Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Wellington Silva’

A seção “Olho Nele” deste blog esteve ausente durante a maior parte do tempo de realização dos estaduais. Ela costuma apontar as principais revelações do futebol brasileiro, mas não fez isso durante o primeiro semestre.

Agora chegou a hora de corrigir essa falha: não faltaram jovens jogadores que surgiram bem nos últimos cinco meses. Eles ainda terão que provar suas qualidades no Brasileirão 2010, é claro, mas vale o alerta para que todos fiquem de olho nesses novos talentos brasileiros:

1º) Caio (Botafogo)
Ele foi um dos poucos comentados separadamente aqui no blog, porque realmente impressionou. Com velocidade, faro de gol e habilidade, foi essencial para que o Botafogo conquistasse o título do Campeonato Carioca.

O problema é que Caio ainda é reserva e seu time deve sofrer no Brasileirão, caso não se reforçe. Então ele terá a responsabilidade de evoluir ainda mais para evitar que suas atuações brilhantes não fiquem limitadas ao 1º semestre.

2º) Philippe Coutinho (Vasco)
O talento do meia-atacante de apenas 17 anos foi descoberto muito cedo pela Inter de Milão, mas só foi revelado aos brasileiros agora. Ele até participou de poucos jogos na Série B no ano passado, mas foi em 2010 que realmente virou um dos principais jogadores do seu time, ainda mais com a lesão de Carlos Alberto.

Agora as expectativas sobre o garoto já estão altas e alguns já o criticam por ter caído de produção nos últimos jogos. É preciso cautela. Ele já mostrou que tem qualidades, mas precisa que todos também tenham paciência.

3º) André (Santos)
Ganso e Neymar já eram velhos conhecidos da torcida santista, mas André participou de apenas 10 jogos do time em 2009. Com a saída de Kléber Pereira, o Peixe correu atrás de um centroavante, mas achou o jogador ideal em suas categorias de base mesmo. Entrosado com os outros “Meninos da Vila”, ele fez gols com técnica e oportunismo.

André só virou reserva nos últimos jogos, nos quais Dorival Jr. quis ser mais cauteloso em jogos decisivos. Se o técnico continuar a optar pelo esquema tático com apenas dois atacantes, André terá que torcer para que Robinho realmente volte para a Inglaterra no 2º semestre. Caso contrário, virará apenas uma boa opção no banco de reservas.

4º) Neto (Atlético-PR)
Galatto foi para o futebol búlgaro e certamente deixou os torcedores do Furacão preocupados. Mas a tranquilidade veio das categorias de base do time: Neto teve uma boa seqüência nesse começo de ano e, mesmo com apenas 20 anos, virou o goleiro de confiança do time, situação que não deve mudar durante o Brasileirão 2010.

5º) Wellington Silva (Fluminense)
O atacante é outro que ganhou um post de destaque neste blog após seus primeiros jogos na temporada. Ele quase se firmou como o substituto de Maicon, por causa de sua ousadia e habilidade, mas logo virou reserva de outro jovem, um pouco mais experiente, o Alan.

Wellington já está contratado pelo Arsenal, o que dificulta a situação do Flu: por um lado, é preciso ter calma com o atacante, já que ele é jovem e já mostrou inconsistência. Por outro, seria necessário aproveitá-lo no time principal enquanto é tempo. Trata-se de um grande problema que Muricy Ramalho terá que resolver.

6º) Reniê (Vitória)
As tradicionais categorias de base do time baiano não param de revelar bons zagueiros recentemente. Wallace e Anderson Martins saíram de lá e agora formam a atual dupla titular de defesa. Com a lesão do último, Reniê foi exigido e correspondeu, sendo importante para o título baiano conquistado neste domingo.

Ele deve voltar a ser reserva em breve, mas agora o técnico Ricardo Silva sabe que tem um reserva mais confiável do que Vilson para completar sua defesa.

7º) Fabricio (Flamengo)
Os problemas defensivos do Rubro-Negro no começo do ano recaíram sobre os zagueiros, principalmente sobre Ronaldo Angelim. Ele foi para o banco de reservas e Fabrício assumiu a titularidade. O jovem não demorou para mostrar qualidades e se destacar.

No entanto, logo ele se machucou e não conseguiu se firmar no time. Outro bom jovem, David, também recebeu chances e correspondeu. Agora Fabrício já está perto de se recuperar completamente, mas é difícil saber quem será escalado daqui pra frente. Até porque o Flamengo sequer escolheu seu técnico ainda…

8º) Walter (Inter)
Ele se destacou não só por seu bom futebol. Envolveu-se em polêmicas por faltar em treinos e depois acabou virando a solução do ataque colorado, que sofria com Taison ou Edu ao lado de Alecsandro.

O Inter ainda não se acertou e nem Walter é uma unanimidade por enquanto, mas, com seus chutes fortes e bom posicionamento, ele tem aproveitado as chances que recebeu, e pode ser titular no Brasileirão 2010.

9º) Erick Flores (Ceará)
O jovem meia-atacante de apenas 21 anos até chegou ao jogar bem no estadual do ano passado, quando ainda defendia o Flamengo. Porém, logo caiu no esquecimento e praticamente não participou da campanha do hexa. Foi emprestado ao Ceará no começo do ano e rapidamente virou um dos principais destaques do time.

Agora chegou a hora dele mostrar que a história de 2009 não vai se repetir em 2010. Apesar da derrota do Ceará na final do estadual, Erick Flores finalmente se revelou para o futebol brasileiro e precisa provar isso no Brasileirão 2010.

10º) Neuton (Grêmio)
Essa foi uma revelação de última hora: com a lesão de Fábio Santos, Silas apostou em um jovem de 20 anos e não se decepcionou. Neuton, que é zagueiro, jogou apenas partidas decisivas como lateral-esquerdo e mostrou que pode ser uma opção interessante no tricolor gaúcho.

Provavelmente ele voltará ao banco de reservas quando o titular voltar à ativa. Mas, se continuar a mostrar o talento e a personalidade que exibiu até agora, pode até brigar por posição futuramente com Fábio Santos.

11º) Bruno Mezenga (Flamengo)
Já é um velho conhecido da torcida flamenguista, mas só agora ele passou a receber chances no time carioca. Basta ver que, em 2010, ele já jogou em mais partidas do que durante todo o ano de 2009. E correspondeu razoavelmente bem, com quatro gols.

Não dá para esperar que Bruno se torne um craque, mas é possível acreditar que ele será um centroavante útil para a disputa do Brasileirão 2010. Ainda mais se for lembrado que são grandes as chances de Adriano e Vágner Love saírem do Fla no meio do ano.

Read Full Post »

  • André Augusto destaca os dois melhores atacantes da temporada europeia, Drogba e Rooney, tentando escolher quem é o melhor. Clique aqui e leia mais.
  • Eduardo Cecconi mostra claramente, até com imagem de jogo, o problema tático que tem trazido dificuldades para o Inter nesse começo de temporada. Clique aqui e leia mais.
  • Mauro Betting opina acertadamente sobre a sugestão de unificar as torcidas em clássicos para demininuir a violência nos estádios. Clique aqui e leia mais.
  • Mauro Cezar Pereira comenta sobre Wellington Silva, jovem revelação do Fluminense, que já está vendido ao Arsenal, mas começa desde já a mostrar seu talento no Brasil. Clique aqui e leia mais.
  • PVC alerta que a presunção de alguns times brasileiros na Copa Libertadores pode atrapalhá-los na disputa pelo título. Clique aqui e leia mais.

Read Full Post »

A Copa São Paulo de 2010 acabou nesta segunda-feira e provou a sua utilidade na arte de revelar talentos do futebol brasileiro.

É claro que a maioria dos jogadores que brilharam na competição ainda não está pronta para a profissionalização. Mesmo assim, é preciso ficar de olho neles desde já. Veja a lista com os principais destaques da Copinha:

1º) Alan Patrick (Santos)
Tem habilidade e técnica, mas o que chamou mais a atenção foi sua personalidade. Ele estava com a Seleção Brasileira Sub-20 e chegou ao time só durante o mata-mata. Não se escondeu em nenhum momento e foi essencial para a boa campanha do Peixe.

2º) Lucas Gaúcho (São Paulo)
O artilheiro da Copa São Paulo mostrou uma grande frieza na hora das finalizações e realmente pode virar um bom centroavante se for bem trabalhado no tricolor paulista.

3º) Gabriel Silva (Palmeiras)
A lateral-esquerda é uma posição de poucos talentos no Brasil, mas pode ganhar um bom nome em breve. O ambidestro Gabriel já vai treinar entre os profissionais e tem tudo para roubar a vaga do irregular Armero no time.

4º) Marcelinho (São Paulo)
O meia-atacante tricolor foi o principal responsável pelo fato do seu time ter tido o melhor ataque da Copinha. Com sua habilidade, não só deu assistências, como também fez belos gols. Sumiu na final, mas merece o destaque por tudo que fez antes.

5º) Carlyle (CFZ)
Esse foi a maior surpresa da competição. É um meia de talento raro e que não era visado para brilhar nessa competição. Só que ele conseguiu roubar os holofotes para si e logo deve aparecer em clubes maiores.

6º) Nikão (Santos)
Não é a primeira vez que ele se destaca em uma Copa são Paulo, mas, com velocidade e chute forte de sobra, dessa vez ele conseguiu ser protagonista do seu time em várias oportunidades. Já está na mira do Atlético-MG.

7º) Richard (São Paulo)
Mostrou segurança durante toda a Copa São Paulo, mas foi na final que ele realmente se destacou. Deveria ter sido expulso, mas depois defendeu 3 pênaltis e decidiu o título para o seu time.

8º) Crystian (Santos)
Um lateral-direito seguro, que se comporta bem tanto na defesa como no ataque. Esse é Crystian, que conseguiu aparecer bem mesmo em um Peixe tão recheado de jovens talentos.

9º) Dudu (Cruzeiro)
Já teve algumas poucas chances entre os profissionais, mas deve voltar a ter oportunidades em 2010. É um meia baixinho que joga mais recuado, mas que também sabe aparecer de surpresa e fazer gols.

10º) Wellington Silva (Fluminense)
Vendido para o Arsenal no começo do ano, o atacante não se acomodou. Mostrou sua habilidade rara e fez jogadas impressionantes até sair da Copinha prematuramente, diante do Palmeiras, nas oitavas-de-final.

11º) Casemiro (São Paulo)
Foi mal nos últimos jogos de seu time, principalmente na decisão contra o Santos, quando deixou Alan Patrick sobrar em campo. Entretanto, mostrou qualidade antes, pois sabe marcar e sair para o jogo com eficiência.

Outros destaques foram os goleiros Luís Guilherme (Botafogo) e Rafael (Santos); os zagueiros Bruno Uvini (São Paulo) e Alemão (Santos); o lateral-direito Luis Felipe (Palmeiras); os volantes Elivelton (Santos), José Vitor (São Paulo); os meias Ramos e Gilsinho (Palmeiras) e os atacantes Sebá (Cruzeiro), Carlão (Paulista), Afonso (Palmeiras) e Roniele (São Paulo). Olho em todos!

Leia também:

Read Full Post »