Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Taison’

Há pouco o que se dizer depois do jogo entre Inter e São Paulo nesta quarta, no Beira-Rio. O Colorado quis vencer e o Tricolor só tentou não perder. Como quase sempre, o resultado dessas posturas foi melhor para o time corajoso.

Mas há outra lição que a partida pode passar: é incrível a qualidade desse elenco do Inter! O único gol saiu de Giuliano, que tinha acabado de entrar no lugar de Andrezinho, bom jogador, mas que não deveria ter sido titular.

Depois que o placar foi aberto, ninguém menos que Rafael Sóbis ainda entrou no lugar de Taison, um dos melhores da partida. Ah… Tinga estava suspenso, mas estará disponível no jogo de volta.

Com tantas opções e a boa vantagem conquistada, Celso Roth está com a classificação nas mãos. Até porque o São Paulo seguiu sem der qualquer indício de evolução desde a pausa para a Copa.

Aliás, queria saber o que fizeram os jogadores tricolores durante esse mês do Mundial na África do Sul. Só folgaram mesmo? Faltaram até contrataçõers, já que 1 Ricardo Oliveira não basta para compensar os Richarlysons, Marlos e Clébers Santanas.

Dessa forma, o cenário ficou desesperador sim para o São Paulo. Muitos vão repetir por aí que “nada está definido”, na melhor concepção clichê sobre “caixinha de surpresas” do futebol. Não entro nessa. Sempre apontei o Inter como meu favorito para vencer a Copa Libertadores. Não mudarei agora.

Read Full Post »

O ORGULHO DA TORCIDA

Corinthians – Reassumiu a liderança do Brasileirão 2010 após vitória por 3 a 1 contra o Guarani, jogo que foi decidido pela expulsão de Aílson e por mais uma boa atuação de Bruno César

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Goiás – De fato o Atlético-PR tem mostrado uma reação surpreendente, mas a equipe esmeraldina não poderia ter perdido para ele por 2 a 0, em casa.

TROFÉU HERÓI

Henrique – O subestimado volante do Cruzeiro tem muita qualidade, tanto que fez os dois gols do time no duelo contra o Grêmio, salvando a Raposa de pagar um mico em casa.

TROFÉU VILÃO

Róbston – Bateu um pênalti inacreditavelmente nas mãos do goleiro Fernando Prass e acabou de vez com qualquer esperança do Atlético-GO contra o Vasco.

DESTAQUE PARA O JOVEM

Taison – Reencontrou seu bom futebol de outros tempos desde que foi posicionado por Celso Roth na ponta-esquerda. Contra o Flamengo, ele fez um golaço que decidiu a vitória colorada no Beira-Rio.

VALEU O INGRESSO

Nilton – Acertou um petardo indefensável e abriu o placar na vitória do Vasco por 2 a 0 contra o Atlético-GO.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Botafogo 1 x 1 Fluminense – Foi um jogo nervoso e cheio de oportunidades de gols. Até por causa do gramado ruim não teve tanta técnica ou habilidade, mas o que vale mais em clássico é a emoção. Isso não faltou.

TÉDIO EM 90 MINUTOS

Santos 1 x 0 São Paulo – Péssima hora para acontecer o SanSão. Os times estavam focados em outras competições e fizeram um clássico desanimado.

DETALHE TÁTICO

Corinthians – Mano voltou a escalar o time com 3 volantes (Paulinho, Jucilei e Elias), como no começo do ano. É uma tática que Adilson Batista sempre usou no Cruzeiro e, portanto, deve virar comum no Alvinegro Paulista.

DETALHE DO TÉCNICO

Paulo César Carpegiani – O técnico do Atlético-PR colocou Maykon Leite em campo e, com um golaço, o jovem atacante mostrou que pode ser titular do Furacão. Resta ver se Carpegiani vai continuar acertando.

O FUTEBOL É INJUSTO

Botafogo merecia mais – Confusão do clássico à parte, fato é que o time de Joel Santana jogou melhor e ficou mais perto da vitória. O empate saiu barato para o Fluminense.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Atlético-PR – Teoricamente o Furacão nem melhorou tanto seu time, mas tem conseguido evoluir na prática. A vitória contra o Goiás, depois de um bom resultado contra o Santos, comprovou isso.

PAPO RETO

Daniel Carvalho,

Vai querer repetir o fracasso de 2008, pelo Inter, ou vai finalmente reencontrar seu bom futebol de outros tempos?

Você jogou bem enquanto esteve em campo contra o Avaí, mas vacilou ao ser expulso e agora ainda terá que cumprir suspensão antes de receber outra chance.

ACRÉSCIMOS

Mano Menezes – Foi bonita a despedida do ex-técnico do Corinthians. Por ser cada vez mais raro ver uma torcida apoiar tanto um treinador, os aplausos corintianos no Pacaembu merecem reconhecimento. Que Mano consiga o mesmo sucesso com a Seleção Brasileira!

Read Full Post »

Celso Roth é subestimado no Brasil. Ele conhece de futebol, mas o fato de seus trabalhos terem pouco tempo de validade e não resultarem em títulos faz com que ele seja duramente criticado. Mas na verdade trata-se de um bom técnico.

Seu novo desafio é comandar o Inter no Brasileirão 2010 e principalmente na Copa Libertadores. Ainda não aposto que ele será campeão de qualquer uma das duas competições, mas é preciso reconhecer que seu trabalho no Colorado tem sido acima da média e pode o levar a isso. A vitória contra o Atlético-MG nesta quarta-feira fortaleceu essa minha opinião.

A equipe de Celso Roth foi escalada em um 4-2-3-1, tática utilizada por muitas seleções na Copa de 2010. O recém-chegado Tinga armou o time pelo meio, protegido por dois volantes e auxiliado por D’Alessandro na direita e Taison na esquerda. Como na imagem abaixo, retirada do ótimo blog Preleção.

Até a Seleção Brasileira usou um esquema tático parecido na Copa de 2010
Até a Seleção Brasileira usou um esquema tático parecido na Copa

Como Eduardo Cecconi destacou, não foi uma invenção de Celso Roth. Nada mais é do que a continuação do trabalho que já vinha sendo feito com esse esquema, mas com Giuliano na equipe titular. Aliás, a ida do jovem meia para o banco de reservas é um pecado. Mais: é preciso arrumar espaço para Rafael Sóbis nesse time. Boa dor de cabeça para Roth!

A grande questão do momento, diga-se, é exatamente essa: como encaixar as boas novas peças contratadas pelo Inter? “Roth deve manter a estrutura apenas encaixando Sóbis no lugar de Taison”, como André Rocha escreveu? De fato a sugestão é boa, mas não seria uma mudança fácil de fazer, já que Taison tem reencontrado seu bom futebol nesse começo de Brasileirão.

O grande segredo para resolver essas dúvidas é fazer tudo com calma. Para a Libertadores o ideal é nem mexer mais na tática. Para o futuro o time  até pode ser alinhado no 4-3-1-2 simples, desenhado por André Rocha como abaixo:

A saída de Sandro para o Tottenham pode prejudicar a utilização dessa tática no futuro. Quem jogaria na cabeça de área?
A saída de Sandro para o Tottenham pode prejudicar a utilização dessa tática no futuro. Quem jogaria na cabeça de área?

Porém, é evidente que o Inter não é feito só de pontos fortes: no jogo contra o Atlético-MG, por exemplo, a velocidade de Neto Berola incomou os pesados zagueiros do Colorado, Bolívar e Índio. Com os velozes Dagoberto e Marlos, o caminho do São Paulo rumo à final da Copa Libertadores pode ser por ali.

Isso se o bom Celso Roth não prevenir esse problema com antecedência. É melhor temer, pois ele não é “burro”. Longe disso. O recado está dado!

Veja também:

Read Full Post »

Em negrito – o jogador e o time que pretende contratá-lo
Em itálico – a posição e o último time do atleta

A fonte do boato está linkada no nome do jogador

DEMOROU!

Palmeiras – Taison (A-Inter) – Faria uma dupla de ataque potencialmente veloz com Ewerthon e poderia começar a resolver os problemas ofensivos do time.

Santos – Zezinho (A-Juventude) – Ainda é preciso ter cautela com o jovem, é claro, mas ele tem mostrado que é realmente diferenciado.

São Paulo – Diogo (A-Olympiacos) – A saída dele foi prematura demais. Até está bem na Grécia, mas merece voltar para tentar mostrar seu bom futebol em um time grande do Brasil.

TANTO FAZ…

Fluminense – Edno (M-Corinthians) – Não sei exatamente onde ele seria encaixado no time, mas tem perfil para dar certo no tricolor carioca.

Botafogo – Morais (M-Corinthians) – O meia ainda é muito irregular, capaz de atuações pífias e brilhantes, mas já é uma opção melhor que Lúcio Flávio.

Grêmio – Paletta (Z-Boca Juniors)  – Mesmo jovem, já teve bons e ruins momentos. Mesmo assim, pode ser útil em um time que precisa urgentemente de zagueiros com mais qualidades.

Palmeiras – Ernesto Farías (A-Porto) – Tem perfil de artilheiro, mas é limitado tecnicamente e seria necessário esperar para ver como seria sua adaptação.

CAI FORA!

Inter – Palermo (A-Boca Juniors) – Seria um investimento alto demais para um time que já tem Alecsandro e Kléber Pereira – opções pouco empolgantes, mas que serão úteis o suficiente para um time com um elenco tão bom.

Palmeiras – Walter (A-Inter) – Até agora só brilhou mesmo em categorias de base e recebeu poucas chances nos profissionais do Colorado. É pouco para apostar nele em um time com tantos problemas ofensivos.

Santos – Alexsandro (LE-Atlético-PR) – Também é um jovem que pouco se firmou no seu time e não fez por merecer a chance em um time grande.

NÃO ENXERGAM?

Renan Oliveira (M-Atlético-MG) – O jovem foi queimado por alguns lances isolados em 2009, mas tem talento e poderia evoluir se fosse para outro time e jogasse com mais frequência.

Read Full Post »

Eu confesso: o Inter é o time brasileiro no qual eu mais aposto para o título da Copa Libertadores. Só que sofreu para vencer o Emelec nesta quarta, ainda não apresentou um futebol empolgante na atual temporada e eu começo a rever meu palpite.

A vitória desta terça foi importante para o Colorado, é claro, mas não veio fácil e não pode iludir seus torcedores. Até porque o time ainda terá outro adversário complicado pela frente na fase de grupos, o Cerro, do Uruguai.

E os problemas vão além, pois envolvem desde questões táticas até problemas técnicos de alguns jogadores. Explico…

Respeito muito o trabalho de Jorge Fossati e a sua presença no comando do Inter é um dos motivos para eu apontar o time como favorito ao título. Entretanto, eu não escalaria o time no 3-5-2. Com meias talentosos e laterais que podem ser defensivos, um simples 4-4-2 poderia dar certo tranquilamente.

Outros problemas são encontrados na escalação, desde o goleiro Pato Abbondanzieri, que não transmite segurança nenhuma e já falhou em sua estreia (sem maiores consequências), até o ataque, que não se encontra mais, seja com Alecsandro, Taison ou Edu.

Dessa forma, com tantos problemas, fica difícil não desconfiar. Ainda mantenho meu palpite, mas prefiro não me iludir. Que Fossati e os colorados sigam o mesmo raciocínio!

Read Full Post »

TOP 11

O Brasileirão 2009 pode ser considerado o campeonato das surpresas, tanto em relação aos times quanto no que diz respeito a atuação de alguns jogadores.

Teve um pouco de tudo. Craques esquecidos voltaram à tona, mas também aconteceu o inverso com frequência: atletas que chegaram com grandes expectativas em seus times e não conseguiram corresponder em campo.

Relembre todos na lista que mostra as maiores decepções do ano:

1º) Vágner Love (Palmeiras)
Quando chegou, podia ser a solução para o maior ponto fraco do seu time, o ataque. O alviverde era líder do Brasileirão, mas ele não fez sua parte, entrou em polêmicas e deixou de ser ídolo para ser vilão.

2º) Fernandão (Goiás)
Também chegou a um time alviverde que sonhava com o título, mas, fora de forma, provou que está longe de ser o meia-atacante decisivo de outro tempos.

3º) Taison (Inter)
Talvez tenha sido a principal revelações dos estaduais, mas fez pouco pelo Colorado no Brasileirão, virando até reserva em alguns jogos da reta final.

4º)
Ricardinho (Atlético-MG)
Chegou ao Galo para resolver os problemas de criação do time e até fez bons jogos. Só que veio a campanha decadente na reta final e ele chegou a esquentar o banco de reservas também.

5º) Borges (São Paulo)
Foi decisivo no título de 2008 e era esperado que ele repetisse a dose dessa vez. Mas foi exatamente o contrário, pois ele arrumou confusões desnecessárias e sairá do tricolor paulista sem deixar muitas saudades.

6º) Kléber Pereira (Santos)
Em 2008, chegou a levar o Peixe nas costas. Em 2009, passou longe disso, sem gols e com muitas vaias na Vila Belmiro.

7º) Emerson (Santos)
Dono de uma carreira invejável e respeitado na Europa, o volante teria tudo para sobrar no Brasil. Quando chegou, envolveu-se em uma polêmica. Enquanto jogou, não fez nada demais. Depois ainda veio uma lesão e o fim do seu contrato.

8º) Dentinho (Corinthians)
Foi um dos maiores exemplos de falta de motivação do seu time. No final, ainda perdeu lugar para Defederico e deve começar o centenário corintiano fora do time titular.

9º) Dênis Marques (Flamengo)
Chegou para ser o companheiro de Adriano no ataque, mas logo mostrou que não conseguiria fazer, em um time grande, o que tinha feito no Atlético-PR.

10º) Léo (Grêmio)
Foi um dos melhores zagueiros do Brasileirão 2008, mas virou reserva de Rafael Marques com a adoção do 4-4-2 de Paulo Autuori durante a temporada de 2009. Agora deve ser negociado com outro time brasileiro.

11º) Madson (Santos)
Com um time mais arrumado, conseguiu se destacar no estadual. O problema é que no Brasileirão ele caiu de produção, junto com todo o elenco do Peixe.

E agora, quem vai dar a volta por cima? Será que, em 2010,  algum deles vai sair dessa lista ingrata e brilhar na relação de melhores do ano? Não duvide! Afinal, o Brasileirão sempre nos traz muitas surpresas…

Read Full Post »

OLHO NELE

Talles Cunha

Talles Cunha

Clube: Inter
Posição: Atacante
Idade: 20 anos
Altura: 1,80 m
Peso: 70 Kg

Contra o Avaí, na última rodada do Brasileirão, o Inter resolveu escalar seus reservas para o jogo. Quando Tite quer fazer isso, a grande dificuldade era encontrar o substituto de Taison.

Não mais!

Talles Cunha fez esta função neste domingo, marcou um gol, criou outras chances e provou que pode ser mais um importante talento revelado pelo Colorado.

O atacante começou no Guarani, em 2007. Rapidamente, o Inter o observou e fez uma manobra para contratá-lo. Em 2008, vieram as chances iniciais e o primeiro gol, contra o Figueirense.

Talles se define como um “meia-atacante que gosta de cair pela ponta, assim como o Robinho”, mas parece ter até mais faro de gol do que o jogador do Manchester City.

Com a ida de Nilmar para a Seleção, o ataque do Inter fica com menos opções e Talles pode ganhar espaço. Afinal, ele não costuma desperdiçar oportunidades, como mostrou no último domingo. Portanto, vale a pena ficar de olho nele.

Clique aqui e acesse a ficha técnica de Talles Cunha.

Read Full Post »

Foi uma quarta-feira à noite de grandes jogos em que apenas um time se mostrou gigante: o Inter, que já está classificado para a final da Copa do Brasil.

É até chato ficar elogiando seguidamente o Colorado. Parece exagero, mas não é.

Basta observar o que tem jogado Taison, que já é um dos melhores jogadores do Brasil. É só perceber que Andrezinho, meia-atacante reserva, sempre entra com muita qualidade no time, até para substituir o volante Magrão.

Além disso, o time parece ser capaz de superar até a ausência de Nilmar, mudando seu estilo jogo com Alecsandro, atacante mais fixo na área.

Enquanto isso, o Grêmio mostrava, na Venezuela, que tem sido superestimado. O Cruzeiro e o São Paulo apresentam bagunças táticas. O Corinthians fica incapaz de matar um jogo que poderia ser tranquilo.

Diante de tudo isto, tem como não exaltar este gigante colorado?

Read Full Post »

TOP 11

O Brasileirão 2009 começou com uma expectativa a mais: além da tradicional emoção, que sempre aparece, espera-se um nível técnico melhor.

Parece que isto vai virar um fato, basta observar os vários gols e lances que valeram o ingresso já na 1ª rodada.

É possível esperar jogos valiosos e mais momentos inesquecíveis graças a permanência e volta de vários grandes jogadores.

Veja a lista das principais atrações do Brasileirão 2009:

1º) Ronaldo
Provavelmente a principal contratação de um clube brasileiro em todos os tempos.

2º)Adriano
Ainda é uma incógnita tecnicamente, mas não há dúvidas de que chamará a atenção.

3º) Nilmar
Já mostrou suas credenciais na 1ª rodada e tem que ir para a Seleção Brasileira.

4º) Fred
Ainda precisa melhorar, mas tem tudo para ser um grande destaque.

5º) Hernanes
O craque do Brasileirão 2008 também está devendo, mas se resolver pagar, sai de baixo!

6º) Ramires
Com ainda mais liberdade do que no ano passado, tem impressionado nas jogadas ofensivas.

7º) Kléber

Outro que foi bem em 2008, ficou no Brasil, e tem tudo para ir ainda melhor agora.

Com menos luta livre e mais futebol, Kléber pode deixar os palmeirenses com saudades

Com menos luta livre e mais futebol, Kléber pode deixar os palmeirenses com saudades

8º) Diego Souza
Não deixa de ser um retorno: a versão 2007 do meia voltou a aparecer e brilhar.

9º) Taison
Jovem revelação, vai tentar mostrar até onde ele pode ir.

10º) Neymar
Mesma situação de Taison, mas com mais expectativa e menos futebol por enquanto.

11º) Keirrison
Artilheiro em 2008, vai tentar crescer de produção neste ano para repetir o feito.

Read Full Post »

BR 2009

INTERNACIONAL

“Glória do desporto nacional
Oh, Internacional
Que eu vivo a exaltar”

QUEM JOGA?
Lauro; Bolívar, Índio, Álvaro, Kleber; Sandro, Magrão, Guiñazu, D’Alessandro; Taison e Nilmar

COMO FOI EM 2008?
6º – Não foi mal, mas a expectativa era por algo bem melhor.

COMO SERÁ EM 2009?
É o principal favorito ao título.

COMO VAI GARANTIR OS 3 PONTOS?
O sistema defensivo do time, com 3 volantes e 3 zagueiros, fica equilibrado para deixar o trio de ataque funcionar perfeitamente.

O QUE FALTA MELHORAR?
A lateral direita é o ponto mais fraco, pois carece de apoio no ataque. Além disso, Bolívar deve voltar para o Monaco no meio do ano, deixando a posição sem dono.

QUEM VAI DECIDIR?
Nilmar é a principal referência do time e quem sempre dá um toque de criatividade e velocidade a mais no jogo.

QUEM É A ARMA SECRETA?
Os atacantes Talles e Walter podem seguir o caminho de Taison, mostrando a grande força das categorias de base do Inter. Além deles, o meia Giuliano, contratado junto ao Paraná, também pode surgir.

O QUE ACONTECERÁ NO MEIO DO ANO?
Já é certeza que um ou dois jogadores serão vendidos. Se perder Nilmar e mais um titular, o time pode desandar completamente.

ACRÉSCIMOS
No ponto fraco do time, a lateral direita, os jovens zagueiros Danilo Silva e Arílton já estão sendo treinados para suprir a saída de Bolívar. Será que a diretoria não pensa mesmo em contratar ninguém para a posição?

Read Full Post »

OLHO NELE

Sandro

Sandro

Clube: Internacional
Posição: Volante
Idade: 20 anos
Altura: 1,87 m
Peso: 75 Kg

No começo de 2009, o Inter perdeu 2 jogadores muito importantes do time titular campeão da Copa Sul-Americana de 2008: Alex e Edinho foram para o futebol europeu. A “sorte” do Colorado foi não precisar ir muito longe para achar seus substitutos. Eles vieram das categorias de base.

Para ser meia-atacante, Taison tem dado conta do recado com maestria. Para completar o trio de volantes, junto com Magrão e Guiñazu, Tite encontrou uma das melhores surpresas de 2009 até aqui: o cabeça de área Sandro, de apenas 20 anos.

Eu pouco tinha ouvido falar dele antes do Sul-Americano Sub-20 deste ano, vencido pelo Brasil. Em um meio de campo recheado de nomes de peso, Sandro ganhou espaço aos poucos e foi uma das principais revelações da competição.

Quando voltou para Porto Alegre, o volante viu a vaga deixada por Edinho e agarrou sem medo. Hoje é titular absoluto e peça importante de um time que tem jogado com qualidade, sendo um dos melhores do Brasil até aqui.

A safra de volantes jovens brasileiros é boa, mas é preciso ficar de olho nele, pois há um diferencial: Sandro tem boa saída de bola, mas sua melhor função é a de marcar. Ou seja, não apoia tão bem quanto Hernanes, Ramires, Anderson… mas marca melhor que todos, o que pode gerar uma boa dupla ou trio para o futuro da Seleção Brasileira, se todos continuarem a evoluir desta forma, obviamente.

Read Full Post »