Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘México’

O que foi escrito antes da apresentação de Sergio Canales vale repetir…

Uma particularidade se desenha no mercado do futebol para a próxima temporada europeia: vários times estão fazendo apostas em jogadores jovens, pouco conhecidos, mas que podem estourar em breve.

É claro que o investimento em craques consagrados também devem acontecer, mas por enquanto, nos resta ficar de olho nesses novos talentos que estão migrando para grandes times da Europa. O post desta quinta trata de um caso desses e outros virão no futuro.

Prazer, eu sou uma das melhores revelações mundiais contratadas na Europa recentemente. O Manchester United foi me buscar no México e não vai se arrepender pelas sete milhões de libras (R$ 19 milhões) pagas. Sou atacante e quero retribuir isso com gols, como fiz em um amistoso nesta quarta-feira (clique aqui e veja o golaço).

Também já fui artilheiro em um campeonato nacional do meu país, pelo Chivas, e marquei 9 gols em 16 partidas pela seleção mexicana. Aliás, é bom lembrar: eu disputei a Copa do Mundo de 2010 e, apesar de só ter sido titular em um jogo, consegui mostrar meu talento na África do Sul, balançando as redes duas vezes. E ainda acumulei uma estatística curiosa: fui o jogador mais rápido da Copa, com uma velocidade de 32,15 km/h.

Minha história com o futebol começou há muito tempo atrás. Meu avô, Tomás Balcázar, fez história no México na década de 50. Meu pai, Chicharro Hernández, também se destacou pela seleção. Agora, com 22 anos, eu tenho desafio de honrar a história dos dois.

O tamanho desse desafio é tão grande quanto a honra que terei daqui pra frente. Jogar com atletas como Giggs e  Scholes será incrível para mim. Eu só tinha jogado com eles no meu PlayStation. Eu sempre assistia eles na TV. Sonhei com o dia em que atuaria aqui e agora isso se tornou realidade.

Com essas minhas características de velocidade e faro de gol, pretendo dar trabalho no Campeonato Inglês. Tenho consciência que devo ser reserva no início, mas, assim como na Copa, vou aproveitar as chances quando entrar em campo. Prazer, eu sou Javier Hernandez e vou deixar de ser uma revelação para se tornar uma realidade do futebol internacional.

Sou apelidado de Chicharito por causa do nome do meu pai
Sou apelidado de Chicharito por causa do nome do meu pai

Anúncios

Read Full Post »

O que pior poderia acontecer para a Copa do Mundo de 2010 seria um confronto entre Alemanha e Argentina nas quartas de final. Por causa dos erros de arbitragem deste domingo? Jamais! Já quase não acredito mais que a Fifa vá acordar para sanar esse tipo de problema…

Polêmicas à parte, as duas seleções mereceram suas vitórias nas oitavas. O problema é saber que agora certamente uma delas vai ser eliminada tão precocemente. Isso elas não mereciam!

Dia 3 de julho, sábado, às 11 horas da manhã. É pra marcar na agenda! É a data em que Alemanha e Argentina devem fazer uma grande partida na Cidade do Cabo.

Dia 3 de julho, sábado, às 11 horas da manhã. Será o duelo de jovens gerações. Será o confronto de um time mais coletivo contra outro mais individual. Será a reunião de 5 títulos mundiais em campo.

Dia 3 de julho, sábado, às 11 horas da manhã. Que não haja gols mal invalidados ou impedimentos não marcados! Mas que sobrem chutes precisos de fora da área ou contra-ataque mortais!

Dia 3 de julho, sábado, às 11 horas da manhã. Será a disputa tática entre equipes que isolam seus centroavantes no ataque, mas nem por isso são pouco ofensivas. Muito pelo contrário…

Dia 3 de julho, sábado, às 11 horas da manhã. É uma pena, mas uma das melhores seleções da Copa de 2010 será eliminada. Não será uma final antecipada, mas ambas tem condições de estar na decisão. Resta saber qual seleção seguirá na briga por isso.

Dia 3 de julho, sábado, às 11 horas da manhã. Dia de Özil, Müller, Schweinsteiger e companhia? Ou dia de Messi, Tévez, Higuaín e companhia? Eu já marquei na agenda. E você?

Read Full Post »

Infelizmente acabou a divertida e cheia de jogos 1ª fase da Copa do Mundo. Mas felizmente vai começar o mata-mata das oitavas de final. Os confrontos foram definidos de forma interessante e agora é tudo ou nada.

Como escrevi no twitter do blog, poucos jogos das oitavas de final serão tão desequilibrados quanto Brasil x Chile. Talvez Argentina x México. Talvez Holanda x Eslováquia. Talvez!. É isso… mas vamos às análises jogo por jogo:

Uruguai x Coreia do Sul
A Celeste conseguiu se arrumar durante a Copa e me surpreendeu. Admito que não esperava pelo sucesso de Forlán e companhia. Já a classificação sul-coreana foi normal, dentro das limitações de uma equipe asiática que mostrou ter algum talento. É um duelo equilibradíssimo, mas não convém desacreditar na tradição uruguaia novamente. Palpite: Uruguai

Estados Unidos x Gana
A festa norte-americana por uma vitória no “soccer” foi impressionante, uma das melhores cenas da Copa até agora. Mas a força africana é capaz de frear essa empolgação da equipe de Bob Bradley. Com o apoio da torcida e bons jovens talentos, Gana me convenceu que pode ser uma zebra. Palpite: Gana

Argentina x México
Os mexicanos fizeram bonito. Após o jogo contra a França, fiz post aqui, me empolguei e no twitter até mudei aquele velho ditado sobre eles. Mas dessa vez não terá jeito. Até podem jogar como nunca, mas vão perder como sempre. A eliminação virá diante de uma Argentina com cara de campeã. Palpite: Argentina.

Alemanha x Inglaterra
É o grande confronto dessa fase, mas com ressalvas, já que as duas seleções decepcionaram na fase de grupos em algum momento. O English Team pareceu um pouco pior, mas tem mais capacidade de crescer na hora decisiva. Palpite: Inglaterra.

Holanda x Eslováquia
Os eslovacos mostraram ao mundo seus jovens que já vinham se destacando nos clubes da Europa, mas terão que se contentar com isso. O retorno de Robben aos poucos fará da Holanda outro equipe. Até o brilho vai aparecer agora. Palpite: Holanda.

Brasil x Chile
A principal esperança chilena está no banco de reservas: Marcelo Bielsa pode fazer uma de suas loucuras e vencer Dunga de alguma forma. Fora isso, time por time e principalmente pela característica chilena de ir pro ataque, fica difícil não imaginar uma vitória brasileira. Palpite: Brasil.

Paraguai x Japão
Defesa eficiente, mas que precisa ser mais testada. Meio-campo esforçado e só. Jogadores ofensivos que carregam o sucesso da equipe nas costas. Trata-se de uma definição que serve tanto para Japão quanto para Paraguai. Sendo assim, prefiro apostar em Valdez, Barrios e Santa Cruz. Palpite: Paraguai.

Espanha x Portugal
Difícil, difícil… jogo tenso! O favoritismo tende a ser da Espanha, mas Carlos Queiroz tem feito um bom trabalho e pode surpreender. Como a Fúria tem mais condições de evoluir, fica mais fácil apostar nela. De qualquer forma, o fato é que qualquer resultado é cabível aqui. Palpite: Espanha.

Read Full Post »

Não dá pra discutir Argentina x México. Parece óbvio que os hermanos vão se classificar para as quartas de final com o brilho de Messi e companhia. Legal é discutir Uruguai x Coreia do Sul – a partida das oitavas de final que tem tudo para ser a mais equilibrada dessa fase.

É claro que é preciso reconhecer a força do Uruguai: com uma defesa imbatível por enquanto e três atacantes, o técnico Oscar Tabárez tem feito um bom trabalho. Mas a Coreia do Sul não é boba e pode alcançar as quartas de final. Tem como principal qualidade sua disciplina tática com uma base bem formada em grupo. Mas também tem bons talentos individuais. O principal deles é Park Ji Sung, do Manchester United, mas há outro que merece destaque…

Prazer, eu sou um dos melhores jovens talentos sul-coreanos da atualidade. Sou atacante, tenho o apelido de “Gênio do Futebol” e jogo pelo Mônaco-FRA, clube pelo qual eu fiz 9 gols na última temporada e três assistências.

Tenho a missão de acabar com a seca de bons goleadores asiáticos. Cumpro esse desafio com a velocidade típica dos coreanos, mas também com alguma criatividade e técnica para chutes e passes. Além disso, sou um especialista em cobranças de falta.

Em 2006, um ano depois de surgir para o futebol, ainda com 20 anos, fui convocado para a Copa do Mundo na Alemanha. Mas, pela inexperiência, acabei ficando no banco de reservas. Só entrei no terceiro jogo, contra a Suíça. Em 2008, fui para a Olimpíada de Pequim e fiz até um gol de falta contra Camarões.

Em 2010, estou na Copa da África do Sul. Joguei bem contra a Grécia, mas foi duro ter marcado um gol contra na partida diante da Argentina. Mesmo assim, dei a volta por cima rapidamente: fiz o gol que classificou a Coreia do Sul contra a Nigéria. Em cobrança de falta de novo.

Ter saído eleito o melhor deste jogo pela Fifa aumentaram os boatos sobre minha transferência para o futebol inglês. Dizem que vou para Fulham, Everton ou Aston Villa… Prazer, eu sou Park Chu Young e você ainda vai ouvir falar de mim mesmo depois da Copa de 2010.

Nem sei que uniforme vou vestir assim que tirar esse da Coreia do Sul...
Nem sei que uniforme vou vestir assim que tirar esse da Coreia do Sul…

Read Full Post »

É muito ruim esse Messi! Até agora não fez sequer um gol na Copa do Mundo. Nenhum! Até o Demichelis já marcou o dele. Mas o tal ‘melhor do mundo’ não. Nada em 3 jogos. É uma decepção. Nunca joga bem com a camisa da Argentina.

Maradona queria se livrar dele já na 3ª partida. Disse que ia poupá-lo. Só se fosse poupá-lo de um vexame contra a forte marcação grega. Mas Messi pediu para jogar. E voltou a ser parado. Sempre tinha uma trave no caminho. Ou um Tzorvas na frente do gol. Assim como já teve Enyeama. Qualquer dificuldade vira desculpa!

Contra a Grécia, o que se viu em campo foi mais do mesmo: dribles desconcertantes, jogadas incríveis, chutes fortes e passes precisos. Um futebol exemplar, acima da média, genial! Messi é assim: tão jovem e tão brilhante. Tão esperto quanto habilidoso. Tão líder que já foi capitão. Mas tão azarado que não fez um gol. Novamente! É uma pena…

Agora Messi enfrentará Pérez, o goleiro baixinho do México. Será um gigante duelo abaixo do 1m80. Logo em uma Copa de tanta força física. Será curioso. E é melhor os mexicanos temerem: Messi não está para brincadeira na Copa. Não fez gols, é verdade. Mas fez o que se espera de uma estrela: magia.

Kaká, Robinho, Forlán, Sneijder, Özil, Higuaín, Villa e outros poucos também se destacaram. Mas nenhum foi tão acima da média quanto Messi por enquanto. Com tantos gols perdidos por centímetros, só dá pra ter certeza que virão mais quilômetros de genialidade por aí. A Copa ainda deve reservar um momento especial para Messi. Ele tem feito por merecer.

É muito ruim esse Messi… claro, claro, claro…

Read Full Post »

Foi só acabar França 0 x 2 México que já começaram as especulações sobre um possível “jogo de comadres” entre Uruguai e México na próxima rodada da Copa de 2010. Caso empatem, ambos se classificam, então podem se acomodar com essa situação.

No entanto, o que poucos destacaram é que o México tem vários motivos para lutar pela vitória nessa partida: com os três pontos, ele não só tira a Argentina do seu caminho, como também pode facilitar demais a sua ida até as semifinais da Copa de 2010. Como isso? Explico…

Caso se classifique em primeiro lugar no grupo A, após uma vitória contra o Uruguai, o México enfrentará Coreia do Sul, Grécia ou Nigéria nas oitavas de final. Os asiáticos têm o melhor time entre os 3, mas não é suficiente para bater a equipe de Javier Aguirre.

Na fase seguinte, os mexicanos podem enfrentar Gana ou Estados Unidos. Para que isso aconteça, basta que a Inglaterra não seja a primeira colocada em seu grupo – convenhamos, não é algo impensável após a falha de Green, que decidiu o empate contra os EUA.

É claro que não seria fácil para o México enfrentar Gana ou principalmente os norte-americanos nas quartas de final. Porém, também não é difícil imaginar que a jovem e determinada seleção mexicana conseguiria a classificação para a semifinal e, mesmo sem passar por grandes adversários, tornaria-se a principal surpresa da Copa de 2010.

Será que me empolguei demais com a vitória dos mexicanos contra a França? Talvez. Mas, caso o próprio México também se anime, é melhor não duvidar dele. O caminho tranquilo está desenhado…

Read Full Post »

A expectativa era que grupo A fosse mesmo o mais equilibrado da Copa do Mundo de 2010, o que foi confirmado após a 1ª rodada da Copa do Mundo de 2010. Isso é constatar o óbvio. Basta olhar a tabela e perceber. O problema é outra observação feita após os jogos de abertura: esse nivelamento na chave é por baixo, com uma qualidade de futebol realmente ruim.

É claro que aqui não falo apenas de um jogo de cada seleção. Afinal, na verdade, todas equipes só mostraram os mesmos problemas que já vinham apresentando recentemente. Explico…

O posicionamento do principal jogador da África do Sul sempre foi uma polêmica no país. Steven Pienaar jogou quase como um atacante contra o México e pouco rendeu. Com um time tenso, Modise disperso e erros freqüentes da defesa, a seleção passou sufoco, especialmente no primeiro tempo da partida de abertura.

E nem tanto pela qualidade do México, que também escancarou seus pontos fracos: a opção de Javier Aguirre pelo goleiro anão Óscar Pérez no lugar de Ochoa foi quase inexplicável. A escalação do limitado centroavante Guille Franco também. O meia Guardado também poderia entrar no time para melhorar o setor de criação mexicano.

Jogo 2
É possível que seja considerada a partida mais chata da Copa quando ela chegar ao final. Foram muitos erros de passe e poucas chances de gol. Terrível!

Ambos times exibiram um meio de campo fraco. O Uruguai não entrou com o bom jovem Nicolás Lodeiro como titular. Pior: quando ele entrou, mostrou que sentiu a pressão e foi expulso.

Já a França apostou em Gourcuff, surpreendeu com Diaby escalado, mas nada funcionou. O time segue na dependência de Ribéry, que ficou longe de brilhar dessa vez.

O equilíbrio desse grupo é interessante e pode render boas emoções futuramente. Mas não dá pra acreditar que alguma dessas seleções, cheias de pontos fracos evidentes há tanto tempo, vá melhorar e chegar longe na Copa do Mundo. Eu duvido!

Read Full Post »

Older Posts »