Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Peñarol’

Praticamente encerrada a fase preliminar, já é possível afirmar: teremos em 2011 a melhor Copa Libertadores dos últimos anos. Não lembro de ter visto recentemente tantos times fortes na competição sul-americana. Fora a emoção e a garra de sempre, é possível esperar também muita qualidade em campo.

A começar pelo times brasileiros. Campeão, o Corinthians pode sofrer pela pressão interna pelo título inédito, mas não pela falta de qualidade. O vice nacional, Vasco, também manteve sua base e seguirá forte. E com boas contratações e experiência, Fluminense e Internacional também estarão bem demais. E o Flamengo? Vive crise eterna, mas é melhor não duvidar de um time tão grande.

Fora do Brasil, também há favoritos ao título. Mesmo desmanchada, a Universidad do Chile deve dar trabalho. O Boca Juniors está de volta e, mais do que isso, com um time de muita qualidade, com Mouche, Santiago Silva, Riquelme, etc… Há ainda os perigosos e tradicionais Nacional-URU, Peñarol, Chivas e Vélez Sársfield.

Mas o Opiniões em Campo não costuma ficar em cima do muro. Assim como faço na Liga dos Campeões, vou analisar cada grupo da Copa Libertadores e arriscar palpites. Depois, antes de começar o mata-mata, farei a verificação e novas observações. Segue…

Grupo 1
Internacional, Juan Aurich, Santos e The Strongest
Classificam: Internacional e Santos

É fácil demais apostar nos classificados desse grupo. Há poucas chances de surpresas para os brasileiros, então vou até arriscar quem vai ficar com o primeiro lugar: fortalecido após a difícil disputa por vaga com o Once Caldas, o Internacional vai entrar com mais ritmo e superar o Santos na tabela por pouco.

Grupo 2
Emelec, Flamengo, Lanús e Olimpia
Classificam: Flamengo e Lanús

Pode parecer, mas não é um grupo tão fácil para o Flamengo, que dependerá do sucesso de Vagner Love para evoluir e conseguir a classificação, o que deve acontecer. Dá para esperar equilíbrio na disputa pela outra vaga. Emelec tem feito boas campanhas no Equador, Lanús tem bons jogadores, como Valeri e Camoranesi, e o Olimpia tem a tradição a seu favor. É difícil, mas aposto na qualidade e na consistência do time argentino.

Grupo 3
Bolívar, Junior Barranquilla, Universidad Católica e Tigres ou Unión Española
Classificam: Junior Barranquilla e Universidad Católica

O ideal seria esperar a definição do quarto time, mas aposto desde já que o Tigres conseguirá a classificação, apesar de ter perdido fora de casa. Com isso, haverá uma equilibrada disputa pela segunda vaga do grupo, já que a primeira deve ficar com o Universidad Católica. Aposto que o campeão colombiano, Junior Barranquilla, surpreenderá e ficará em segundo lugar na chave.

Grupo 4
Arsenal-ARG, Boca Juniors, Fluminense e Zamora
Classificam: Boca Juniors e Fluminense

É outro grupo extremamente desequilibrado. O pequeno e novato Zamora deve sofrer, assim como o limitado Arsenal de Sarandí. Já Boca e Flu farão jogos de grande qualidade, com muitos bons jogadores em campo. É difíl até arriscar quem levará a melhor nos duelos entre eles, mas aposto que a tradição pesará a favor dos argentinos.

Grupo 5
Alianza Lima, Libertad, Nacional-URU e Vasco
Classificam: Nacional-URU e Vasco

Ninguém terá vida fácil nesse grupo. A classificação do Libertad, que superou o El Nacional, embolou ainda mais a chave. Mas aposto que Nacional-URU e Vasco vão conseguir a classificação. Ambos estão empolgados com as boas campanhas recentes e parecem ter elencos coesos. O time uruguaio, comandado pelo técnico Gallardo e com Recoba em campo, deve ir longe na Libertadores.

Grupo 6
Corinthians, Cruz Azul, Deportivo Táchira e Nacional-PAR
Classificam: Corinthians e Cruz Azul

O Corinthians só perde para ele mesmo nesse grupo. Caso não faça muita besteira, consegue a classificação com uma boa campanha, o que pode lhe dar vantagem na fase seguinte. Já a segunda vaga deve ficar com o clube mexicano, já que Táchira e Nacional-PAR estão com times limitados demais

Grupo 7
Chivas, Defensor Sporting, Deportivo Quito e Vélez Sársfield
Classificam: Chivas e Vélez Sársfield

O Vélez de hoje não o mesmo que foi campeão argentino no ano passado, mas ainda tem forças para fazer mais uma boa campanha na Libertadores. A disputa pela segunda vaga deve ficar entre os campeões Chivas e Deportivo Quito, mas o time mexicano tem mais qualidade e deve levar a melhor.

Grupo 8
Godoy Cruz, Nacional de Medellín, Universidad do Chile e Peñarol ou Caracas
Classificam: Universidad do Chile e Peñarol

Depois de golear o Caracas por 4 a 0, o Peñarol mostrou sua força e praticamente já se garantiu na fase de grupos. E dará mais trabalho ainda. Sem Martinuccio, mas com Zalayeta, Mora e Estoyanoff, tem tudo para se classificar, fazer bonito de novo e empolgar ainda mais sua vibrante torcida. Já a “La U”, ainda que sofra sem Eduardo Vargas, que foi para o Napoli, não dará chances para Godoy Cruz ou Nacional.

Anúncios

Read Full Post »

Neymar sumiu. A primeira final da Libertadores foi um dos piores jogos do atacante em 2011. Sem ele, o Santos foi um time comum, de defesa enfraquecida pelos desfalques e ainda com alguns desajustes táticos. Tudo isso explica porque a partida terminou 0 a 0. Afinal, o time da Vila Belmiro é melhor que o Peñarol. Mas não pode contar só com isso. Tem que jogar. Neymar tem que jogar. Não pode repetir a atuação desta quarta se quiser ser campeão.

Levanta, Neymar!
Levanta, Neymar!

É claro que parte do insucesso de Neymar passa por toda intimidação que o time uruguaio fez contra ele. Faltas, ameaças, agressões… tudo isso aconteceu. Mas Neymar precisa se acostumar com isso. E nem dá para usar a desculpa da juventude, afinal, há quanto tempo Neymar é perseguido inclusive no Brasil? Já foi o suficiente para se acostumar…

Apesar da marcação do Peñarol ser bem feita, não foi exatamente isso que parou Neymar. Ele poderia ter aproveitado o espaço que havia pela esquerda, junto com Alex Sandro, que fez boa partida ofensivamente. Mas não conseguiu. Pouco fez, pouco conseguiu, pouco produziu. Só reclamou. E não se trata de jogar pressão demais em quem não merece: Neymar tem sim que crescer em um jogo tão grande como esse.

E não se trata também de querer rotulá-lo como ‘pipoqueiro’, ‘amarelão’, ‘cai-cai’ ou algo do tipo. Ele não é nada disso, todos sabem. Durante o jogo, cheguei até a escrever no twitter sobre esse cuidado que precisamos ter: “Eis que #neymarcaicai aparece nos TT’s. Eu que não caio nessa. Daqui a pouco ele destrói com o jogo e eu pago de burro”.

Ele não destruiu com o jogo. Mas ainda pode destruir no Pacaembu, dessa vez ao lado de Ganso. É só reclamar menos e jogar mais. A promesa foi feita: “No Brasil será diferente”, disse Neymar, logo após o jogo. E, sinceramente, até torço por isso. Quero ver um craque do futuro fazer história no presente. Isso não tem preço.

Read Full Post »

Em uma semana de volta do Opiniões em Campo à ativa, prefiro não recomendar links de um tema específico. Selecionei o que li de bom de uma semana pra cá e apresento os melhores textos abaixo. Em outras oportunidades, podem haver edições especiais sobre um determinado assunto que pautar os comentaristas esportivos.

  • Na expectativa para a final da Liga dos Campeões, José Antonio Lima destacou bem um dos melhores personagens dessa decisão: o gênio Alex Ferguson, técnico que deveria existir em todos times do mundo. Leia mais.
  • Lucas Imbroinise sugeriu uma possível seleção brasileira pra Copa de 2014. É um time exageradamente ofensivo, como ele mesmo reconheceu, mas a análise é bem feita e discussões sobre esse tema sempre soam interessantes. Leia mais.
  • O jornal argentino ‘Olé’ fez aniversário nesta semana e Marcelo Montanini fez um post interessante para homenageá-lo. São capas históricas desse jornal que produz muitas bizarrices, mas às vezes também dá aula de criatividade. Leia mais.
  • Antes mesmo do jogo contra o Peñarol, Mauro Cezar Pereira trouxe uma interessante análise do Vélez Sarzfield. Concordo com ele: trata-se ainda do time que representa o maior perigo para o Santos na Copa Libertadores. Leia mais.
  • Paulo Calçade destaca bem uma ótima notícia para aqueles que, como eu, defendem o sistema de pontos corridos no Brasileirão. Incrível como aumentou a receita dos clubes brasileiros desde 2003! Leia mais.

Read Full Post »