Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Paraguai’

A primeira fase da Copa América não foi fácil de assistir – baixa média de gols, craques sem brilho, poucos destaques individuais e nenhum time convincente. Mas a última rodada foi mais animada e deixou uma boa expectativa para as quartas de final.

Os confrontos foram definidos nesta quarta-feira e dois ótimos clássicos já ficaram marcados. O dstaque principal vai para Argentina x Uruguai, mas Brasil x Paraguai também tem tudo para ser um bom jogo. E nos outros confrontos será legal ver as possíveis surpresas da competição.

Meu otimismo para essa próxima fase da Copa América é tanto que vou até arriscar uns palpites, jogo a jogo…

Colômbia x Peru
Foi divertido ver uma seleção tão fraca, como a peruana, surpreender, dar trabalho para o Uruguai e até se classificar. Mas essa diversão vai acabar.

A equipe colombiana não surpreendeu à toa. Tem um time razoavelmente organizado e com bons talentos individuais, como Guarín e Falcao. Falta a ela melhores criadores para dividir a armação com o meio-campista do Porto, mas já é suficiente para vencer o Peru.

falcao
Falcao García está em uma fase excelente

Argentina x Uruguai
Arriscar qualquer prognóstico em um clássico desse é muito arriscado. Principalmente porque as duas seleções estão em má fase. O momento dos argentinos é ligeiramente melhor e eles ainda jogam em casa. Simplesmente por isso resolvi apostar que Messi e companhia vão se classificar.

Os uruguaios têm sofrido com a má fase de Forlán e ainda podem continuar sem Cavani. Além disso, parece que toda aquela superação que fez a “Celeste” encantar na Copa do Mundo acabou. O time não é tão bom quanto falam e precisa jogar no limite para ir longe. Não será dessa vez.

Brasil x Paraguai
Por muito tempo eu tentei defender o Mano Menezes. Antes da Copa América, cheguei até a escrever um post para isso. Mas a competição começou, seus erros passaram a se acumular e agora já desacredito que ele vá conseguir arrumar a Seleção. A culpa não é só dele, mas é principalmente dele.

A vitória contra o Equador não me enganou e os problemas do time ainda são graves. Como o Paraguai tem um time razoável, aposto na eliminação brasileira.

Mas não vai ser um jogo fácil para ninguém, nem para o meu palpite. Apesar dos destaques individuais, como Estigarribia e Barrios, o Paraguai também está mal organizado. Faltam jogadas, falta qualidade no meio-campo, falta até confiança. Mas tudo isso também falta ao Brasil – e um pouco mais.

Brasil x Paraguai/ AP
O Brasil não vai conseguir derrubar o Paraguai?

Chile x Venezuela
Os chilenos representam a maior chance de termos uma zebra campeã da Copa América. Eles não costumam ir bem nas horas decisivas, mas pelo menos da Venezuela devem ganhar. Contra o Paraguai a história pode ser outra…

Tanto Chile quanto Venezuela parecem ter um cojunto forte e entrosado, formado por jogadores unidos e raçudos. Mas a habilidade de Alexis Sanchéz, a técnica de Vidal, os passes de Valdivia e os gols de Suazo são armas que devem fazer a diferença a favor do Chile. Os venezuelanos não têm algo sequer parecido.

Anúncios

Read Full Post »

Eu poderia ter feito o texto abaixo logo após a eliminação do Brasil. No entanto, um pouco por prudência e bastante por falta de tempo, ele só saiu hoje. E agora eu já tenho a resposta para a única pergunta que eu ainda teria na sexta: “Alemanha ou Argentina, quem seria a campeã do mundo por antecipação?”

Sim, pois agora os alemães já podem se considerar tetracampeões. São totalmente favoritos para o título do Mundial na África do Sul. E não faltam argumentos para isso, desde tradição até a própria qualidade apresentada em campo mesmo.

É claro que o futebol é uma caixinha de surpresas, zebras podem acontecer e existem todos esse clichês chatos que precisam ser lembrados. Mas não consigo ver como o apenas raçudo Uruguai, a só eficiente Holanda ou até talentosa, mas lenta e bagunçada taticamente Espanha vão parar a Alemanha. Nem preciso citar o Paraguai, imagino…

O fato é que uma seleção que faz 4 a 1 na Inglaterra e 4 a 0 na Argentina só pode ser campeã. Jovens que mostram personalidade suficiente para brilharem no maior evento do mundo merecem esse título. Uma equipe organizada taticamente e com sobras de qualidade tecnicamente tem que ser reconhecida.

Parabéns, Alemanha! O trabalho que rendeu uma 3ª colocação em 2006 e o vice-campeonato europeu em 2008 rendeu o fruto esperado agora, em 2010. Nada mais justo! Agora só espero a confirmação oficial do título alemão para fazer uma análise mais detalhada e um texto mais próximo do que essa seleção merece. Por enquanto, já ficam os aplausos e a homenagem.

É tetraaaa, É tetraaaa, É tetraaaa...

É tetraaaa, É tetraaaa, É tetraaaa...

Read Full Post »

A Espanha não pode se iludir com a vitória por 1 a 0 diante de Portugal. Contra um time extremamente recuado, a equipe de Vicente Del Bosque mostrou defeitos táticos, estratégicos e erros em sua escalação. Mesmo assim, venceu. O que não significa que está tudo bem…

O principal defeito não é difícil de enxergar: o time é torto. Com Villa aberto na ponta esquerda, falta alguém que jogue pela direita. Apenas o lateral Sergio Ramos tenta atacar por ali, mas o apoio não é sua principal virtude. Iniesta também ajuda, mas sua tendência é de fechar pelo meio. Veja o mapa de como se posicionaram os espanhóis no 1º tempo do jogo desta terça:

Enquanto Villa (7) cria pela esquerda, há um buraco quase sem ninguém na ponta direita, poucas vezes ocupado por Iniesta (6)
Enquanto Villa (7) cria pela esquerda, há um buraco quase sem ninguém na ponta direita, poucas vezes ocupado por Iniesta (6)

Não é à toa que as estatísticas da Fifa comprovam: a Espanha é o time classificado para as quartas que mais ataca pela esquerda – 23 vezes na Copa. Como resolver isso? Aí começa uma discussão sobre escalação…

Jesús Navas, Mata, David Silva ou até Pedro poderiam ser escalados para jogar pela ponta direita, mas… quem sairia para eles entrarem? Seguestão: com a saída do Busquets, por exemplo, o time ainda poderia resolver outro problema: o excesso de lentidão que tem feito a Espanha sofrer contra retrancas, como aconteceu diante da Suíça também.

Manter Fàbregas no banco de reservas é outro problema. O meia do Arsenal é outra opção para entrar na vaga de Busquets, o que avançaria o time e faria com que, automaticamente, Iniesta se deslocasse com mais frequência pela direita.

Outra mudança na escalação já muito discutida pela própria imprensa espanhola é a troca de centroavante: entraria Llortente e sairia Fernando Torres, já que este tem decepcionado, até por conta de seus problemas físicos.

Dessa forma, só dá pra concluir que a Espanha precisa mudar. Afinal, todas as dificuldades enfrentadas pela seleção contra Portugal serão repetidas nas quartas de final. O Paraguai vai recuar e esperar a subida adversária para só então contra-atacar.

Vicente Del Bosque tem duas opções para alterar esse cenário: perceber os problemas citados acima e mexer no time ou seguir iludido e ver a Espanha sofrer novamente. É difícil demais acreditar em vitória paraguaia, mas a Fúria precisa acordar e melhorar desde já, pois tem várias opções para arrumar essa equipe e brigar pelo título da Copa.

Leia também:

Read Full Post »

Infelizmente acabou a divertida e cheia de jogos 1ª fase da Copa do Mundo. Mas felizmente vai começar o mata-mata das oitavas de final. Os confrontos foram definidos de forma interessante e agora é tudo ou nada.

Como escrevi no twitter do blog, poucos jogos das oitavas de final serão tão desequilibrados quanto Brasil x Chile. Talvez Argentina x México. Talvez Holanda x Eslováquia. Talvez!. É isso… mas vamos às análises jogo por jogo:

Uruguai x Coreia do Sul
A Celeste conseguiu se arrumar durante a Copa e me surpreendeu. Admito que não esperava pelo sucesso de Forlán e companhia. Já a classificação sul-coreana foi normal, dentro das limitações de uma equipe asiática que mostrou ter algum talento. É um duelo equilibradíssimo, mas não convém desacreditar na tradição uruguaia novamente. Palpite: Uruguai

Estados Unidos x Gana
A festa norte-americana por uma vitória no “soccer” foi impressionante, uma das melhores cenas da Copa até agora. Mas a força africana é capaz de frear essa empolgação da equipe de Bob Bradley. Com o apoio da torcida e bons jovens talentos, Gana me convenceu que pode ser uma zebra. Palpite: Gana

Argentina x México
Os mexicanos fizeram bonito. Após o jogo contra a França, fiz post aqui, me empolguei e no twitter até mudei aquele velho ditado sobre eles. Mas dessa vez não terá jeito. Até podem jogar como nunca, mas vão perder como sempre. A eliminação virá diante de uma Argentina com cara de campeã. Palpite: Argentina.

Alemanha x Inglaterra
É o grande confronto dessa fase, mas com ressalvas, já que as duas seleções decepcionaram na fase de grupos em algum momento. O English Team pareceu um pouco pior, mas tem mais capacidade de crescer na hora decisiva. Palpite: Inglaterra.

Holanda x Eslováquia
Os eslovacos mostraram ao mundo seus jovens que já vinham se destacando nos clubes da Europa, mas terão que se contentar com isso. O retorno de Robben aos poucos fará da Holanda outro equipe. Até o brilho vai aparecer agora. Palpite: Holanda.

Brasil x Chile
A principal esperança chilena está no banco de reservas: Marcelo Bielsa pode fazer uma de suas loucuras e vencer Dunga de alguma forma. Fora isso, time por time e principalmente pela característica chilena de ir pro ataque, fica difícil não imaginar uma vitória brasileira. Palpite: Brasil.

Paraguai x Japão
Defesa eficiente, mas que precisa ser mais testada. Meio-campo esforçado e só. Jogadores ofensivos que carregam o sucesso da equipe nas costas. Trata-se de uma definição que serve tanto para Japão quanto para Paraguai. Sendo assim, prefiro apostar em Valdez, Barrios e Santa Cruz. Palpite: Paraguai.

Espanha x Portugal
Difícil, difícil… jogo tenso! O favoritismo tende a ser da Espanha, mas Carlos Queiroz tem feito um bom trabalho e pode surpreender. Como a Fúria tem mais condições de evoluir, fica mais fácil apostar nela. De qualquer forma, o fato é que qualquer resultado é cabível aqui. Palpite: Espanha.

Read Full Post »

A expectativa pela estreia da Holanda era grande. Por vários motivos: por Sneijder, um dos principais jogadores da última temporada na Europa. Pela ausência de Robben, para ver como seria sua substituição. Pelo esquema ofensivo da equipe, já que a Copa sente falta de gols até aqui. Enfim… não faltavam razões para esperar pela partida contra a Dinamarca.

No final das contas, alguns podem ter achado que a vitória holandesa por 2 a 0 foi decepcionante. É verdade que o time não brilhou como em outros jogos e ausência de Robben foi sentida.

Mas prefiro enxergar de outra forma: com a ótima entrada de Elia no lugar de Van der Vaart, a Holanda já achou quem pode ser o substituto de Robben pela esquerda. Os outros problemas devem se acertar com o tempo, com o aumento gradual da confiança e do entrosamento. A defesa sempre vai ser um ponto mais fraco, mas também pode evoluir.

No outro jogo do grupo E, Japão e Camarões fizeram um jogo terrível e mostraram que a Holanda pode ficar tranquila: terá três desafios fáceis pela frente, nos quais poderá acertar o time titular. Time esse que já começa a se encontrare pode ir longe na Copa do Mundo. Eu acredito e até aposto.

E a Itália?

De forma diferente, a Itália também não decepcionou ao empatar em 1 a 1 com o Paraguai. Porém, ao contrário da Holanda, isso aconteceu porque pouco era esperado da Azzurra. Trata-se de uma seleção realmente fraca e que não vai conseguir defender o título de 2006. Duvido! E aposto! Mas isso já estava desenhado desde antes da Jabulani rolar na África do Sul…

Read Full Post »

Terça foi dia de escolher os melhores. Agora é a vez de eleger os piores. Afinal, também não faltaram decepções na temporada 2009/ 2010 do futebol europeu. Especialmente quando se trata das contratações feitas.

Grandes times investiram grandes valores em grandes jogadores. Mas nem sempre o resultado foi tão grandioso. O Real Madrid, por exemplo, gastou, ao todo, 257,4 milhões de euros em reforços. Resultado: não conquistou título algum e foi eliminado nas oitavas de final da Liga dos Campeões.

O segundo time que mais gastou, o Manchester City (139,3 milhões de euros), viveu situação parecida, já que não ficou com a sonhada vaga na Liga dos Campeões.

Com isso, entre os quatro grande campeonatos europeus, é grande a lista de atletas que despertaram uma expectativa enorme e não conseguiram corresponder em campo. Eles até podem dar a volta por cima na próxima temporada, mas por enquanto estão marcados pelo fracasso em seus novos clubes. São eles:

1º) Felipe Melo (Juventus)
O volante brasileiro saiu da Fiorentina por 25 milhões de euros e era uma das esperanças da Juventus para voltar a brigar pelo título do Campeonato Italiano. Apesar de ter jogado com frequência, ele falhou constantemente, se mostrou indisciplinado várias vezes e naufraugou junto com um time que só decepcionou.

2º) Kaká (Real Madrid)
Ele nem jogou tão mal quanto dizem, mas o alto valor pago para o Milan (65 milhões de euros) somado ao fracasso do Real Madrid fizeram com que ele ficasse marcado como uma das maiores decepções da temporada.

Provavelmente com José Mourinho no comando dos merengues, o brasileiro deve jogar mais vezes em sua posição e crescer de produção no segundo semestre de 2010.

3º) Alberto Aquilani (Liverpool)
Sem Xabi Alonso, o Liverpool foi atrás de Aquilani, na Roma, para substituí-lo, mas não deu certo. As frequentes lesões, que sempre acompanharam o italiano, o atrapalharam mais uma vez e ele não justificou os 20 milhões investidos. Para piorar, ele ainda viu seu time ficar fora até da Liga Europa na próxima temporada.

4º) Karim Benzema (Real Madrid)
Foi uma temporada para Benzema esquecer. Ele saiu do Lyon e chegou ao Real para ser o centroavante de um time cheio de estrelas, mas sequer conseguiu ser titular. O “Ronaldo francês” perdeu posição para Higuaín e ainda ficou de fora da Copa do Mundo. Difícil que a próxima temporada seja pior para ele.

5º) Klaas-Jan Huntelaar (Milan)
O holandês já tinha decepcionado, um ano antes, com a camisa do Real Madrid. Foi para o Milan e o filme se repetiu: poucos gols, raros momentos de brilho, quase nenhuma qualidade técnica apresentada e muita decepção. O titular da posição foi o razoável Borriello, e Huntelaar já está queimado entre os times grandes da Europa.

6º) Dmytro Chigrinskiy (Barcelona)
Não se paga 25 milhões de euros por um defensor para que ele seja a quarta opção do time. Mas foi o que aconteceu com o Barça ao tentar investir no ucraniano Chigrinskiy. É claro que não é fácil vencer a concorrência com Piqué e Puyol, dois dos melhores zagueiros do mundo atualmente, mas ele conseguiu ser reserva até de Gabriel Milito ou Rafa Márquez. Decepção enorme!

7º) Yuri Zhirkov (Chelsea)
Um dos destaques da surpreendente Rússia na Eurocopa 2008, o versátil jogador sofreu com uma lesão e não conseguiu se encaixar no plantel do Chelsea. Tanto na lateral-esquerda quanto no meio-campo a concorrência é dura para ele, mas o fato é que faltou mostrar mais qualidade para realmente justificar o valor investido, 21 milhões de euros.

8º) Mario Gomez (Bayern de Munique)
A decepção não foi tão grande por causa do sucesso que o Bayern conseguiu ao final da temporada, mas os 30 milhões de euros investidos em Mário Gomez não foram tão úteis. Isso porque ooutros atacantes do time, como o jovem Thomar Müller e o croata Ivica Olic se destacaram muito mais.

É claro que Mario foi razoavelmente útil e ainda pode ser mais, mas todo o dinheiro gasto poderia ter feito mais diferença se o Bayern tivesse trazido um jogador para outras posições, como um zagueiro, por exemplo.

9º) Roque Santa Cruz (Manchester City)
Ele não chegou com grandes expectativas, mas 21 milhões de euros foram gastos em um jogador que só foi um reserva medíocre para Adebayor. O paraguaio é limitado mesmo. O City poderia ter buscado uma opção ofensiva melhor e talvez até mais barata para ajudar o time na briga por uma vaga na Liga dos Campeões.

10º) Diego (Juventus)
O meia brasileiro chegou a empolgar no começo, mas logo mostrou que não destoaria do fracasso do seu time na temporada. Ele foi titular com frequência e até viveu bons momentos, mas não conseguiu ser o líder e a referência no meio-campo que a Vecchia Signora tanto precisava.

Agora especulam que seu futuro no clube pode ser ainda pior. Isso porque o novo técnico da Juventus, Luigi Del Neri, costumar usar o esquema tático com duas linhas de 4, no qual Diego não se encaixa em posição alguma.

11º) Zlatan Ibrahimovic (Barcelona)
Aqui a opinião é menos minha e mais da torcida do Barcelona. Afinal, Ibra não foi tão mal em seu primeiro ano em um novo time. Não chegou a se destacar como nos tempos de Inter de Milão, é verdade, mas fez mais de 20 gols e ajudou o time na conquista do título espanhol.

Agora Villa já chegou e ele pode sair do time por falta de espaço, mas ainda acredito que eo sueco poderia ser útil. Só eu. Os catalães não.

Read Full Post »

TOP 11

As 32 seleções classificadas para a Copa do Mundo de 2010 foram definidas e agora é hora de começar a diferenciar quem vai se destacar e quem vai ser apenas coadjuvante na África do Sul.

Brasil, Espanha, Inglaterra e talvez a Holanda estão um passo frente. Depois ficam aquelas seleções que têm tradição, mas apresentam futebol fraco no momento, como Itália, Argentina, França e Alemanha.

Entretanto, o divertido mesmo é tentar adivinhar quais serão as zebras que desfilarão na África do Sul. É claro que isso ainda depende do sorteio dos grupos, mas já dá pra arriscar uma lista de quem tem mais potencial para surpreender no ano que vem:

1) Gana
Em 1990, o Rei do Futebol, Pelé, disse que “uma seleção africana ganharia a Copa do Mundo em breve”. Para o time de Essien, Muntari e Asamoah, o título ainda parece distante, mas chegar perto dele é bem provável.

2) Paraguai
Por pouco os paraguaios não foram à Copa com a conquista da liderança nas Eliminatórias Sul-Americanas, o que só mostra a força e a organização desse time de poucas estrelas, mas de bom futebol.

3) Costa do Marfim
Outra seleção que conta com o apoio do povo africano para ir longe, mas precisa torcer para não cair em outro grupo da morte, como aconteceu em 2006.

4) Chile
À parte uma defesa que ainda é frágil, o time de Marcelo “El Loco” Bielsa tem boas opções ofensivas e pode dar trabalho para quem subestimá-lo na África.

5) Estados Unidos
Venceu a Espanha e deu trabalho para o Brasil na Copa das Confederações, competição que foi um marco de crescimento na confiança de um time apenas razoável, mas que está em alta e pode chegar em um bom momento na Copa.

6) Dinamarca
Não é mais uma “Dinamáquina”, mas conseguiu superar Portugal e Suécia nas Eliminatórias com um time bem organizado e competitivo, provando que não viajará à Africa do Sul para fazer turismo.

7) Eslováquia
Deixou a República Tcheca para trás nas Eliminatórias e conta com bons talentos jovens, como Skrtel e Hamsik, para ir longe na Copa do Mundo.

8 ) Sérvia
Eles vão sem Petkovic, mas talvez nem precisem mesmo. Contarão com talentos experientes, como Vidic e Stankovic, mas também apresentarão boas promessas que despontam agora para o futebol internacional, como Krasic e Kuzmanovic.

9) Grécia
O futebol é aquele pragmático de sempre, mas com muita vontade, organização e alto nível competitivo. Se eles foram campeões da Eurocopa assim, porque não podem ir longe também na Copa?

10) Camarões
A classificação só veio no sufoco, mas o time tem bons jogadores que vão além de Eto’o, como os volantes Makoun e Song. Pode ir no provável embalo das seleções africanas e também chegar longe.

11) Eslovênia
Ganhou moral após eliminar Rússia na repescagem de forma heróica. Agora vai ter que provar que sabe bater outras seleções tidas como favoritas e ir ainda mais longe em 2010.

Austrália e México não entraram na lista, mas também podem dar trabalho. Agora é só esperar o sorteio, ver quem aumentará suas chances de surpreender e entrar de vez no sensacional clima de Copa do Mundo.

Como já li por aí no twitter, “uma vez ironizaram Fernando Vanucci, mas a verdade é que ele estava certo: a África do Sul é mesmo logo ali”.

Read Full Post »

Older Posts »