Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Marcelinho’

O ORGULHO DA TORCIDA

Cruzeiro – Bateu o Fluminense por 1 a 0, provou que o time carioca não sabe jogar as grandes decisões e ainda comemorou a tragédia com o Corinthians.

Enfim… virou o principal candidato ao título do Brasileirão depois dessa rodada. Talvez apenas o Inter possa realmente lhe fazer concorrência. Talvez…

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Corinthians – Lutou até o fim no Pacaembu, mas perdeu por 4 a 3 para o Atlético-GO e ainda ficou sem técnico após o jogo. A crise só tem se agravado por lá e não parece que vai acabar tão cedo…

TROFÉU HERÓI

Ricardo Oliveira – Mostrou muita qualidade e finalmente fez o que se espera dele: marcou três gols e ainda se deu ao luxo de perder um de forma absurda no jogo contra o Grêmio-SP.

TROFÉU VILÃO

Léo Moura – Foi expulso e, dois minutos depois, viu seu time sofrer o gol de empate no jogo contra o Avaí.

DESTAQUE PARA O JOVEM

Lucas – Com dribles, movimentação e passes, o ex-Marcelinho foi fundamental para que Ricardo Oliveira desse seu show contra o Grêmio-SP.

VALEU O INGRESSO

Ricardo Oliveira – Foi uma cobrança de falta perfeita, como há muito não se via, pois ele colocou uma força impressionante e a bola entrou no ângulo. Golaço!

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Vasco 3 x 3 Grêmio – As duas equipes precisavam da vitória para almejar objetivos melhores no Brasileirão, então partiram pro ataque, fizeram gols e mostraram qualidades interessantes. Mas empacaram na tabela.

TÉDIO EM 90 MINUTOS

Botafogo 0 x 0 Palmeiras – Em um jogo dominado por marcações fortes, Loco Abreu desperdiçou um pênalti que poderia ter mudado a história de uma partida devagar e pouco emocionante.

DETALHE TÁTICO

Goiás no 4-4-2 – Jorginho deve ter lido este blog e viu como o critiquei por insistir nos esquemas táticos com três zagueiros.

Além disso, ele foi bem ao colocar em campo, durante o 2º tempo, o jovem Bernardo, que fez o gol decisivo do jogo contra o Vitória. Aliás, ele jamais pode ser reserva desse time.

DETALHE DO TÉCNICO

Marcelo Martelotte – Fez uma troca simples, de lateral por lateral, mas a entrada de Maranhão na vaga de Pará deu resultado:  um minuto depois de ir para o jogo, Maranhão fez o gol que abriu o marcador no jogo contra o Atlético-PR.

O FUTEBOL É INJUSTO

Botafogo merecia mais – O excesso de cautela do Palmeiras deu espaço para que o time de Joel Santana atacasse e mostrasse que merecia sair com a vitória.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Atlético-GO – Incrível como esse time sabe surpreender em jogos mais difíceis. O problema é ele perder tantas partidas mais fáceis…

PAPO RETO

Corinthians,

E agora?

A saída mal explicada de Adilson Batista faz com que você precise de um novo técnico, mas há poucas opções razoáveis no mercado. Parreira, a possibilidade mais especulada, é fraca. Foi-se o tempo dele. Cuidado, Corinthians!

Até porque já não acredito mais em suas chances reais de título. É preciso se prevenir também para garantir pelo menos a vaga na Copa Libertadores de 2011.

ACRÉSCIMOS

Vitória – Com a derrota para o Goiás, o time completou cinco jogos seguidos sem somar pontos. Tentou até se arrumar no 3-5-2, mas não é a melhor saída. Mesmo com a chegada de Antônio Lopes, a zona de rebaixamento está cada vez mais real para o time baiano.

Read Full Post »

O ORGULHO DA TORCIDA

São Paulo – Mesmo sem um futebol tão convincente, conseguiu uma vitória no clássico contra o Palmeiras e afastou uma crise que parecia voltar.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Atlético-MG – Teve um jogador a mais que o Vitória desde a metade do primeiro tempo, quando perdia por 2 a 0. Até conseguiu empatar, mas sofreu um gol depois e pagou mico em casa.

TROFÉU HERÓI

Rodriguinho – Fez dois gols contra o Flamengo e evitou que o Fluminense perdesse um clássico no dia que perdeu a liderança do Brasileirão para o Corinthians. Sem ele, os problemas do Tricolor Carioca seriam ainda maiores.

TROFÉU VILÃO

Harlei – Sofreu um frango e, apesar do Goiás ter empatado o jogo, seu erro foi cruel para um time que precisava demais da vitória contra o Ceará.

DESTAQUE PARA O JOVEM

Marcelinho, o agora chamado Lucas – Impressionou a forma como ele chamou a responsabilidade no 2º tempo do clássico entre São Paulo e Palmeiras, fazendo um gol e uma assistência.

Tiro o chapéu para ele. Só não me peçam para me acostumar rapidamente com essa sua boba mudança de nome.

VALEU O INGRESSO

Elias – A tabela perfeita dentro da área, com direito a um passe de calcanhar, foi perfeito e com certeza é um lance raro de se ver. Por isso foi o escolhido.

Mas sobraram golaços como poucas vezes nesse Brasileirão: Renato Abreu, Daniel Carvalho, Rodriguinho, Jonas, Alessandro, Montillo e Wellington Monteiro fizeram bonitas pinturas em campo.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Flamengo 3 x 3 Fluminense – O grande clássico do Rio de Janeiro foi cheio de gols e  emoção, como costuma acontecer nos Fla-Flus.

Ficaram evidentes os problemas defensivos dos dois times, mas o importante é que isso porporcionou um belo espetáculo no Engenhão.

TÉDIO EM 90 MINUTOS

Guarani 0 x 0 Santos – Não foi um jogo com grandes oportunidades de gol e o pior é que o resultado não foi bom para nenhuma das equipes.

DETALHE TÁTICO

3-5-2 do Avaí – Antônio Lopes testou essa tática nos dois últimos jogos do time, saindo com um empate fraco contra o Vitória e uma derrota terrível, em casa, contra o Grêmio.

É melhor o Delegado repensar essa mudança.

DETALHE DO TÉCNICO

Ricardo Silva – Teve coragem de manter o Vitória em campo com um centroavante e fez bem ao trocar Júnior por Schwenck, que deu a assistência para o gol decisivo de Henrique na vitória por 3 a 2 contra o Galo.

O FUTEBOL É INJUSTO

Vasco merecia mais – O Inter até foi bem ao resistir à pressão do adversário, mas a verdade é que o time carioca jogou melhor e poderia tranquilamente ter voltado com pontos de Porto Alegre.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Grêmio – Após vacilar em casa, não dava para imaginar que o time gaúcho reagiria tão bem. Pois bateu o Avaí por 3 a 0 em plena Ressacada, mostrou um futebol bonito e ressurgiu no Brasileirão.

PAPO RETO

Atlético-GO e Grêmio-SP,

Vocês já estão rebaixados.

É incrível como, mesmo tão cedo, está cada vez mais claro o quanto vocês são inferiores aos outros times do Brasileirão. Tomem cuidados apenas para não passarem tanta vergonha. A Série B de 2011 os espera!

ACRÉSCIMOS

Felipão e Luxemburgo – É curioso notar como esses dois técnicos, que até outro dia eram os melhores do Brasil, têm errado constantemente.

O técnico do Palmeiras inventou Márcio Araújo como ala-direito no jogo contra o São Paulo. Já Luxa tentou jogar com Diego Tardelli e Obina, dois centroavantes. É claro que nada disso deu certo.

Read Full Post »

O ORGULHO DA TORCIDA

Cruzeiro – Conseguiu mais uma vitória magra, dessa vez contra o Inter, e manteve sua arrancada. Conquistou 13 dos últimos 15 pontos disputados.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Ceará – Começou o 2º turno entrando de vez na enorme lista de candidatos ao rebaixamento. A derrota por 3 a 1 para o Fluminense até é normal, mas a situação, como um todo, não é.

TROFÉU HERÓI

Felipe – Já escrevi isso nessa seção: é difícil entender como ele é (foi?) reserva de Éverton Santos por tanto tempo no Goiás.

Contra o Guarani, ele fez 2 gols e garantiu a primeira vitória do Goiás desde a pausa para a Copa do Mundo.

TROFÉU VILÃO

Diogo – O atacante do Flamengo foi expulso de forma infantil e facilitou o trabalho do São Paulo na vitória por 2 a 0.

DESTAQUE PARA O JOVEM

Marcelinho – Fez uma assistência incrível para Marlos contra o Flamengo e, no geral, teve uma atuação que lhe rendeu até um post exclusivo neste blog.

VALEU O INGRESSO

Loco Abreu – É incrível o sangue frio do uruguaio. Ele aplicou um belo chapéu no bom goleiro do Santos, Rafael, e decidiu a vitória do Botafogo nos minutos finais do jogo.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Cruzeiro 1 x 0 Inter – O jogo até poderia ter sido melhor, mas, em uma rodada de poucas partidas interessantes, essa se destacou pela grande quantidade de bons jogadores nas duas equipes.

TÉDIO EM 90 MINUTOS

Vitória 1 x 1 Palmeias – O gramado ruim do Barradão atrapalhou mais ainda os limitados jogadores dos dois times, que não conseguiram mostrar qualquer evolução nessa rodada.

Tanto Vitória quanto Palmeiras possuem condições de não entrar na luta contra o rebaixamento, mas precisam ficar em alerta e crescer de produção.

DETALHE TÁTICO

Mudanças no Atlético-MG – Não tenho dúvidas de que o fracasso do Atlético-MG passa pelas insistentes mudanças táticas que Luxemburgo tem ordenado para seus comandados.

No ruim empate contra o Vasco, o time começou o jogo com 3 zagueiros. Antes, diante do São Paulo, a tática foi o 4-4-2. E assim tem sido sempre, com a equipe se perdendo no Brasileirão…

DETALHE DO TÉCNICO

Joel Santana – Teve a coragem de tirar Maicosuel do jogo contra o Santos e colocou Loco Abreu, autor do golaço decisivo na vitória do Botafogo contra o Santos por 1 a 0.

O FUTEBOL É INJUSTO

Inter prejudicado – Houve um pênalti do sempre estabanado zagueiro Gil no atacante Leandro Damião, um lance que poderia ter mudado a história do jogo.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Botafogo – Ainda não estou convencido de que o time do Joel Santana vá brigar no topo da tabela até o fim, mas a inesperada vitória contra o Santos, na Vila Belmiro, mostrou de novo que eu posso estar errado.

PAPO RETO

São Paulo,

Calma!

Ainda é cedo para acreditar que está tudo bem com o time. A vitória contra o Flamengo deu uma nova esperança para a torcida, mas é melhor os jogadores não caírem fácil nessa empolgação antecipada.

ACRÉSCIMOS

Jailson Macedo Freitas – O árbitro que mais marca pênaltis no Brasileirão 2010 foi o grande personagem da rodada.

Ele cometeu dois erros absurdos no jogo entre Atlético-PR e Corinthians e mostrou que o apito não decide o campeonato. Os juizes é que são ruins mesmo e no final erram para todos lados mesmo. Fica tudo igual. Tem que resolver com a bola no pé.

Read Full Post »

Marcelinho

Clube: São Paulo
Posição: meia-atacante
Idade: 18 anos
Altura: 1,74 m
Peso: 66 Kg

Com certeza nem era o planejamento do São Paulo, mas por linhas tortas o time do Morumbi finalmente conseguiu valorizar as suas boas categorias de base. Como previsto aqui, a chance dada para Sérgio Baresi treinar o time principal fez com que jovens ganhassem mais oportunidades.

Quem mais tem aproveitado essa situação é Marcelinho, um meia-atacante que brilhou na vitória do seu time contra o Flamengo, por 2 a 0, nesta quarta-feira, e já tinha ido bem no 3 a 2 para o Tricolor contra o Atlético-MG. Ele foi lançado na hora errada, sob pressão, mas o importante é que tem dado certo.

Esse bom momento do Marcelinho chega para coroar um ano que já tinha começado bem para ele: em janeiro, foi campeão e um dos principais destaques da Copa São Paulo. Em um ranking deste blog, aliás, foi eleito como a quarta melhor revelação do torneio.

Depois, veio uma convocação natural para defender a seleção brasileira sub-18, surgiram boatos sobre um suposto interesse do futebol europeu e então apareceu a chance de integrar o elenco profissional do São Paulo.

De acordo com Rogério Ceni, ele impressionou desde os primeiros treinos: “Desde o Kaká e o Júlio Baptista, não via ninguém tão talentoso”, avaliou o goleiro. Com um futebol de dribles e boa chegada ao ataque, Marcelinho tem encantado. É claro que ele possui idade olímpica e não pode ser ignorado por Mano Menezes em testes e futuras convocações.

Porém, como sempre, também é preciso ter cautela. O São Paulo já teve outros meias talentosos que simplesmente não vingaram até agora. Sérgio Mota e Oscar são os principais exemplos disso. A relação sempre instável entre o São Paulo e o empresário do jogador, Wagner Ribeiro, também é outro motivo para deixar o sinal de atenção ligado.

Formado primeiramente em uma escolinha de futebol do corintiano Marcelinho Carioca (por isso o apelido – seu nome é Lucas), trata-se aqui de um jogador que serve como exemplo para o São Paulo. Com calma, o time pode finalmente virar sua atenção para as categorias de base. Afinal, de onde veio Marcelinho também tem os volantes Casemiro e Zé Vitor, o atacante Lucas Gaúcho, o zagueiro Bruno Uvini, o goleiro Richard, etc…

Read Full Post »

A incrível fábrica de talentos do futebol brasileiro não para de funcionar. Mesmo que os times continuem perdendo jovens craques para a Europa, outros surgem rapidamente por aqui. É isso o que o Brasileirão 2010 tem mostrado.

Basta reparar que até agora, com apenas 19 rodadas, o campeonato já teve mais de dez revelações que podem ser listadas e, no futuro, provavelmente virarão jogadores importantes para seus times. Alguns deles, inclusive, já atingiram esse status.

Ao contrário que fiz nas listas de revelações do Brasileirão 2009, dessa vez incluí também nomes que surgiram nos estaduais do 1º semestre. É justo, afinal são competições de níveis e abragências diferentes. Agora veja abaixo as principais revelações do Brasileirão 2010 até agora:

1º) Bruno César (Corinthians)
Ele já tinha brilhado demais pelo Santo André no Paulistão. Mas sua verdadeira prova de fogo veio no Corinthians e ele não demorou para corresponder: rapidamente virou o principal armador de jogo do time, é um dos artilheiros do Brasileirão e já foi tema de post neste blog.

2º) Mazola (Guarani) *
O Bugre, depois da chegada do técnico Vágner Mancini, foi bem demais ao apostar em um jovem atacante que, apesar de ter ido bem pelo Paulista no começo do ano, podia ficar esquecido no São Paulo. Extremamente habilidoso, ele se destacou no time de Campinas e, apesar ser “cai-cai”, tem dado trabalho para as defesas adversárias.

3º) Dedé (Vasco)
Trata-se de um zagueiro de 22 anos que o Vasco soube observar no Volta Redonda e contratá-lo em 2009. Já em 2010 ele conseguiu sua afirmação como um defensor firme, que tem como ponto forte a velocidade e também o jogo aéreo, do alto de seu 1,92m.

4º) Elkeson (Vitória) *
As ótimas categorias de base do Vitória não param nunca. Em 2009, o principal jogador revelado no clube foi Neto Berola. Em 2010, desponta no time um jogador de posição parecida, mas que tem ainda mais técnica.

Elkeson participou de poucos jogos do Brasileirão do ano passado, mas foi neste ano que realmente se firmou no time, principalmente durante a boa campanha na Copa do Brasil.

5º) Rafael (Santos) *
Longe de ser um dos “Meninos da Vila” mais badalados, Rafael tem sido uma grata surpresa da base santista, já que resolveu um problema gerado por seu antecessor, Felipe, também formado no clube e extremamente irregular. Rafael, pelo contrário, é seguro e, apesar de sofrer com a fraca defesa do Santos, tem conseguido se destacar.

6º) Marcelinho (São Paulo) *
Priomeiro ele foi apontado aqui como uma das principais revelações da Copa SP de 2010. Depois, quando Sérgio Baresi assumiu interinamente o comando do São Paulo, escrevi que isso poderia trazer boas chances para jovens talentos como ele.

Portanto, o que veio depois já era previsto: Marcelinho se firmou entre os titulares de um São Paulo que começa a reagir no Brasileirão e, se não vai chegar muito alto na tabela, pelo menos deve achar boas soluções para 2011 nas suas sempre boas categorias de base.

7º) Tinga (Palmeiras) *
Ele já era tratada como uma joia rara na Ponte Preta e o Palmeiras foi esperto em contratá-lo. Ele ainda não é titular no time paulista, mas é frequentemente utilizado e já fez participações decisivas em alguns jogos. Tem habilidade de sobra e um bom futuro pela frente.

8º) Renan (Avaí) *
A convocação dele para a Seleção Brasileira de Mano Menezes, por ter idade olímpica, veio no momento certo, quando ele se firmava como titular no Avaí. O técnico Antônio Lopes observou bem um goleiro que ainda é muito jovem, mas já parece pronto e deve brilhar ainda mais no futuro.

9º) Misael (Ceará)
Assim que começou o Brasileirão, cheguei a ter a certeza de que ele seria a principal revelação do campeonato. Porém, seu futebol caiu de produção junto com o próprio Ceará, lesões o atrapalharam e agora até a sua posição nessa lista está sob risco até o final da temporada.

10º) Marcelo Lomba (Flamengo)
Ele já tinha passagens pelas categorias de base da seleção brasileira, mas parecia que sua chance nunca ia chegar. Então veio a tragédia do “caso Bruno” e ele teve que virar titular. Assumiu bem a responsabilidade e já até defendeu pênaltis decisivos no Brasileirão.

11º) Alan Patrick (Santos) *
É mais um jogador que foi destaque da Copa São Paulo e agora começa a ir bem entre os profissionais. Poderia ser o substituto ideal de Paulo Henrique Ganso, mas Dorival Jr., acertadamente, tem o uitilizado com cautela. Pode estourar de vez a qualquer momento.

* = tem idade olímpica

Essa relação de principais revelações ainda deve mudar demais até o final do Brasileirão. Tanto em posições quanto em nome dos jogadores mesmo.

Existem outros jovens que precisam de pouco para aparecer em uma futura atualização dessa lista: Alex Sandro e Rodriguinho (ambos do Santos), Henrique (Vitória), Fabrício (Palmeiras), Leandro Damião (Inter), Casemiro (São Paulo) e Rômulo (Vasco) são alguns deles.

Read Full Post »

O ORGULHO DA TORCIDA

Botafogo – Não acredito que o Glorioso vá permanecer ainda por muito tempo no alto da tabela, mas a vitória magra contra o Ceará já o colocou no 3º lugar. A torcida tem mais é que festejar mesmo.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Palmeiras – Perder para o Atlético-GO por 3 a 0, com show de Elias, é vergonhoso.

O time até entrou com uma escalação razoável, mas não pode pensar só na Copa Sul-Americana e jogar o Brasileirão com tão pouca concentração.

TROFÉU HERÓI

Emerson Sheik – Com sua incrível regularidade, foi o principal destaque na importante vitória do Fluminense contra o Goiás por 3 a 0.

TROFÉU VILÃO

Bruno César – O meia teve em seus pés a chance de empatar e mudar a história do jogo contra o Cruzeiro. Porém, o goleiro Fábio salvou a vitória da Raposa.

DESTAQUE PARA O JOVEM

Marcelinho – Foi uma interessante aposta de Sérgio Baresi, já que o meia-atacante do São Paulo tem qualidade e foi apontado aqui como uma das principais revelações da Copa SP de 2010.

Ele até correspondeu, mas o time estava mal armado e segue em crise após o empate contra o Vasco, em casa.

VALEU O INGRESSO

Branquinho – Ele acertou um belo chute de fora da área e teve uma atuação destacada na vitória do Atlético-PR contra o  Grêmio-SP. Mostrou até que pode ser titular da equipe em breve.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Grêmio 1 x 2 Santos – Os gremistas saíram na frente no placar, mas levaram a virada em um jogo emocionante e cheio de alternativas.

TÉDIO EM 90 MINUTOS

Flamengo 0 x 0 Atlético-MG – Era um jogo de grandes expectativas, mas todas foram frustadas, já que, na prática, a partida foi fria e sem graça.

DETALHE TÁTICO

4-4-2 do Fluminense – Muricy Ramalho deve ter percebido que vai suar para encaixar Deco na equipe titular.

Sem três zagueiros, o time foi mal no 1º tempo e poderia ter sofrido gols. Na segunda etapa, quando o técnico já pensava em colocar André Luis em campo, os gols do Flu começaram a sair e a vitória foi confirmada. Mesmo assim, ficou o recado para Muricy: ele vai ter trabalho!

DETALHE DO TÉCNICO

Vagner Mancini – Quando perdia para o Vitória, o técnico colocou os atacantes Rômulo e Geovane, tirando inclusive um meio-campista. O time ficou mais ofensivo e pelo menos o empate por 1 a 1 foi conquistado, com gol exatamente de Rômulo, de pênalti.

O FUTEBOL É INJUSTO

São Paulo  merecia mais – O Tricolor entrou com uma formação estranha e escalações erradas, mas conseguiu jogar muito melhor do que o Vasco. O empate por 0 a 0 não foi nada justo.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Atlético-GO – Não foi só o Palmeiras que jogou mal. O agora ex-lanterna do Brasileirão mostrou algo que não tinha feito até agora, com destaque para a atuação extraordinária de Elias.

PAPO RETO

Inter,

Você ainda pode entrar na briga pelo título do Brasileirão e alcançar o Fluminense na tabela.

Basta deixar a festa pela Libertadores de lado e ter ambição de querer fazer história em 2010. Mesmo sem Sandro e Taison, o elenco ainda tem qualidade para isso e mostrou essa capacidade contra o Avaí, mesmo fora de casa.

ACRÉSCIMOS

Vanderlei Luxemburgo – É curioso ver que boa parte dos torcedores de Flamengo e São Paulo o querem no comando de suas equipes.

Teve até Rubro-Negro que levou faixa com o nome dele para o jogo contra o Atlético-MG. Enquanto isso, o Galo segue na zona de rebaixamento e só comprova que Luxa está mesmo em decadência. Essas torcidas deveriam rever seus conceitos…

Read Full Post »

A Copa São Paulo de 2010 acabou nesta segunda-feira e provou a sua utilidade na arte de revelar talentos do futebol brasileiro.

É claro que a maioria dos jogadores que brilharam na competição ainda não está pronta para a profissionalização. Mesmo assim, é preciso ficar de olho neles desde já. Veja a lista com os principais destaques da Copinha:

1º) Alan Patrick (Santos)
Tem habilidade e técnica, mas o que chamou mais a atenção foi sua personalidade. Ele estava com a Seleção Brasileira Sub-20 e chegou ao time só durante o mata-mata. Não se escondeu em nenhum momento e foi essencial para a boa campanha do Peixe.

2º) Lucas Gaúcho (São Paulo)
O artilheiro da Copa São Paulo mostrou uma grande frieza na hora das finalizações e realmente pode virar um bom centroavante se for bem trabalhado no tricolor paulista.

3º) Gabriel Silva (Palmeiras)
A lateral-esquerda é uma posição de poucos talentos no Brasil, mas pode ganhar um bom nome em breve. O ambidestro Gabriel já vai treinar entre os profissionais e tem tudo para roubar a vaga do irregular Armero no time.

4º) Marcelinho (São Paulo)
O meia-atacante tricolor foi o principal responsável pelo fato do seu time ter tido o melhor ataque da Copinha. Com sua habilidade, não só deu assistências, como também fez belos gols. Sumiu na final, mas merece o destaque por tudo que fez antes.

5º) Carlyle (CFZ)
Esse foi a maior surpresa da competição. É um meia de talento raro e que não era visado para brilhar nessa competição. Só que ele conseguiu roubar os holofotes para si e logo deve aparecer em clubes maiores.

6º) Nikão (Santos)
Não é a primeira vez que ele se destaca em uma Copa são Paulo, mas, com velocidade e chute forte de sobra, dessa vez ele conseguiu ser protagonista do seu time em várias oportunidades. Já está na mira do Atlético-MG.

7º) Richard (São Paulo)
Mostrou segurança durante toda a Copa São Paulo, mas foi na final que ele realmente se destacou. Deveria ter sido expulso, mas depois defendeu 3 pênaltis e decidiu o título para o seu time.

8º) Crystian (Santos)
Um lateral-direito seguro, que se comporta bem tanto na defesa como no ataque. Esse é Crystian, que conseguiu aparecer bem mesmo em um Peixe tão recheado de jovens talentos.

9º) Dudu (Cruzeiro)
Já teve algumas poucas chances entre os profissionais, mas deve voltar a ter oportunidades em 2010. É um meia baixinho que joga mais recuado, mas que também sabe aparecer de surpresa e fazer gols.

10º) Wellington Silva (Fluminense)
Vendido para o Arsenal no começo do ano, o atacante não se acomodou. Mostrou sua habilidade rara e fez jogadas impressionantes até sair da Copinha prematuramente, diante do Palmeiras, nas oitavas-de-final.

11º) Casemiro (São Paulo)
Foi mal nos últimos jogos de seu time, principalmente na decisão contra o Santos, quando deixou Alan Patrick sobrar em campo. Entretanto, mostrou qualidade antes, pois sabe marcar e sair para o jogo com eficiência.

Outros destaques foram os goleiros Luís Guilherme (Botafogo) e Rafael (Santos); os zagueiros Bruno Uvini (São Paulo) e Alemão (Santos); o lateral-direito Luis Felipe (Palmeiras); os volantes Elivelton (Santos), José Vitor (São Paulo); os meias Ramos e Gilsinho (Palmeiras) e os atacantes Sebá (Cruzeiro), Carlão (Paulista), Afonso (Palmeiras) e Roniele (São Paulo). Olho em todos!

Leia também:

Read Full Post »

A Copa São Paulo de 2010 já começou e, apesar de seus problemas, pode ser útil para observarmos quem deve surgir no futebol brasileiro em breve.

Uma prova disso foi a edição do ano passado. Ela destacou alguns bons jogadores que apareceram com frequência durante o resto do ano. Mas também não dá pra ignorar que outros destaques da competição acabaram esquecidos posteriormente. Relembremos:

Deu certo
Manoel, Raul (ambos do Atlético Paranaense), Wellington, Oscar (ambos do São Paulo), Neymar (Santos), Boquita (Corinthians) e Marquinhos (Inter) se destacaram na Copinha e jogaram com frequência entre os profissionais dos seus times posteriormente.

Os jogadores do Furacão e o meia do Corinthians até exibiram qualidades e alcançaram a titularidade no time em alguns momentos. Os jovens do tricolor foram apenas boas opções para o banco de reservas. E o meia-atacante do Colorado mostrou talento e foi uma boa revelação do Brasileirão 2009.

Agora é aguardar o que eles farão em 2010. Eu aposto no maior sucesso de Manoel, Wellington e Marquinhos.

É preciso esperar

A lista é grande de jogares que foram bem na Copa São Paulo de 2008 mas não conseguiram chances no time profissional. A oportunidade pode vir agora, em 2010, mas não com todos.

Os goleiros Santos (Atlético Paranaense) e André Dias (Corinthians), por exemplo, precisarão ter muita paciência ainda. Os zagueiros Bruno Uvini (São Paulo) e Raphael (Fluminense), e os volantes Bruno Formigoni (São Paulo), Willian (Atlético Paranaense) e Mateus (Cruzeiro) seguem o mesmo caminho.

Já o lateral-esquerdo Ânderson Planta (Santos), o meia Wellington (Fluminense) e o atacante Henrique (São Paulo) devem começar a aparecer nas futuras escalações dos seus times.

Não deu certo
O sucesso na Copa São Paulo às vezes atrapalha. Empolgados com o desempenho dos jovens, alguns técnicos lançam jogadores, que não estão prontos, entre os profissionais.

Bruno Bertucci (Corinthians), por exemplo, chegou a ser apontado como solução para a lateral-esquerda do time depois da saída de André Santos. Não deu certo, claro. Era muita pressão e ele não correspondeu.

Medina (Avaí), Bernardo (Cruzeiro), Marcelinho (Corinthians) são outros exemplos de jogadores que tiveram chances, não aproveitaram e agora não devem aparecer no time novamente. Eles são provas vivas que a Copa SP pode ser também um perigo para a carreira de quem se destaca nela.

Read Full Post »

BR 2009

CORINTHIANS

“Corinthians grande
Sempre altaneiro
És do Brasil o clube mais brasileiro”

QUEM JOGA?
Felipe; Alessandro, William, Chicão, André Santos; Cristian, Elias, Douglas; Jorge Henrique, Dentinho e Ronaldo

COMO FOI EM 2008?
1º lugar na Série B – Campanha tranquila, bem planejada, sem quaisquer sustos

COMO SERÁ EM 2009?
Deve brigar por uma vaga na Copa Libertadores de 2010

COMO VAI GARANTIR OS 3 PONTOS?
O primeiro objetivo é não tomar gols com um sistema defensivo que é realmente forte; depois, alguém se vira pra fazer o gol.

O QUE FALTA MELHORAR?
O elenco. Afinal, o time titular realmente é competitivo, mas no banco as opções são pouco animadoras: Escudero na defesa, Túlio e Morais no meio, Souza no ataque, etc…

QUEM VAI DECIDIR?
Ronaldo. Ainda não é confiável fisicamente, mas sobra tecnicamente.

QUEM É A ARMA SECRETA?
Os meias Boquita e Marcelinho se destacaram com o título da Copa São Paulo e conseguem espaço no time aos poucos

O QUE ACONTECERÁ NO MEIO DO ANO?
O time tem poucos jogadores badalados na Europa. Só deve tomar cuidado para não perder peças discretas, mas fundamentais, como André Santos, Elias e até Alessandro. O futebol árabe adora levar este tipo de jogador.

ACRÉSCIMOS
Deu certo jogar com três atacantes na reta final do Campeonato Paulista. No Brasileirão, Mano pode não resistir à tentação de trocar Dentinho ou Jorge Henrique por Fabinho ou Boquita. Será que dá certo?

Read Full Post »