAPO RETO

Silas,

Defendo seu trabalho no Grêmio, mas começo a mudar de ideia.

Você não conseguiu vencer o time misto do Inter, fez invenções táticas que não deram certo e sua demissão começou a fazer cada vez mais sentido.

ACRÉSCIMOS

Festa de ingressos no Maracanã – 10.000 pessoas entraram de graça no estádio tanto no sábado quanto no domingo.

Faz todo sentido, claro. Afinal, Flamengo, Vasco e Fluminense são times ricos e bem estruturados, que podem realmente doar entradas e abrir mão de dinheiro à vontade.

Read Full Post »

Em negrito – o jogador e o time que pretende contratá-lo
Em itálico – a posição e o último time do atleta

A fonte do boato está linkada no nome do jogador

DEMOROU!

Fluminense – Araújo (A-Al-Gharafa) – Faria uma dupla goleadora com Fred. Ou até seria uma boa reposição, caso ex-atacante do Lyon resolva sair em breve

Fluminense – Júlio Baptista (M-Roma) – Ele não se destaca na Europa há um bom tempo, mas, sem dúvidas, seria um “diferenciado” no Brasil. Ainda mais ao lado de Conca, Fred e companhia…

TANTO FAZ…

Inter – Fernandão (A-Goiás) – O Colorado já disse que não tentará nada agora, mas o fato é que o atacante está em decadência e já não é tão melhor que Alecsandro. Dá na mesma.

Palmeiras – Ariel (A-Coritiba) – Não seria muito diferente de Robert: é limitado com a bola nos pés, forte no cabeceio e depende de boas fases para ser artilheiro. Enfim, dá na mesma também.

Santos – Tinga (M-Ponte Preta) – Ele fez um bom Campeonato Paulista e seria uma boa aposta, mas é sempre  é preciso esperar para ver como se sairá um jovem em um grande clube.

CAI FORA!

Corinthians – Trezeguet (A-Juventus) – É claro que essa contratação mais parece brincadeira por enquanto, mas é melhor que o boato não seja levado a sério. Atualmente, prefiro até o Souza ao francês.

Fluminense – Petkovic (M-Flamengo) – É otimismo demais achar que ele repetiria no Flu, um ano depois, o que ele fez pelo Flamengo em 2009. Eu não confio.

Inter – Palermo (A-Boca Juniors) – Ele já teve seus grandes momentos, mas está em total decadência, assim como seu time na Argentina.

Palmeiras – Paulo Henrique (A-Heerenven) – O jogador nunca fez sucesso no Brasil e nem na Holanda. É difícil acreditar que ele chegaria no Palestra Itália para brilhar ou ser útil de alguma forma.

NÃO ENXERGAM?

Ceará (LD-PSG) – Não é nenhum grande talento, mas poderia render bem. Não faltam times brasileiros que precisam de um lateral-direito seguro e experiente. Ceará está na Europa há quase três anos e pode querer voltar ao Brasil em breve.

Read Full Post »

Em negrito – o jogador e o time que pretende contratá-lo
Em itálico – a posição e o time atual do atleta

A fonte do boato está linkada no nome do jogador

DEMOROU!

Botafogo – Deco (M-Chelsea) – É tão bom que fica até difícil acreditar.

Corinthians – Rafinha (LD-Schalke 04) – É titular absoluto no futebol almeão há muito tempo e certamente também se destacaria no Brasil.

Flamengo – MacNelly Torres (M-Colo Colo) – Entraria perfeitamente no esquema tático montado por Andrade, jogando no lugar de Zé Roberto.

Grêmio – Douglas (M-Al Wasl) – É um meia mais parecido com Tcheco do que Hugo, portanto aliviaria a saudade da torcida e seria uma boa opção.

Grêmio – Vitor (LD-Goiás) – O tricolor gaúcho precisa urgentemente contratar um lateral de ofício. Nada melhor do que o jogador que tem sido um dos melhores na posição nos últimos Brasileirões.

Inter – Ewerthon (A-Zaragoza) – Finalmente alguém lembrou do ex-corintiano, que certamente seria uma opção melhor que Alecsandro, centroavante titular do time atualmente.

Palmeiras – Marcelo Moreno (A-Werder Bremen) – É outro time que precisa reforçar seu ataque e certamente esse seria um bom começo.

Santos – Maxi López (A-Grêmio) – Substituiria Kléber Pereira colocando ainda mais qualidade no elenco do Peixe.

Santos – Ramón (LE-Vasco) – Léo decepcionou em sua volta ao Brasil e precisa de um bom reserva, pois tem se machucado constantemente.

Vasco – Juninho Pernambucano (M-Al Gharafa) – É um negócio para o futuro e serviria para arrumar de vez o time cruzmaltino.

TANTO FAZ…

Botafogo – Morais (M-Corinthians) – Um retorno ao Rio de Janeiro pode lhe fazer bem, já que, em São Paulo, acumulou atuações discretas apenas.

Botafogo – Perea (A-Grêmio) – É bom jogador, mas, por ser menos badalado, não chegaria para ser titular a princípio.

Inter – Itamar (A-Tigres) – Nunca foi brilhante e não deve ter mudado agora. Apesar disso, pode ser uma boa opção para Fossati.

Santos – Fernandão (A-Goiás) – Tem qualidade técnica, mas a condição física dele está em xeque depois de ter feito um segundo semestre ruim em 2009.

Santos – Nuno Gomes (A-Benfica) – Há tempos não consegue brilhar, mas seria interessante ver um português tentar a sorte por aqui.

Vitória – Triguinho (LE-Santos) – Não foi bem no Peixe, mas o time precisa de um lateral-esquerdo e a experiência de Triguinho pode ajudar.

CAI FORA!

Botafogo – Jancarlos (LD-Cruzeiro) – Não foi bem no Cruzeiro, não foi bem no São Paulo… por que iria bem no Botafogo?

Botafogo – Wagner Diniz (LD-São Paulo) – Consegue ser uma opção pior do que Jancarlos para resolver a lateral-direita do Glorioso.

Palmeiras – Val Baiano (A-Barueri) – Não é de um atacante do estilo de Obina que o time precisa para esquecer o fracasso de 2009.

Vitória – Adaílton (Z-Santos) – O time não precisa de zagueiros. É melhor concentrar os esforços em outras posição carentes no elenco.

NÃO ENXERGAM?

Fernandinho (M-Cruzeiro) – Conseguiu destaque em 2008, jogando como lateral-esquerdo. Depois se machucou, mas está recuperado, é polivalente e está sem espaço na Raposa. Poderia ser útil em muitos elencos do Brasil.

Read Full Post »

TOP 11

O Brasileirão 2009 pode ser considerado o campeonato das surpresas, tanto em relação aos times quanto no que diz respeito a atuação de alguns jogadores.

Teve um pouco de tudo. Craques esquecidos voltaram à tona, mas também aconteceu o inverso com frequência: atletas que chegaram com grandes expectativas em seus times e não conseguiram corresponder em campo.

Relembre todos na lista que mostra as maiores decepções do ano:

1º) Vágner Love (Palmeiras)
Quando chegou, podia ser a solução para o maior ponto fraco do seu time, o ataque. O alviverde era líder do Brasileirão, mas ele não fez sua parte, entrou em polêmicas e deixou de ser ídolo para ser vilão.

2º) Fernandão (Goiás)
Também chegou a um time alviverde que sonhava com o título, mas, fora de forma, provou que está longe de ser o meia-atacante decisivo de outro tempos.

3º) Taison (Inter)
Talvez tenha sido a principal revelações dos estaduais, mas fez pouco pelo Colorado no Brasileirão, virando até reserva em alguns jogos da reta final.

4º)
Ricardinho (Atlético-MG)
Chegou ao Galo para resolver os problemas de criação do time e até fez bons jogos. Só que veio a campanha decadente na reta final e ele chegou a esquentar o banco de reservas também.

5º) Borges (São Paulo)
Foi decisivo no título de 2008 e era esperado que ele repetisse a dose dessa vez. Mas foi exatamente o contrário, pois ele arrumou confusões desnecessárias e sairá do tricolor paulista sem deixar muitas saudades.

6º) Kléber Pereira (Santos)
Em 2008, chegou a levar o Peixe nas costas. Em 2009, passou longe disso, sem gols e com muitas vaias na Vila Belmiro.

7º) Emerson (Santos)
Dono de uma carreira invejável e respeitado na Europa, o volante teria tudo para sobrar no Brasil. Quando chegou, envolveu-se em uma polêmica. Enquanto jogou, não fez nada demais. Depois ainda veio uma lesão e o fim do seu contrato.

8º) Dentinho (Corinthians)
Foi um dos maiores exemplos de falta de motivação do seu time. No final, ainda perdeu lugar para Defederico e deve começar o centenário corintiano fora do time titular.

9º) Dênis Marques (Flamengo)
Chegou para ser o companheiro de Adriano no ataque, mas logo mostrou que não conseguiria fazer, em um time grande, o que tinha feito no Atlético-PR.

10º) Léo (Grêmio)
Foi um dos melhores zagueiros do Brasileirão 2008, mas virou reserva de Rafael Marques com a adoção do 4-4-2 de Paulo Autuori durante a temporada de 2009. Agora deve ser negociado com outro time brasileiro.

11º) Madson (Santos)
Com um time mais arrumado, conseguiu se destacar no estadual. O problema é que no Brasileirão ele caiu de produção, junto com todo o elenco do Peixe.

E agora, quem vai dar a volta por cima? Será que, em 2010,  algum deles vai sair dessa lista ingrata e brilhar na relação de melhores do ano? Não duvide! Afinal, o Brasileirão sempre nos traz muitas surpresas…

Read Full Post »

Dizem por aí...

Em negrito – o jogador e o time que pretende contratá-lo
Em itálico – a posição e o time atual do atleta

A fonte do boato está linkada no nome do jogador

DEMOROU!

Cruzeiro – Cleiton Xavier (M-Palmeiras) – Um dos melhores meio-campistas de 2009 seria bem-vindo em qualquer clube.

Inter – Nei (LD-Atlético-PR) – É um jogador versátil e com muita raça, que pode se encaixar bem no time colorado.

Vasco – Gustavo (Z-Cruzeiro) – O time cruzmaltino precisa melhorar sua defesa e essa contratação seria um bom começo.

TANTO FAZ…

Flamengo – Vágner Love (A-Palmeiras) – Tem futebol para formar uma ótima dupla com Adriano ou até para substituí-lo, mas é preciso ver se ele não vai se entregar à noite carioca.

Santos – Keirrison (A-Benfica) – O Peixe precisa de um centroavante para 2010, mas não dá pra dizer que o jogador ex-Palmeiras é a melhor opção.

São Paulo – Fernandão (A-Goiás) – Foi uma das principais decepções do Brasileirão, mas pode reencontrar seu bom futebol em um time maior.

São Paulo – Léo Lima (M-Goiás) – Não dá pra confiar, mas tem futebol para completar bem o elenco tricolor.

Vasco – França (A-Kashiwa Reysol) – Já jogou muita bola, mas o tempo passou e é preciso esperar para ver qual é a sua condição física.

CAI FORA!

Corinthians – Moacir (LD-Sport) – Seja como lateral ou volante, não apresenta qualidades que realmente chamem a atenção.

Cruzeiro – Armero (LE-Palmeiras) – Tem força e velocidade, mas falta técnica e inteligência. Além disso, a Raposa não precisa de um titular para a posição, já que tem o bom jovem Diego Renan.

Grêmio – Marquinho (M-Fluminense) – Seria uma contratação discreta demais para substituir Tcheco, tão adorado no tricolor gaúcho.

Palmeiras – Triguinho (LE-Santos) – Com a camisa do Peixe, provou que não é jogador de time grande e que já passou da sua melhor fase há tempos.

São Paulo – Xandão (Z-Barueri) – Não inspira confiança. O tricolor paulista precisa de defensores que cheguem para jogar e chamar a responsabilidade, pois corre o risco de perder Miranda e André Dias.

Santos – Maranhão (LD-Guarani) – O time já tem o bom George Lucas e é preciso sempre lembrar que jogar em um time grande é diferente de se destacar em uma Série B de baixo nível técnico.

NÃO ENXERGAM?

Dênis Marques (A-Flamengo) – Decepcionou demais no Rubro-Negro, mas pode reencontrar seu bom futebol dos tempos de Atlético-PR. Basta que algum time olhe para ele e deposite confiança.

Leia também:

Read Full Post »

TOP 11

Um “monstro” chamado mercado de bola levou alguns dos melhores jogadores para longe do Brasil durante a disputa do nosso campeonato nacional.

Alguns deles nem farão falta, mas existem aqueles que deixarão muitas saudades em seus times. Veja a lista dos principais:

1º) Maicosuel (Hoffenheim)
Era o diferencial do Botafogo no começo do ano, mas saiu, foi substituído pelo fraco Lúcio Flávio e o time agora corre sérios riscos de ser rebaixado.

2º) Ibson (Spartak Moscou)
Até agora o Flamengo não encontrou um substituto para ele e o time continua fazendo uma campanha irregular no Brasileirão.

3º) André Santos (Fenerbahçe)

O Corinthians dependia de suas jogadas ofensivas e Mano Menezes ficou sem peça de reposição para colocar em seu lugar.

4º) Ramires (Benfica)
O Cruzeiro ficou mais lento e menos surpreendente sem ele, mas, com dificuldades, já começa a encontrar outras formas de jogar.

5º) Douglas (Al Wasl)
Há quem acredite que Defederico fará com que os corintianos esqueçam dele, mas não vai ser fácil achar alguém que tenha as suas características.

6º) Internacional – Nilmar (Villarreal)
Alecsandro já era um bom nome para substituí-lo, mas Edu também veio, então o time está bem servido. Mas Nilmar estava um nível acima e fará falta.

7º) Corinthians – Cristian (Fenerbahçe)

Era um volante superestimado, mas ver Moradei substituí-lo não deve ter sido fácil para o corintiano. Agora o que importa é que Marcelo Mattos deve até superá-lo em termos técnicos.

8º) Fluminense – Thiago Neves (Al Hilal)

Não estava jogando nada parecido com o que podia, é verdade, mas seria muito bem vindo de volta em um time com tantos problemas.

9º) Émerson (Al Ain)
Ainda é preciso ver o quanto Dênis Marques jogará em seu lugar, mas fazia uma boa dupla de ataque com Adriano.

10º) Wagner (Lokomotiv)

Tem grande qualidade, mas Adilson Baptista rapidamente achou seu substituto: o experiente lateral-esquerdo Gilberto.

11º) Felipe Menezes (Benfica)
Se o Goiás queria se manter no topo da tabela, precisava de um elenco mais forte. Mesmo na reserva de Fernandão, o jovem meia poderia ser muito útil.

Veja a lista completa dos principais jogadores que saíram durante o Brasileirão no Blog do PVC

Read Full Post »

BOLETIM BR

O ORGULHO DA TORCIDA

Flamengo – Jogou bem, conseguiu uma imponente vitória contra o Santo André e ficou mais longe de qualquer risco de rebaixamento.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Atlético-MG – Arrancou um empate suado contra o ex-lanterna Sport em casa e ainda tem que comemorar o resultado, pois poderia ser pior.

TROFÉU HERÓI

Roger e Leandro Guerreiro – Vitória e Botafogo perdiam por 3 a 2 em casa, mas eles fizeram belos gols e empataram as partidas.

TROFÉU VILÃO

Defesa do Fluminense – O jovrm goleiro Rafael errou nos 2 gols do Santos.

Mas os outros jogadores sequer tiraram os pés do chão para acabar com as jogadas aéreas do Peixe

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Vitória 3 x 3 Cruzeiro e Botafogo 3 x 3 Grêmio – As arbitragens atrapalharam, mas, recheados de gols, foram os jogos de maior destaque.

DETALHE TÁTICO

3-5-2 do Inter e do Cruzeiro – Os dois times mudaram nessa rodada.

No caso do Colorado, o jogo foi totalmente atípico e não dá pra avaliar, mas pode ser uma boa para o futuro.

No caso da Raposa, parece uma mudança desnecessária em um time que já está passando por muitas transformações.

O FUTEBOL É INJUSTO

Expulsão do Fernandão – O árbitro foi exageradamente rigoroso.

Em pleno Beira-Rio, o meia enfrentava seu ex-time, mas sua saída decidiu a partida a favor do Inter.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Sport – Conseguiu mostrar um bom futebol contra o Galo e merecia até sair com a vitória do Mineirão.

ALGUÉM ME EXPLICA?

O que fazer com os árbitros brasileiros? – É absurdo ver que em toda rodada acontecem erros em vários jogos diferentes.

É difícil apontar de onde vem o erro exatamente, mas é inexplicável não acontecer nada para mudar isso.

ALARME

André e Marquinhos – O jovem atacante do Santos e a revelação do Inter chamaram a atenção nessa rodada, com gols e boas atuações. Olho neles!

VALEU O INGRESSO

Jonas – Foi uma rodada cheia de golaços, com belas jogadas concluídas por Carlinhos Bala, Elias, Roger, Marquinhos, Zé Roberto, Leandro Guerreiro, Derlei e outros.

Mas o gol do atacante do Grêmio foi mais engraçado e único. Ele chutou na trave, cabeceou na trave e depois chutou para as redes em um excepcional e bizarro gol chorado.

Read Full Post »

BOLETIM BR

O ORGULHO DA TORCIDA

Inter – Venceu o Santo André e se manteve com condições de conquistar o título do 1º turno.

Claro que seria uma conquista simbólica, mas só mostraria como o time ainda tem totais chances de ser campeão.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Fluminense – Perdeu feio, sendo totalmente dominado, diante de outro candidato ao rebaixamento, o Coritiba.

Pior que isso só ver a insistência de Renato Gaúcho com certos nomes como Edcarlos, Wellington Monteiro, Marquinhos e outros.

TROFÉU HERÓI

Paulo Baier – Com dois gols, foi o principal destaque da vitória do Atlético-PR.

TROFÉU VILÃO

Leandro Domingues – O Vitória ia sair com um razoável empate contra o Goiás fora de casa, mas ele foi expulso de maneira boba e logo depois saiu o gol da vitória esmeraldina.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Sport 1 x 2 São Paulo – Os minutos finais garantiram o espetáculo.

Três expulsões e dois gols no 2º tempo tranformaram a partida em um duelo realmente interessante.

DETALHE TÁTICO

3-6-1 do Botafogo – Estevam Soares conseguiu uma boa estreia com esse esquema, mas já sinalizou que não deve mantê-lo. Será que é uma boa?

O FUTEBOL É INJUSTO

Flamengo merecia mais – O jogo contra o Grêmio terminou com uma derrota por 4 a 1, mas só por causa do goleiro Victor, que salvou o Grêmio.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Atlético-PR em alta – Não dava para imaginar que o time reagiria sob o comando de Antônio Lopes.

Agora a torcida já chegou até a cantar que o “Furacão voltou”.

ALGUÉM ME EXPLICA?

Fernandão vai jogar no lugar de quem? – O Goiás atual está muito redondo. No 3-6-1, com Felipe Menezes e Léo Lima chegando bem no ataque, o novo reforço do time parece até não ter espaço.

Bela dor de cabeça para Hélio dos anjos!

ALARME

Palmeiras com 3 volantes – Muricy tem insistido nesse esquema, que deu certo contra o Corinthians, mas não precisa ser usado sempre.

Contra o Botafogo, que veio com 3 volantes e 3 zagueiros, era desnecessário.

VALEU O INGRESSO

Marcelinho Paraíba – Mais uma vez o jogador do Coritiba acertou um golaço fazendo fila na defesa adversária.

E mais uma vez superou belos gols concorrentes, como os de Boquita, Taison, Réver, Fernando e Marquinhos.

Read Full Post »

TABELINHA

A notícia surpreendeu: depois de ser especulado em quatro clubes grandes do Brasil, Fernandão preferiu acertar com o Goiás.

O experiente atacante vai voltar ao time que o revelou, que hoje vive uma ótima fase no Brasileirão e está empolgado com a possibilidade de fazer uma campanha semelhante com a de 2005, quando o time conseguiu uma vaga na Copa Libertadores.

Fernandão e Iarley vão reeditar a dupla que fez sucesso em 2006, no Inter. As expectativas crescem no time esmeraldino, mas será que eles vão conseguir reeditar o sucesso de três anos atrás? 

É preciso desconfiar. Eles não são mais os mesmos. E eu prefiro não apostar todas minhas fichas em um time que precisa jogar sempre no limite para não despencar na tabela. Em um campeonato tão longo, é muito difícil jogar sempre no limite.

Admiro os talentos ofensivos do Goiás, como Júlio César, Felipe Menezes, Vitor, Felipe e outros. Mas ainda é pouco para um time se empolgar tanto. Ainda mais com Leandro Euzébio, Tolói, Amaral e outros no sistema defensivo.

É bom sempre ver os dois lados. E ter calma, muita calma.

Read Full Post »

E SE FOR VERDADE?

A cada dia parece que Fernandão está mais perto de voltar para jogar no Brasil.  O retorno de um centroavante como ele seria uma ótima notícia para o nosso futebol.

Mas seria melhor ainda pra quem exatamente? Ou seja, qual time interessado em seu futebol precisa mais de um jogador como ele? Vejamos…

No Inter
Quando Nilmar foi para a seleção, Alecsandro, bom jogador, não deu conta do recado. Agora Nilmar foi vendido e não acredito que a situação mudará. O Colorado precisa de Fernandão.

No Palmeiras
Obina está em grande fase, ok. Mas dá para confiar? Eu não consigo. O ataque alviverde precisa de um “algo a mais” ou o sonho do título pode ir por água abaixo. O Palmeiras precisa muito de Fernandão.

No Santos
Kléber Pereira tem muitas qualidades, mas está em má fase faz tempo. O time praticamente não tem outras opções pra posição. O Peixe precisa bastante de Fernandão.

No São Paulo
Borges e Washington até marcam seus gols, mas nunca conseguem convencer totalmente o técnico e a torcida. Então o time precisa, mas nem tanto, de Fernandão.

A tendência é que ele acerte mesmo com o Inter, por causa de sua bela história já construída em Porto Alegre.

Mas fica bem claro que o Palmeiras é quem mais precisa fazer grandes esforços para mudar o provável destino de Fernandão.

Read Full Post »

Older Posts »