Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Kléberson’

O ORGULHO DA TORCIDA

Botafogo – Mais incrível do que a vitória por 2 a 0 contra um São Paulo que ameaçava crescer é a 3ª colocação na tabela. Eu ainda não acredito, mas o time carioca precisa ser respeitado pelo menos na briga por  uma vaga na próxima Copa Libertadores.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Fluminense e Corinthians – Não dá para escolher um. Líder e vice-líder do Brasileirão pagaram micos semelhantes na rodada, mostrando que ainda não há um time pronto para ser campeão no Brasil.

Ambos tiveram um jogador a mais em campo e não conseguiram superar Atlético-GO e Grêmio.

TROFÉU HERÓI

Kléberson – Quando ninguém poderia apostar que ele ainda seria útil para o Flamengo, marcou dois gols contra o Vitória e evitou uma tragédia.

TROFÉU VILÃO

Iarley – O jogador do Corinthians teve uma atuação horrível contra o Grêmio. O desperdício de um pênalti foi o símbolo de uma péssima noite do atacante.

DESTAQUE PARA O JOVEM

Mazola – O habilidoso atacante do Guarani acertou uma bela jogada individual, passando por Manoel e Leandro, no lance que originou o gol da vitória contra o Atlético-PR. Olho nele!

VALEU O INGRESSO

Douglas – Não é toda rodada que vimos um jogador passar a bola entre as pernas de um adversário e acertar um chute no ângulo. Foi impressionante!

Mas Schwenck, Washington e Obina, por exemplo, também fizeram bonito em uma rodada de belos gols.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Ceará 2 x 1 Santos – Foi quente o jogo no Castelão, que teve até discussão de jogadores com a polícia após o apito final.

As duas equipes precisavam muito da vitória para superarem seus problemas recentes, então partiram para o ataque e muitas chances de gols foram criadas. Ao final, os “vovôs” Magno Alves e Geraldo brilharam mais do que os “Meninos da Vila”, que parecem perdidos sem Ganso, Robinho e Wesley.

TÉDIO EM 90 MINUTOS

Palmeiras 0 x 0 Vasco – Repetiram o péssimo filme do 1º turno, quando os dois se enfrentaram em São Januário e fizeram feio.

Dessa vez não foi diferente no Pacaembu: as duas equipes até tentaram jogar de forma ofensiva, porém, sem organização, tiveram poucos lances brilhantes e não balançaram as redes.

DETALHE TÁTICO

Ceará – Em seus últimos jogos como técnico do Vovô, Mário Sérgio vinha escalando o time no 3-5-2 e tirou o meia Geraldo para colocar esse esquema em prática.

No entanto, no primeiro jogo após a demissão de Mário Sérgio, o Ceará voltou a contar com Geraldo e só usou dois zagueiros. Resultado: uma vitória importantíssima contra o Santos por 2 a 1. Que conste: Geraldo foi quem marcou o gol decisivo.

DETALHE DO TÉCNICO

Joel Santana – Mais uma vez o técnico do Botafogo participou bem do jogo.

Com as infelizes contusões ainda no 1º tempo, ele teve que gastar suas substituições, mas foi inteligente ao escolher Caio e Edno para entrar em campo. O primeiro chutou uma bola que virou gol de Loco Abreu no rebote. O outro anotou o segundo tento contra o São Paulo.

O FUTEBOL É INJUSTO

Inter merecia mais – O Colorado enfrentou o Goiás em casa e precisava ter vencido para mostrar que está disposto a brigar pelo Brasileirão. Vacilou e ficou no 0 a 0, mas o resultado foi injusto com o que aconteceu no jogo.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Cruzeiro – É impressionante a fase do time de Cuca.

Eu acreditava que contra o Avaí, na Ressacada, a sequência de bons resultados da Raposa acabaria. Mas a vitória por 2 a 1 veio de forma merecida e agora o time mineiro já está mais perto dos líderes.

PAPO RETO

Muricy Ramalho,

Não começe a inventar.

Você gosta de improvisações, eu sei, mas escalar o lateral Júlio César de volante definitivamente não foi uma boa ideia. O Fluminense só precisa voltar a fazer o simples pra se reencontrar no Brasileirão.

ACRÉSCIMOS

Corinthians e os pênaltis – Mais uma falta duvidosa dentro da área foi marcada dentro da área, dessa vez pelo árbitro Francisco Carlos Nascimento.

Mas o mais curioso mesmo tem sido a grande quantidade de erros que os jogadores do time paulista tem cometido nas cobranças, seja com Iarley, Bruno César ou Chicão. Só Ronaldo se salva.

Read Full Post »

Há quem se preocupe com os recém-lesionados Kaká e Luís Fabiano. Há quem reclame da pouca variação tática do time de Dunga. Há quem alerte para a falta de opções no banco de reservas. Há até quem ainda lamente as ausências de Ganso e Neymar na África do Sul. Eu prefiro pensar em outro problema: o “risco Felipe Melo”.

Sem desmerecer todas as preocupações supracitadas, já que a maioria realmente faz sentido, acredito que o “risco Felipe Melo” é um problema ainda maior. O amistoso contra o Zimbábue trouxe poucas lições, mas claramente despertou esse alerta.

O segundo volante da Seleção Brasileira preocupa por questões técnicas e disciplinares. Ou seja, ele não só atrapalha a saída de bola como também desperta o medo de uma expulsão, já que foi capaz de arrumar confusão até em um duelo bobo contra um time inexpressivo.

Como escreveu PVC, “Felipe Melo não precisa ser tão nervoso, nem discutir o tempo inteiro com o adversário. Ele dá ritmo, mas às vezes aprofunda o passe quando é mais certo tocar curto.”, resumiu.

A edição de maio da revista Placar trouxe como capa “o risco Kaká”, alertando para o fato de não existir um plano B para a ausência do camisa 10 da Seleção. E é preciso atentar para a mesma situação com Felipe Melo.

Sem ele, Dunga vai acabar optando pelo pouco confiável Kléberson em seu lugar. Foi assim na Copa das Confederações de 2009. Mas na verdade a melhor opção seria Ramires, que jogaria bem ali, mas pouco foi testado nessa função e não deve ser o escolhido.

Dessa forma, cria-se um grande problema: um volante, que é considerado titular absoluto, não produz tanto com a bola, pode ser expulso ou suspenso a qualquer momento e não será substituído da forma correta. Esse é o “risco Felipe Melo”. Essa deveria ser a grande preocupação do Brasil.

Read Full Post »

Com a mais recente convocação de Dunga e sua entrevista esclarecedora, já é possível prever quem serão os 23 jogadores que defenderão a Seleção Brasileira na Copa do Mundo da África do Sul.

As dúvidas parecem cada vez mais resolvidas e, apesar de Dunga garantir que não está com a lista pronta, parece que uma enorme base já está pronta.

As últimas questões são: quem será o terceiro goleiro, os laterais-esquerdos e o reserva de Felipe Melo? Entretanto, mesmo esses problemas estão cada vez mais resolvidos.

Está longe de ser a lista ideal. Poderia ser melhor, é claro, mas também é preciso respeitar o bom trabalho de Dunga até aqui. Ele vai para a Copa do Mundo com moral e contará com esses jogadores em busca do hexa:

Goleiros
Júlio César (Internazionale-ITÁ)
Doni (Roma-ITÁ)
Victor (Grêmio)

Laterais
Maicon (Internazionale-ITÁ)
Daniel Alves (Barcelona-ESP)
Michel Bastos (Lyon-FRA)
André Santos (Fenerbahçe-TUR)

Zagueiros
Lúcio (Internazionale-ITÁ)
Juan (Roma-ITÁ)
Thiago Silva (Milan-ITÁ)
Luisão (Benfica-POR)

Volantes
Gilberto Silva (Panathinaikos-GRÉ)
Felipe Melo (Juventus-ITÁ)
Josué (Wolfsburg-ALE)
Kléberson (Flamengo)

Meias
Ramires (Benfica-POR)
Elano (Galatasaray-TUR)
Julio Baptista (Roma-ITÁ)
Kaká (Real Madrid-ESP)

Atacantes
Robinho (Santos)
Nilmar (Villarreal-ESP)
Luís Fabiano (Sevilla-ESP)
Adriano (Flamengo)

Gilberto é só uma experiência de Dunga, não deve ficar para a Copa. Marcelo e Kléber têm até mais chances do que ele. Mas prefiro apostar no André Santos.

Lucas ou Sandro ainda podem roubar a vaga de Kléberson, mas o volante do Flamengo estava na Copa das Confederações e conta com a fidelidade de Dunga.

No mais, é melhor não esperar mais por surpresas do técnico da Seleção Brasileira. E nem é hora para isso. Só nos resta torcer. E muito!

Read Full Post »

A enorme crise que estorou na Juventus tem vários culpados, mas um deles preocupa demais, por causa da Seleção Brasileira: Felipe Melo está em péssima fase no time italiano e tem complicado sua ida para a Copa do Mundo de 2010.

Dunga tem que se preocupar com essa situação. O volante tem sido constantemente indisciplinado e errado de forma bizonha várias vezes. Apesar de ter jogado bem na maioria das vezes que vestiu a amarelinha, insistir na convocação de Felipe pode ser um risco grave.

O problema é: quem substituiria Felipe Melo caso ele não seja mais convocado? Não há definição, mas existem alguns bons candidatos. São eles:

Ramires
O volante do Benfica não costuma jogar tão recuado quanto Felipe Melo, mas já foi escaldo dessa forma por Dunga. Ele tem jogado com frequência no atual líder do Campeonato Português, o Benfica, e pode ser tão útil na Copa do Mundo quanto foi na Copa das Confederações.

Lucas
O jogador do Liverpool tem conseguido o que lhe faltava para pensar em ir à Copa do Mundo: uma sequência de jogos como titular. Apesar disso, não tem apresentado um bom futebol, até por causa da crise que o seu time enfrenta.

Sandro
Uma das principais revelações de 2009 ganhou moral com Dunga rapidamente e até tem características parecidas com as de Felipe Melo. Falta experiência para que ele vire titular da Seleção, mas ele tem mostrado qualidade para isso.

Hernanes
Um dos jogadores mais regulares do futebol brasileiro foi esquecido por Dunga em 2009. É difícil que ele volte a ser lembrado, mas está na briga por ter ter qualidade para chamar a atenção nos últimos meses antes da Copa do Mundo.

Kléberson
O titular da Copa de 2002 era convocado com frequência até se machucar no segundo semestre do ano passado. Agora voltou bem aos gramados e pode substituir Felipe Melo, já que também atua pelo lado esquerdo do meio-campo em seu clube, o Flamengo.

É difícil acreditar que outros jogadores serão convocados, mas algumas surpresas podem ser Fernando Menegazzo, Tinga e Denílson. De qualquer forma, dá pra perceber que nomes não faltam para o técnico da Seleção. O que falta é tempo para treiná-los. Até por isso a convocação de Felipe Melo para a Copa não está descartada.

Read Full Post »

Dizem por aí...

Em negrito – o jogador e o time que pretende contratá-lo
Em itálico – a posição e o time atual do atleta

A fonte do boato está linkada no nome do jogador

DEMOROU!

Atlético-MG – Felipe Menezes (M-Benfica) – Foi uma das principais revelações de 2009 e sua saída para Portugal foi uma pena. Seria interessante vê-lo de volta desde já.

Inter – Ricardo Oliveira (A-Al-Jazira) – Não tem brilhado longe do Brasil, mas fez sucesso na última vez que voltou, pelo São Paulo.

Palmeiras – Éverton (M-Flamengo) – O time precisa de um canhoto no meio-campo e ele ainda pode jogar bem na lateral-esquerda.

TANTO FAZ…

Atlético-PR – Bruno Mineiro (A-Náutico) – Soube fazer gols em 2009, tanto pelo América-MG quanto pelo Timbu. Fica a desconfiança natural: será que era só uma boa fase ou ele tem talento mesmo?

Cruzeiro – Leandro Guerreiro (V-Botafogo) – Só raça não resolve tudo. É versátil e pode ser útil, mas nem seria titular da Raposa.

Flamengo – Edno (M-Corinthians) – Teoricamente pode substituir Zé roberto à altura, mas precisa reencontrar o futebol dos tempos de Portuguesa.

Palmeiras – Andrezinho (M-Inter) – Terá pouco espaço no time se Diego Souza e Cleiton Xavier ficarem, mas é bom jogador e daria qualidade ao elenco.

Palmeiras – Kléberson (M-Flamengo) – Se aguentar jogar como 2º volante, seria bom, mas só vinha atuando como meia no Rubro-Negro.

CAI FORA!

Avaí – Róbson (M-Santos) – Tem pouca técnica para realmente contribuir com a reconstrução do time.

Botafogo – Wilson (A-Sport) – É limitado demais. O Glorioso precisa ter mais ambição na hora de fazer suas contratações.

Cruzeiro – Ayala (Z-Zaragoza) – Só experiência não resolve tudo. O argentino já foi um grande jogador, mas agora a idade já deve pesar em suas pernas.

Flamengo – Sávio (M-sem clube) – É um risco muito grande apostar que ele repetirá os feitos recentes de Petkovic.

Santos – Giovanni (M-sem clube) – Não foi mal no Mogi Mirim em 2009, mas jogar no Peixe é outra história. Além disso, o time nem precisa de mais um jogador para essa posição.

Santos – Souza (A-Corinthians) – Até uma possível manutenção de Kléber Pereira no time irritaria menos a torcida do que essa contratação.

NÃO ENXERGAM?

Thiago Feltri (LE-Atlético-MG) – Fez um bom Brasileirão pelo Galo e agora está sem espaço e nem contrato no Galo. Não faltam times por aí que precisam de laterais-esquerdos de qualidade. Essa é uma boa dica.

Read Full Post »

TABELINHA

A Seleção Brasileira vai ter o seu principal desafio em breve, ao enfrentar jogos duros contra Chile e Argentina pelas Eliminatórias. Dunga chamou de volta dois nomes que costumava convocar em suas primeiras listas: Adriano e Lucas.

Nenhum dos dois merece, de forma unânime, essa chance. Entretanto, os 2 já mostraram que possuem talento para estar até no grupo da Copa do Mundo. Mas é preciso que eles entendam: precisam fazer algo, não só na Seleção, para realmente viajarem à África do sul.

Adriano tem feito algumas boas atuações e é o artiheiro do Brasileirão por enquanto. Mas ainda não está em forma e não pode se acomodar, também na parte psicológica, que é seu principal problema.

Lucas ganhou espaço no Liverpool com a saída de Xabi Alonso. Foi titular nos 2 jogos oficiais do time na temporada até agora, mas ainda é visto com desconfiança. Se conseguir se firmar, ganha confiança. Talento ele já tem o suficiente para vestir a amarelinha.

Tem gente no calcanhar do dois. Tardelli, Pato, Kléberson ou Anderson também não são unanimidades, mas podem ganhar a vaga. Entretanto, nenhum deles terá uma última chance tão boa quanto as de Adriano e Lucas.

Read Full Post »

BR 2009!

Antes de começar o Brasileirão 2009, a seção “BR 2009″ apresentou os 12 principais times da competição. Agora, no final do 1º turno, veja a comparação daquelas opiniões, daquele tempo, com o que aconteceu por enquanto. Vejamos o que mudou:

FLAMENGO
Como eu tinha previsto, até agora o time não saiu daquela “zona dos que dizem lutar por uma vaga na Copa Sul-Americana”.

O ataque era o principal problema quando Cuca era o técnico. O comando mudou e o problema também: hoje, com Andrade como treinador, a defesa precisa de uma solução e até o meio-campo, sem Ibson e Kléberson (lesionado), fica fraco demais.

Parece que o time ainda vai se reforçar bastante durante o Brasileirão, o que deixa ele ainda mais imprevisível.

Relembre toda a análise feita no começo do Brasileirão.

FLUMINENSE
Ainda comandado por Parreira, eu chamei o time de “incógnita”, já que estava realmente em transformação. As mudanças aconteceram de todos os lados, desde os jogadores aos dirigentes, e o time só piorou.

É impossível não pensar no tricolor caioca como um dos principais candidatos ao rebaixamento no Brasileirão 2009.

Relembre toda a análise feita no começo do Brasileirão.

GRÊMIO
Mantenho o que escrevi mesmo antes da confirmação de Paulo Autuori como técnico do tricolor gaúcho: “Pode brigar por vaga na Libertadores”.

O elenco ainda precisa se reforçar, o esquema tático talvez precise mudar, mas existe talento para que o time passe a ganhar também fora de casa e suba na tabela. Entretanto, não consigo acreditar em título.

Relembre toda a análise feita no começo do Brasileirão.

INTER
A campanha foi conturbada, mas o Colorado não me decepcionou: eu o coloquei como “principal favorito ao título” e ele segue na briga, podendo ainda ser o campeão do 1º turno.

O time ainda deve crescer com os recém-contratados Edu e Fabiano Eller, a ascenção do jovem meia Giuliano e a possível volta do bom futebol de D’Alessandro.

Dessa forma, não consigo imaginar o Inter fora da disputa pelo título até o fim.

Relembre toda a análise feita no começo do Brasileirão.

Amanhã veremos as análises sobre Palmeiras, Santos e São Paulo. Leia a 1ª parte do Balanço do 1º turno clicando aqui.

Read Full Post »

Older Posts »