Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Liga dos Campeões’

Foi encerrada, nesta quarta-feira, a janela de contratações na Europa e, mesmo que alguns campeonatos já tenham começado, essa é a melhor hora para analisar quais times estão melhores ou piores. Agora os elencos da temporada 2011/2012 estão praticamente definidos, os reforços já foram comprados (ou não) e a bola vai rolar no Velho Continente…

Seguem as análises e os palpites dos principais times nos quatro países mais importantes – Inglaterra, Espanha, Itália e Alemanha, com um adendo sobre a Liga dos Campeões no final.

Campeonato Inglês

Brigam pelo título: Chelsea, Manchester City e Manchester United
Em ascenção: Liverpool
Em decadência: Arsenal e Tottenham

Apontei três times como candidatos ao título, mas na verdade os “Red Devils” de Alex Ferguson têm tudo para conquistar a Premier League de novo. Trata-se de um time que foi renovado, com Young, De Gea, Cleverly e Welbeck, por exemplo, mas ainda tem a mesma qualidade das últimas temporadas.

Chelsea e City conseguiram bons reforços e com certeza vão ficar no topo da tabela. O principal problemas para eles pode ser o Liverpool, esse sim um time completamente diferente do que foi na última temporada. Com as chegadas de muitos reforços de qualidade, o técnico-ídolo Dalgish tem conseguido montar um time perigoso, que só precisa se entrosar para ir longe.

Reforços do Liverpool

Doni é a exceção entre vários reforços de qualidade do Liverpool

Em baixa há um Arsenal que perdeu bons jogadores e não soube buscar bons substitutos; e também um Tottenham, que pouco se reinventou, com excessão das chegadas de Scott Parker e Adebayor. Parece pouco para subir na tabela de um Campeonato com um nível tão alto.

Campeonato Espanhol

Brigam pelo título: Barcelona e Real Madrid
Em ascenção: Málaga e Atlético de Madri
Em decadência: Athletic Bilbao, Sevilla, Valencia e Villareal

Messi x Ronaldo

A disputa Messi x Cristiano Ronaldo terá um novo fim?

Aqui acontecem dois campeonatos diferentes. Um entre Barça e Real, que já mostraram, com goleadas na primeira rodada, que são muito superiores; e outro com o resto dos times, que buscam apenas vagas nas competições europeias.

Entre Barça e Real, visualizo uma competição ainda mais equilibrada do que na última temporada. Mourinho tem apenas um reforço na prática (Coentrão, já que Sahin segue lesionado), mas parece ter um conhecimento melhor do que pode tirar do seu elenco. Enquanto isso, o Barça tem o melhor elenco ofensivo do mundo e só pode sofrer caso a defesa, às vezes improvisada, não corresponda.

Entre os outros times, o “novo rico” Málaga gera expectativas, mas ainda não parece ter um time tão consistente. Já o Atlético aposta nos ex-Porto Falcao e Rúben Micael – e talvez agora no brasileiro Diego – para ser a terceira força da Espanha. Até porque Villareal deve sofrer sem Cazorla, Valencia deve sentir falta de Mata e Sevilla e Bilbao pouco evoluíram desde a temporada passada.

Campeonato Italiano

Brigam pelo título: Inter de Milão e Milan
Em ascenção: Juventus, Napoli e Roma
Em decadência: Lazio e Udinese

A qualidade do Italiano tem caído demais nas últimas temporadas, mas pelo menos disputas emocionantes têm acontecido e isso não deve mudar na atual temporada. Afinal, o atual campeão Milan pouco evoluiu e a sua base já montada pode não ser forte o suficiente para frear as ascenções dos rivais.

Forlán

Forlán ainda gera desconfianças, mas pode ser o substituto ideal de Eto'o na Inter

A Inter perdeu Eto’o, mas trouxe Forlán e ainda recheou melhor seu elenco para que o novo técnico Gasperini coloque o time na briga pelo título. Mas ele terá rivais à altura, já que a Juventus contratou bem, o Napoli segurou a maioria dos seus destaques e a Roma fez um novo time – que, apesar de ter dado vexame na Liga Europa, poderá se concentrar só no Italiano e evoluir.

Já Lazio e Udinese, boas surpresas da temporada passada, não devem incomodar os grandes dessa vez. Elas perderam jogadores importantes e em times desse porte isso sempre causa um grande estrago.

Campeonato Alemão

Brigam pelo título: Bayern de Munique, Bayer Leverkusen e Borussia Dortmund
Em ascenção: Schalke 04
Em decadência: Hamburgo, Hannover 96 e Mainz 05

Não é igual a Espanha, mas na Alemanha também há uma grande diferença entre os principais times do campeonato. Se na temporada passada isso não foi percebido por causa da decepção do Bayern e da disparada do Borussia, agora aposto que finalmente veremos esse cenário.

Entre os três mais fortes, aposto que o Bayern não deixará o título escapar dessa vez. O time já tem um dos ataques mais fortes da Europa há algumas temporadas. Com Neuer, Rafinha e Boateng a defesa deve melhorar e vai ser difícil Leverkusen e Dortmund superarem.

Neuer Bayern

A torcida do Bayern não gosta de Neuer, mas ele resolverá um grande problema do time nas últimas temporadas

Abaixo na tabela, há um grande equilíbrio. Há um Schalke com potencial para finalmente mostrar sua força, que já surpreendeu muita gente Liga dos campeões da última temporada; e outros times que, apesar de terem surpreendido recentemente, não contraram bem o suficiente para se manterem no alto da tabela.

Liga dos Campeões
Antes da fase grupos começar, ainda pretendo fazer uma análise mais detalhada, chave por chave, dessa grande competição. Ela merece.

Mas, de uma forma geral, o que vejo na Europa são três times acima de todos: Barcelona, Manchester United e Real Madrid. São equipes prontas, com craques decisivos, bons reforços, grandes técnicos e que dificilmente serão surpreendidos.

Mas zebras acontecem e por isso uma análise mais profunda ainda será feita.

Anúncios

Read Full Post »


Eu sou um dos maiores fãs de Alex Ferguson. O técnico escocês do Manchester United sabe como poucos aproveitar as peças do elenco, levar jogadores a renderem mais do que podem e fazer o Manchester United apresentar um futebol rápido, bonito e eficiente. Porém, na final da Liga dos Campeões, ele errou. Errou feio. E não se pode errar contra essa máquina chamada Barcelona!

O erro de Ferguson ficou claro para quem viu o jogo: a marcação do Manchester no meio-campo foi muito fraca por causa da escalação. Esse problema foi bem explicado por Caio Maia: “Giggs ou Chicharito teriam que sair do time, ou então o meio-campo seria perdido de novo. Nenhum dos dois saiu, e foi exatamente o que aconteceu”.

A questão me lembra os confrontos recentes do Barcelona contra o Real Madrid. Outro técnico genial, o português José Mourinho, percebeu que precisava sufocar o trabalho de meio-campo do Barça. Por isso improvisou Pepe como cabeça de área e ainda alinhou mais dois volantes à frente dele. A tática não deu certo na Liga, mas trouxe o título da Copa do Rei e poderia ter funcionado na competição europeia se Pepe não fosse um cavalo.

Chegaram a chamar Mourinho de “retranqueiro”, como sempre fazem alguns ignorantes que não sabem enxergar além dos resultados. Mas um possível caminho para vencer o Barça estava desenhado, de certa forma. Talvez o Manchester também não tenha as peças ideais para fazer essa tática funcionar. Mas Ferguson deveria ter tentado algo parecido. Será que ele ligou mesmo para Mourinho? Ele disse que faria isso…

O melhor de ver o Barça ser campeão foi ver o Puyol deixar o Abidal levantar a taça. Imagem pra história...
O melhor do Barça ser campeão foi ver o Puyol deixar o Abidal levantar a taça. Imagem pra história!

Mas seria um grande erro meu culpar apenas Ferguson pelo fracasso do Manchester United. Na verdade Messi é o grande culpado por isso. Apoiado pelos também geniais Xavi e Iniesta, ele deu show e colocou em nossas cabeças uma pergunta: onde Messi vai parar? Com apenas 23 anos, ele segue em franca evolução e já tem quinze títulos só pelo Barça, sendo que três são Ligas dos Campeões. Há ainda um Mundial na lista. Impressionante!

Mas prefiro seguir o conselho de Leonardo Bertozzi. Vou apenas desfrutar o fato de poder vê-lo jogar e ficarei “sem pressa para definir o lugar de Messi na história”. Só sei que o argentino vai longe, muito longe…

Aliás, quer saber? Será legal ver o Messi brilhar na Copa do Mundo de 2014, no Brasil, levando a Argentina a um título impressionante. Eu quero mais é ver a história ser escrita na minha frente. Eu quero ver até onde Messi pode ir… e ele pode sim ir mais longe do que qualquer outro já foi!

Read Full Post »

Em uma semana de volta do Opiniões em Campo à ativa, prefiro não recomendar links de um tema específico. Selecionei o que li de bom de uma semana pra cá e apresento os melhores textos abaixo. Em outras oportunidades, podem haver edições especiais sobre um determinado assunto que pautar os comentaristas esportivos.

  • Na expectativa para a final da Liga dos Campeões, José Antonio Lima destacou bem um dos melhores personagens dessa decisão: o gênio Alex Ferguson, técnico que deveria existir em todos times do mundo. Leia mais.
  • Lucas Imbroinise sugeriu uma possível seleção brasileira pra Copa de 2014. É um time exageradamente ofensivo, como ele mesmo reconheceu, mas a análise é bem feita e discussões sobre esse tema sempre soam interessantes. Leia mais.
  • O jornal argentino ‘Olé’ fez aniversário nesta semana e Marcelo Montanini fez um post interessante para homenageá-lo. São capas históricas desse jornal que produz muitas bizarrices, mas às vezes também dá aula de criatividade. Leia mais.
  • Antes mesmo do jogo contra o Peñarol, Mauro Cezar Pereira trouxe uma interessante análise do Vélez Sarzfield. Concordo com ele: trata-se ainda do time que representa o maior perigo para o Santos na Copa Libertadores. Leia mais.
  • Paulo Calçade destaca bem uma ótima notícia para aqueles que, como eu, defendem o sistema de pontos corridos no Brasileirão. Incrível como aumentou a receita dos clubes brasileiros desde 2003! Leia mais.

Read Full Post »

Em agosto, juntamente com vários comentaristas em outros blogs, fiz minhas análises e dei meus palpites sobre quem se classificaria em cada grupo da Liga dos Campeões.

Agora a primeira fase já acabou, a melhor parte vai chegar, mas antes é preciso ver quem acertou nas suas análises…

Grupo A
Cheguei a discordar do favoritismo que vários comentaristas creditaram ao Tottenham, juntamente com a Inter de Milão, é claro. Mesmo assim, também apostei nos Spurs. Pois o time inglês surpreendeu e não só garantiu a classificação, como também ficou em primeiro lugar no grupo, deixando a Inter pra trás. Bola dentro dos comentaristas e minha também.

MEU PALPITE: Inter de Milão e Tottenham
PALPITE DOS COMENTARISTAS: Inter de Milão e Tottenham
RESULTADO: Tottenham e Inter de Milão

Grupo B
Foi apontado como o grupo “mais aberto” de todos. Tudo poderia acontecer. Porém, deu Schalke 04 e Lyon sem esse equilíbrio esperado.

Mas confesso que eu tinha duvidado do time alemão. Bola dentro de Mário André Monteiro, que, como destacado à época, cravou: “a classificação do Schalke é totalmente possível”.

O Benfica pagou mico e fez com que vários comentaristas errasem seus palpites. Bola fora da maioria.

MEU PALPITE: Lyon e Benfica
PALPITE DOS COMENTARISTAS: Lyon e Benfica (nem todos, mas a maioria)
RESULTADO: Schalke 04 e Lyon

Grupo C
Esse era fácil. Manchester United e Valencia eram favoritos e não decepcionaram. Bola dentro! Nenhum dos dois tem apresentado um futebol realmente convincente, mas pelo menos não fizeram feio.

MEU PALPITE: Manchester United e Valencia
PALPITE DOS COMENTARISTAS: Manchester United e Valencia
RESULTADO: Manchester United e Valencia

Grupo D
A classificação do Barcelona era mais do que certa. Mas a disputa pela segunda vaga foi um grande engano. A maioria, inclusive eu, apostou que o Rubin Kazan se classificaria. Mas o Copenhague surpreendeu. Bola fora!

MEU PALPITE: Barcelona e Rubin Kazan
PALPITE DOS COMENTARISTAS: Barcelona e Rubin Kazan
RESULTADO: Barcelona e Copenhague

Grupo E
Outra barbada: Bayern e Roma sempre foram favoritos e não deixaram qualquer surpresa aparecer. Bola dentro de todos!

MEU PALPITE: Bayern e Roma
PALPITE DOS COMENTARISTAS: Bayern e Roma
RESULTADO: Bayern e Roma

Grupo F
Aqui Lédio Carmona e eu resolvemos arriscar: apostamos na classificação do Spartak Moscou junto com o super favorito Chelsea. Bola fora para nós dois.

Deu para perceber com os jogos que o Olympique de Marselha era mais time e que o futebol russo ainda não está 100% preparado para bater de frente com as boas forças europeias.

MEU PALPITE: Chelsea e Spartak Moscou
PALPITE DOS COMENTARISTAS: Chelsea e Olympique
RESULTADO: Chelsea e Olympique

Grupo G
“Se é grupo da morte, alguém tem que morrer”. Com esse raciocínio eu quis inventar: apostei que o Ajax deixaria o Milan de fora, classificando-se juntamente com o bom Real Madrid de José Mourinho. Bola fora, mesmo que o time holandês tenha ficado a somente um ponto do italiano.

É evidente que a maioria apostou no óbvio e por isso bola dentro para eles.

MEU PALPITE: Real Madrid e Ajax
PALPITE DOS COMENTARISTAS: Real Madrid e Milan
RESULTADO: Real Madrid e Milan

Grupo H
Foi apontado por muitos, inclusive por Leonardo Bertozzi, como um grupo que seria dominado facilmente pelo Arsenal. Pois eu avisei que não seria assim, mesmo que os inglesses se classificassem. E quase deu zebra na última rodada!

Apostei em Arsenal e Shakhtar Donetsk. Bola dentro para mim, apesar da ordem de classificação ter invertido com a incrível campanha do time ucraniano. Mas bola fora para Felipe dos Santos Souza, Felipe Lobo, Lédio Carmona, Leonardo Bertozzi e Ubiratan Leal – todos acreditaram no Braga.

MEU PALPITE: Arsenal e Shakhtar Donetsk
PALPITE DOS COMENTARISTAS: Arsenal e Shakhtar Donetsk (nem todos, mas a maioria)
RESULTADO: Arsenal e Shakhtar Donetsk

Read Full Post »

A Liga dos Campeões é, sem dúvidas, a competição de clubes mais importante do mundo. Considero que é também a mais interessante. Basta ver que, nesta temporada, mesmo antes da fase grupos, já tivemos ótimos jogos. Agora as chaves já estão sorteadas e a expectativa é grande para que a competição comece logo.

Enquanto isso, é sempre divertido analisar os times, discutir sobre os jogos, arriscar palpites e, consequentemente, queimar a língua. Como fiz na temporada passada, vou destacar aqui algumas previsões que já foram feitas por aí, apresentar as minhas e futuramente veremos quem acertou e quem escreveu mais besteira. Acontece com quem coloca suas opiniões em campo…

Grupo A
Inter de Milão, Werder Bremen, Tottenham e Twente

Não é um grupo da morte, mas está quase lá. Isso por causa da briga equilibrada entre os times que vão ficar logo atrás da Inter, com a segunda vaga. Fiquei até surpreso pela maioria absoluta dos comentaristas terem apostado no Tottenham. Até concordo com eles e acho que o time inglês se classifica, mas a briga vai ser feia. É melhor não descartar nem o Twente.

Só discordo de quem especula sobre as chances da Inter não ir para as oitavas, como o Vitor Sérgio: “A campeã Inter caiu em uma chave enrolada e precisa entrar ligada desde o ínicio”.

MEU PALPITE: Inter de Milão e Tottenham

Grupo B
Lyon, Benfica, Schalke 04 e Hapoel Tel-Aviv

Agora é a vez de concordar com o Vitor Sérgio, que definiu esse grupo como “o mais aberto”. Sem dúvidas. Fora o Hapoel Tel-Aviv, todos times têm um nível parecido e isso gerou discordâncias nos palpites.

Os comentaristas apostaram mais vezes em Benfica e Lyon, mas, como destacou Mário André Monteiro, “a classificação do Schalke é totalmente possível”. O problema do time alemão é a crise interna que parece atormentar o ambiente por lá.

No final, prefiro ficar com a teoria de Cassiano Gobbet: “O Hapoel é a bomba ambulante. Quem perder pontos para os israelenses, roda”.

MEU PALPITE: Lyon e Benfica

Grupo C
Manchester United, Valencia, Rangers e Bursaspor

O atual campeão turco e o tradicional time escocês podem até tentar surpreender, mas fica difícil não apostar que Manchester United e Valencia vão se classificar.

Marcos Felipe ainda escreveu que o Bursaspor pode dar trabalho e Lédio Carmona apostou mesmo no Rangers, mas na verdade a maioria foi pelo óbvio. Dessa vez eu também não creio em surpresa.

MEU PALPITE: Manchester United e Valencia

Grupo D
Barcelona, Panathinaikos, Copenhague e Rubin Kazan

“Barcelona se classifica até com time B”, definiu perfeitamente Thiago Dias. É claro que não há discussão sobre a classificação do time espanhol, mas pelo visto até a briga pela segunda vaga já tem um favorito: Rubin Kazan foi a aposta da maioria dos comentaristas. Realmente Panathinaikos e Copenhague estão em baixa…

“Os russos do Kazan se reforçaram com o brasileiro Carlos Eduardo e têm um elenco multinacional com o colombiano Noboa e o nigeriano Martins”, observou bem Cassiano Gobbet.

MEU PALPITE: Barcelona e Rubin Kazan

Grupo E
Bayern de Munique, Roma, Basel e Cluj

Absolutamente ninguém ousou palpitar em algo além de Bayern e Roma classificados. A dúvida fica apenas sobre quem vai passar em primeiro lugar. E aí eu tenho certeza que os alemães sobrarão também.

MEU PALPITE: Bayern e Roma

Grupo F
Chelsea, Olympique de Marselha, Spartak Moscou e Zilina

É um grupo tranquilo para um Chelsea que tem impressionado nesse começo de temporada. Sobre a segunda vaga, Lédio Carmona contrariou a maioria e apostou que o Spartak Moscou vai se classificar. Os outros preferiram manter a fé na tradição do time francês.

Observando as várias mudanças pelas quais o Marselha vai ter que passar nessa temporada, eu vou apostar na força do futebol russo, que tem me agradado demais ultimamente.

MEU PALPITE: Chelsea e Spartak Moscou

Grupo G
Milan, Real Madrid, Ajax e Auxerre

“Vinte títulos da Liga dos Campeões num só grupo”, chamou a atenção Vitor Birner. É impressionante mesmo. Com certeza é o “grupo da morte”.

No entanto, é curioso observar que ninguém apostou em zebra nessa chave. Ora, se é da morte, alguém tem que morrer. Como confio demais no trabalho do José Mourinho, vou escolher o Milan para ser surpreendido. Mesmo se contar com Ibrahimovic em breve, ainda será um time cheio de problemas. e de poucas soluções. Já o Ajax está pronto para virar a zebra da vez.

Thiago Dias deu algum indício de que poderia concordar comigo: “o problema maior é do Milan, uma incógnita na temporada. Milan ou Ajax? Não sei. Pulo essa”.

MEU PALPITE: Real Madrid e Ajax

Grupo H
Arsenal, Shakhtar Donetsk, Braga e Partizan

Não concordo com as análises de que o Arsenal terá tantas facilidades como alguns apontaram. Discordo, por exemplo, que o grupo seja “nada muito desafiador para os Gunners”, como definiu Leonardo Bertozzi. Mesmo assim, fica difícil não apostar no time inglês, que, aposto, terá dificuldades para confirmar seu favoritismo.

A briga pela segunda vaga é interessante, pois envolve muitos jogadores brasileiros que atuam por Shakhtar Donetsk ou Braga. O time ucraniano parece estar um passo à frente, tanto em campo quanto nas apostas de todos. Mas o clube português apareceu nos palpites de Felipe dos Santos Souza, Felipe Lobo, Lédio Carmona, Leonardo Bertozzi e Ubiratan Leal.

MEU PALPITE: Arsenal e Shakhtar Donetsk

Read Full Post »

Como os melhores jogadores do mundo estão na Europa, não é nada fácil eleger os principais atletas de uma temporada. Na de 2009/2010 não foi diferente. Mas isso não é motivo para ficar em cima do muro. Sendo assim, o Opiniões em Campo apresenta abaixo o seu time com os principais destaques do futebol europeu.

É uma equipe escalada com três atacantes, já que a Inter de Milão, campeã de tudo, jogou assim durante boa parte da temporada. E é um time possível, já que também conta com volantes para equilibrar o sistema defensivo. Não são exatamente os melhores do mundo em cada posição, mas são os que mais renderam nos últimos 12 meses:

Júlio César; Maicon, Lúcio, Puyol, Evra; Cambiasso, De Rossi, Sneijder; Messi, Milito  e Robben

Goleiros
Júlio César (Inter de Milão) até falhou algumas vezes, mas seus milagres ainda se destacaram mais na campanha brilhante da Inter de Milão.

Outros destaques da posição foram surpreendentes, como Valdés (Barcelona) e Hans-Jorg Butt (Bayern de Munique). Além destes, Cech (Chelsea) e Buffon (Juventus), sempre regulares, também tiveram suas boas fases.

Lateral direita
Maicon (Inter de Milão) foi um monstro na lateral-direita. Com força física na marcação e alguma habilidade no ataque, ele fez uma temporada irretocável.

Mas não faltam outros atletas que se destacaram na temporada, como Sergio Ramos (Real Madrid), Dani Alves (Barcelona), Ivanovic (Chelsea), Lahm (Bayern de Munqiue) e Bale (Tottenham).

Zagueiros
Aqui o nível já foi mais baixo. Fora Lúcio, que é unanimidade, não foi fácil escolher um outro zagueiro realmente brilhante.

Pensei em Vidic (Manchester United), Vermaelen (Arsenal) e Piqué (Barcelona), mas preferi optar pelo capitão do Barça, Carles Puyol, um veterano que melhora a cada temporada.

Lateral esquerda
Patrice Evra (Manchester United) não chegou a ser brilhante, mas foi seguro e eficiente tanto no ataque quanto na defesa. Dessa forma, até por uma falta de concorrência maior na posição, ele tem se destacado mais do que qualquer um.

Ashley Cole (Chelsea) e Riise (Roma) também tiveram bons momentos, mas de uma forma mais irregular. O brasileiro Marcelo (Real Madrid) foi importante para o seu time, mas nem sempre jogou como lateral, e sim como meio-campista.

Volantes
Maradona talvez seja o único que não escalaria o argentino Cambiasso nessa seleção. O volante da Inter de Milão fez jogos impressionantes no Campeonato Italiano e principalmente na Liga dos Campeões.

Já De Rossi (Roma) superou por pouco outros bons concorrentes, como Van Bommel (Bayern de Munique), Barry (Manchester City) e Lass Diarra (Real Madrid).

Meias
Snejder foi outro grande destaque da brilhante Inter de Milão. Dispensado pelo Real no final da temporada passada, ele deu a volta por cima da melhor forma possível.

Lampard (Chelsea), Fábregas (Arsenal) e Xavi (Barcelona) foram outros meias que brilharam e poderiam, por exemplo, entrar no lugar de De Rossi nesse time, para uma formação mais ofensiva.

Atacantes/ pontas
Aqui é a escolha mais difícil de todas, pois não faltam bons jogadores que podem fazer esse função. Messi (Barcelona) e Robben (Bayern de Munique) foram os escolhidos porque decidiram, com muita habilidade, jogos importantes de seus times.

Mas Ribéry (Bayern), Cristiano Ronaldo (Real Madrid), Ronaldinho Gaúcho (Milan), Nani (Manchester United) e Tevez (Manchester City) poderiam fazer essa função e praticamente todos manteriam a mesma qualidade.

Centroavantes
Não foi fácil tirar Rooney (Manchester United) ou Drogba (Chelsea) desse time, mas o fato é que Milito (Inter de Milão) fez por onde. Com gols decisivos e em momentos difíceis, ele foi o principal centroavante de mundo.

Em outro nível, abaixo dos 3, estão Forlán (Atlético de Madrid), Villa (Valencia), Higuaín (Real Madrid) e Mamadou Niang (Olympique de Marselha)

Read Full Post »

Diego Milito estava no pequeno Genoa. Pandev estava na decadente Lazio. Sneijder estava no banco de reservas do Real Madrid. Lúcio foi dispensado pelo técnico Van Gaal, do Bayern de Munique. Eto’o tinha sido desprezado e desvalorizado no Barcelona.

Há um ano atrás, essa era a realidade de alguns dos principais jogadores da Inter de Milão 2009/ 2010. Essa Inter de Milão do José Mourinho. Essa Inter de Milão duas vezes campeã nacional em um ano. Essa Inter de Milão campeã da Europa. Essa Inter de Milão que contratou tão bem nesta temporada.

É claro que não se trata de um time baseado só em ótimos reforços. Existe uma base formada há anos, com Júlio César, Zanetti, Samuel, Cambiasso e outros jogadores que sabem vencer e conhecem o caminho do título. Com as ótimas compras recentes, o time ficou pronto para ser campeão de tudo.

A vitória contra o Bayern de Munique foi decidida não só na individualidade impressionante de Milito (não ver ser titular na Copa, Maradona? Tem certeza?). Mas também na aplicação tática de jogadores que sabiam a importância de conquistar um título com tanto valor como esse.

Parabéns para a Inter de Milão! A vitória na Liga dos Campeões coroa um trabalho excelente com um título esperado por mais de 40 anos. É mais do que justo. É impressionante!

* Com esse post, o Opiniões em Campo abre a semana especial de resumos e balanços sobre a temporada europeia, encerrada neste sábado. Aguardem!

Após essa semana europeia, virão outros sete dias com outro assunto dominante: as prévias da Copa do Mundo. Afinal, não adianta só colocar as opiniões em campo depois que a bolar rolar logo ali, na África do Sul.

Read Full Post »

« Newer Posts - Older Posts »