Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Adilson Batista’

A saída de Adilson Batista do São Paulo era mais do que esperada. Sua contratação já tinha sido estranha, absurda, e a demissão era questão de tempo. E esse tempo demorou até demais para chegar. Agora o “São Paulo perdeu o rumo, bem na hora em que era mais importante ter equilíbrio na corrida pelo hepta”, como escreveu Antero Greco. Para piorar, a diretoria ainda não resolveu se vai contratar um novo técnico ou se vai “manter Milton Cruz como interino” até o final do Brasileirão 2011.

A primeira opção é a mais difícil. Concordo com Arnaldo Ribeiro:  “o próximo técnico do São Paulo precisa ser um herói”PVC e Vitor Birner também escreveram sobre o perfil do substituto de Adilson: precisa ser alguém linha dura, experiente e que passe confiança para a torcida. Já não é fácil achar nomes assim normalmente. Em final de temporada, pior ainda. Por essas e outras que o mais provável é que Rogério Ceni fique como técnico do time até o final do ano. Achou estranho? Explico…

Como escreveu Sérgio Xavier, Milton Cruz na prática será o auxiliar de um técnico que estará em campo. Isso porque a liderança que Ceni exerce sobre o grupo é grande demais. E essa é a nova esperança são paulina para que o time se recupere.

Não é uma má ideia. Pode até dar certo. Mas o São Paulo precisa rever seu conceito de “dar certo”. Afinal, com toda essa confusão na reta final, conquistar uma vaga na Libertadores de 2012 já será ótimo.

E depois disso, o ideal seria que o clube revisse a situação da sua diretoria, que agora ficou ainda mais queimada e foi criticada por Alberto Helena Jr., Benjamin Back, Eduardo Tironi e qualquer torcedor com o mínimo de consciência.

Mas fato é que o São Paulo não briga mais pelo título do Brasileirão 2011. Quem briga? Isso é assunto para outro texto…

Anúncios

Read Full Post »

Quatro rodadas atrás, escrevi que a decisão do título do Brasileirão 2011 podia ficar entre Corinthians e São Paulo. O tempo passou, a tabela mudou, mas ainda acredito nessa possibilidade.

Admiro a arrancada recente do Flamengo e a consistência do Vasco, mas os dois paulistas também têm suas qualidades. E o mais importante: agora ambos contam com suas estrelas, seus astros. Agora eles têm Adriano e Luis Fabiano. Tudo bem, tudo ótimo, tudo certo? Nem tanto. Na verdade a estreia dos dois mostrou que eles ainda podem trazer problemas para seus times. Explico…

Luis Fabiano de volta ao São Paulo

Problema ou solução?

No São Paulo a entrada de Luis Fabiano pode causar mudanças profundas. Desde os tempos de Carpegiani, o time do Morumbi se acostumou a ser uma equipe de velocidade. Isso aconteceu por causa das características dos seus principais jogadores, como Lucas e Dagoberto, que são carregadores de bola e gostam de jogar verticalmente.

Mas com Luis Fabiano isso pode mudar. O jogo do São Paulo pode se tornar mais horizontal, já que haverá uma referência na área. E Adilson terá que cuidar para que a forma de acionar essa referência não seja só a jogada aérea. Até porque o “Fabuloso” tem competência para participar do jogo com a bola no chão também. Ele pode ajudar a manter o jogo de velocidade, mas isso precisa ser treinado.

Há ainda o risco de que Dagoberto saia da posição em que se tornou o melhor jogador do São Paulo e um dos melhores atacantes do Brasileirão. Ele tem atuado mais à frente, solto. Porém, com Luis Fabiano no time, pode ter que mudar seu posicionamento. Por enquanto ele tem mostrado que isso não vai atrapalhar. Até quando?

Adriano estreia no Corinthians

Problema ou solução?

Já no Corinthians o maior problema é o excesso de opções. O time de Tite se arrumou nos últimos jogos, quando o técnico teve poucas opções no ataque e se viu obrigado a escalar William e Jorge Henrique como titulares. Os dois, que eram titulares no começo do Brasileirão, voltaram com muita vontade e ajudaram de várias formas, com movimentação na frente e também com marcação forte quando o time ficava sem a bola.

O problema agora é colocar Adriano sem fazer com que o time perca movimentação e esse equilíbrio defensivo. E ainda há Liédson de volta, que até pode jogar bem ao lado de Adriano, mas isso teria que ser treinado. E o Corinthians não terá tempo para isso. Tite terá que ser rápido e ao mesmo tempo cuidadoso para escolher quando usar cada peça.

No caso do “Imperador” há ainda um risco mais grave, que são seus eternos “problemas pessoais”. É preciso que ele fique em forma e concentrado no Corinthians, não nas festas, para que possa realmente ser considerado um reforço.

Caso contrário, o que poderia ser uma solução vai virar problema. Tanto Adriano quanto Luis Fabiano trazem um diferencial importante para Corinthians e São Paulo. Mas também trazem problemas. Tite e Adilson precisam se desdobrar para que apenas a parte boa apareça nessa reta final do Brasileirão 2011.

Read Full Post »

O Santos acertou ao contratar o técnico Adilson Batista. Resta saber se Adilson vai acertar como técnico do Santos. Sim, pois seu fracasso recente no Corinthians gera desconfiança. E agora ele recebeu uma segunda chance. E é uma chance de ouro. Explico…

O Santos atual está muito longe de ser aquele do 1º semestre. Perdeu Robinho, André e Wesley. Perdeu confiança depois da lesão de Ganso. E perdeu até sua alegria, com tantas confusões dentro e fora de campo. Pode parecer uma cilada para Adilson. Mas não é.

Isso porque o Santos precisa de pouco para se reconstruir e virar um dos favoritos para Copa Libertadores de 2011. E o melhor: a diretoria tem se mostrado disposta a dar esse pouco para Adilson.

Trata-se de um técnico que gosta de futebol ofensivo, ousado, e deve fazer o Peixe retomar essa vocação. Com Lucas, Zé Roberto, Elano, Elkeson (contratações especuladas desde já no time) ou pelo menos alguns deles, será fácil atingir esse objetivo. E mesmo que não consiga o título da Libertadores, se a diretoria tiver paciência com Adilson, a conquista do Brasileirão 2011 também será possível.

Sendo mais objetivo: com mais um zagueiro, um volante e dois atacantes que cheguem para brigar pela titularidade, o Santos deve brilhar em 2011. Adilson sabe que errar uma vez, como fez no Corinthians, é humano. Mas errar duas vezes é ser algo que ele não é – burro. Vai dar certo!

Read Full Post »

O ORGULHO DA TORCIDA

Cruzeiro – Bateu o Fluminense por 1 a 0, provou que o time carioca não sabe jogar as grandes decisões e ainda comemorou a tragédia com o Corinthians.

Enfim… virou o principal candidato ao título do Brasileirão depois dessa rodada. Talvez apenas o Inter possa realmente lhe fazer concorrência. Talvez…

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Corinthians – Lutou até o fim no Pacaembu, mas perdeu por 4 a 3 para o Atlético-GO e ainda ficou sem técnico após o jogo. A crise só tem se agravado por lá e não parece que vai acabar tão cedo…

TROFÉU HERÓI

Ricardo Oliveira – Mostrou muita qualidade e finalmente fez o que se espera dele: marcou três gols e ainda se deu ao luxo de perder um de forma absurda no jogo contra o Grêmio-SP.

TROFÉU VILÃO

Léo Moura – Foi expulso e, dois minutos depois, viu seu time sofrer o gol de empate no jogo contra o Avaí.

DESTAQUE PARA O JOVEM

Lucas – Com dribles, movimentação e passes, o ex-Marcelinho foi fundamental para que Ricardo Oliveira desse seu show contra o Grêmio-SP.

VALEU O INGRESSO

Ricardo Oliveira – Foi uma cobrança de falta perfeita, como há muito não se via, pois ele colocou uma força impressionante e a bola entrou no ângulo. Golaço!

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Vasco 3 x 3 Grêmio – As duas equipes precisavam da vitória para almejar objetivos melhores no Brasileirão, então partiram pro ataque, fizeram gols e mostraram qualidades interessantes. Mas empacaram na tabela.

TÉDIO EM 90 MINUTOS

Botafogo 0 x 0 Palmeiras – Em um jogo dominado por marcações fortes, Loco Abreu desperdiçou um pênalti que poderia ter mudado a história de uma partida devagar e pouco emocionante.

DETALHE TÁTICO

Goiás no 4-4-2 – Jorginho deve ter lido este blog e viu como o critiquei por insistir nos esquemas táticos com três zagueiros.

Além disso, ele foi bem ao colocar em campo, durante o 2º tempo, o jovem Bernardo, que fez o gol decisivo do jogo contra o Vitória. Aliás, ele jamais pode ser reserva desse time.

DETALHE DO TÉCNICO

Marcelo Martelotte – Fez uma troca simples, de lateral por lateral, mas a entrada de Maranhão na vaga de Pará deu resultado:  um minuto depois de ir para o jogo, Maranhão fez o gol que abriu o marcador no jogo contra o Atlético-PR.

O FUTEBOL É INJUSTO

Botafogo merecia mais – O excesso de cautela do Palmeiras deu espaço para que o time de Joel Santana atacasse e mostrasse que merecia sair com a vitória.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Atlético-GO – Incrível como esse time sabe surpreender em jogos mais difíceis. O problema é ele perder tantas partidas mais fáceis…

PAPO RETO

Corinthians,

E agora?

A saída mal explicada de Adilson Batista faz com que você precise de um novo técnico, mas há poucas opções razoáveis no mercado. Parreira, a possibilidade mais especulada, é fraca. Foi-se o tempo dele. Cuidado, Corinthians!

Até porque já não acredito mais em suas chances reais de título. É preciso se prevenir também para garantir pelo menos a vaga na Copa Libertadores de 2011.

ACRÉSCIMOS

Vitória – Com a derrota para o Goiás, o time completou cinco jogos seguidos sem somar pontos. Tentou até se arrumar no 3-5-2, mas não é a melhor saída. Mesmo com a chegada de Antônio Lopes, a zona de rebaixamento está cada vez mais real para o time baiano.

Read Full Post »

O ORGULHO DA TORCIDA

São Paulo – O Tricolor Paulista conseguiu se impor no Morumbi e bateu o Vitória por 2 a 0 com autoridade na estreia de Carpegiani.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Fluminense – Perder por 3 a 0 para o Santos é mais um claro sinal que o time de Muricy Ramalho não está pronto para ser campeão brasileiro. Resultados como esse me fazem desacreditar no Tricolor Carioca na briga pelo título.

TROFÉU HERÓI

Jonas – Fez três gols e ainda participou de outro na vitória do Grêmio sobre o Grêmio-SP por 3 a 0. É impressionante o que ele tem jogado! Só não dá pra considerar surpreendente…

TROFÉU VILÃO

Zé Carlos – O goleiro do Avaí fez um pênalti infantil, foi expulso e consagrou Valdívia, que teve uma boa atuação na vitória do Palmeiras por 4 a 1.

DESTAQUE PARA O JOVEM

Gabriel Silva – Acostumado a jogar também na lateral-direita, inclusive durante a Copa São Paulo de 2010, o canhoto do Palmeiras fez um golaço com a perna “errada” e mostrou porque tem virado titular no time de Felipão, apesar de seus defeitos como defensor.

VALEU O INGRESSO

Fernandinho – Driblou um defensor do Vitória, passou fácil pelo goleiro e finalizou com o gol aberto em uma linda jogada de velocidade, o que é esperado dele.

E a rodada ainda teve outros bonitos gols com chutes de longa distância, como os de Jonas (Grêmio), Valdívia, Gabriel Silva (ambos do Palmeiras) e Heleno (Ceará).

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Fluminense 0 x 3 Santos – Apesar do resultado apontar para um massacre do Peixe, não foi isso que aconteceu no jogo. A partida foi realmente muito disputada, o que só valoriza a atuação de Zé Eduardo, que fez três gols e foi capaz de decidir uma grande partida como essa.

TÉDIO EM 90 MINUTOS

Ceará 1 x 0 Internacional – O Colorado estava muito desfalcado e sofreu para conseguir mostrar alguma criatividade, o que o Ceará normalmente já não possui. Portanto, o jogo foi sem graça e pouco atrativo.

DETALHE TÁTICO

Goiás no 3-6-1 – Jorginho tem insistido em utilizar esquemas táticos com três zagueiros, mas já deveria ter percebido que isso não vai funcionar.

Trocar um atacante por um meia, saindo do 3-5-2 para o 3-6-1, também só trouxe mais problemas para um acanhado Goiás na derrota por 1 a 0 para o Cruzeiro.

DETALHE DO TÉCNICO

Vanderlei Luxemburgo – O técnico do Flamengo reestreou no time com a sua enorme estrela, como antigamente. Val Baiano e Diego Maurício saíram do banco de reservas para resolver a vitória do Rubro-Negro por 2 a 0.

O FUTEBOL É INJUSTO

Atlético-PR merecia mais – O Furacão apenas empatou com o Vasco por 0 a 0, mas foi o único time que realmente buscou a vitória na Arena da Baixada.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Atlético-MG – Não acreditava na vitória do Galo contra o Corinthians, mesmo com o jogo acontecendo em Minas Gerais. A vitória por 2 a 1 é um sinal fraco de alívio para a equipe de Dorival, mas uma mostra forte de que o time paulista precisa se preocupar.

PAPO RETO

Adilson Batista,

E a defesa do Corinthians?

O time tem sofrido mais gols do que nunca em 2010, mas você insiste em minimizar essa questão. É melhor você perceber logo que seu meio-campo não tem protegido os zagueiros e que Thiago Heleno não é um beque com a qualidade que você tem comentado.

ACRÉSCIMOS

Cruzeiro – Chegou à vice-liderança do Brasileiro e entrou de vez na briga pelo título do Brasileirão. Está em uma fase melhor do que Fluminense e Corinthians, podendo ser campeão e finalmente fazer justiça ao técnico Cuca, que entende bastante de futebol, mas, por motivos diversos, ainda não ganhou um título que comprovasse isso. Ele merece!

Read Full Post »