Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Giuliano’

Não tem jeito: no período de férias do futebol brasileiro os boatos tomam conta do noticiário. Nas últimas duas semanas quase todos jogadores foram especulados em quase todos times.

Mas também é inevitável imaginar o que acontecerá se algumas dessas contratações realmente acontecerem. Por isso veja abaixo análises dos principais boatos que surgiram recentemente no futebol brasileiro…

Em negrito – o jogador e o time que pretende contratá-lo
Em itálico – a posição e o último time do atleta

A fonte do boato está linkada no nome do jogador

DEMOROU!

Botafogo – Andrezinho (M-Internacional) – É um jogador que precisa mudar de time, pois merece mais chances, uma posição mais destacada, uma grande sequência de jogos como titular, etc…

Corinthians – Willians (V-Flamengo) – Se estiver focado, consegue colocar Ralf na reserva facilmente e melhorar ainda mais o forte meio-campo corintiano.

Flamengo – Bolívar (Z-Internacional) – Apesar de ter feito uma fraca temporada no Sul, ele é experiente e ainda tem lenha para queimar.

Fluminense – Anderson (Z-Atlético-GO) – É um zagueiro experiente que fez bons trabalhos no Brasileirão, tanto pelo Ceará quanto pelo Atlético-GO.

Grêmio – Carlos Eduardo (MA-Rubin Kazan) – Foi prematuramente para a Europa e ainda assim conseguiu algum sucesso. Caso volte para o time que o revelou, tem tudo para reencontrar seu futebol de habilidade e velocidade.

Grêmio – Ederson (M-Lyon) – Interessante que o Grêmio saiba que precisa reforçar seu meio-campo. O meia do Lyon é bastante técnico, por isso traria um diferencial interessante para o time gaúcho.

Palmeiras – Giuliano (M-Dnipro) – Surgiu como um meia diferenciado, mas ainda precisa comprovar essa condição. Conseguir isso no sempre conturbado Palmeiras seria realmente um grande feito.

TANTO FAZ…

Botafogo – Jorge Wagner (M-Kashiwa Reysol) – Seria interessante vê-lo cruzar bolas para o bom cabeceador Loco Abreu, mas o Botafogo teria que mudar seu estilo de jogo para isso.

Corinthians – Gil (Z-Valenciennes) – Era útil no Cruzeiro e pode até ser titular no Corinthians, mas não é muito melhor que Castán, Paulo André, Chicão, etc…

Corinthians – Guilherme (V-Portuguesa) – Parece ser uma boa opção para o time paulista manter sua tradição de bons volantes. Só é difícil saber se ele dará conta da pressão de um time grande.

Cruzeiro – Osvaldo (A-Ceará) – Um atacante de velocidade é o que o Cruzeiro mais precisa. Resta saber se ele mostrará o mesmo bom futebol em um time maior. É bom desconfiar.

Fluminense – Thiago Neves (MA-Flamengo) – É claro que trata-se de um grande jogador, mas depois de tudo que aconteceu, parece absurdo o Flu ainda aceitá-lo de volta. A torcida não deve aceitar…

Vasco – Kleber (LE-Internacional) – É um bom nome, até porque o Vasco não tem ninguém para essa posição. Mas é preciso entender que ele piorou bastante nos últimos anos.

Vasco – Rodolfo (Z-Grêmio) – O Vasco precisa mesmo de um jogador para a posição. Quando surgiu no Fluminense, Rodolfo parecia ser um zagueiro de alto nível. Mas há tempos não comprova essa condição.

CAI FORA!

Botafogo – Tanaka (Z-Nagoya Grampus) – Seria folclórico e interessante, mas pouco útil. O brasileiro naturalizado japonês não é tão bom e ainda teria que se adaptar. Difícil dar certo.

Corinthians – Neto Coruja (V-Vitória) – É um jogador versátil, mas seria reserva e acrescentaria pouco ao elenco.

Flamengo – Rafa Márquez (Z-New York Red Bull) – A experiência dele não justifica. Trata-se de um defensor mediano que não joga em bom nível há muito tempo.

São Paulo – Edson Silva (Z-Figueirense) – É verdade que ele fez um bom Brasileirão, mas parece ser só mais um zagueiro comum que viveu boa fase.

NÃO ENXERGAM?

Roger Carvalho (Z-Figueirense) – Estão indo atrás do zagueiro errado do Figueirense. Roger é mais técnico e está de saída para a Europa. Um time brasileiro deveria tentar mantê-lo no país.

LEIA TAMBÉM

Anúncios

Read Full Post »

Giuliano sempre mereceu e ganhou um grande destaque deste blog. Quando ele surgiu, há exatamente um ano atrás, avisei para todos ficarem de “olho nele”. Depois, foi eleito aqui como a melhor revelação do Brasileirão 2009. Mais recentemente, ele apareceu nas minhas listas para a Seleção Brasileira de 2014, aqui e aqui.

E é nesse ponto que eu queria chegar: em uma final de Copa Libertadores, o garoto de apenas 20 anos fez um gol fundamental para a vitória do Inter contra o Chivas. Antes, ele já tinha feito outros quatro gols decisivos e importantes. Dessa forma, o Colorado ficou com as mãos no título.  Isso é ou não credencial para colocá-lo na nova Seleção Brasileira, de Mano Menezes?

Aliás, é bom lembrar: a ausência de Giuliano no amistoso contra os Estados Unidos não foi um erro de Mano. Ele não queria convocar jogadores que pudessem estar na decisão da Copa Libertadores. A questão agora é: como o técnico do Brasil vai encaixá-lo no elenco da equipe nacional daqui pra frente?

Em um primeiro momento, não seria tão difícil: é compreensível que Giuliano vire apenas um substituto de Ganso. Porém, se ele continuar em ascenção no Inter, fica difícil imaginá-lo nessa condição de reserva por mais tempo. Pior: caso Kaká recupere sua melhor condição física, seria mais uma opção de meio-campista central para Mano.

Ganso e Giuliano já jogaram juntos. Foi no Mundial Sub-20, em 2009. O Colorado rendeu mais do que o santista, que foi deslocado para jogar mais aberto na direita, o que não deu certo. A inversão dessas posições pode acontecer na Seleção agora: Giuliano tem condições de jogar pelas pontas, enquanto o lugar de Ganso é mesmo pelo centro, como um armador clássico.

Só há uma condição para que isso aconteça: Neymar ou Robinho teriam que sair do time titular desenhado por Mano até aqui. O primeiro foi o melhor do Brasil contra os EUA. O segundo foi capitão, tem moral e experiência. Entretanto, tem também dificuldades para se firmar no Manchester City. Caso não vá bem de novo no time inglês, Giuliano pode atropelá-lo na Seleção.

Enfim… o primeiro jogo da final da Copa Libertadores de 2010 já mandou o recado sobre o time da Copa de 2014: te cuida, Robinho!

Read Full Post »

Há pouco o que se dizer depois do jogo entre Inter e São Paulo nesta quarta, no Beira-Rio. O Colorado quis vencer e o Tricolor só tentou não perder. Como quase sempre, o resultado dessas posturas foi melhor para o time corajoso.

Mas há outra lição que a partida pode passar: é incrível a qualidade desse elenco do Inter! O único gol saiu de Giuliano, que tinha acabado de entrar no lugar de Andrezinho, bom jogador, mas que não deveria ter sido titular.

Depois que o placar foi aberto, ninguém menos que Rafael Sóbis ainda entrou no lugar de Taison, um dos melhores da partida. Ah… Tinga estava suspenso, mas estará disponível no jogo de volta.

Com tantas opções e a boa vantagem conquistada, Celso Roth está com a classificação nas mãos. Até porque o São Paulo seguiu sem der qualquer indício de evolução desde a pausa para a Copa.

Aliás, queria saber o que fizeram os jogadores tricolores durante esse mês do Mundial na África do Sul. Só folgaram mesmo? Faltaram até contrataçõers, já que 1 Ricardo Oliveira não basta para compensar os Richarlysons, Marlos e Clébers Santanas.

Dessa forma, o cenário ficou desesperador sim para o São Paulo. Muitos vão repetir por aí que “nada está definido”, na melhor concepção clichê sobre “caixinha de surpresas” do futebol. Não entro nessa. Sempre apontei o Inter como meu favorito para vencer a Copa Libertadores. Não mudarei agora.

Read Full Post »

A derrota de Ricardo Teixeira está mais do que confirmada. O técnico que o incompetente presidente da CBF queria para a Seleção Brasileira não assumiu a equipe, que mesmo assim ficará em boas mãos. Assim como quase toda a imprensa, acredito no sucesso de Mano Menezes.

Além de ter comandado boas campanhas no Grêmio, é um treinador que fez um ótimo trabalho em 2009, sempre destacado aqui. Errou no seu maior desafio, a Copa Libertadores de 2010, mas soube recuperar o Corinthians como poucos fariam. Além disso tudo, existe uma questão tática interessante que merece ser destacada.

Mano usou o 4-2-3-1 no já citado Corinthians de 2009, por exemplo, e também no Grêmio de 2007. Esse foi o mesmo esquema de Dunga na Copa de 2010. Essa coincidência pode fazer com que a Seleção evolua com facilidade rumo à disputa da Copa de 2014. Claro que é preciso renovar as peças. Mas Mano não terá dificuldades para fazer isso com a maioria das posições.

O Brasil tem ótimos volantes. Lucas Leiva e Elias, que já trabalharam com Mano, devem receber mais chances a partir de agora. E ainda existem boas opções como Denílson, Sandro, Arouca, Ramires e Hernanes. Todos esses devem aparecer nas próximas listas da Seleção.

Mano também terá opções para escolher seus meias centrais de criação, já que Kaká, Ganso, Diego e Giuliano são algumas das boas opções que ele tem para compôr esse setor e fazer as funções que eram de Tcheco em 2007 e de Douglas em 2009.

A variedade de alternativas ainda aumenta quando estudamos quem poderá criar pelas pontas. Mano já comandou Carlos Eduardo e Diego Souza nesa posição, portanto são jogadores que podem voltar para a Seleção. Além deles, Elano,  Alex (ex-Inter), Michel Bastos e os atacantes Robinho, Nilmar, Neymar e Pato também podem ser lembrados.

Acostumado a trabalhar com Ronaldo no ano passado, um grande problema para Mano deve ser achar o centroavante ideal para a Seleção. Mas isso é assunto para outro post em breve…

Veja também:

Read Full Post »

Celso Roth é subestimado no Brasil. Ele conhece de futebol, mas o fato de seus trabalhos terem pouco tempo de validade e não resultarem em títulos faz com que ele seja duramente criticado. Mas na verdade trata-se de um bom técnico.

Seu novo desafio é comandar o Inter no Brasileirão 2010 e principalmente na Copa Libertadores. Ainda não aposto que ele será campeão de qualquer uma das duas competições, mas é preciso reconhecer que seu trabalho no Colorado tem sido acima da média e pode o levar a isso. A vitória contra o Atlético-MG nesta quarta-feira fortaleceu essa minha opinião.

A equipe de Celso Roth foi escalada em um 4-2-3-1, tática utilizada por muitas seleções na Copa de 2010. O recém-chegado Tinga armou o time pelo meio, protegido por dois volantes e auxiliado por D’Alessandro na direita e Taison na esquerda. Como na imagem abaixo, retirada do ótimo blog Preleção.

Até a Seleção Brasileira usou um esquema tático parecido na Copa de 2010
Até a Seleção Brasileira usou um esquema tático parecido na Copa

Como Eduardo Cecconi destacou, não foi uma invenção de Celso Roth. Nada mais é do que a continuação do trabalho que já vinha sendo feito com esse esquema, mas com Giuliano na equipe titular. Aliás, a ida do jovem meia para o banco de reservas é um pecado. Mais: é preciso arrumar espaço para Rafael Sóbis nesse time. Boa dor de cabeça para Roth!

A grande questão do momento, diga-se, é exatamente essa: como encaixar as boas novas peças contratadas pelo Inter? “Roth deve manter a estrutura apenas encaixando Sóbis no lugar de Taison”, como André Rocha escreveu? De fato a sugestão é boa, mas não seria uma mudança fácil de fazer, já que Taison tem reencontrado seu bom futebol nesse começo de Brasileirão.

O grande segredo para resolver essas dúvidas é fazer tudo com calma. Para a Libertadores o ideal é nem mexer mais na tática. Para o futuro o time  até pode ser alinhado no 4-3-1-2 simples, desenhado por André Rocha como abaixo:

A saída de Sandro para o Tottenham pode prejudicar a utilização dessa tática no futuro. Quem jogaria na cabeça de área?
A saída de Sandro para o Tottenham pode prejudicar a utilização dessa tática no futuro. Quem jogaria na cabeça de área?

Porém, é evidente que o Inter não é feito só de pontos fortes: no jogo contra o Atlético-MG, por exemplo, a velocidade de Neto Berola incomou os pesados zagueiros do Colorado, Bolívar e Índio. Com os velozes Dagoberto e Marlos, o caminho do São Paulo rumo à final da Copa Libertadores pode ser por ali.

Isso se o bom Celso Roth não prevenir esse problema com antecedência. É melhor temer, pois ele não é “burro”. Longe disso. O recado está dado!

Veja também:

Read Full Post »

Dentre os 23 jogadores que disputaram a Copa de 2010 pelo Brasil, só Thiago Silva, Ramires e Nilmar  terão menos de 30 anos no Mundial de 2014. Isso só prova como a Seleção vai ter que se renovar. O legado que Dunga deixou após sua saída é pequeno, como escreveu Arnaldo Ribeiro, e, na verdade, pouco tem a ver com a escolha dos jogadores.

O legado em Copas/ Arte: Jornal Placar
Seleção Brasileira de 2014 pode ter o menor índice de jogares da Copa anterior desde 1950/ Arte: Jornal Placar

Ou seja, como se não bastasse a pressão gigantesca para que hexacampeonato venha em 2014, o próximo técnico da Seleção ainda terá que saber reformular a equipe e apresentar novidades para quase todas posições. Existem indefinições para achar o novo lateral-esquerdo, o 1º volante, talvez um meia e o centroavante. Difícil! Tenho pena de quem assumir essa missão.

O máximo que posso fazer para ajudar é o levantamento que segue abaixo, com indicações de possíveis jogadores com qualidades e idade para disputar a Copa de 2014. Pelo menos há uma boa notícia: ainda sobra talento em terras tupiniquins. Vejam:

GOLEIRO
Estão prontos: Júlio César, Victor, Gomes e Diego Alves
Precisam evoluir: Renan, Fábio, Felipe e Diego Cavalieri
Olho neles: Neto, Cássio, Dênis e Marcelo Grohe

Ter feito uma Copa de 2010 abaixo do esperado não pode queimar Júlio César na Seleção. Pelo contrário, pela sua experiência e por suas atitudes após a eliminação, ele deve virar um dos líderes do Brasil. Seu reserva, Gomes, é irregular, mas também pode ser mantido caso siga em ótima fase no Tottenham.

Já Victor, que deveria ter ido à África do Sul, atualmente é o melhor entre todos da sua geração. Renan tem passagens por categorias de base da Seleção e deve se destacar em sua volta ao Inter. Já Cavalieri precisa sair do Liverpool se quiser voltar a ser lembrado. Entre os mais jovens que estes, nenhum mostrou ser diferenciado por enquanto.

Eu convocaria desde já: Júlio César e Victor

LATERAL-DIREITO
Estão prontos: Maicon e Daniel Alves
Precisam evoluir: Rafinha, Ilsinho e Jonathan
Olho nele: Rafael

Os dois laterais de 2010 têm qualidades indiscutíveis, mas terão 32 e 31 anos, respectivamente. Portanto, estudar uma nova solução seria útil. O problema é que Rafinha, Ilsinho e Jonathan, por questões diferentes, estão longe de convencer. Rafael, do Manchester United, parece ter mais futuro como jogador de Seleção Brasileira.

Eu convocaria desde já: Daniel Alves e Maicon

ZAGUEIRO
Estão prontos: Thiago Silva, Luisão, Miranda, Alex, Naldo e Alex Silva
Precisam evoluir: David Luiz, Mário Fernandes, Réver e Felipe Santana
Olho neles: Rafael Tolói, Dalton, Breno, Sidnei e Douglas

Os ótimos Lúcio e Juan vão sair de cena, mas a reposição para eles não deve ser um problema. Se quiser experiência e bom jogo aéreo, o técnico pode insistir em Luisão, que terá 33 anos em 2014. Além dele, também com passagens pela Seleção, existem outros 5 bons nomes, citados entre os que “estão prontos”.

Caso queira uma renovação ainda maior, o novo treinador também terá variedade de opções, com jogadores que ainda não vestiram a amarelinha, mas que merecem ser testados. Douglas, que foi importante no título do Twente e que já teve até sua naturalização especulada na Holanda, seria a melhor dessas apostas.

Eu convocaria desde já: Thiago Silva, Luisão, Miranda e Alex Silva

Luisão e Alex Silva
Luisão e Alex Silva – uma dupla de zagueiros irmãos deve funcionar. Entrosamento não faltaria.

LATERAL-ESQUERDO
Estão prontos: Filipe Luís e Marcelo
Precisam evoluir: André Santos, Adriano, Diego Renan e Carlinhos
Olho neles: Fábio e Gabriel Silva

O problema da falta de talentos na lateral-esquerda é grave no Brasil e precisa ser tratado com mais cuidado dessa vez. Não há nenhum talento excepcional e poucas promessas são realmente animadoras. Dentro desse cenário, é preciso confiar nos mais regulares e com maior experiência internacional, além de dar chances rápidas para possíveis revelações do futuro.

Eu convocaria desde já: Filipe Luís e Marcelo

VOLANTE
Estão prontos: Sandro, Ramires, Anderson e Hernanes
Precisam evoluir: Denílson, Lucas, Arouca, Elias, Thiago Motta e Dudu Cearense
Olho neles: Adílson, Jean, Willians, Rafael Carioca, Souza, Jucilei e Wesley

É uma das poucas posições em que Dunga convocou uma quantidade razoável de jovens jogadores. A base para o futuro está preparada, já que Sandro, Ramires, Anderson, Hernanes e Lucas participaram de amistosos ou jogos das Eliminatórias.

A principal dificuldade é achar o substituto ideal de Gilberto Silva. Porém, para a função de Felipe Melo, como 2º volante, não faltam opções que, aliás, já deveriam ter ido para a África do Sul.

Eu convocaria desde já: Sandro, Denílson, Ramires e Hernanes

MEIA
Estão prontos: Kaká, Diego e Elano
Precisam evoluir: Alex (ex-Inter), Diego Souza, Renato Augusto, Carlos Eduardo, Wagner, Thiago Neves, Jádson e Michel Bastos
Olho neles: Paulo Henrique Ganso, Phillipe Coutinho, Giuliano, Maylson, Willian, Oscar, Felipe Menezes e Bruno César

Aqui a renovação precisa ser grande. Kaká e Ganso têm tudo para formar a dupla ideal, mas ainda geram desconfiança, por problema físico ou por inexperiência. Caso esses fatores os atrapalhem, não será fácil achar novas opções. Entre os experientes, nenhum convence ainda. A grande (e única?) saída pode ser realmente apostar na juventude.

Eu convocaria desde já: Kaká, Ganso, Diego e Giuliano

Neymar e Ganso
Ok, agora eu convocaria Neymar e Ganso, mas ainda é preciso ter calma com os dois. Deixo a empolgação cega pros santistas…

2º ATACANTE
Estão prontos:
Robinho, Nilmar e Alexandre Pato
Precisam evoluir: Kléber, Vágner Love, Rafael Sóbis e Thiago Ribeiro
Olho neles: Neymar, Caio, Guilherme, Dentinho, Welliton, Taison, Maicon, Diogo, Wellington Silva e Alex Teixeira

Quatro se destacam aqui: Robinho, Nilmar, Alexandre Pato e Neymar. Os primeiros até corresponderam razoavelmente na Copa de 2010. Os outros dois já mostraram potencial e podem ser craques do futuro. Esses quatro têm uma concorrência formada por vários jovens, que vão ter dificuldades para entrar nessa briga, mas são boas opções que ainda podem melhorar com o tempo.

Eu convocaria desde já: Robinho e Neymar

CENTROAVANTE
Estão prontos:
Luis Fabiano, Fred e Diego Tardelli
Precisam evoluir: Adriano, Hulk e Jô
Olho neles: André e Keirrison

Essa posição pode virar o novo grande problema para o Brasil. O país de Careca, Romário e Ronaldo agora sofrerá sem um grande marcador de gols, já que Luis Fabiano e Adriano, com 33 e 32 anos, respectivamente, podem não chegar bem em 2014.

Também não é fácil apostar nas últimas revelações entre os centroavantes. André e Keirrison ainda parecem limitados. Talvez seja até o caso de acreditar que Nilmar ou Alexandre Pato podem fazer essa função. Mas eu optaria por insistir em quem conhece mais do ofício e pelo menos tem alguma experiência em Copas. Pelo menos enquanto não surgir um novo Careca, um novo Romário…

Eu convocaria desde já: Luis Fabiano e Fred

MEU TIME TITULAR DESDE JÁ: é preciso começar um novo projeto com muitas chances para novas apostas, mas elas precisam entrar aos poucos no onze inicial. Portanto, seria interessante escalar, a princípio, um time assim…

Júlio César; Maicon, Thiago Silva, Luisão, Filipe Luís; Sandro, Ramires, Ganso e Kaká; Robinho e Fred

Esqueci de alguém?

Com certeza ainda surgirão novos talentos, que sempre serão seguidos de perto aqui, principalmente pela seção “Olho Nele”.

No mais, o importante é notar que, apesar de alguns problemas e carências em determinadas posições, existem talentos suficientes para que o novo técnico da Seleção Brasileira conquiste o hexa em casa. Resta saber quem será esse “coitado”, mas isso é assunto pra outro post…

Read Full Post »

TOP 11

Assim que acabou o 1º turno, me esforcei para fazer uma lista de 11 revelações do Brasileirão 2009 até ali. Como eu disse no texto final, não foi fácil, pois não tínhamos boas opções até então.

Poucou nomes surgiram desde então, mas a lista mudou bastante no final das contas (se quiser comparar, clique aqui). Alguns melhoraram, outros caíram de produção e teve até quem foi vendido no meio do ano.

Então segue abaixo a lista atualizada e corrigida dos jovens que foram realmente revelados no Brasileirão 2009. Não valem aqueles que já surgiram desde os estaduais, como Willians, Ganso, Sandro, Adilson, T. Humberto, Werley e outros.

1º) Giuliano (Inter)
Não foi à toa que ele chegou no Mundial Sub-20 com a camisa 10 e a braçadeira de capitão. Fez poucas grandes atuações no Egito, mas costuma brilhar com frequência no Inter com belas jogadas e passes certeiros. É um meia raro e deve ter um ótimo futuro pela frente

Relembre: “Olho em em mais um jovem colorado” 

2º) Fernandinho (Barueri)
Era a principal reveleção até o final do 1º turno. Por questões contratuais e depois por conta de uma lesão, pouco participou do 2º turno. Agora vai para o São Paulo tentar provar que realmente é um jovem de grande talento.

Relembre: “Olho na reveção do Brasileirão”

3º) Diego Renan (Cruzeiro)
O jovem destro da Raposa foi mais um grande achado de Adílson Baptista. Ele chegou a jogar até no meio-campo assim que surgiu, mas mostrou que pode ser diferenciado mesmo na lateral-esquerda, tendo sido um dos melhores da posição no Campeonato.

Relembre: “O novo ‘Nonato'” 

 4º) Souza (Palmeiras)
Assim que Pierre teve uma contusão séria, o jovem volante teve que substituí-lo e foi muito bem em um primeiro momento, mostrando muita personalidade. Caiu de produção junto com o time e agora terá que provar que isso foi só uma irregularidade normal de quem começou a carreira recentemente.

Relembre: “O ‘novo Ferrugem'”

5º) Jucilei (Corinthians)
Contratado sem grande destaque no começo do ano, apenas para compôr elenco, o volante aproveitou a saída de Cristian e Douglas para fazer várias funções no meio-campo de Mano Menezes. Chegou a jogar até como lateral e não foi mal, mas pode ser importante no centenário alvinegro se for escalado em sua posição de origem.

Relembre: “O ‘novo Elias'”

6º) Rafael Tolói (Goiás)
A campanha surpreendente do time esmeraldino não durou muito tempo, mas trouxe à tona alguns bons jovens jogadores. Tolói é um deles. Conseguiu destaque a ponto de ter sido titular da Seleção no Mundial Sub-20. Olho nele!

Acesse a ficha técnica de Rafael Tolói

7º) Felipe Menezes (Goiás)
O meia é outro importante talento que veio de Goiânia. É uma pena que os diretores tenham entendido que não precisavam dele após a chegada de Fernandão. Felipe foi para o Benfica e os esmeraldinos caíram de produção. Não foi à toa.

Relembre: “Dois lados de um jovem”

8º) Jóbson (Botafogo)
Rápido e habilidoso, vai ficar marcado pelos gols que fez contra São Paulo e Palmeiras, já nas rodadas finais do Brasileirão. Precisa melhorar em alguns fundamentos, mas os tentos anotados recentemente mostraram que ele tem evoluído na finalização pelo menos. Vai para o Cruzeiro em 2010.

Relembre: “O novo ‘capetinha'”

9º) Marquinhos (Inter)
A ascenção do meia-atacante aconteceu no momento errado, quando o Inter já passava por uma fase irregular. A troca de técnico o atrapalhou ainda mais, mas ele mostrou que pode sair do banco de reservas, ser útil para o Colorado e confirmar as grandes expectativas formadas pelo seu futebol desde as categorias de base.

Relembre: “Olho na surpresa do Inter”

10º) Neto Berola (Vitória)
Dribles eficientes e muita velocidade renderam ao atacante até uma comparação com Nilmar. Pode ser um exagero, claro, mas ele teve boas atuações e já virou alvo da Traffic, apesar de ter sido reserva em algumas das últimas rodadas do Brasileirão 2009.

Relembre: “O ‘novo Nilmar'”

11º) Augusto (Avaí)
Foi só ele chegar na Ressacada pro time do Avaí subir de produção. A estreia do jovem zagueiro foi um dos pilares da arracanda do seu time no Brasileirão e mostrou qualidades para concretizar a surpreendente campanha do Leão da Ressacada.

Relembre: “Olho no jovem do Leão” 

Outros bons nomes que apareceram, mas sem tanto destaque, foram Oscar e Dênis (ambos do São Paulo), Dalton e Dieguinho (ambos do Fluminense), Kieza e Maicon (ambos do Fluminense), Manoel (Atlético-PR), Mário Fernandes (Grêmio) e Douglas (Goiás). Olho em todos eles!!!

Read Full Post »

Older Posts »