Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Mauricio Noriega’

VALE A VISITA

  •  Caio Maia traz uma ótima notícia: confirma que boa parte da equipe da revista Trivela vai trabalhar agora em uma nova publicação, a ESPN The Magazine. Clique aqui e leia mais
  • Marcelo Damato destaca Petkovic, que aos 37 anos, é uma das maiores surpresas do Brasileirão 2009. Com certeza! Clique aqui e leia mais.
  • Maurício Noriega faz uma interessante comparação entre o Dunga de 1994 e o Dunga de 2009. Clique aqui e leia mais
  • PVC traz interessantes dados sobre a artilharia do Brasileirão 2009, que realmente está com números muito baixos. Clique aqui e leia mais.
  • Rogério Andrade conta a história do antigo estádio do Arsenal, que agora virou um condomínio. As fotos divulgadas são espetaculares! Clique aqui e leia mais.

Read Full Post »

Header Direto das Bancas

Última edição da revistra Trivela. Nº 43

É uma pena, mas a revista Trivela anunciou o seu fim após a edição deste mês. Depois de 3 anos nas bancas, uma das melhores publicações do Brasil deixa de ser impressa e vira promessa de novos bons projetos. Maurício Stycer e Maurício Noriega foram alguns dos jornalistas que também lamentaram publicamente essa notícia.

A última edição, de número 43, já virou um item de colecionador, que eu fiz questão de comprar. Ela vem com o Kaká na capa para anunciar uma reportagem sobre os “novos galáticos” do Real Madrid. Mas outras matérias chamam mais a atenção, como uma sobre jogadores que derrubam técnicos. Ou a entrevista de Maurício Noriega com Rubens Minelii. Tem ainda o Diego, o futebol russo, o Manchester City, etc…

Agora a já forte marca Trivela continuará no site, que promete mudanças no layout e no conteúdo. O desenho da nova homepage, que foi publicada na revista, parece realmente atraente. A cobertura maior do futebol brasileiro, a presença de mais blogs e a criação de algumas seções interessantes vão melhorar o nível do que já é muito bom.

Além disso, um forte boato diz que a equipe da Trivela vai trabalhar agora na versão brasileira da ESPN The Magazine. Para quem não conhece, trata-se de uma gigante publicação internacional, que produz ótimos conteúdos lá fora. Caio Maia, o ‘chefe’ disso tudo, dá pistas sobre isso no editorial, quando promete não “abandonar o mundo da banca”.

Portanto, se isso realmente acontecer, não haverá motivos para lamentações. Sob uma marca mais forte ainda, a equipe continuará seu bom trabalho, deve evoluir (há muito o que evoluir, é claro) e  aparecer mais vezes nessa nova seção do Opiniões em Campo, a “Direto das Bancas”

Fiquem de olhos nas bancas! E aqui também!

Read Full Post »

SALA DE IMPRENSA

Fiquei assustado com o grande número de comentaristas esportivos que apontou apenas Palmeiras, Inter e São Paulo como favoritos ao título do Brasileirão 2009 após a 23ª rodada.

Alberto Helena Jr., por exemplo, confirmou essa impressão e Juca Kfouri foi direto ao ponto: “Palmeiras, Inter e São Paulo vão brigar pelo título. O Palmeiras pelo penta, o Inter pelo tetra e o São Paulo pelo heptacampeonato”.

O portal Terra chegou a fazer um interessante gráfico de análise, em que separa e restringe os três times do resto dos outros times do campeonato.

Sérgio Xavier escreveu que o Corinthians pode decidir o título para seus rivais, mas não citou o time na briga pelo título em outro post sobre o  assunto.

É claro que eu concordo que Palmeiras, Inter e São Paulo são os principais candidatos, mas será que dá mesmo para fechar o grupo dessa forma? Será que o Corinthians não tem mais chances?

O time não está pressionado, tem uma boa pontuação e contratou bem. Ronaldo vai voltar em breve, assim como Marcelo Mattos e Defederico devem estrear em pouco tempo. São refoços que deixarão o time completo, apenas sem um lateral-esquerdo, posição complicada para quase todos times brasileiros hoje.

É claro que os problemas podem surgir, o meia argentino pode não dar certo, pode faltar motivação e tudo mais. Mas ainda prefiro ficar com a conclusão de Maurício Noriega: “Pelo jeito, o bicho vai pegar mesmo entre Palmeiras, Inter e São Paulo, com o Corinthians correndo por fora”. Só não esqueçam que ele está correndo…

Read Full Post »

SALA DE IMPRENSA

O óbvio aconteceu, mas é preciso fazer justiça: os comentaristas esportivos acertaram em suas análises feitas até mesmo antes do jogo entre Brasil e Argentina.

O favoritismo do time de Dunga era apontado por praticamente todos e se justificava por um fator determinante: a diferença entre as duas defesas.

Como explicou Vitor Birner antes do jogo: “A diferença indiscutível, enorme, está nas defesas. Em suma, claro que os hermanos podem vencer. Mas o Brasil é bem superior atrás”.

Foi o que aconteceu em campo neste sábado, como simplificou Maurício Noriega: “A Argentina é um arremedo de time, mesmo tendo muitos bons jogadores. A defesa é horrorosa”.

De um lado, Maradona “só não cuidou de dar um mínimo de segurança à sua defesa”, como bem definiu Alberto Helena Jr. Do outro, “a marcação brasileira é de primeira qualidade e fez a diferença durante toda a Eliminatória”, de acordo com Décio Lopes.

Além desse defeito, a bagunça ofensiva do time de Maradona era evidente: “É um amontoado de talento desperdiçado, mal treinado e sem direção”, escreve Lédio Carmona, apoiado por Dassler Marques, que define a Argentina como uma seleção “sem padrão tático e dependente de inspirações individuais, como no gol do fraco Dátolo”.

Com tudo isso previsto até antes do jogo e sacramentado depois do apito final, não tinha como acontecer o óbvio: uma vitória contundente brasileira, que foi “um dos maiores vexames da história”, como Paulo Calçade também previu desde quarta-feira.

Read Full Post »

SALA DE IMPRENSA

A ascenção do São Paulo no Brasileirão 2009 tem empolgado os torcedores e chamado a atenção dos comentaristas esportivos. Todos mostram respeito ao tricampeão brasileiro, mas alguns divergem sobre o quão longe pode chegar o time de Ricardo Gomes.

Não faltam aqueles que exaltam o time, como Mauro Cezar Pereira: “A base tricampeã dá sinais de que pode ter uma sobrevida quando parecia ter chegado ao fim. Rivais, abram os olhos enquanto há tempo”.

Alex Escobar é outro que rasga elogios ao tricolor paulista: “(Ricardo Gomes) conseguiu recolocar o clube no rumo das vitórias, lhe deu personalidade e confiança, recuperou o Dagoberto e já ameaça o pessoal da parte de cima da tabela”

Paulo Calçade e Maurício Noriega são menos objetivos, mais reticentes, e apostam apenas que o time deve “encostar na turma da frente”.

Um ótimo comentário vem com Leonardo Bertozzi: “Quando começam as rodadas às quartas e domingos, quem não tem um elenco numeroso fica para trás. Não é por acaso que esse período sempre marca a recuperação do São Paulo”

É claro que trata-se de um time que merece todo respeito, mas minha opinião se enquadra mais nos comentários de Sérgio Xavier, Mauro Betting, Lédio Carmona e PVC, que pode ser resumida na frase deste último: “Hoje, é candidato à Libertadores”.

Se evoluir, o que pode acontecer, e não perder ninguém importante, o que também pode acontecer, terá chances de título. “Mas ainda falta muito ao time além de pontos”, como Mauro Betting bem escreveu.

Read Full Post »

VALE A VISITA

  • Aydano André Motta escreve belo texto para destacar as lágrimas de Andrade após a vitória contra o Santos. Clique aqui e leia mais.
  • Bruno Soraggi, em seu novo blog sobre futebol português, explica que Keirrison pode ter evitado a reserva do Barcelona pra ficar na reserva do Benfica. Clique aqui e leia mais.
  • Dassler Marques comenta bem a disputa no jornalismo esportivo quando Muricy Ramalho acertou com o Palmeiras. Clique aqui e leia mais.
  • 7 derrotas, 18 gols sofridos e 12 pontos negativos na 4ª divisão estadual. Essa é a campanha do Jaboticabal, muito bem explicada por Emanuel Colombari. Clique aqui e leia mais.
  • Maurício Noriega entrevista o meia Alex, do Fenerbahçe, que já fala sobre voltar ao Brasil em breve. Clique aqui e leia mais

Read Full Post »

SALA DE IMPRENSA

Com um a menos, em pleno Maracanã, O Cruzeiro fez o Fluminense se encolher em campo por muitos instantes. Este episódio da 14ª rodada do Brasileirão 2009 é só mais um exemplo que mostra como é gigante a crise do tricolor carioca.

Para combatê-la, é preciso entendê-la. Vários tentam explicar, conseguem enxergar vários motivos, mas o que me pergunto é: se é tão óbvio, porque ninguém faz nada para solucionar? Vejam…

Paulo Calçade aponta: “O treinador é só parte do problema do Fluminense. A questão principal é que tipo de relação, entre clube e patrocinador, há nas Laranjeiras. As atribuições de clube e de patrocinador se confundem”.

André Rocha analisa o problema ainda mais detalhadamente e opina: “A penúltima colocação no Brasileiro não é a pior notícia para o Fluminense. O mais trágico é ver os estilhaços de um clube partido e sem credibilidade”.

Como bem escreveu Maurício Noriega, “Como é previsível o desespero da massa fluminense“.

A revista Placar deste mês traz um bom resumo sobre a situação: “presidente e investidor que não se entendem, excesso de poder do patrocinador, falta de um CT para os profissionais e dívidas. Só podia dar em crise”.

É exatamente isso! E não é difícil de enxergar. Então porque não se mexem? Insisto: tudo isso só “mostra como é gigante a crise do tricolor carioca”.

Read Full Post »

SALA DE IMPRENSA

Cristian e André Santos foram vendidos na noite desta segunda-feira. Peças importantes do Corinthians, suas saídas já foram repercutidas por alguns comentaristas esportivos.

O ponto de vista mais pessimista, sem dúvida, é o de Maurício Noriega. Ele crava: “Não vejo no elenco alvinegro peças de reposição à altura” e ainda informa: “Parece que Dentinho será o proximo a sair”.

Enquanto isso, Paulo Calçade prefere um discurso mais ameno. Ele opina que “Cristian e André Santos não são craques” e fica mais preocupado com outras negociações: “desfalques, em janeiro, podem significar o fim do sonho da Libertadores no ano do centenário”, alerta.

Eu prefiro enxergar sob a ótica de Noriega. Moradei ou Jucilei não conseguirão manter o nível alto do time de Mano Menezes hoje. Na lateral-esquerda, o problema é ainda pior: não há nenhum nome confirmado, e o mais especulado, Sylvinho, é pouco confiável por enquanto.

O mercado internacional começa a mexer com os favoritos para o Campeonato Brasileiro. Será que vai parar pro aí?

Read Full Post »

SALA DE IMPRENSA

Não tem jeito: com tantas mudanças nos técnicos de times grandes do Brasil, todos os comentaristas esportistas vão tentar “adivinhar” o que acontecerá daqui pra frente.

As principais expectativas estão sob Santos e Palmeiras, já que o Fluminense efetivou Vinícius Eutrópio para ganhar tempo nas negociações. Veja o que tem sido especulado por aí:

Palmeiras
PVC chegou a escrever: “é provável que a direção palmeirense faça contato para ter Evair como um dos auxiliares-técnicos”. Porém, mais tarde, a diretoria voltou atrás e “chegou à conclusão de que a sombra do atacante, ídolo da torcida, seria uma pressão a mais para Jorginho”

No fim, é só mais um indício de que o clube está disposto mesmo a efetivar Jorginho, o que seria um erro claro.

Sobre outros boatos, só dá para acompanhar alguns antigos, como o de Maurício Noriega, que escreveu na sexta passada: “O nome do uruguaio Jorge Fossati, técnico da LDU, do Equador, pode ganhar força”.

Santos
Caio Maia anuncia que tem “uma informação de que o Luxa já tem tudo acertado”. No fim, é o que tem mais chances de acontecer mesmo.

Vitor Birner reafirma a ideia, mas faz uma ressalva sobre Muricy Ramalho, também apoiada por uma informação de Fabiano Farah, da rádio Globo: “Vanderlei Luxemburgo é um nome que agrada ao presidente mas não aos conselheiros. Muricy Ramalho é o preferido entre os mais influentes do Santos”.

Por outro lado, PVC vai na contra-mão total diz que o ex-técnico do Palmeiras não é sequer a 2ª opção. O título de seu post já diz tudo: “Santos ataca Felipão, mas Muricy é favorito”. Haja sonho na Vila Belmiro!

E assim essa dança das cadeiras dos técnicos segue sem parar de ganhar novos (e chatos) capítulos. Eu estarei atento. E os comentaristas por aí mais ainda…

Read Full Post »

SALA DE IMPRENSA

Ronaldo, Felipe, Jorge Henrique, André Santos, Cristian… todos saem muito valorizados depois do título corintiano na Copa do Brasil. Mas apenas uma pessoa ganhou mais com essa conquista.

Mano Menezes é o nome dele. O técnico alvinegro foi o mais elogiado pelos comentaristas de futebol e apontado como o principal responsável pelo tricampeonato do seu time.

“Ele faz hoje o melhor trabalho do futebol brasileiro”, por Alex Escobar.

“Atacar o Inter no Beira-Rio foi apenas uma das ótimas sacadas do craque time, o técnico Mano Menezes”, por André Rizek.

“O Corinthians é uma obra que coloca seu autor/treinador no topo da lista dos treinadores”, por Caio Maia.

“O trabalho de reconstrução teve um grande condutor: Mano Menezes. O treinador gaúcho deu ao Corinthians uma nova cara”, por Maurício Noriega.

“A marca deste Corinthians é a segurança e o equilíbrio, personificados na competência de Mano Menezes”, por Paulo Calçade.

“Não haveria este Corinthians grande, altaneiro, não fosse o técnico Mano Menezes”, por PVC.

Após o Campeonato Paulista, eu fiz um post aqui exatamente elogiando Mano Menezes. Fico feliz de não ter errado. Esse gaúcho realmente ainda vai dar muito o que falar…

Read Full Post »

SALA DE IMPRENSA

A derrota da Espanha para os Estados Unidos deixou todo mundo atordoado. Vários tentaram entender a zebra, mas apontaram motivos diferentes. Apenas um discurso foi mais presente: aquele que poupa a “Fúria” de críticas mais duras.

Ou seja, “Qualquer seleção pode ter um dia ruim, e nem mesmo uma equipe tão forte escapa disso”, como escreveu Leonardo Bertozzi.

“A Espanha segue sendo um grande time”, elogiou Maurício Noriega, que foi apoiado por Paulo Calçade: “Não se pode diminuir o futebol espanhol porque o time perdeu um torneio de pequena importância”

Alberto Helena Jr. e Lédio Carmona também seguiram por este caminho.

Salto alto e fúria norte americana
Juca Kfouri viu soberba nos espanhois: “Para quem estava há 35 jogos sem perder, não seria um time tão fraco que a venceria, pensaram os espanhóis”, escreveu, tendo sido apoiado por Marcel Buono.

E houve também, claro, quem enxergou os méritos dos EUA. Carlos Pizzatto fez justiça: “Méritos da comissão técnica e dos aplicados jogadores, que souberam minimizar o poder de fogo da Fúria”.

A conclusão é que aconteceu um pouco de tudo: em um jogo de exceção, que não pode servir para julgar o futebol da Espanha, os Estados Unidos jogaram bem e tiveram a ajuda de um certo salto alto dos adversários.

Isso é futebol… e cada um enxerga como quer.

Read Full Post »

SALA DE IMPRENSA

Vanderlei Luxemburgo errou feio em campo nesta quinta-feira. Mas teve um desempenho pior ainda fora dele.

Explico: na entrevista coletiva, após o empate decepcionante do Palmeiras contra o Nacional, o técnico disse que as críticas ao seu trabalho só vieram pelo fato dos comentaristas serem corintianos.

Péssimo argumento! Basta observar o que alguns colunistas palmeirenses disseram sobre ele e então perceber o quão infeliz foi a declaração de Luxa.

Maurício Noriega, por exemplo, foi contundente em seu texto: “Acho que está treinando e escalando mal. Talvez seja seu pior trabalho como treinador em muito tempo”.

Mauro Betting foi ainda mais longe, detalhando os erros do treinador, desde a escalação até as substituições, especialmente a do 2º tempo: “deveria sacar Keirrison, mas provavelmente seria melhor com Ortigoza segurando o rival atrás, e não mais um volante – sobretudo Jumar”.

Eu concordei, a torcida concordou, os corintianos também. O mundo viu. Só Luxemburgo não quis admitir que foi o grande responsável pelo tropeço palmeirense.

O Nacional é fraco, e o Palmeiras pode se classificar. Mas apenas se Luxa não cometer os mesmo erros e provar que é exatamente o que os palmeirenses cantaram após o apito final: “Burro! Burro! Burro!”.

Read Full Post »

« Newer Posts - Older Posts »