Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘MArcelinho Paraíba’

Há mais de 1 mês atrás, o Opiniões em Campo trouxe à tona uma lista com os 11 reforços de 2010 que começaram bem em seus times.

Agora chegou a hora de mostrar o outro lado: não faltam contratações que geraram esperanças no começo do ano, mas parecem ter dado errado nos 20 principais times do futebol brasileiro.

São jogadores que até podem se recuperar ainda, já que os estaduais nunca são os parâmetros ideais para quaisquer análises. Mas o fato é que todos os listados abaixo só decepcionaram por enquanto:

1º) Marcelinho Paraíba (São Paulo)

Já tinha uma passagem bem sucedida no Morumbi e fez um bom Brasileirão 2009. Chegou com moral, mas logo virou reserva e agora o time parece ter conseguido se arrumar sem ele. Deve ficar esquecido por Ricardo Gomes…

2º) Giovanni (Santos)
É outro que chegou em alta por causa de seu ótimo passado no clube. Só que os Meninos da Vila não demoraram para deixá-lo no banco de reservas e fizeram com que suas chances no time ficassem cada vez mais raras.

3º) Cicinho (São Paulo)
Era para ser a solução do time em uma posição carente há anos no tricolor paulista. Entretanto, com problemas físicos, não rendeu o esperado até agora e até causou polêmica por estar na reserva. Deve se recuperar, mas por enquanto só decepcionou mesmo.

4º) Hugo (Grêmio)
Estava em baixa no São Paulo, é verdade, mas os gremistas apostavam que os ares do Olímpico poderiam fazer com que o Hugo de 2008 voltasse à tona. Por enquanto isso não aconteceu e até o jovem Maylson virou titular do meio-campo em seu lugar.

5º) Ramon (Flamengo)
Deveria assumir o lugar deixado por Petkovic naturalmente. Foi contratado para isso. Só que Vinícius Pacheco surpreendeu e tomou essa posição. Para piorar, agora Michael parece também ganhar espaço no meio-campo. Enquanto isso, Ramon fica sem chances no Fla.

6º) Willians (Fluminense)
Chegou do Palmeiras para ser o companheiro de Fred. Mas as boas revelações do tricolor carioca não deixaram: primeiro Maicon ganhou a vaga, depois foi a vez de Wellington Silva e ultimamente Alan é quem tem jogado no ataque.

7º) Angel Rojas (Goiás)
Mesmo com uma carreira irregular no Chile, o meia foi contratado para sanar os problemas de armação do time esmeraldino. Só que não tem jogado no time e deixou espaço para que Deyvid Sacconi, Wellington Saci e outros roubassem sua vaga.

8º) Renato Cajá (Botafogo)

A sua apagada passagem pelo Grêmio gerava desconfiança, é verdade. Mas havia a esperança de que ele poderia reencontrar seu futebol dos tempos de Ponte Petra. Não aconteceu e o Botafogo já foi até atrás de outros meias.

9º) Tcheco (Corinthians)
O meia até já teve seus bons momentos no Corinthians, mas parece que eles vão ficar cada vez mais raros. Com a efetivação de Jucilei como titular no meio-campo, ele perdeu espaço, já que tinha recebido uma chuva de críticas por seu mau começo no time.

10º) Carlinhos Paraíba (São Paulo)
Não chegou com tanta moral quanto seu ex-companheiro de Coritiba, Marcelinho Paraíba, mas o fracasso tem sido ainda maior: participou só de 5 jogos no tricolor paulista e nem é cotado para virar titular.

11º) Gustavo (Vasco)
Não encontrou seu bom futebol desde que saiu do Palmeiras e tem recebido chances cada vez mais raras no time cruzmaltino. Só uma provável mudança de técnico no futuro pode fazer com que sua situação mude dentro da equipe.

Read Full Post »

As recentes polêmicas entre Petkovic e Flamengo trouxeram à tona uma velha ideia surgida após o Brasileirão 2009, quando os “vovôs” estiveram em alta por causa do sucesso do sérvio. Nesse momento, vários outros times apostaram alto em quem já estava pensando em se aposentar.

Só que agora é hora de conferir como eles estão. Alguns deram certo, outros não. Relembremos:

Dodô (Vasco), 35 anos

Já viveu todos extremos possíveis, do céu ao inferno em poucos meses. Com a mudança de treinador, pode ser que o time evolua e ele volte a brilhar, mas ainda é uma grande incógnita no time cruzmaltino

Edílson (Bahia), 39 anos
O “capetinha” não joga com frequência no time, sendo poupado às vezes pelo técnico Renato Gaúcho. O tricolor está bem no estadual, mas, quando ele entra em campo, é discreto: fez só 1 gol, contra o Feirense, em oito jogos.

Giovanni (Santos), 38 anos
Há quem garanta que a sua presença no elenco santista seja importante, pois ele aconselha os novos “meninos da Vila”. Mas o fato é que, em campo, o “Messias” não tem contribuído em nada para o sucesso do Peixe e só fez 1 gol até agora.

Juninho Paulista (Ituano), 37 anos
Dirigente e jogador, o meia tem visto seu time sofrer no Campeonato Paulista. O Ituano está na luta contra o rebaixamento, apesar do veterano ter contribuído com um gol e algumas boas atuações, como contra o Palmeiras.

Marcelinho Paraíba (São Paulo), 34 anos
Chegou com moral no tricolor paulista, para ser titular mesmo. Entretanto, não rendeu o esperado e agora nem costuma sair do banco de reservas. Nem é sombra do jogador que fez sucesso pelo São Paulo em um passado distante.

Roberto Carlos (Corinthians), 36 anos
Começou extremamente mal, indisciplinado e lento. Agora tem melhorado, feito gols e já há até quem peça por ele na Seleção de volta. Trata-se de um exagero, mas o fato é que ele pode ter sido uma grande contratação corintiana.

Sávio (Avaí), 36 anos
Demorou para estrear no Leão da Ressacada, que tem tropeçado um pouco no Catarinense. Mas já virou titular absoluto do ataque e o time tem evoluído aos poucos. Pode ser útil para o Brasileirão 2010.

Viola (Brusque), 41 anos
O time é fraco demais e só luta contra o rebaixamento no Catarinense. Mesmo com esse problema e com dificuldades por lesões, o tetracampeão já fez 6 gols e tem ajudado bastante o seu time. Ele também despertou o interesse do Londrina, que pretende contratá-lo em breve.

Esqueci de alguém?

Enfim… como é possível perceber, o “efeito Petkovic” não tem sido exatamente benéfico para os clubes. A temporada está só começando, mas poucas situações mudarão daqui pra frente. Fica a lição para o Flamengo e para quem mais pensava em aderir à essa “moda”!

Read Full Post »

Ricardo Gomes começou a preparar o São Paulo de 2010 e promoveu uma mudança tática importante: o 3-5-2, tão usado nos últimos 4 anos, pode ser deixado de lado. O técnico quer testar o 4-4-2, já que foram contratados tantos meias e atacantes de qualidade para o elenco.

Como Carlos Pizzatto bem disse em seu post sobre o assunto, “a ideia, a meu ver, é interessantíssima”. O problema é que talvez a experiência não dure muito. Basta olhar para as peças do time para achar vários problemas para que essa mudança realmente aconteça com sucesso.

A primeira questão: André Dias não será líbero. Com 3 zagueiros, ele jogava na sobra e se destacava, pois só tinha que fazer a cobertura. Agora ele terá que se adaptar.

Entretanto, como bem destaca Thiago Quini em sua análise tática sobre o São Paulo, “Agora com os treinamentos na pré-temporada, o comandante poderá educar a defesa em uma linha de quatro”. Será que ele consegue?

A segunda questão: os laterais. Ricardo Gomes escalou Jean e Jorge Wagner nos primeiros treinos. Ambos são meio-campistas e jogarão improvisados. No máximo já atuaram como alas. A defesa pode sofrer pelos flancos.

A terceira questão: falta um 1º volante mais marcador. Por mais que Richarlyson tenha suas qualidades, ele costuma subir pro ataque demais. Jean seria um nome ideal, mas por enquanto ele tem que jogar na lateral-direita.

A quarta questão: o time jogará praticamente com 3 atacantes. Marcelinho Paraíba não jogou de meia pelo Coritiba com frequência, mas será escalado assim no São Paulo. Se Dagoberto não voltar pra ajudar na marcação, o time pode ficar frágil demais.

Além dessas dificuldades, outra questão é se o meio-campo do time será colocado no formato de quadrado ou de losango. Veja os desenhos das opções:


À esq.: o meio quadrado, desenhado por Carlos Pizzatto, no Blog do Carlão. À dir.: o meio em losango, ilustrado por Thiago Quini, no Comente Futebol.

Mesmo com todas essas dúvidas e problemas para resolver, Ricardo Gomes deve agradar Alberto Helena Jr., que também opinou sobre essas questões táticas e deu a entender que espera ver o São Paulo de 2010 escalado mesmo no 4-4-2. “na última leva de contratações, veio uma legião de meio-campistas e atacantes, e é preciso abrir espaços para essa turma, que diabo!”, esbravejou.

Eu também quero observar essas mudanças, mas é bom aproveitar: tudo isso não deve durar muito tempo… Logo logo o 3-5-2 estará de volta!

Read Full Post »

BOLETIM BR

O Opiniões em Campo cobriu o Campeonato Brasileiro de 2009 principalmente através da seção Boletim BR. Nela, foram premiados times e jogadores em algumas categorias, rodada por rodada.

Agora foi feita a contagem de quem mais se destacou e o resultado final serve como um balanço do Brasileirão. Confira:

O ORGULHO DA TORCIDA

São Paulo – A arrancada que o tricolor paulista conseguiu no meio do campeonato lhe rendeu a vitória nessa categoria, mas de forma injusta.

É claro que o Flamengo deveria ser o principal orgulho de sua torcida.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Coritiba e Botafogo – Não é à toa que os dois times penaram até a última rodada para fugir do rebaixamento. Pior para o Coxa, que volta à Série B tão pouco tempo depois de ter voltado de lá.

TROFÉU HERÓI

Adriano – Não podia ser diferente. É o craque do campeonato e pelo menos 4 vezes resolveu um jogo sozinho para o Fla, ganhando destaque nessa categoria.

TROFÉU VILÃO

Rogério Ceni e Eduardo Martini – As falhas dos goleiros sempre aparecem mais, então era esperado que eles ganhassem essa categoria.

O capitão do tricolor paulista falhou contra Atlético-PR e Coritiba, enquanto o arqueiro do Avaí errou contra Botafogo e Fluminense.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Inter – É o time que mais participou de jogos animados, emocionantes ou com alta qualidade técnica. Acima de tudo, o clube merece respeito por ter brigado tanto e conseguido uma boa campanha.

DETALHE TÁTICO

Inter – O Colorado também vence nessa categoria, o que não é nada bom. O time mudou demais durante a competição, tendo jogado tanto em um defensivo 3-6-1 quanto em um ofensivo 4-1-4-1.  Tantas alterações táticas podem ter atrapalhado o time, que poderia ter conquistado o título do Brasileirão 2009.

O FUTEBOL É INJUSTO

Botafogo, Goiás e Náutico – Vale lembrar que aqui não são comentados apenas polêmicas com a arbitragem, mas também jogos em que alguns times foram melhor, mas não venceram.

Não é preciso muito esforço para lembrar de vários jogos em que isso aconteceu com esses 3.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Avaí – Foi além das expectativas em pelo menos 10 rodadas das 38 do Campeonato Brasileiro.

Todos já ouviam falar do bom trabalho de Silas e era possível saber que o time tinha alguns bons talentos, mas a 6ª posição não era esperada, com certeza.

ALGUÉM ME EXPLICA?

Arbitragem – Questionamentos sobre a escolha de juízes ou outras questões polêmicas realmente envolveram vários jogos, mas é bom frisar que isso não decidiu o Campeonato Brasileiro.

ALARME

São Paulo – Foi um dos times que mais chamou a atenção, com certeza, seja por fatores positivos ou negativos. Afinal, o atual campeão esteve em baixa, botou medo nos outros candidatos ao título e só conseguiu uma vaga na Copa Libertadores no final.

Tudo isso só prova porque o time mereceu tantos avisos e alertas.

VALEU O INGRESSO

Marcelinho Paraíba – Acertou pelo menos 4 golaços que ficaram eternizados.

Teve um pouco de tudo: cobrança de escanteio perfeita, chute forte de fora da área e até dribles em velocidade para fazer fila no time adversário.

Read Full Post »

BOLETIM BR

O ORGULHO DA TORCIDA

Botafogo – Saiu da zona de rebaixamento com uma vitória consistente, construída já no 1º tempo do jogo contra o Atlético-MG

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Sport – Desesperado por causa do rebaixamento, sofreu uma vergonhosa derrota, em casa, para o Santos, que tem poucas ambições nesse Brasileirão.

TROFÉU HERÓI

Wellington Paulista – Participou dos três gols do Cruzeiro marcados em menos de 10 minutos de jogo contra o Goiás.

Vale lembrar que Leandro Lima, novo reforço da Raposa, também contribuiu de forma decisiva com a vitória por 3 a 0.

TROFÉU VILÃO

Rogério Ceni – Não frangou, mas falhou sim. É discutível, concordo, mas ficou a impressão, para grande parte da torcida, que foram dois erros mesmo.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Vitória 3 x 3 Flamengo – As duas equipes buscaram quase sempre o ataque e o animado jogo terminou com um resultado justo.

DETALHE TÁTICO

3-6-1 do Inter – Mário Sérgio mal chegou e já mudou o time.

É uma opção interessante, especialmente por manter o Colorado com dois meias, posição em que o técnico conta com várias boas opções.

O FUTEBOL É INJUSTO

Grêmio merecia mais – O empate contra o Atlético-PR não mostrou o que foi o jogo. A partida foi feia, mas deveria terminar com uma vitória de quem conseguiu fazer algo a mais, o tricolor gaúcho no caso.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Coritiba e Avaí – Fora de casa, surpreenderam ninguém menos do que os principais postulantes ao título do Brasileirão 2009.

São Paulo e Palmeiras deveriam ter se preparado melhor para enfrentar esses times, que realmente possuem qualidades e mostraram isso em campo.

ALGUÉM ME EXPLICA?

Por que ninguém quer ser campeão? – Assim como em 2008, parece que os times vão perder todas chances de colocar pelo menos uma mão na taça.

Alguém avise para eles que é bom conquistar esse título!

ALARME

Mário Sérgio é solução? – É preciso ter calma no Inter.

O time enfrentou um Náutico sem sete titulares e nem chegou a vencer com tanta propriedade. Deve acontecer uma reação, mas será suficiente?

VALEU O INGRESSO

Marcelinho Paraíba – Um dos melhores jogadores do Brasileirão, o verdadeiro “artilheiros dos golaços” em 2009, acertou uma bela cobrança de escanteio no Morumbi.

Read Full Post »

Respeito demais a premiação Bola de Prata, organizada pela revista Placar. É um eficiente método para escolher os melhores e mais regulares jogadores dos Campeonatos Brasileiros.

Entretanto, mesmo com toda essa admiração, vou me permitir discordar levemente da Bola de Prata. Veja abaixo a seleção deles até o final do 1º turno e também o meu time:

GOLEIRO
Bola de Prata:
Fábio
Opiniões em Campo: Marcos
O goleiro do Cruzeiro foi sensacional na Copa Libertadores, mas menos espetacular no Brasileirão. Já o palmeirense tem transformado uma zaga instável em uma das melhores do Brasileirão. Graças à sua liderança e aos seus “milagres”, é claro.

LATERAL DIREITO
Bola de Prata: Apodi
Opiniões em Campo: Apodi
O jogador era quase um ponta no esquema de Carpegiani e realmente conseguiu se destacar. Com Vágner Mancini, deve ter que jogar com menos liberdade e pode cair de produção. Veremos…

ZAGUEIROS
Bola de Prata: André Dias e Réver
Opiniões em Campo: André Dias e Réver
Como líbero, o zagueiro do São Paulo tem se destacado mais uma vez. E o defensor do Grêmio conseguiu jogar bem até como volante nas últimas rodadas.

LATERAL ESQUERDO
Bola de Prata:
Júlio César
Opiniões em Campo: Júlio César
Aqui a falta de concorrentes é absurda. O jogador do Goiás se aproveitou disso, foi o destaque do time em várias partidas com assistências e gols, e é quase unanimidade em qualquer seleção do campeonato até aqui.

VOLANTES
Bola de Prata: Guiñazu e Pierre
Opiniões em Campo: Pierre e Willians
O palmeirense é indiscutível, um monstro nos desarmes. Já o volante do Inter foi mais irregular, assim como seu time. Enquanto isso, o jovem flamenguista Willians manteve um bom nível na maioria dos jogos.

MEIAS
Bola de Prata: Cleiton Xavier e Marcelinho Paraíba
Opiniões em Campo: Cleiton Xavier e Leandro Domingues
O meia do Vitória comandou um time fraco em ótimos momentos. Caiu de produção nas rodadas mais recentes, é verdade, mas tem talento para se recuperar. Já o meia palmeirense é indiscutivelmente muito importante para o líder do Brasileirão até aqui.

ATACANTES
Bola de Prata: Fernandinho e Dagoberto
Opiniões em Campo: Fernandinho e Diego Tardelli
O jogador do Barueri é incontestável. Ao lado dele, prefiro escalar quem se destacou por um tempo maior, mas não duvido que o atacante do São Paulo ganhe a posição com o tempo.

No final do Brasileirão 2009 veremos as mudanças nos dois times, que, desconfio, não serão poucas.

Read Full Post »

BOLETIM BR

O ORGULHO DA TORCIDA

Inter – Venceu o Santo André e se manteve com condições de conquistar o título do 1º turno.

Claro que seria uma conquista simbólica, mas só mostraria como o time ainda tem totais chances de ser campeão.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Fluminense – Perdeu feio, sendo totalmente dominado, diante de outro candidato ao rebaixamento, o Coritiba.

Pior que isso só ver a insistência de Renato Gaúcho com certos nomes como Edcarlos, Wellington Monteiro, Marquinhos e outros.

TROFÉU HERÓI

Paulo Baier – Com dois gols, foi o principal destaque da vitória do Atlético-PR.

TROFÉU VILÃO

Leandro Domingues – O Vitória ia sair com um razoável empate contra o Goiás fora de casa, mas ele foi expulso de maneira boba e logo depois saiu o gol da vitória esmeraldina.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Sport 1 x 2 São Paulo – Os minutos finais garantiram o espetáculo.

Três expulsões e dois gols no 2º tempo tranformaram a partida em um duelo realmente interessante.

DETALHE TÁTICO

3-6-1 do Botafogo – Estevam Soares conseguiu uma boa estreia com esse esquema, mas já sinalizou que não deve mantê-lo. Será que é uma boa?

O FUTEBOL É INJUSTO

Flamengo merecia mais – O jogo contra o Grêmio terminou com uma derrota por 4 a 1, mas só por causa do goleiro Victor, que salvou o Grêmio.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Atlético-PR em alta – Não dava para imaginar que o time reagiria sob o comando de Antônio Lopes.

Agora a torcida já chegou até a cantar que o “Furacão voltou”.

ALGUÉM ME EXPLICA?

Fernandão vai jogar no lugar de quem? – O Goiás atual está muito redondo. No 3-6-1, com Felipe Menezes e Léo Lima chegando bem no ataque, o novo reforço do time parece até não ter espaço.

Bela dor de cabeça para Hélio dos anjos!

ALARME

Palmeiras com 3 volantes – Muricy tem insistido nesse esquema, que deu certo contra o Corinthians, mas não precisa ser usado sempre.

Contra o Botafogo, que veio com 3 volantes e 3 zagueiros, era desnecessário.

VALEU O INGRESSO

Marcelinho Paraíba – Mais uma vez o jogador do Coritiba acertou um golaço fazendo fila na defesa adversária.

E mais uma vez superou belos gols concorrentes, como os de Boquita, Taison, Réver, Fernando e Marquinhos.

Read Full Post »

BOLETIM BR

O ORGULHO DA TORCIDA

São Paulo – Venceu um importante jogo contra o Goiás, em casa, de forma realmente arrasadora, sem dar chances.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Coritiba – Mais uma vez perdeu em casa, agora para o Cruzeiro.

TROFÉU HERÓI

Carlinhos Bala – Fez os 2 gols da vitória muito importante do Náutico contra o Santo André.

TROFÉU VILÃO

André Lima – Jogou muito mal, tirou a bola do cobrador oficial de pênaltis do Botafogo e ainda desperdiçou a cobrança. Isso é que é vilão!

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Atlético-MG 1 x 1 Palmeiras – Não poderia ser outro.

Cheio de detalhes táticos, duelos individuais, chances de gols e muito equilíbrio. Se não fossem os goleiros…

DETALHE TÁTICO

Fluminense no 4-4-2 – Renato Gaúcho fez o time voltar ao esquema tático do começo do ano.

Empatou fora de casa contra o Vitória e deve seguir com essa armação para as próximas rodadas.

O FUTEBOL É INJUSTO

O Botafogo merecia mais – Detalhes tiraram o que seria uma vitória normal do Glorioso contra o Furacão.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Avaí – Reagiu contra o Santos na Vila Belmiro e manteve sua inesperada série invicta no Brasileirão 2009.

ALGUÉM ME EXPLICA?

O que acontece com o Grêmio fora de casa? – O time de Paulo Autuori não aprende a ganhar longe do Olímpico.

Dessa vez foi o Barueri, com o sempre ótimo Fernandinho, que conseguiu superar o tricolor gaúcho.

ALARME

Inter – Venceu o Sport de forma empolgante.

Após pausa para viajar ao Japão, parece que o time vai evoluir, ainda mais por ter se reforçado bem e mudado taticamente.

VALEU O INGRESSO

Marcelinho Paraíba – Fez fila na defesa do Cruzeiro e se salvou do vexame no Couto Pereira.

Mas foi um golaço que brigou com outros ótimos concorrentes da rodada, como os tentos de Luiz Alberto, Sandro e Giuliano.

Read Full Post »

BOLETIM BR

O ORGULHO DA TORCIDA

Atlético-MG – A partida horrível do São Paulo ajudou, é verdade.

Mas o Galo conseguiu dar a 2ª alegria para seus torcedores em uma semana, e fez a festa do Mineirão quase lotado.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Flamengo – Perdeu feio em casa para o Palmeiras.

TROFÉU HERÓI

Moradei – Fez um belo gol para evitar o segundo resultado ruim do Corinthians.

TROFÉU VILÃO

Thiego – Como escrevi no twitter, jogador burro é triste.

A sua expulsão no jogo contra o Coritiba foi inexplicável.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Inter 4 x 2 Fluminense – Não foi bonito, mas as expulsões e a reação colorada deixaram o espetáculo mais interessante.

DETALHE TÁTICO

Mudança no Santos – Serginho Chulapa errou ao tirar o Peixe do tradicional 4-5-1.

Colocou Roni ao lado de Kléber Pereira e teve sorte ao contar com a ajuda de Ralf, do Barueri, expulso.

O FUTEBOL É INJUSTO

Náutico 1 x 1 Vitória – O time baiano dominou boa parte do jogo e merecia voltar do Recife com a vitória

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Avaí – Fora de casa, bateu o antes ascendente Goiás por 2 a 0

ALGUÉM ME EXPLICA?

Polêmicas no Maracanã – Como quase todo jogo do Flamengo pode ter árbitros tão fracos?

Não consigo imaginar isso seja proposital, mas às vezes parece mesmo…

ALARME

Defesa do Corinthians – Sofreu 6 gols em dois jogos. Era o ponto forte do time e parece começar a piorar…

VALEU O INGRESSO

Marcelinho Paraíba – Um belo petardo na hora certa para começar a reação do Coxa contra o Grêmio

Read Full Post »