Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Vidic’

Lionel Messi

O prêmio de melhor do mundo de 2011 já está garantido

A temporada europeia de 2010/2011 acabou no último final de semana. Foi um período histórico, principalmente pelos feitos do Barcelona, mas também pelas muitas surpresas nos campeonatos nacionais, como o Borussia Dortmund campeão na Alemanha ou o Napoli e a Udinese como 3º e 4º lugares na Itália.

E foi também uma temporada cheia de destaques individuais – não é preciso mais elogiar Messi. E há ainda Cristiano Ronaldo e seus recordes, a segurança de Thiago Silva, a afirmação de Özil e muitos gols de artilheiros de qualidade.

Por isso não é fácil escolher uma seleção da temporada europeia. Mesmo assim, resolvi arriscar. Os melhores jogadores de 2010/2011 no Velho Continente seguem alinhados abaixo no 4-2-3-1:

MELHOR GOLEIRO: Van der Saar

Claro que a segurança de Casillas merece ser citada, assim como os milagres de Neuer, os reflexos de Cech e a evolução de Joe Hart. Há ainda Hélton, o brasileiro capitão do impressionante Porto.

Mas Van der Saar juntou um pouco de todas essas qualidades e misturou com sua tradicional regularidade. Além disso, é também uma homenagem para o ex-goleiro do Manchester United, que saiu do futebol para ficar na história como um dos melhores jogadores da posição em todos os tempos.

MELHOR LATERAL-DIREITO: Daniel Alves

Ele foi muito bem, mas provavelmente nem foi a melhor temporada do brasileiro no Barcelona. Mas dessa vez faltaram concorrentes na posição.

Sergio Ramos, Philip Lahm e também brasileiro Maicon são outros eternos destaques da posição, mas nenhum brilhou tanto quanto Daniel Alves.

Daniel Alves

Daniel Alves superou Maicon na temporada e na Seleção Brasileira

MELHOR ZAGUEIRO: Thiago Silva e Vidic

Incrível como dessa vez não foi fácil escolher os melhores dessa posição. Além dos dois escolhidos, sobraram outros beques, como Ricardo Carvalho, que foi fundamental para a melhora defensiva do Real Madrid; ou Piqué, que teve que se virar sem Puyol frequentemente; ou Hummels, um dos destaques do Borussia no título alemão. Há ainda Lúcio, Ferdinand, Kompany, Dawson e Nesta.

Mas a temporada de Thiago Silva foi impressionante, já que ele chegou a se destacar até como volante. E Vidic se firmou como uma liderança do Manchester United com segurança e precisão nos desarmes.

MELHOR LATERAL-ESQUERDO: Ashley Cole

O lateral do Chelsea não é mais aquele do Arsenal, time no qual viveu seu auge. Mas hoje saber usar sua experiência a favor e ser fundamental para o Chelsea tanto na defesa quanto no apoio.

E ele também contou com a falta de concorrência, já que Evra, Schmelzer, Marcelo e Abidal até tiveram seus bons momentos, mas não foram tão regulares e constantes quanto Cole.

VOLANTES: Busquets e Xavi

Xavi e Busquets

Eles se entendem

Eles até são discretos, mas com um pouco de atenção dá para perceber o quanto são fundamentais para o Barcelona. Isso porque facilitam tanto a marcação sobre pressão que o time exerce como também dão qualidade na saída de bola do time catalão. Um marca mais, o outro passa melhor, mas eles se completam perfeitamente.

Difícil achar algum concorrente com tanta eficiência. Seedorf, que por vezes teve que jogar mais recuado que o normal no Milan, poderia ser um rival à altura. O jovem Wilshere, do Arsenal, mostrou que no futuro pode alcançá-los. Sahin, ex-Borussia e agora no Real, também foi um grande nome da posição. Posso ainda incluir Carrick, Modric, Schweinsteiger e Lucas na disputa. Mas fato é que Busquets e Xavi sobraram.

MEIA: Özil

Aqui a escolha é difícil por causa de um grande duelo entre o alemão do Real e Iniesta, do Barça. Mas este último já teve temporadas mais decisivas e por pouco perdeu a disputa dessa vez. Pelo menos nessa posição.

Além deles, é preciso mencionar as boas temporadas de Van der Vaart, Kevin Prince Boateng, Yaya Touré, Kagawa e Hernanes.

PONTAS (WINGERS): Cristiano Ronaldo e Iniesta

O primeiro deles é mais fácil escolher: Cristiano Ronaldo, mesmo que tenha jogado mais centralizado às vezes, sabe se destacar como poucos quando faz jogadas pelas laterais em direção ao gol. Quebrou diversos recordes, foi o artilheiro do Campeonato Espanhol, decidiu a Copa do Rei contra o Barcelona e só não levantou mais títulos porque o Real Madrid ainda é um time em formação.

Na outra ponta, poderia estar o veterano Giggs, mas ele jogou centralizado muitas vezes e nem sempre foi titular. Gareth Bale foi uma das grandes revelações da temporada, mas se machucou demais. Nani seria outra opção, mas ainda falta a ele ser mais decisivo, mais craque. Aliás, este é o mesmo problema de Nasri. É preciso lembrar ainda dos bons Hulk, Alexis Sánchez, Robinho, Di María e David Silva – todos fizeram boas temporadas, não mais do que isso.

Mas vou me permitir um improviso aqui: Iniesta, que é meia, mas já jogou pelas pontas diversas vezes pelo Barcelona e até na Copa de 2010, vai ser o escolhido para esta posição. Ele merece!

CENTROAVANTE: Messi

Poderia até ser complicado ter que tirar dessa seleção Alexandre Pato, Cavani, Eto’o, Falcao, Ibrahimovic, Lucas Barrios, Mario Gomez, Tévez e Chicharito – todos são grandes goleadores que vivem ótimas fases na temporada.

Mas por motivos óbvios é preciso optar por Messi, mesmo que ele não seja um típico centroavante. Ele joga centralizado, mas recua quase como um meia e chega de frente para o gol para finalizar. E é exatamente por essa movimentação que ele se diferencia dos mortais e caminha aceleradamente para se tornar uma lenda.

Portanto, o time dos melhores da temporada europeia 2010/ 2011 fica assim escalado por mim:

Van der Saar; Daniel Alves, Thiago Silva, Vidic e Ashley Cole; Busquets, Xavi e Özil; Iniesta, Lionel Messi e Cristiano Ronaldo.

Anúncios

Read Full Post »

A Copa do Mundo de 2010 está repleta de destaques e craques que estão cada vez mais próximos da consagração. Mas teremos tempo para falar deles depois, afinal todos ainda precisam provar que são grandes no mata-mata.

O que dá para comentar por enquanto é que também não faltam grandes fiascos. Ou seja, jogadores de grande qualidade, que estavam sob enorme expectativa, mas já foram eliminados e pagaram micos diante de zebras na África do Sul. Os principais são…

1º) Ribéry (França)
Vice-campeão na Copa de 2006, o meia-atacante do Bayern de Munique tinha que ser protagonista dessa vez e naufragou junto com toda a crise ridícula da seleção francesa.

2º) Cannavaro (Itália)
Campeão e capitão na Copa de 2006, desta vez não foi nem sombra do que se viu em gramados alemães. A idade realmente pesou para ele nesta temporada e é impossível não culpá-lo pela eliminação da Itália após tantos erros.

3º) Evra (França)
Sua presença nessa lista se deve menos pelo que ele (não) fez em campo, mas principalmente pela sua postura como capitão fora dele: tem culpa por grande parte da confusão francesa e não conseguiu ser uma liderança para o elenco.

4º) Eto’o (Camarões)
A campanha de Camarões só não foi pior que a da Coreia do Norte. Por saldo de gols! Não era uma equipe tão ruim para passar por isso. Então o capitão, craque e líder tem que ficar com quase toda a culpa pelo fracasso.

5º) Anelka (França)
Fez uma temporada de sucesso pelo Chelsea e chegou com moral para a Copa. Mas no final exibiu seu péssimo temperamento de sempre, desencandeou de vez a crise na França e ainda foi cortado da Copa antes do último jogo.

"Vai tomar no cu, seu filho da puta!". Pelo menos Anelka proporcionou uma capa histórica ao L'Equipe
“Vai tomar no cu, seu filho da puta!”. Pelo menos Anelka proporcionou uma capa histórica ao L’Equipe

6º) De Rossi (Itália)
Poderia dar um toque de qualidade técnica ao meio-campo italiano, mas só conseguiu trazer truculência e erros de passes – especialmente aquele contra a Eslováquia, que iniciou a eliminação da Azzurra. Não pode ficar queimado por isso, mas corre esse risco…

7º) Gourcuff (França)
Apesar do fracasso no Milan, eu ainda acreditava no talento de Gourcuff. Ele sabe jogar. Mas some em campo. Pior: foi acusado de ser o pivô de brigas internas e ainda saiu expulso no último jogo. Agora eu já desisti dele. Quem ainda vai apostar?

8º) Vidic (Sérvia)
A Sérvia poderia ter superado Gana tranquilamente no grupo D e se classificado. Mas, com as atuações ruins do bom zagueiro do Manchester United, ficou difícil. É um dos principais jogadores da equipe e automaticamente virou um dos maiores responsáveis por essa decepção.

9º) Kalou (Costa do Marfim)
O grupo G não era fácil e a contusão de Drogba ainda piorou as coisas. Mas esperava-se que a maturidade de Kalou, exibida em sua boa temporada pelo Chelsea, pudesse ajudar Costa do Marfim a superar esses problemas. Longe disso: o atacante mais atrapalhou e virou reserva na última rodada.

10º) Bendtner (Dinamarca)
É preciso lembrar que ele sofreu com uma lesão às vésperas da Copa, mas jogou desde a primeira partida e não fez praticamente nada para que a Dinamarca se salvasse. Só mostrou que não é confiável…

11º) Pienaar (África do Sul)
É o melhor jogador da seleção do país sede, mas não conseguiu evitar a tristeza sul-africana. Pienaar pareceu sempre mal posicionado e campo e pouco à vontade em sua função. Parreira pouco fez para mudar isso e a decepção só se agravou durante a Copa.

Read Full Post »

Em negrito – o jogador e o time que pretende contratá-lo
Em itálico – a posição e o time atual do atleta

A fonte do boato está linkada no nome do jogador

DEMOROU!

Fiorentina – Nani (M-Manchester United) – Só fortaleceria ainda mais um time em alta e que pode surpreender mais se fizer boas contratações como essa.

Inter de Milão – Gerrard (M-Liverpool) – É a peça que falta para deixar o time mais preparado para grandes jogos e conquistas de títulos maiores.

Manchester City – Ibrahimovic (A-Barcelona) – Não sei como o sueco entraria no time, mas sempre há espaço para um grande talento como esse.

Real Madrid – Alexandre Pato (A-Milan) – Seria mais uma boa opção ofensiva do time, tanto para jogar centralizado como mais aberto pela direita.

Real Madrid – Fàbregas (M-Arsenal) – Teria que jogar mais recuado e brilharia menos do que no Arsenal, mas com certeza levaria o time para outro nível.

Real Madrid – Vidic (Z-Manchester United) – É um dos melhores zagueiros do mundo sem dúvidas, então seria ótimo para os merengues.

TANTO FAZ…

Arsenal – Higuaín (A-Real Madrid) – Enquanto Van Persie está lesionado, ele joga. Depois será mais difícil encaixá-lo e suas características não combinam com as do time.

Inter de Milão – Júlio Baptista (M-Roma) – Seria só uma opção interessante no banco de reservas de José Mourinho.

Inter de Milão – Kolarov (LE-Lazio) – O time precisa mesmo de um lateral como ele, mas ainda é uma aposta para um time grande como a Inter.

Liverpool – Maxi Rodriguez (M-Atlético de Madrid) – Não seria a solução do time, mas é um bom começo pra reformular o elenco.

Manchester United – Bruno Alves (Z-Porto) – Não é melhor do que os atuais titulares do time. Seria um bom reserva e só.

Milan – Cassano (A-Sampdoria) – Não dá pra contestar o seu futebol, mas é obrigatório desconfiar de seu temperamento explosivo.

Milan – Krasic (M-CSKA Moscou) – Tem se destacado na Rússia, mas jogar na Itália é diferente e seria arriscado acreditar que ele daria certo rapidamente.

CAI FORA!

Juventus – Ledesma
(V-Lazio) – O time realmente precisa de um volante, mas o argentino não é o nome ideal para melhorar a situação do time.

Juventus – Guti (V-Real Madrid) – Não é à toa que o espanhol tem tido poucas chances em um Real Madrid melhorado e com boas opções.

Liverpool – Van Nistelrooy (A-Real Madrid) – Praticamente não joga há muito tempo e o time precisa de soluções mais rápidas e confiáveis.

Manchester City – Verón (M-Estudiantes) – O veterano funciona bem na Argentina porque o time gira em torno dele. Isso seria diferente na Inglaterra, ainda mais em um time com tantas opções para sua posição.

Milan – Diamanti (A-West Ham) – Tem tido um bom começo de temporada realmente, mas ainda não está credenciado para voltar com moral ao futebol italiano.

NÃO ENXERGAM?

Aaron Lennon (M-Tottenham) – A velocidade e a habilidade do meia inglês poderia ser fundamental na maioria dos times europeus.

Read Full Post »

Header Eu sou

Prazer, eu sou o mais novo alvo dos grandes times europeus. Arsenal e Liverpool estão de olho no futebol que tenho apresentado com a camisa do CSKA Moscou, da Rússia. Dizem por aí que até o Milan e o Real Madrid também podem entrar na disputa.

Além disso, também sou uma das principais esperanças do futebol sérvio, que pode ser uma das grandes surpresas na Copa do Mundo de 2010.

Tenho 25 anos e estou atuando no futebol russo desde 2004, sempre pelo mesmo time e normalmente como titular. Lá, consigo mostrar que sou um jogador de arranque e velocidade, além de marcar meus gols de vez em quando, mesmo jogando aberto pelo lado direito do meio-campo.

Recentemente me destaquei ao fazer gols no dois duelos do CSKA contra o Manchester United. Consegui dar muito trabalho para Rio Ferdinand, Vidic, Brown, Evans e companhia.

O Campeonato Russo está perto do fim, meu time já não briga mais pelo título, mas já estou de olho na janela de transferências de janeiro. Afinal, estipulam que eu posso ir para algum time grande europeu por 18 milhões de libras.

Eu sou Milos Krasic e você ainda vai ouvir falar de mim mais vezes.

Eu avisei que sou rápido. Agora corram atrás de mim...

Eu avisei que sou rápido. Agora corram atrás de mim...

Read Full Post »

Dizem por aí...

Em negrito – o jogador e o time que pretende contratá-lo
Em itálico – a posição e o time atual do atleta

DEMOROU!

Arsenal – Chamakh (A-Bordeaux) – Jogou muito bem na última temporada e o time inglês precisa de um atacante como ele, já que perdeu Adebayor para o Manchester City.

Barcelona – Vidic (Z-Manchester United) – É melhor que o Piqué e daria certo ao lado de Puyol.

Roma – Luca Toni (A-Bayern de Munique) – É melhor que o Vucinic e daria certo ao lado de Totti.

TANTO FAZ…

Arsenal – Van der Vaart (M-Real Madrid) – Apenas completaria o elenco do time inglês, que já tem várias opções boas para o meio-campo.

Roma – Quaresma (A-Inter de Milão) – Ainda acredito no futebol do português, mas seria uma aposta arriscada.

CAI FORA!

Real Madrid – Riera (M-Liverpool) – Não acredito no futebol do espanhol, além do time já ter excesso de jogadores no setor.

NÃO ENXERGAM?

João Moutinho (M-Sporting) – O jovem meia português tem características diferenciadas, que não existem em muitos clubes europeus atualmente. Seria uma boa aposta para o futuro.

Read Full Post »