Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Mário Sérgio’

O Brasileirão 2010 segue com uma incrível média de quase uma mudança de técnico por rodada. Marcelo Rospide, ex-Grêmio-SP, foi o último demitido – nem deveria ter sido contratado, claro. Agora o Flamengo tem indicado que Silas pode ser a próxima vítima dessa situação alarmante, na qual todos treinadores parecem interinos em seus cargos.

Elaborei uma lista das piores trocas de técnicos que aconteceram durante o Brasileirão. Não foi fácil, pois as opções negativas eram muitas. Pensei em usar o aproveitamento de pontos com cada técnico para fazer isso, mas creio que estatísticas são insuficientes para isso. É preciso levar em conta questões complexas dos contextos de cada caso. Com esses critérios e essas análises, fiz a lista abaixo:

11º) São Paulo – saiu Ricardo Gomes. Sérgio Baresi assumiu interinamente.
Realmente o time precisava muito de uma mudança de técnico, mas era algo que precisava ter sido melhor pensado. Baresi tem trazido novidades interessantes para o São Paulo, principalmente na revelação de jogadores, mas claramente ele não está pronto para ficar no cargo. E o pior: o Tricolor Paulista perdeu a chance de contratar Dorival Júnior.

10º) Vasco – saiu Celso Roth. PC Gusmão assumiu.
O time carioca não poderia ter perdido o técnico que depois virou campeão da Copa Libertadores. É claro que o trabalho de PC Gusmão também tem dado algum resultado, mas a equipe segue lutando contra o rebaixamento, sendo que poderia estar em uma situação melhor.

9º) Flamengo – Rogério Lourenço. Silas assumiu.
A crise enfrenta pelo Rubro-Negro atualmente é resultado de uma troca que foi justificada da pior maneira possível: Zico deixou claro que só fez isso por causa da torcida. Ora, se ele vai deixar os flamenguistas comandarem o time dessa maneira, é melhor pedir demissão e entregar seu cargo de uma vez.

8º) Vasco – Gaúcho saiu. Celso Roth assumiu.
É claro que Gaúcho não era o nome certo para comandar o Vasco no Brasileirão, mas os erros aqui foram outros: em primeiro lugar, o elenco do Vasco era muito fraco no começo da competição e não houve tempo para que os reforços estreassem sob o comando de Gaúcho. E a própria sucessão também foi um erro, como já comentado acima.

7º) Goiás – Leão saiu. Jorginho assumiu.
Difícil é saber o que foi pior: ter dado a chance para que Leão ficasse no cargo por tanto tempo ou contratar um técnico ainda inexperiente para consertar toda a bagunça que foi deixada. Jorginho chegou há pouco tempo e até conseguiu alguns poucos bons resultados, mas não deve fazer o time escapar do rebaixamento.

6º) Ceará – PC Gusmão saiu. Estevam Soares assumiu.
Aqui os resultados são implacáveis: com um técnico, o time estava organizado defensivamente e até estava no alto da tabela. Com outro treinador, já era esperada uma queda de rendimento, mas Estevam desorganizou o time, que já virou candidato ao rebaixamento novamente.

5º) Atlético-GO – Geninho saiu. Roberto Fernandes assumiu.

O time de Goiás tentou aproveitar a pausa para a Copa do Mundo e mudou seu treinador, mas rapidamente teve que admitir que fez a escolha errada: Roberto Fernandes ficou no cargo apenas por quatro rodadas, fazendo o time desperdiçar um bom período que teve para treinamentos.

4º) Grêmio-SP – Toninho Cecílio saiu. Antônio Carlos Zago assumiu.

Não era hora para uma aposta. E Zago por enquanto é apenas só isso. O time de Presidente Prudente errou demais ao substituir um técnico que, se não era o ideal, pelo menos estava conseguindo surpreender. Com a reposição mal feita, a entrada na zona do rebaixamento foi uma questão de tempo.

3º) Ceará – Estevam Soares saiu. Mário Sérgio assumiu.
Se tudo já tinha ficado ruim com a saída de PC Gusmão, imagine quando chegou um técnico que há anos só tem acumulado trabalhos ruins. Ele quis fazer uma grande reformulação no elenco, mas durou apenas um mês no cargo e só piorou a situação do Ceará.

2º) Grêmio-SP – Antônio Carlos Zago saiu. Marcelo Rospide assumiu.
Aqui é necessária a utilização dos números: 15 pontos foram disputados desde que essa mudança foi efetuada no time prudentino,  mas nenhum foi conquistado. Após cinco derrotas seguidas, Rospide pediu demissão e provou que nem deveria ter sido contratado.

1º) Vitória – Ricardo Silva saiu. Toninho Cecílio assumiu.
Não havia um motivo para a demissão de Ricardo Silva, que tinha levado o time à final da Copa do Brasil. Mesmo assim, a troca aconteceu e só serviu para piorar a situação do time baiano na tabela, com crises e derrotas vexatórias. Após 9 rodadas, Toninho foi demitido e a diretoria do Vitória admitiu seu erro ao voltar com Ricardo Silva no comando da equipe.

É claro que existem casos nos quais o resultado foi inverso: um novo técnico chegou e mudou para melhor a situação do time. Foi assim com Carpegiani no Atlético-PR, e com Renato Gaúcho no Grêmio, só para citar dois exemplos. Mas a cautela nesse tipo de decisão deve sempre prevalecer. O que não tem ocorrido de maneira nenhuma no Brasileirão 2010 ultimamente.

Que não só o Flamengo siga esse receita, mas Ceará, Santos, São Paulo e Avaí também tomem cuidado. Todos estão sem técnicos efetivados no momento e podem se complicar com essa importante decisão. Quem vai querer engrossar a lista acima?

Read Full Post »

O ORGULHO DA TORCIDA

Botafogo – Em casa, conseguiu uma vitória expressiva, por 3 a 0, contra um Atlético-MG que demora para se encontrar no Brasileirão 2010.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Ceará – Não conseguiu vencer sequer o Atlético-GO em casa.

Segue sem vitória desde a pausa para a Copa de 2010, está fazendo hora extra no G4 e não deve demorar a cair na tabela do Brasilerão.

TROFÉU HERÓI

Elias – Ninguém se destacou demais individualmente, mas vale o destaque para quem fez um golaço e decidiu o clássico contra o Flamengo, mesmo fazendo uma função que não é a ideal.

TROFÉU VILÃO

André Lima – De forma absurda, perdeu um gol que poderia ter dado pelo menos um empate para o Grêmio contra o Fluminense.

DESTAQUE PARA O JOVEM

Mazola – Tem se destacado desde que o Brasileirão 2010 começou e já poderia ter aparecido nessa seção.

Agora corrijo a injustiça: contra o Avaí, ele fez gol e mostrou que o São Paulo pode pensar em aproveitá-lo em 2011 Passou da hora do Tricolor paulista dar mais espaço para seus bons talentos vindos das categorias de base.

VALEU O INGRESSO

Maikon Leite – Ganhou uma dividida, aplicou um belo drible e chutou muito forte, de esquerda, sem dar chances para Rogério Ceni sequer pular.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Guarani 4 x 1 Avaí – Foi uma goleada do Bugre, mas o jogo foi quente desde o começo e o Leão da Ressacada ainda desperdiçou um pênalti, que poderia ter colocado ainda mais fogo na partida.

TÉDIO EM 90 MINUTOS

Cruzeiro 0 x 0 Grêmio-SP – Em um jogo sem tantas chances de gols e de pouca emoção, a marcação chata do time paulista anulou fácil a pouca criatividade da equipe de Cuca.

DETALHE TÁTICO

Atlético-MG – Não há time que aguente tantas invenções táticas.

Luxemburgo tem alterado jogo por jogo – e às vezes até durante as partidas – o sistema tático do Galo. Nessa rodada, ele tentou algo parecido com um 4-3-1-2, mas o ttime está claramente perdido.

DETALHE DO TÉCNICO

Émerson Leão – É outro técnico que tem errado demais nas escalações iniciais, mas dessa vez pelo menos foi bem ao colocar Otacílio Neto e Felipe em campo durante o jogo. Este segundo, aliás, nem deveria ser reserva do time.

O FUTEBOL É INJUSTO

Ceará merecia vencer – Pressionou demais o Atlético-GO e não conseguiu a vitória por pouco.

O empate por 0 a 0 resultou na apressada demissão de Estevem Soares, o que deve atrapalhar ainda mais a situação do time.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

São Paulo – Era esperado que a eliminação do time na Copa Libertadores e a saída de Ricardo Gomes fossem mais traumáticas.

Mas o time surpreendeu ao chegar perto da vitória inédita na Arena da Baixada, contra o Atlético-PR.

PAPO RETO

Felipão,

Valdívia não vai resolver tudo.

O que acontece com o Palmeiras? O time tem demorado demais a evoluir minimamente sob o seu comando. O elenco ainda parece fragilizado psicologicamente, pois tem complicado jogos fáceis. Além disso, tem tido uma postura defensiva exagerada. E agora, Felipão?

ACRÉSCIMOS

Silas demitido – Até acho que o Grêmio poderia ter tido mais paciência, mas de fato era um técnico que estava errando demais, principalmente taticamente.

O problema é a reposição para o Tricolor gaúcho. Mário Sérgio? Geninho? Renato Gaúcho? Nenhum dos técnicos especulados até agora agradam.

Read Full Post »

BOLETIM BR

O ORGULHO DA TORCIDA

Avaí – Conseguiu a virada contra o Goiás e já consolidou uma surpreendente campanha, que mantém o Leão da Ressacada no Brasileirão de 2010.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Palmeiras – Em dia cheio de falhas individuais, principalmente com a péssima atuação de Edmílson, o time perdeu a 3ª chance seguida de disparar.

TROFÉU HERÓI

Thiago Ribeiro – Marcou o gol solitário que decidiu a bonita vitória do Cruzeiro contra o Botafogo.

TROFÉU VILÃO

Vágner – O Náutico surpreendia o Vitória fora de casa até ele ser expulso e deixar o centroavante Leandrão fazer a festa e virar o placar.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Fluminense 2 x 2 Inter – Os dois times buscaram a vitória e só conseguiram um resultado ruim para ambos, mas em uma partida bem disputada.

A curiosidade ficou por conta do zagueiro Gum, que participou ativamente de todos os gols, até mesmo com erros em dois deles.

DETALHE TÁTICO

3 zagueiros e 3 volantes no Inter – Mais uma vez Mário Sérgio mexeu na tática do Colorado e dessa vez tentou algo bizarro. Pior: quase deu certo.

O FUTEBOL É INJUSTO

Barueri merecia mais – Em um jogo horrível contra o Santos, o goleiro Felipe evitou uma derrota que faria jus ao que aconteceu em campo.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Atlético-MG – Confesso que não arriscaria uma vitória do Galo, em pleno Morumbi, contra o São Paulo.

Mas o time de Celso Roth segue com uma ótima evolução, tanto na tabela quanto no futebol apresentado em campo.

ALGUÉM ME EXPLICA?

Vaias ao Adílson Baptista – Não consigo compreender o que a torcida do Cruzeiro quer de seu bom técnico.

Ele tem crédito, mas mesmo assim foi chamado de burro ao colocar Fernandinho no lugar de Leandro Lima no 2º tempo. Mais tarde, o jogador que entrou deu o passe para o gol da vitória.

ALARME

Campeonato horrível – As últimas rodadas do Brasileirão 2009 foram  desanimadoras pela falta de times que apresentem futebol confiável para faturar o título.

VALEU O INGRESSO

Perea – Após pedalada e forte chute de esquerda, colombiano concretizou belo gol na vitória contra o Coritiba.

Read Full Post »

BOLETIM BR

O ORGULHO DA TORCIDA

Náutico – Pouco importa se o adversário estava cheio de desfalques. Fez a festa nos Aflitos ao bater o líder do Brasileirão 2009 por 3 a 0.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Atlético-MG – Em pleno Mineirão, diante do maior rival, o time não venceu e perdeu a chance de encostar um pouco mais no Palmeiras.

Olho no Cruzeiro, que entra de vez na briga por uma vaga na Copa Libertadores.

TROFÉU HERÓI

Thiago Humberto – Acertou boas jogadas e tabelas com Márcio Careca e decidiu o confronto contra o Coritiba, mesmo fora de casa.

TROFÉU VILÃO

Eduardo Martini – O goleiro do Avaí falhou nos dois gols de Victor Simões que concretizaram o empate do Botafogo no Engenhão.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Botafogo 2 x 2 Avaí – No meio de tantas partidas sem sal, esta exatamente destaca-se apenas pela emoção que aconteceu no final do 2º tempo e pela justiça refletida no placar final.

DETALHE TÁTICO

Substituição no Inter – Mário Sérgio trocou Andrezinho por Marcelo Cordeiro e deixou um buraco na ponta direita do ataque do Atlético-PR, exatamente onde começou o gol do Furacão.

Era para o Colorado mudar do 3-5-2 para o 4-4-2 e ir pra cima, mas virou uma bagunça em campo e quase veio uma derrota em casa.

O FUTEBOL É INJUSTO

Goiás merecia mais O empate com o Sport poderia ter sido uma importante vitória, mas isso não aconteceu por detalhes.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Barueri – Não quis saber de dar parabéns e estragou a festa do centenário do Coritiba.

ALGUÉM ME EXPLICA?

Confusão no Engenhão – Como que a própria diretoria do Botafogo não disponibiliza condições para sua torcida lotar o estádio?

ALARME

Defesa do Palmeiras – As bolas aéreas voltaram a ser um problema enorme, sem falar da deficiência evidente no setor esquerdo da defesa.

Se continuar a errar tanto assim, uma hora algum time vai aproveitar a chance de assumir a liderança. E o próximo confronto não é fácil: contra o Flamengo, no Palestra Itália.

VALEU O INGRESSO

Thiago Humberto e Alan – Os dois acertaram belos chutes que foram parar no ângulo e coroaram suas boas atuações, contra Coritiba e Santo André, respectivamente.

Read Full Post »

BOLETIM BR

O ORGULHO DA TORCIDA

Botafogo – Saiu da zona de rebaixamento com uma vitória consistente, construída já no 1º tempo do jogo contra o Atlético-MG

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Sport – Desesperado por causa do rebaixamento, sofreu uma vergonhosa derrota, em casa, para o Santos, que tem poucas ambições nesse Brasileirão.

TROFÉU HERÓI

Wellington Paulista – Participou dos três gols do Cruzeiro marcados em menos de 10 minutos de jogo contra o Goiás.

Vale lembrar que Leandro Lima, novo reforço da Raposa, também contribuiu de forma decisiva com a vitória por 3 a 0.

TROFÉU VILÃO

Rogério Ceni – Não frangou, mas falhou sim. É discutível, concordo, mas ficou a impressão, para grande parte da torcida, que foram dois erros mesmo.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Vitória 3 x 3 Flamengo – As duas equipes buscaram quase sempre o ataque e o animado jogo terminou com um resultado justo.

DETALHE TÁTICO

3-6-1 do Inter – Mário Sérgio mal chegou e já mudou o time.

É uma opção interessante, especialmente por manter o Colorado com dois meias, posição em que o técnico conta com várias boas opções.

O FUTEBOL É INJUSTO

Grêmio merecia mais – O empate contra o Atlético-PR não mostrou o que foi o jogo. A partida foi feia, mas deveria terminar com uma vitória de quem conseguiu fazer algo a mais, o tricolor gaúcho no caso.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Coritiba e Avaí – Fora de casa, surpreenderam ninguém menos do que os principais postulantes ao título do Brasileirão 2009.

São Paulo e Palmeiras deveriam ter se preparado melhor para enfrentar esses times, que realmente possuem qualidades e mostraram isso em campo.

ALGUÉM ME EXPLICA?

Por que ninguém quer ser campeão? – Assim como em 2008, parece que os times vão perder todas chances de colocar pelo menos uma mão na taça.

Alguém avise para eles que é bom conquistar esse título!

ALARME

Mário Sérgio é solução? – É preciso ter calma no Inter.

O time enfrentou um Náutico sem sete titulares e nem chegou a vencer com tanta propriedade. Deve acontecer uma reação, mas será suficiente?

VALEU O INGRESSO

Marcelinho Paraíba – Um dos melhores jogadores do Brasileirão, o verdadeiro “artilheiros dos golaços” em 2009, acertou uma bela cobrança de escanteio no Morumbi.

Read Full Post »

SALA DE IMPRENSA

A contratação de Mário Sérgio como novo comandante do Inter, no lugar de Tite, dividiu opiniões e até gerou uma contradição.

De um lado, Vitor Birner escreveu que ele “consegue fazer os times jogarem rapidamente e bem, mas apenas por breve período”. Do outro, Mauro Betting disse que Mário “foi infeliz quando teve pouco tempo em grandes clubes”.

Afinal, é ou não é um técnico que se dá bem quando precisa de resultados em um curto prazo? Trata-se de uma questão fundamental, afinal faltam apenas 2 meses para o fim do Brasileirão 2009.

O fato é que não são poucos os exemplos de passagens rápidas e sem sucesso do novo técnico do Inter: basta lembrar dele no São Paulo em 1998, no Atlético-MG em 2004, no Botafogo em 2007 ou no Atlético-PR em 2008 . Em todos esse times ele ficou pouco tempo e nada conseguiu.

Seus maiores feitos são pouco significativos, já que nunca levou um título e no máximo faturou um surpreendente vice-campeonato da Copa do Brasil com o Figueirense em 2007, quando passou um tempo maior no clube.

A avaliação de Mauro Betting é mais certeira. E também a mais preocupante para o torcedor do Inter.

Read Full Post »