Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Oscar’

Foram apenas cinco jogos, mas não tenho medo de dizer: a Seleção Brasileira tem um novo craque. Titular nos amistosos pré-olímpicos, Oscar ganhou a vaga de Ganso e já fez uma grande partida na Olimpíada, nesta quinta-feira, contra o Egito. Com várias assistências pela Seleção, ele roubou até o protagonismo do astro Neymar. Mesmo a imprensa internacional tem preferido destacar os feitos do novo jogador do Chelsea.

Não é à toa. Oscar realmente tem merecido tudo que conquistou com a amarelinha, porque sua evolução de um ano para cá tem sido impressionante. Ele deixou de ser um menino tímido para se tornar o melhor meia do futebol brasileiro, posição também perdida por Ganso. Mas qual é o grande diferencial de Oscar para o santista? Por que ele é tão melhor para a Seleção? Por que o Chelsea investiu cerca de 25 milhões de euros nele?

O grande segredo do futebol do Oscar é a movimentação. Ele é um meia com técnica, sabe fazer passes, lançamentos e até finalizar. Mas não é excepcional em nada disso. Ele é excelente na movimentação, na maneira como sabe se posicionar e fugir da marcação. Não fica centralizado, imóvel, como costuma fazer o próprio Ganso. Oscar cai pelas pontas, aparece na área e, dessa forma, preenche e abre espaço para seus companheiros. Isso é fundamental no futebol de hoje.

Contra retrancas cada vez mais evoluídas, só há uma forma de escapar: movimentação. É preciso que os jogadores invertam posições, como Neymar e Hulk têm feito com Oscar. Se ficarem imóveis, serão presas fáceis para qualquer retranca. Se mudarem de posição, vão confundir qualquer marcação. E a inteligência de Oscar para fazer isso tem estimulado todos jogadores do Brasil a fazer o mesmo. Basta ver o passe do meia para Rafael, no primeiro gol contra o Egito. Sem Oscar aquele gol jamais sairia, justamente porque ele se movimentou pela direita e induziu a Rafael a sair da lateral para o centro.

Oscar tem provado rapidamente que é muito melhor do que Ganso. Pode não chutar tão bem ou até não ter a mesma visão de jogo. Mas traz movimentação para uma equipe que precisa jogar exatamente assim, em velocidade. Se continuar nesse ritmo, vai roubar até a posição de Neymar. Não em campo, claro, pois atuam de forma diferente. Mas como principal craque da Seleção Brasileira, seja para conquistar a medalha de ouro, que ainda aposto que virá em 2012, seja para defender o País na Copa do Mundo de 2014.

Anúncios

Read Full Post »

Thiago Silva já está com o passaporte carimbado para Londres. O capitão da Seleção Brasileira vai disputar a Olimpíada como um dos jogadores acima de 23 anos. Restarão, portanto, duas vagas para os “velhinhos”. Depois dos amistosos da Seleção olímpica, cinco jogadores aparecem bem nessa disputa: Jefferson, Daniel Alves, David Luiz, Marcelo e Hulk.

Quem deve sair da briga mais facilmente é o goleiro Jefferson. O desempenho do santista Rafael nos três jogos que disputou não foi brilhante. Ele não chegou a falhar, mas também não mostrou tanta segurança e nem fez defesas incríveis. Mano nunca demonstrou grande confiança nele, mas ainda assim deve levá-lo como titular. Afinal, Jefferson (e nenhum outro goleiro brasilero) também não é brilhante e gastar uma vaga com um jogador dessa posição não fará diferença.

Rafael está à frente de Jefferson por falta de opção

Rafael está à frente de Jefferson por falta de opção

Já na lateral-direita há uma preocupação física em primeiro lugar: Daniel Alves se contundiu no ombro e pode não se recuperar a tempo. Caso consiga estar disponível, pode tirar Danilo ou Rafael do grupo, já que ambos tiveram desempenho defensivo abaixo da média nos amistosos. A questão é: Daniel Alves marca melhor que eles? Certamente não. A única diferença real seria no ataque, já que o time ficaria menos dependente das jogas pela esquerda. Mas o desempenho defensivo seria o mesmo.

Marcelo vive situação parecida na lateral-esquerda: é muito melhor do que seu principal concorrente, Alex Sandro, mas também tem problemas – é indisciplinado e deixa buracos na defesa. Porém, o outro jogador da posição que está pré-convocado é Lucas Mendes, do Coritiba, que foi pouco observado até agora. Portanto, a briga de Marcelo pode ser até com Daniel Alves, que já atuou como lateral-esquerdo na Seleção Brasileira e pode ser convocado como coringa.

Real x Barcelona na Seleção?

Real x Barcelona na Seleção?

Ainda nos problemas defensivos, existe a carência de zagueiros com idade olímpica. Juan e Bruno Uvini mostraram nos amistosos como é fraca nossa nova geração de beques. Mano poderia ter levado mais um jogador da posição para ser testado, como Rafael Tolói (Goiás), Manoel (Atlético-PR) ou até Marquinhos (Corinthians), mas é provável que nada mudaria. Isso só reforça a necessidade de levar outro zagueiro experiente, além de Thiago Silva. David Luiz é o nome ideal, por ter sido o mais testado até agora. Dedé é outra opção, caso o jogador do Chelsea não esteja 100% fisicamente.

Único jogador acima de 23 anos testado no ataque, Hulk foi o principal erro de Mano Menezes durante os amistosos. É evidente que o jogador do Porto/Chelsea foi bem, mas o técnico deveria ter testado outros jogadores na posição, principalmente Lucas, do São Paulo. Seria preciso observar se outros meia-atacantes podem dar conta do recado. Porém, mesmo sem esse teste, não aposto que Mano vá convocar Hulk. O problema na defesa é muito mais grave do que a falta de experiência dos jogadores ofensivos.

Conclusão
Como foi visto nos amistosos, a defesa é o principal problema da Seleção olímpica. Eu jamais confiaria em Juan, Bruno Uvini ou quaisquer outros zagueiros que não foram testados. Portanto, o ideal é convocar David Luiz. Já no ataque a situação parece melhor, ainda mais com a ascensão de Oscar. Portanto, eu descartaria Hulk e ficaria em dúvida entre Daniel Alves e Marcelo. Para resolver essa questão só com um parecer sobre o estado físico do jogador do Barcelona. Mas a tendência é que Mano opte por Marcelo e feche assim a lista dos 18 convocados para Londres:

Goleiros: Rafael e Neto
Laterais: Danilo, Rafael, Marcelo e Alex Sandro
Zagueiros: Thiago Silva, David Luiz e Juan
Volantes: Sandro, Rômulo e Casemiro
Meias: Ganso e Oscar
Atacantes: Neymar, Lucas, Alexandre Pato e Leandro Damião

Acertei, Mano?

Acertei, Mano?

Read Full Post »

Assim que virou presidente da CBF, José Maria Marin fez uma afirmação que foi mal interpretada e gerou polêmica: “o desempenho na Olimpíada vai ser fundamental para o futuro da Seleção Brasileira”. Acharam que ele estava apenas pressionando o técnico Mano Menezes, indicando que ele sairá do cargo se não for campeão em Londres.

Calma, Mano, não é bem assim...

Calma, Mano, não é bem assim…

Pode até ser que essa tenha sido a intenção de Marin. Mas o importante é que essa frase é verdadeira por outras razões: o time olímpico realmente vai trazer observações fundamentais para a Seleção Brasileira. É algo que vai influenciar demais a Copa do Mundo de 2014 e não apenas pelo resultado, mas principalmente pelo desempenho de alguns jogadores.

Listo a seguir as sete principais questões que precisam ser observadas na Olimpíada e que serão fundamentais para a Copa de 2014:

Tática definida?
Mano Menezes ainda não conseguiu sequer definir qual é o esquema tático ideal da Seleção Brasileira. Sua tendência é escalar a equipe em um 4-3-3, o que deve ser feito na Olimpíada. Se funcionar, será mantido para a equipe principal. O importante é manter um padrão para os jogadores não ficarem ainda mais perdidos do que estão.

Temos um substituto do Ganso?
É uma questão que tem atrapalhado Mano Menezes desde o começo do seu trabalho. Ele aposta no camisa 10 santista, mas as lesões do meia insistem em aparecer. Diversos jogadores já foram testados na função dele, como meia central. Mas agora, principalmente nos amistosos, teremos um teste importante: Oscar vai jogar na posição e tem potencial para dar conta do recado. Já começou bem contra a Dinamarca…

Neymar é craque?
Não se trata de discutir a genialidade de Neymar. Mas ainda é preciso medir o quanto ele é decisivo. No Santos ele já provou que realmente é um craque, mas falhou em sua única missão de verdade pela Seleção, a Copa América de 2011. Contra jogadores olímpicos ele terá mais facilidade, mas a responsabilidade e a pressão também será maior. Caso aguente tudo isso, será um bom sinal de que Neymar está pronto para a Copa de 2014.

Lucas é Seleção?
Mano Menezes tem uma clara má vontade com o meia-atacante do São Paulo. Lucas já foi convocado pelo técnico dez vezes, mas jogou poucos minutos em todas estas oportunidades. Como foi discreto contra a Dinamarca, deve ir para o banco de reservas. Porém, na Olimpíada a tendência é que ele seja titular. Resta saber se ele convencerá Mano de que essa é a escolha certa.

Temos goleiros e volantes?
São as duas posições que temos mais carência na Seleção principal, pois não há um nome que seja indiscutível. Entre os goleiros, resta saber se Jefferson será convocado entre os três jogadores acima de 23 anos. Ele é o goleiro que mais recebeu convocações de Mano Menezes e parece ter a confiança do treinador. Mas se ele não for para Londres, a bomba estará com Rafael, do Santos, que parece pronto para o desafio, mas ainda não foi testado de verdade.

Já entre os volantes a situação é mais complicada. Sandro, Rômulo e Casemiro não aparentam ter a maturidade necessária para serem titulares da Seleção principal. Fernando, do Grêmio, que vive grande fase no Grêmio e ainda pode ser chamado, tem o mesmo problema. Mas quem não tem? Mano tem escalado Lucas Leiva e Fernandinho, mas é uma dupla que não inspira confiança e ainda deve mudar até 2014. Resta saber se os olímpicos farão parte dessa mudança.

Quem será nosso centroavante?
Não vejo a situação dos nossos centroavantes com tanto pessimismo quanto outras pessoas. Confio mais em Leandro Damião, mas também acho que o único problema do Alexandre Pato é físico. Entre os olímpicos, realmente não há mais ninguém de nível, mas Fred pode assumir a camisa 9 na Seleção principal. Portanto, o problema nem é a falta de nomes, mas sim a falta de definição sobre quem será o titular. A Olimpíada pode ajudar com isso

Mano tem que ficar?
É impossível não pensar que o cargo do técnico está sob risco. Mas ele terá que se esforçar demais para perdê-lo. Acima de tudo, porque a Seleção caiu em um grupo fácil na Olimpíada. Mas também porque este time tem qualidade e muito potencial para conquistar o primeiro ouro olímpico do Brasil. Se for para apostar, coloco meu ouro no título tupiniquim em Londres. E, portanto, Mano Menezes como técnico da Seleção até 2014.

Read Full Post »

Quando saiu a convocação da Seleção Brasileira só com jogadores que atuam no país, resolvi dar pouca atenção para isso. Apesar do jogo ser contra a Argentina, pouco valia. Nem fiz post aqui no Opiniões em Campo. O assunto merecia no máximo um comentário no twitter do blog. Lá escrevi que Renato Abreu e Cícero eram as únicas bizarrices da lista e os outros eram apenas discutíveis. Ponto final.

Mas depois do jogo desta quarta, fui forçado pelo Mano Menezes a escrever algo mais. Afinal, ao escalar o bizarro Renato Abreu como titular da Seleção, ele mostrou algo que preocupa de verdade: o técnico do Brasil está completamente perdido em seu cargo. Ele já deu indícios disso em outros jogos, mas o fator Renato Abreu foi a prova final.

Renato Abreu com a camisa da Seleção

Renato Abreu na Seleção. Quem diria?!

Não é minha intenção jogar a culpa do empate e do jogo ruim no “coitado” Renato Abreu. Ele realmente jogou mal e até escrevi sobre a atuação ruim dele e de outros no iG Esporte. Mas a questão é muito maior e envolve todo o projeto da Seleção. Explico…

Ao apostar em um meia de 33 anos, Mano deixou de dar a oportunidade para vários jovens que poderiam ser testados em seus lugares. Meias com idade olímpica inclusive, como Oscar, Lucas e Elkeson, por exemplo. Mas o técnico preferiu Renato Abreu e jogou fora o primeiro princípio que dominava seu discurso há um ano atrás: a renovação da Seleção.

Mano não tem conseguido renovar absolutamente nada! E não venham me falar de Neymar e Ganso, pois escalar esses jogadores era sua obrigação. O problema é que frequentemente ele opta pela experiência ao invés da juventude, em várias posições. Tudo isso é desespero? Parece que sim…

Na defesa, por exemplo, Mano tinha uma dupla jovem e forte para manter até a Copa de 2014, Thiago Silva e David Luiz. Mas agora tem apostado em Lúcio, que já está em decedência na carreira e provavelmente não chegará bem para o Mundial no Brasil, daqui a três anos.

A volta de Ronaldinho Gaúcho tem o mesmo problema, mas no setor ofensivo o maior erro é com Lucas, do São Paulo. Mano o convoca para ficar no banco de reservas. Até do Renato Abreu! O técnico enxerga o são paulino como atacante, como reserva de Neymar. Mas esquece que ele surgiu como meia e pode perfeitamente fazer essa função. Pior do que o Renato Abreu não será…

Por essas e outras é que vejo Mano Menezes perdido em seu cargo. Ele não sabe se deve priorizar o projeto olímpico e a tão anunciada renovação ou se é melhor buscar os resultados, que não conseguiu até agora, com os “velhos” de sempre. E no meio dessa confusão Mano tem ficado longe de achar um time para a Copa, muito longe.

Dessa forma, parece mesmo que a saída de Mano Menezes está pronta. A não ser que um milagre olímpico o salve, tudo parece desenhado para que Felipão assuma seu lugar até a Copa. E haja “Família Scolari” para salvar o Brasil de um trabalho tão mal feito!

Read Full Post »

Na verdade pouco importa o título do Brasil no Mundial sub-20. Como todos sabem, ou pelo menos deveriam, o importante em um time de base é o legado que ele deixa. Ou seja, a grande utilidade dessa seleção sub-20 seria ajudar na montagem do time que vai disputar a Olimpíada já em 2012, em Londres, em busca da medalha de ouro – essa sim uma conquista que seria importante, até por ser inédita.

O problema é que esse legado da seleção sub-20 não é tão grande. Apesar do título, o time não é tão forte e consistente. Tem problemas principalmente na defesa. Existem sim bons jogadores que até podem ir para a Olimpíada, mas provavelmente serão reservas.

A Seleção Brasileira sub-23 mais forte que imagino tem apenas um jogador da sub-20 como titular: Casemiro ou Danilo, como segundo volante. Contando que todos os principais jogadores conseguiriam a liberação com seus clubes, o que é difícil, a formação ideal seria essa: Rafael; Rafael da Silva, Breno, Manoel, Fábio da Silva; Sandro, Danilo (Casemiro), Ganso, Lucas, Neymar e Pato.

E vale lembrar que o time seria esse sem acrescentar os três jogadores acima de 23 anos que podem ser convocados. Seria importante, por exemplo, colocar Thiago Silva no lugar de Breno, já que realmente faltam zagueiros jovens de qualidade. Um goleiro mais experiente e seguro também seria interessante, apesar que atualmente está difícil encontrar isso no Brasil.

Oscar/ EFE

Não chora, Oscar, eu deixo você ser reserva na Olimpíada

O elenco poderia ser recheado por jogadores campeões com a Seleção sub-20, como o goleiro ainda irregular Gabriel, o decisivo e amadurecido Oscar, a grata surpresa Fernando, os promissores laterais Allan e Gabriel Silva, os pontas Dudu e Negueba e até o Bola de Ouro Henrique, por merecimento.

Mas na verdade o principal legado desse time de Ney Franco tem que ser a vontade e a raça que os jogadores mostraram. Eles queriam muito o título e isso era perceptível para quem os via jogar. Acima de todas essas mudanças de um jogador por outro, está a importância de manter esse espírito em Londres 2012. Mas não é uma tarefa fácil para Ney Franco e Mano Menezes…

Read Full Post »

Em negrito – o jogador e o time que pretende contratá-lo
Em itálico – a posição e o último time do atleta

A fonte do boato está linkada no nome do jogador

DEMOROU!

Barcelona – David Luiz (Z-Chelsea) – Se ele se adaptou tão rápido na Inglaterra, certamente se destacaria também na Espanha.

Juventus – Aguero (A-Atlético de Madri) – Não à toa ele virou um dos atacantes mais desejados na Europa. Certamente resolveria boa parte dos problemas ofensivos da Juve.

Manchester City – Alexis Sánchez (A-Udinese) – É outro que tem sido muito sondado no Velho Continente e tem qualidade para justificar isso. Viraria titular do City rapidamente.

Manchester City – Nasri (M-Arsenal) – Não é exatamente um meia central, mas pode jogar por ali e certamente seria mais eficiente do que Yaya Touré.

Roma – Stekelenburg (G-Ajax) – É um dos melhores goleiros do mundo e precisa mesmo ir para um grande centro do futebol para provar sua qualidade.

TANTO FAZ…

Barcelona – Oscar (M-Internacional) – Ele ainda não fez tudo que prometia, mas tem evoluído e pode ser uma aposta certeira do Barça para o futuro.

Bayern de Munique – Nani (MA-Manchester United) – O português é muito bom jogador, mas os Bávaros não precisam de mais um jogador para essa posição.

Juventus – Honda (MA-CSKA Moscou) – O japonês não chegaria para ser um protagonista, que é o que a Juve precisa agora. Mas pode reforçar bem o elenco para a temporada.

Manchester City – Hulk (A-Porto) – O brasileiro não pode ser visto como a solução para a provável saída de Tevez, mas seu porte físico e velocidade podem funcionar bem no futebol inglês.

Milan – Drogba (A-Chelsea) – É claro que trata-se de um atacante fora de série, mas o time italiano não precisa esquentar ainda mais a briga pela posição, que já é quente entre Ibrahimovic e Pato.

Real Madrid – Thiago Alcântara (M-Barcelona) – Ainda é muito jovem, mas dá sinais de que tem um futebol raro, que pode ser muito útil para os merengues.

CAI FORA!

Barcelona – André Santos (LE-Fenerbahçe-TUR) – É difícil até levar a sério esse boato. Analisá-lo então é quase impossível…

Barcelona – Capdevilla (LE-Villareal) – Ele é pior do que Abidal e Adriano, então não faz sentido contratar um provável terceiro reserva.

Inter de Milão – Banega (V-Valencia-ESP) – O pior de tudo é que chegaria para ser o substituto de Sneijder. Não conseguiria…

Milan – Adebayor (A-Real Madrid) – Como já explicado, os rossoneros não precisam de mais um centroavante. E o togolês não tem qualidade para brigar por espaço com Ibra ou Pato…

Real Madrid – Falcao (A-Porto) – Não parece ser tão superior a Higuaín ou Benzema. Chegaria só para ser mais um problema.

NÃO ENXERGAM?

Hummels (Z-Borussia Dortmund) – O jovem alemão foi um dos destaques do Borussia na temporada e poderia resolver os problemas defensivos de muitos times grandes da Europa.

Veja também:

Read Full Post »

A Copa São Paulo de 2010 já começou e, apesar de seus problemas, pode ser útil para observarmos quem deve surgir no futebol brasileiro em breve.

Uma prova disso foi a edição do ano passado. Ela destacou alguns bons jogadores que apareceram com frequência durante o resto do ano. Mas também não dá pra ignorar que outros destaques da competição acabaram esquecidos posteriormente. Relembremos:

Deu certo
Manoel, Raul (ambos do Atlético Paranaense), Wellington, Oscar (ambos do São Paulo), Neymar (Santos), Boquita (Corinthians) e Marquinhos (Inter) se destacaram na Copinha e jogaram com frequência entre os profissionais dos seus times posteriormente.

Os jogadores do Furacão e o meia do Corinthians até exibiram qualidades e alcançaram a titularidade no time em alguns momentos. Os jovens do tricolor foram apenas boas opções para o banco de reservas. E o meia-atacante do Colorado mostrou talento e foi uma boa revelação do Brasileirão 2009.

Agora é aguardar o que eles farão em 2010. Eu aposto no maior sucesso de Manoel, Wellington e Marquinhos.

É preciso esperar

A lista é grande de jogares que foram bem na Copa São Paulo de 2008 mas não conseguiram chances no time profissional. A oportunidade pode vir agora, em 2010, mas não com todos.

Os goleiros Santos (Atlético Paranaense) e André Dias (Corinthians), por exemplo, precisarão ter muita paciência ainda. Os zagueiros Bruno Uvini (São Paulo) e Raphael (Fluminense), e os volantes Bruno Formigoni (São Paulo), Willian (Atlético Paranaense) e Mateus (Cruzeiro) seguem o mesmo caminho.

Já o lateral-esquerdo Ânderson Planta (Santos), o meia Wellington (Fluminense) e o atacante Henrique (São Paulo) devem começar a aparecer nas futuras escalações dos seus times.

Não deu certo
O sucesso na Copa São Paulo às vezes atrapalha. Empolgados com o desempenho dos jovens, alguns técnicos lançam jogadores, que não estão prontos, entre os profissionais.

Bruno Bertucci (Corinthians), por exemplo, chegou a ser apontado como solução para a lateral-esquerda do time depois da saída de André Santos. Não deu certo, claro. Era muita pressão e ele não correspondeu.

Medina (Avaí), Bernardo (Cruzeiro), Marcelinho (Corinthians) são outros exemplos de jogadores que tiveram chances, não aproveitaram e agora não devem aparecer no time novamente. Eles são provas vivas que a Copa SP pode ser também um perigo para a carreira de quem se destaca nela.

Read Full Post »

Older Posts »