Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Luan’

“Quando surge o alviverde impotente…”. Era apenas uma piada infantil. Mas se tornou a melhor descrição da realidade palmeirense. Um clube imponente foi representado por um time impotente e broxou durante 36 rodadas nesta temporada. Caiu de divisão e caiu em dignidade, mas precisa entender: foi a melhor coisa que poderia acontecer. E não é difícil entender. Explico…

Palmeiras rebaixado/ Mauro Pimentel/ Terra

De Maurício Ramos a Maikon Leite, o torcedor palmeirense pode eleger muitos culpados pela queda. Mas na prática só há um grande culpado: Arnaldo Tirone é maior símbolo de incompetência do clube. Porque é preciso ser muito ruim para rebaixar um time como o Palmeiras, com orçamento, torcida e estrutura muito maiores que os adversários. É preciso ser péssimo para contratar Leandro Amaros e Luans, dar poder para Frizzos e Piracis, além de se omitir nos piores momentos.

Mesmo assim, se não houvesse rebaixamento, Tirone iria buscar a reeleição no Palmeiras. E talvez conseguisse, baseado no título mentiroso da Copa do Brasil e na política bagunçada do clube. Ele ficaria por mais dois anos e teria a máquina na mão para afundar de vez o Palmeiras. O clube continuaria com seu estatuto atrasado, com seus conselheiros retrógrados e com suas ideias antiquadas. Tudo no Palmeiras é antigo, inclusive a incompetência.

Por isso o time precisa de mudanças, que só podem começar pela presidência. As eleições estão marcadas para janeiro, data essa que já deveria ser antecipada. É preciso eleger já um novo nome, que deve ficar entre Paulo Nobre, Décio Perin e Wlademir Pescarmona. Pouco se conhece sobre eles, mas já fizeram algo de bom…

Na última sexta-feira, os três assinaram juntos uma carta na qual se comprometeram a fazer um “governo de transição”. Vão trabalhar juntos, desde já, para planejar o 2013 do Palmeiras. E, de acordo com PVC, pretendem manter Gilson Kleina. Creem que o treinador é a pessoal ideal para manter, tirar e indicar novos jogadores. Independente desta escolha, só o fato dos três terem se unido já mostra que uma mudança começou. O Palmeiras precisa de paz e união. Todas as confusões possíveis já aconteceram.

Por essas e outras que o rebaixamento pode ser tão importante para o Palmeiras.  Nem sempre cair é bom, concordo – tantos outros foram rebaixados, não aprenderam e continuam a repetir velhos vexames.  Mas o “alviverde imponente precisava disso para ter esperança de mudar. É possível fazer um novo velho Palmeiras, que não broche e honre sua história. Mas antes de se levantar, esse time precisava cair. O primeiro passo está dado. Comemore, Palmeiras!

Vinicíus caído/ Mauro Pimentel/ Terra

Depois de cair, é preciso mudar para se levantar

Read Full Post »

Contratado sem alarde, vindo de um time menor, ele não impressionou tanto nos primeiros jogos. Teve atuações irregulares, até mostrou que poderia ser útil, mas nunca convenceu como titular. As vaias logo vieram, mas o técnico insistiu em utilizá-lo. De repente, quando começou o Brasileirão 2011, tudo mudou. Com boas atuações consecutivas, ele honrou o irônico apelido em referência a Messi, o melhor jogador do mundo atualmente.

Tanto Marlos, do São Paulo, quanto Luan, do Palmeiras, viveram tudo que foi descrito acima. “Lionel Marlos” e “Luanel Messi” sempre foram criticados, mas cresceram de produção nos últimos jogos, foram decisivos e finalmente calaram as vaias das suas torcidas. São destaques do líder e vice-líder do Brasileirão, respectivamente.

Luanel Messi/ Verdazzo.com.br
A brincadeira é muito boa. O problema é se no time levarem ela a sério…

Então só há motivo para festa, certo? Errado! É preciso tomar cuidados para não se iludir. Explico…

Marlos não pode ser titular absoluto do São Paulo. Ele não tem bola para isso. É claro que no momento, com a confiança que adquiriu, o correto é escalá-lo assim. Mas o São Paulo futuramente terá Luis Fabiano para o ataque e é melhor Carpegiani já imaginar como montará o time com um centroavante mais fixo.

Luan também não pode ser titular absoluto do Palmeiras. Ele também não tem bola para isso. É claro que no momento, com a confiança que adquiriu, o correto é escalá-lo assim. Mas seu contrato só é válido até julho e, mesmo que renove, o ideal seria mudar o time, de preferências com reforços. Sem contratações, ainda dá pra contar com o retorno de Valdivia futuramente para montar um time com dois meias, Kleber e um centroavante (Wellington Paulista ou Dinei).

Enfim, o importante é perceber isso: brincadeiras à parte, apelidos divertidos à parte, Marlos e Luan não podem ser superestimados por causa dessa boa fase atual. Eles são soluções a curto prazo, mas para o futuro é preciso contar com mais do que isso. Os Messis brasileiros precisam voltar ao papel de coadjuvante em seus times.

Read Full Post »