Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Zimbábue’

Há quem se preocupe com os recém-lesionados Kaká e Luís Fabiano. Há quem reclame da pouca variação tática do time de Dunga. Há quem alerte para a falta de opções no banco de reservas. Há até quem ainda lamente as ausências de Ganso e Neymar na África do Sul. Eu prefiro pensar em outro problema: o “risco Felipe Melo”.

Sem desmerecer todas as preocupações supracitadas, já que a maioria realmente faz sentido, acredito que o “risco Felipe Melo” é um problema ainda maior. O amistoso contra o Zimbábue trouxe poucas lições, mas claramente despertou esse alerta.

O segundo volante da Seleção Brasileira preocupa por questões técnicas e disciplinares. Ou seja, ele não só atrapalha a saída de bola como também desperta o medo de uma expulsão, já que foi capaz de arrumar confusão até em um duelo bobo contra um time inexpressivo.

Como escreveu PVC, “Felipe Melo não precisa ser tão nervoso, nem discutir o tempo inteiro com o adversário. Ele dá ritmo, mas às vezes aprofunda o passe quando é mais certo tocar curto.”, resumiu.

A edição de maio da revista Placar trouxe como capa “o risco Kaká”, alertando para o fato de não existir um plano B para a ausência do camisa 10 da Seleção. E é preciso atentar para a mesma situação com Felipe Melo.

Sem ele, Dunga vai acabar optando pelo pouco confiável Kléberson em seu lugar. Foi assim na Copa das Confederações de 2009. Mas na verdade a melhor opção seria Ramires, que jogaria bem ali, mas pouco foi testado nessa função e não deve ser o escolhido.

Dessa forma, cria-se um grande problema: um volante, que é considerado titular absoluto, não produz tanto com a bola, pode ser expulso ou suspenso a qualquer momento e não será substituído da forma correta. Esse é o “risco Felipe Melo”. Essa deveria ser a grande preocupação do Brasil.

Anúncios

Read Full Post »