Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘René Simões’

O ORGULHO DA TORCIDA

Corinthians – Foi uma vitória suada, o time não jogou tão bem, mas nada disso importa em um clássico de tanta importância. A vitória contra o Palmeiras fez a festa da torcida no Pacaembu e recuperou o time da crise.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Santos – Em uma rodada de homenagens ao Pelé, o time da Vila não conseguiu segurar a vantagem que abriu de 2 a 0 contra o Grêmio-SP e sofreu a virada. Pior: não fez gol com dois a mais em campo. Que presente para o Rei!

TROFÉU HERÓI

Obina – Fez três gols no decisivo clássico contra o Cruzeiro, que finalmente tirou o Atlético-MG da zona de rebaixamento.

TROFÉU VILÃO

Ivan González – Fez o pênalti que deu o empate para o Fluminense e tirou uma vitória que seria espetacular para o Atlético-PR, pois colocaria o Furacão até em condições de sonhar com o título.

DESTAQUE PARA O JOVEM

Bernardo – Sofreu e converteu o pênalti que decidiu a vitória do Goiás contra um Avaí que parece não ter o menor poder de reação.

VALEU O INGRESSO

Diego Sacoman – O zagueiro ex-Corinthians acertou um chute inacreditável. Pela direita, ele arriscou com a perna esquerda e a bola entrou no ângulo. Foi um belo lance para simbolizar tudo que o Ceará jogou nessa partida contra o São Paulo.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Cruzeiro 3 x 4 Atlético-MG – Maior do que importância desse clássico foi a emoção que os mineiros sentiram ao vê-lo, com certeza. A ameaça de reação que a Raposa conseguiu no final quase foi concretizada. Se não fosse o pênalti perdido por Montillo…

Mas é bom lembrar que ainda tivemos outros bons jogos, como tem acontecido com freqüência nessa reta final do Brasileirão. Atlético-PR 2 x 2 Fluminense, Grêmio 2 x 2 Inter e Santos 2 x 3 Grêmio Prudente foram partidas empolgantes.

TÉDIO EM 90 MINUTOS

Guarani 0 x 1 Atlético-GO – Foi um jogo para os dois times perceberem que precisam jogar mais bola se quiserem fugir do rebaixamento.

DETALHE TÁTICO

Palmeiras – Assim como na Copa Sul-Americana, Felipão tem testado um 4-5-1 parecido com o da Seleção Brasileira na Copa do Mundo por ser torto: um meia mais recuado joga aberto pela direita (Tinga) e um atacante mais avançado fica aberto pela esquerda (Luan)

Caso esses dois ‘armadores’ laterais realmente ajudem o meia central (Valdívia ou Lincoln), pode dar certo. Caso contrário, acontece a repetição do filme do clássico contra o Corinthians.

DETALHE DO TÉCNICO

René Simões – O gol da vitória do Atlético-GO contra o Guarani foi construído após um belo passe de Renatinho para Marcão, que balançou as redes. Os dois jogadores foram colocados pelo técnico durante a partida.

O FUTEBOL É INJUSTO

Vitória merecia mais – A derrota para o Botafogo foi injusta, pois o time carioca santiu a pressão e o medo de sofrer outro empate, permitindo que o time baiano chegasse perto do gol no Engenhão. Foi por pouco…

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Grêmio-SP – Foi mais do que surpreendente. Foi inacreditável. Até porque o Santos chegou a sair na frente, abrir vantagem e depois sofreu a virada. Foi uma reação impressionante de um time que ainda acredita em uma reação. Mas só eles acreditam mesmo…

PAPO RETO

Atlético-MG,

Pode comemorar sim!

Aposto que você está livre do rebaixamento. A troca de técnico aconteceu no limite da hora certa e funcionou. Dorival Júnior tem feito mais um bom trabalho e tem contado com a ajuda de muitos outros times que parecem querer a Série B em 2011. Vitória e Avai que o digam!

ACRÉSCIMOS

Rodada corintiana – É até curioso que o Corinthians seja o time mais beneficiado em uma rodada que os times homenagearam Pelé por seus 70 anos. O Rei sempre foi um carrasco do time paulista.

Mas é preciso ter calma e os corintianos têm pouco a comemorar por enquanto. Vários times já tiveram suas rodadas até agora e ninguém se firmou depois disso. Fato é que o Brasileirão só será decidido na última rodada mais uma vez!

Anúncios

Read Full Post »

O ORGULHO DA TORCIDA

Goiás – Aplicou a principal goleada da rodada, jogando bem contra um Botafogo que tem surpreendido no Brasileirão, pelo menos por enquanto.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Grêmio – Em casa, perdeu para o Palmeiras por 2 a 1 e estragou a festa do próprio aniversário.

TROFÉU HERÓI

Jucilei – Teve uma atuação brilhante, destacada por todos, logo no principal jogo da rodada. Fez gol e foi decisivo para a vitória do Corinthians contra o Fluminense, por 2 a 1.

TROFÉU VILÃO

Neymar – Errou feio ao discutir com seu técnico e seus companheiros, fazendo com que a vitoria bonita do Santos fosse esquecida.

DESTAQUE PARA O JOVEM

Diego Maurício – Fez um gol fundamental para a vitória do Flamengo contra o Grêmio-SP e acabou com o jejum dos atacantes do time carioca.

Mas outros jovens também foram bem na rodada, como Alan Patrick (Santos), Bernardo (Goiás), Wallyson e Rafael (ambos do Cruzeiro)

VALEU O INGRESSO

Jucilei – O passe de Elias foi perfeito e a domínio no peito foi feito de uma maneira que poucos conseguiriam. A importância do gol só o deixa mais bonito.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Cruzeiro 4 x 2 Guarani – O normal seria uma vitória tranquila do Cruzeiro após a expulsão de Mazola.

Mas o time mineiro se complicou, o goleiro Douglas, do Guarani, fez milagres e sobrou emoção em campo. O jovem arqueiro Rafael, do Cruzeiro, também teve que trabalhar e assim a vitória da Raposa foi confirmada, mas com sufoco.

TÉDIO EM 90 MINUTOS

Ceará 0 x 0 Vitória – Os times exibiram em campo o porquê de serem grandes candidatos ao rebaixamento no Brasileirão.

DETALHE TÁTICO

Guarani no 3-5-2 – Pelas características do elenco, até é interessante a alternativa que Vágner Mancini experimentou no jogo contra o Cruzeiro.

Mas uma alteração radical na forma do time jogar, a essa altura do campeonato, pode fazer com que a boa campanha do Bugre seja estragada.

DETALHE DO TÉCNICO

René Simões – Perdeu em campo, mas compensou com tudo que ele disse sobre e para o Neymar. De fato René até pode ter exagerado em algo, mas alguém precisava ser duro de verdade com esse “monstro”.

O FUTEBOL É INJUSTO

Grêmio-SP prejudicado – Independentemente da polêmica expulsão de Adriano Pimenta, a vitória do Flamengo por 2 a 1 não refletiu o que aconteceu no Prudentão.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Inter – Conseguiu uma vitória imponente contra o São Paulo, no Morumbi, quando era esperado que o time paulista se recuperasse.

O Tricolor Paulista não podia ter se iludido com um pequeno bom momento que viveu recentemente. Eu avisei sobre isso aqui, na 20ª rodada.

PAPO RETO

Corinthians,

Calma!

Alguns discursos de seus jogadores foram excessivamente empolgados. A vitória contra o Fluminense foi importante, mas evidentemente não decidiu nada.

ACRÉSCIMOS

Alta média de gols e bons jogos – O balanço geral da rodada foi excelente. Tivemos pelo menos cinco bons jogos e 3,5 gols por jogo. O Brasileirão começa a empolgar…

Read Full Post »

Vai ano, volta ano e eu ainda fico impressionado com um absurdo do futebol brasileiro: a total falta de planejamento dos clubes quando o assunto é a escolha dos seus técnicos.

Eles deixam um treinador começar o ano, indicar jogadores, preparar a temporada, mas logo o demitem. Basta um simples tropeço nos campeonatos estaduais, cada vez menos interessantes e atraentes. Ridículo!

É claro que não foi diferente na temporada de 2010. Vários times repetiram essa história e provavelmente terão os seus anos comprometidos. Mas é preciso admitir: também existem aqueles que acertaram em cheio. Demitiram bem, contrataram melhor e agora vivem boa fase.

Veja a lista de quem fez as melhores mudanças de treinador até agora:

1º) Botafogo (de Estevam Soares para Joel Santana)
A demissão de Estevam já deveria ter acontecido no final do ano passado. Apesar de ter escapado do rebaixamento, seu trabalho não foi bom em 2009.

Ele ficou, o time pagou um grande mico ao perder para o Vasco por 6 a 0 ainda na Taça Guanabara e a mudança foi necessária. Eu (e muita gente) não esperava por um trabalho tão bom de Joel, mas ele surpreendeu a todos.

2º) Atletico-GO (de Artur Neto para Geninho)
Aqui é outro caso surpreendente. A saída de Artur Neto parecia precipitada, mas a diretoria optou por demití-lo e queria ter um técnico mais renomado para disputar a 1ª divisão em 2010.

A escolha por Geninho também não foi a ideal, já que ele não faz um grande trabalho há anos. Mas o fato é que a mudança deu resultado e o Atlético-GO deve vencer o seu campeonato estadual. Só vai lutar contra o rebaixamento no Brasileirão 2010, mas tem boas chances de escapar.

3º) Ceará (de René Simões para PC Gusmão)
Dessa vez o problema também veio desde o final do ano passado: o time não manteve o PC Gusmão e começou a temporada cheio de problemas. Perdeu o 1º turno do estadual e só depois conseguiu corrigir o erro.

Agora está na final do estadual e, mesmo que perca para o Fortaleza, pelo menos já encontrou um time titular razoável definido. Ainda precisa de reforços para escapar do rebaixamento no Brasileirão, mas pelo menos não deve passar por vexames.

4º) Grêmio-SP (de Vinícius Eutrópio para Toninho Cecílio)
O pior erro neste caso foi a aposta em Vinícius Eutrópio. A escolha logo se mostrou errada e o time não quis esperar até o Brasileirão para mudar seu técnico. Perfeito.

Não dá para dizer ainda que Toninho será um bom treinador, mas ele colocou o time nas semifinais do Campeonato Paulista e gerou boas expectativas para o Brasileirão 2010

5º) Goiás (de Hélio dos Anjos para Jorginho)
A mudança não parecia correta também, já que Hélio tinha comandado o Goiás para uma boa campanha em 2009 e isso deveria segurá-lo apesar do péssimo início em 2010 – o Goiás chegou a ficar na lanterna do estadual.

Entretanto, Jorginho recuperou rapidamente o time e parecia que ia ficar pelo menos até o Brasileirão. E então veio mais uma mudança que nem merece entrar nesse ranking de tão inexplicável que foi. Émerson Leão? Haja paciência…

6º) Fluminense (de Cuca para Muricy Ramalho)
A história se repete: a demissão parece totalmente injusta e equivocada em um primeiro momento, mas depois até pode ser justificada.

Afinal, a contratação de Muricy, um técnico de alto nível, realmente pode colocar o Fluminense em outro patamar de disputa. Isso se não acontecer com ele o que aconteceu no Palmeiras…

7º) Palmeiras (de Muricy Ramalho para Antônio Carlos Zago)
A entrada de Zago ainda não trouxe grandes melhorias para o time – e nem aposto que trará -, mas se Muricy não tivesse saído as coisas poderiam ter ficado piores para o Palmeiras.

Ninguém me tira da cabeça que o elenco estava com pouca disposição sob o comando do técnico tricampeão brasileiro pelo São Paulo. Boicote ou não, a mudança era necessária e só não foi melhor porque o substituto escolhido não passa de uma aposta.

Antônio Carlos Zago/ AE

Se Zago ainda pudesse se escalar como zagueiro do Palmeiras talvez a fase do time melhorasse...

8º) Guarani (de Oswaldo Alvarez para Vágner Mancini)
O Bugre até teve uma atitude exemplar: bancou o técnico que colocou o time na 1º divisão mesmo com o fracasso na Série A-2 do Campeonato Paulista. Só que veio a goleada por 8 a 1 contra o Santos na Copa do Brasil e a situação ficou realmente insustentável.

Ainda é impossível avaliar o trabalho de Vágner Mancini, mas trata-se de um técnico com qualidades que terá muito trabalho pela frente, mas pode fazer o time surpreender no Brasileirão 2010.

9º) Vasco (de Vágner Mancini para Gaúcho)
É outro caso em que a situação com o treinador parecia insustentável, já que a crise com Mancini era realmente grave. O problema é não contratar um substituto à altura e simplesmente fazer uma aposta de risco.

Nem todo mundo é Andrade. Efetivar um técnico interino durante a Copa do Brasil e pouco antes do início do Brasileirão tem tudo para ser um grande erro.

10º) Atlético-PR (de Antônio Lopes para Leandro Niehues)
A demissão do delegado até hoje é pouco compreensível na Baixada. O que dizer então da enorme confiança depositada em um técnico pouco experiente?

O resultado dessa combinação até agora foi a eliminação da Copa do Brasil ainda nas oitavas de final e o título do Coritiba no estadual. Mesmo assim, Leandro segue no cargo. Trata-se de um caso claro do velho clichê: “dois pesos e duas medidas”.

11º) Flamengo (de Andrade para nenhuma definição por enquanto)
A demissão do técnico campeão brasileiro de 2009 com certeza foi a pior mudança de técnico até agora, independentemente de quem assumir o cargo em seu lugar.

Só em pensar que especulam a efetivação de Rogério Lourenço já percebo o quanto o título do ano passado foi ilusório para o Flamengo, que segue com sua política de desordem e falta de planejamento total.

Read Full Post »