Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Cuca’

Como não poderia deixar de ser, a contratação de Ronaldinho gerou diversas críticas ao Atlético-MG, além de várias piadas infames. Normal, justo e às vezes até engraçado. Mas falar sério sobre esse reforço do time mineiro também é necessário. Afinal, é natural que Ronaldinho queira calar os críticos e ele terá condições para isso.

Se estiver disposto a jogar futebol, Ronaldinho pode encontrar não apenas bons parceiros para as baladas. O Atlético-MG também tem jogadores de qualidade e um técnico competente. Isso pode contribuir para que o “R49” se torne importante para a equipe – o que atualmente já seria um grande feito, visto que no Flamengo ele virou dispensável rapidamente.

Mas, além da vontade de Ronaldinho, o sucesso da contratação depende também da forma como Cuca vai escalar o Atlético-MG. Afinal, há uma possibilidade perigosa: Ronaldinho pode ser escalado como meia central, já que no elenco do Galo sobram opções de jogadores rápidos que atuam pelas pontas, como os titulares Bernard, Danilinho, além de Mancini , Neto Berola e até o recém-contratado Juninho.

Nunca vi Ronaldinho como um meia central, aquele camisa 10 que distribui as bolas e dita o ritmo de jogo. Em seus melhores momentos, ele sempre foi um meia-atacante que saia da ponta para aparecer na área com perigo. E o ideal é que ele jogue no Atlético-MG dessa forma.

É evidente que ele não pode ficar preso na ponta esquerda, como fez com frequência no Flamengo. É nesse ponto que entra novamente a vontade do Ronaldinho – sem dedicação, ele não vai dar certo em posição alguma. Mas como ponta esquerda é mais provável que ele se sinta à vontade para apresentar um futebol digno de sua história no futebol.

Mas para que ele jogue assim é preciso que Cuca abra mão de fazer o que seria mais fácil: colocar Ronaldinho no lugar de Escudero, como meia central, e manter o esquema tático (4-5-1) e a titularidade de seus pontas – o ideal na verdade é adaptar Bernard e Danilinho entre a faixa central e a direita. Deixem a esquerda para Ronaldinho jogar como se sente bem. Só dessa forma poderemos ter certeza que nada, além da sua própria vontade, vai lhe atrapalhar no Atlético-MG.

Anúncios

Read Full Post »

Não vou perder tempo palpitando sobre a briga pelo título. Já escrevi que aposto no Corinthians, mas isso só será resolvido nas últimas rodadas. E com tanto equilíbrio no Brasileirão 2011 é sacanagem e perda de tempo fazer qualquer comentarista palpitar sobre a disputa na parte de cima da tabela.

Mas o que me chama mais atenção nesse momento é a briga contra o rebaixamento. Especialmente por causa do Cruzeiro. Impressiona como o time mineiro caiu de produção durante o ano e, agora que está entre os quatro piores, dá sinais claros de que realmente vai cair. Às vezes parece até ser incompreensível como um time pode piorar tanto em tão pouco tempo. Mas na verdade sobram motivos e fatos para entender essa queda. Explico…

Em primeiro lugar, basta olhar para o time do Cruzeiro para entender por que a campanha tem sido tão ruim no Brasileirão. Afinal, o elenco foi superestimado depois de ter sido campeão mineiro e impressionado na Copa Libertadores. Porém, esse time, que já não era tão bom, foi desmontado. Gil, Henrique, Gilberto, Dudu e Thiago Ribeiro foram negociados. E Wallyson ainda se lesionou gravemente.

Aliás, o principal problema do time é o ataque. A defesa é fraca também, mas ter opções como Anselmo Ramon, Wellington Paulista, Bobô, Keirrison, Farías e Ortigoza é triste. Faltou ter alguém com mais velocidade e habilidade para fazer do Cruzeiro um time mais perigoso na frente.

Zezé Perrella, presidente do Cruzeiro

Senador Zezé Perrella, se o Cruzeiro cair, Vossa Excelência terá a maior parcela de culpa

Mas a análise dos problemas do Cruzeiro não pode ser tão superficial e parar apenas na análise do elenco. É preciso lembrar que o time ficou sem estádio em Belo Horizonte, problema que também fez o Atlético-MG sofrer. Além disso, a questão política, com o afastamento de Zezé Perrella para se dedicar à carreira política, com certeza atrapalhou demais.

Por fim, mas não menos importante, existe também a questão dos técnicos que passaram pelo Cruzeiro. Cuca foi prematuramente demitido, mas a chegada de Joel Santana trouxe algum alívio e tenho certeza que o time não cairia se ele estivesse no comando até agora. Vide o Bahia, que tem um time pior e está conseguindo fugir do rebaixamento aos poucos.

Depois de Joel, a aposta em Emerson Ávila foi absurda. Era evidente que não ia dar certo. Agora Vágner Mancini tenta recuperar o tempo perdido. Até gosto dele como técnico, mas não parece pronto para um desafio desse tamanho.

Com tudo isso, a situação ficou realmente perigosa para o Cruzeiro. Os três times acima dele na tabela, Atlético-MG, Bahia e Ceará estão em um momento melhor e parecem ter mais gás para fugir do rebaixamento. Eu até queria apostar que o Cruzeiro não vai cair, porque toda essa situação realmente surpreendeu, mas na verdade faltam motivos para acreditar nisso. E sobram razões para apostar na queda da Raposa…

Read Full Post »

Basta olhar a tabela do Brasileirão para perceber que, entre os supostos doze times grandes do país, Atlético-MG e Grêmio são os que correm maior risco de rebaixamento. E logo eles resolveram trocar de técnico recentemente. Cuca foi para o Atlético-MG e Celso Roth para o Grêmio. Será que eles vão resolver tudo?

Celso Roth
O Grêmio não vai longe, mas calma, Roth! A culpa não é sua…

A resposta com certeza é não. Não vão resolver porque esses times têm pouco potencial para ir mais longe. Um ânimo momentâneo pode até fazer com que eles subam na tabela, mas não aposto que vão sequer brigar por uma vaga na Libertadores de 2012.

E a culpa não é de Cuca ou Celso Roth. Assim como não era de Dorival ou Julinho. O problema é que os elencos são apenas razoáveis mesmo…

O caso do Atlético-MG é o pior, pois o clube investiu pesado, mas não trouxe peças fundamentais. Falta, por exemplo, um meia que realmente tome conta da posição e abasteça o ataque forte, com Guilherme e André futuramente.

Além disso, o sistema defensivo do Galo ainda precisa se acertar. Dorival errou ao apostar nos três zagueiros, já que faltam alas de qualidade. Patric, o lateral-direito, não é ruim, mas tem decepcionado. Na esquerda o problema é ainda mais grave. E ainda faltam volantes que realmente convençam e um goleiro mais seguro.

Já no Grêmio o desafio de Celso Roth vai ser encontrar um padrão para um time que anda perdido e sem confiança. Até o melhor jogador do time, o goleiro Victor, tem falhado com frequência por conta disso. Imagine então como ficam os fracos Vilson, Lúcio, André Lima e companhia.

Há um certo potencial no Grêmio, principalmente por causa de alguns jovens talentosos, como Mário Fernandes e Leandro. Mas Roth terá que fazer jogadores que estão em clara decadência, como Gilberto Silva, Douglas e Brandão, renderem o que não rendem há muito tempo.

Não aposto que Atlético-MG e Grêmio vão cair. Existem times mais fracos e até já escrevi aqui sobre eles. Mas é preciso que a torcida e a diretoria desses dois times entenda que se livrar do rebaixamento já está de bom tamanho. Não há força para ir muito mais longe no Brasileirão 2011.

Leia também

Read Full Post »

O ORGULHO DA TORCIDA

Fluminense – Foi um sufoco, já que o Avaí conseguiu montar uma retranca realmente forte, mas Conca fez o gol da vitória que deixou o time ainda mais tranquilo na liderança do Brasileirão.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Guarani – Perdeu feio para o lanterna, o Grêmio-SP. Foi uma goleada de 4 a 2 para preocupar qualquer torcedor do Bugre. Não creio que o time vá ser rebaixado, mas é melhor que ninguém lá tenha essa mesma confiança.

TROFÉU HERÓI

André Lima – Foi fundamental na vitória do Grêmio contra seu ex-time, o São Paulo, ao marcar dois gols na vitória por 4 a 2.

TROFÉU VILÃO

Renan – Marcos Assunção, Valdívia e Kleber tiveram boas atuações, mas na verdade o goleiro do Inter foi o principal responsável pela vitória do Palmeiras por 2 a 0.

Ao montar a barreira, ele subestimou a capacidade de Assunção no primeiro gol. No segundo, confirmou sua má fase e seguiu sua sina recente de se mostrar um goleiro inseguro, ao contrário do que era quando foi revelado.

DESTAQUE PARA O JOVEM

Gabriel Silva – O lateral-esquerdo do Palmeiras tem evoluído e mostrado um pouco do futebol que o fez ser uma das principais revelações da Copa São Paulo de 2010.

VALEU O INGRESSO

Éder Luis – Foi impressionante. Outro golaço para ficar entre os principais do Brasileirão, assim como o de Alex Sandro na última rodada. Ele partiu do meio-campo, passou por três defensores do Santos na velocidade e finalizou com precisão.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Grêmio 4 x 2 São Paulo – Além da grande quantidade de gols, vale valorizar essa partida por ter sido uma partida quente, na qual os dois times estavam nervosos e com excessiva vontade de mostrar futebol.

TÉDIO EM 90 MINUTOS

Ceará 0 x 0 Atlético-MG – Times provaram porque estão há cinco rodadas sem vitórias no Brasileirão. O empate foi péssimo para ambos, que só poderiam estar na luta contra o rebaixamento mesmo.

DETALHE TÁTICO

Flamengo – Silas isolou o atacante Deivid ao escalar cinco jogadores no meio-campo e montou um verdadeiro ferrolho, que pouco funcionou e quase entregou a vitória nas mãos do Goiás.

DETALHE DO TÉCNICO

Cuca – O técnico do Cruzeiro foi bem ao colocar o jovem e rápido Wallyson no lugar de Thiago Ribeiro. Ele entrou para fazer o gol que matou o jogo contra o Atlético-GO, vencendo por 3 a 0.

O FUTEBOL É INJUSTO

São Paulo prejudicado – Não houve pênalti para o Grêmio marcado pelo fraco Ricardo Marques Ribeiro. Mas vale lembrar que depois ainda houve uma falha de Rogério Ceni, mostrando que a vitória do Grêmio não veio só por causa do erro da arbitragem.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Botafogo – Em um jogo cheio de polêmica para todos lados, o time carioca pelo menos conseguiu um empate e ainda saiu com a sensação de que a vitória poderia ter acontecido. Por essa eu não esperava.

PAPO RETO

Silas,

Você errou feio.

Foi realmente um absurdo sua declaração que expôs o zagueiro Jean como culpado pelo empate contra o Goiás. Não é o caso para demití-lo, mas, caso isso aconteça, saiba que você mereceu por esse ato irresponsável.

ACRÉSCIMOS

Palmeiras fora do Pacaembu – É realmente interessante notar como o time de Felipão não se deu bem com o estádio que sempre foi utilizado pelo seu rival, o Corinthians. Bastou mudar para a Arena Barueri e foi confirmada uma importante sequência de vitórias do time.

Read Full Post »

O ORGULHO DA TORCIDA

Inter – Com a participação decisiva do lateral Kléber, o Colorado venceu um jogo difícil contra o Grêmio-SP por 2 a 0 e fez a festa da torcida no Beira-Rio.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Palmeiras – Em casa, chegou a abrir 2 a 0 no placar, mas deixou o Cruzeiro aplicar a virada em apenas 45 minutos. Parece que o time de Felipão nunca vai conseguir uma sequência de bons jogos. É muito irregular.

TROFÉU HERÓI

Elias – O meia-atacante do Atlético-GO tem impressionado nas últimas rodadas. Balançou as redes duas vezes (fez inclusive um golaço!) na goleada contra o Vitória por 4 a 1 e já é o autor de 5 gols nos últimos 3 jogos da sua equipe.

TROFÉU VILÃO

Amaral – O volante do Goiás foi expulso ainda no 1º tempo e permitiu que o seu time, lanterna do Brasileirão, ficasse totalmente fragilizado diante de um poderoso Corinthians, que venceu por 5 a 1.

DESTAQUE PARA O JOVEM

Casemiro – O volante do São Paulo é mais uma revelação da Copa SP de 2010 que tem despontado nesse Brasileirão. Contra o Atlético-MG, ele fez um gol e jogou bem. Seu companheiro de time, Marcelinho, também foi bem demais.

VALEU O INGRESSO

Júnior – O veteraníssimo lateral mostrou que ainda é útil e marcou um golaço, com um forte chute de esquerda, contra o Corinthians. Pena para ele que essa obra de arte virou apenas um gol de honra em mais um vexame do Goiás.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Atlético-MG 2 x 3 São Paulo – Era um jogo de times desesperados e não faltou emoção para quem já estava com os nervos à flor da pele.

Foram duas viradas em um jogo que serviu para separar bem quem vai lutar contra o rebaixamento até o fim e quem ainda deve subir algumas posições na tabela futuramente.

TÉDIO EM 90 MINUTOS

Flamengo 0 x 0 Santos – O jogo de despedida do Maracanã merecia um espetáculo melhor. Os times estão “em obras” e por isso não conseguiram balançar as redes, fazendo uma partida pouco animada no Rio de Janeiro.

DETALHE TÁTICO

4-4-2 do Fluminense – O time mudou seu esquema tático por causa do Deco, mas desde então não conseguiu convencer mais.

Não é o caso de voltar para o 3-5-2 por enquanto, mas Muricy terá trabalho para reencontrar o equilíbrio de um time que já estava montado e organizado.

DETALHE DO TÉCNICO

Cuca – Contra o Palmeiras, ele foi rápido ao colocar o meia Roger no lugar de um zagueiro já no intervalo. Com isso, ele pressionou o Palmeiras em busca da virada, que veio com gol de Farías, outro que saiu do banco para decidir.

O FUTEBOL É INJUSTO

Fluminense prejudicado – Houve um pênalti mais do que claro para o Tricolor carioca que não foi marcado no jogo contra o Guarani.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Atlético-PR – Com um gol no final do jogo, conseguiu vencer o Avaí em plena Ressacada. Mais surpreendente do que isso só a atual posição do Furacão na tabela: é o sétimo lugar do Brasileirão.

PAPO RETO

Vitória,

Acorda! O rebaixamento não está tão longe quanto parecia.

Você se empolgou demais com a boa participação na Copa do Brasil e parece que até agora não percebeu o risco que corre. A goleada sofrida contra o fraco Atlético-GO foi sintomática: caso não evolua, o perigo da queda é real.

ACRÉSCIMOS

Seleção do 1º turno – Segue a minha escalação dos melhores jogadores do Brasileirão até agora: Fábio; Patric, Alex Silva, Bolívar e Roberto Carlos; Arouca, Elias, Conca e Bruno César; Émerson e Kleber.

Faltam principalmente zagueiros e centroavantes que se destaquem. Mas o meio de campo é recheado de boas opções. Assim como o gol também. E a única certeza que fica é que muita coisa ainda deve mudar no 2º turno…

Read Full Post »

Vai ano, volta ano e eu ainda fico impressionado com um absurdo do futebol brasileiro: a total falta de planejamento dos clubes quando o assunto é a escolha dos seus técnicos.

Eles deixam um treinador começar o ano, indicar jogadores, preparar a temporada, mas logo o demitem. Basta um simples tropeço nos campeonatos estaduais, cada vez menos interessantes e atraentes. Ridículo!

É claro que não foi diferente na temporada de 2010. Vários times repetiram essa história e provavelmente terão os seus anos comprometidos. Mas é preciso admitir: também existem aqueles que acertaram em cheio. Demitiram bem, contrataram melhor e agora vivem boa fase.

Veja a lista de quem fez as melhores mudanças de treinador até agora:

1º) Botafogo (de Estevam Soares para Joel Santana)
A demissão de Estevam já deveria ter acontecido no final do ano passado. Apesar de ter escapado do rebaixamento, seu trabalho não foi bom em 2009.

Ele ficou, o time pagou um grande mico ao perder para o Vasco por 6 a 0 ainda na Taça Guanabara e a mudança foi necessária. Eu (e muita gente) não esperava por um trabalho tão bom de Joel, mas ele surpreendeu a todos.

2º) Atletico-GO (de Artur Neto para Geninho)
Aqui é outro caso surpreendente. A saída de Artur Neto parecia precipitada, mas a diretoria optou por demití-lo e queria ter um técnico mais renomado para disputar a 1ª divisão em 2010.

A escolha por Geninho também não foi a ideal, já que ele não faz um grande trabalho há anos. Mas o fato é que a mudança deu resultado e o Atlético-GO deve vencer o seu campeonato estadual. Só vai lutar contra o rebaixamento no Brasileirão 2010, mas tem boas chances de escapar.

3º) Ceará (de René Simões para PC Gusmão)
Dessa vez o problema também veio desde o final do ano passado: o time não manteve o PC Gusmão e começou a temporada cheio de problemas. Perdeu o 1º turno do estadual e só depois conseguiu corrigir o erro.

Agora está na final do estadual e, mesmo que perca para o Fortaleza, pelo menos já encontrou um time titular razoável definido. Ainda precisa de reforços para escapar do rebaixamento no Brasileirão, mas pelo menos não deve passar por vexames.

4º) Grêmio-SP (de Vinícius Eutrópio para Toninho Cecílio)
O pior erro neste caso foi a aposta em Vinícius Eutrópio. A escolha logo se mostrou errada e o time não quis esperar até o Brasileirão para mudar seu técnico. Perfeito.

Não dá para dizer ainda que Toninho será um bom treinador, mas ele colocou o time nas semifinais do Campeonato Paulista e gerou boas expectativas para o Brasileirão 2010

5º) Goiás (de Hélio dos Anjos para Jorginho)
A mudança não parecia correta também, já que Hélio tinha comandado o Goiás para uma boa campanha em 2009 e isso deveria segurá-lo apesar do péssimo início em 2010 – o Goiás chegou a ficar na lanterna do estadual.

Entretanto, Jorginho recuperou rapidamente o time e parecia que ia ficar pelo menos até o Brasileirão. E então veio mais uma mudança que nem merece entrar nesse ranking de tão inexplicável que foi. Émerson Leão? Haja paciência…

6º) Fluminense (de Cuca para Muricy Ramalho)
A história se repete: a demissão parece totalmente injusta e equivocada em um primeiro momento, mas depois até pode ser justificada.

Afinal, a contratação de Muricy, um técnico de alto nível, realmente pode colocar o Fluminense em outro patamar de disputa. Isso se não acontecer com ele o que aconteceu no Palmeiras…

7º) Palmeiras (de Muricy Ramalho para Antônio Carlos Zago)
A entrada de Zago ainda não trouxe grandes melhorias para o time – e nem aposto que trará -, mas se Muricy não tivesse saído as coisas poderiam ter ficado piores para o Palmeiras.

Ninguém me tira da cabeça que o elenco estava com pouca disposição sob o comando do técnico tricampeão brasileiro pelo São Paulo. Boicote ou não, a mudança era necessária e só não foi melhor porque o substituto escolhido não passa de uma aposta.

Antônio Carlos Zago/ AE

Se Zago ainda pudesse se escalar como zagueiro do Palmeiras talvez a fase do time melhorasse...

8º) Guarani (de Oswaldo Alvarez para Vágner Mancini)
O Bugre até teve uma atitude exemplar: bancou o técnico que colocou o time na 1º divisão mesmo com o fracasso na Série A-2 do Campeonato Paulista. Só que veio a goleada por 8 a 1 contra o Santos na Copa do Brasil e a situação ficou realmente insustentável.

Ainda é impossível avaliar o trabalho de Vágner Mancini, mas trata-se de um técnico com qualidades que terá muito trabalho pela frente, mas pode fazer o time surpreender no Brasileirão 2010.

9º) Vasco (de Vágner Mancini para Gaúcho)
É outro caso em que a situação com o treinador parecia insustentável, já que a crise com Mancini era realmente grave. O problema é não contratar um substituto à altura e simplesmente fazer uma aposta de risco.

Nem todo mundo é Andrade. Efetivar um técnico interino durante a Copa do Brasil e pouco antes do início do Brasileirão tem tudo para ser um grande erro.

10º) Atlético-PR (de Antônio Lopes para Leandro Niehues)
A demissão do delegado até hoje é pouco compreensível na Baixada. O que dizer então da enorme confiança depositada em um técnico pouco experiente?

O resultado dessa combinação até agora foi a eliminação da Copa do Brasil ainda nas oitavas de final e o título do Coritiba no estadual. Mesmo assim, Leandro segue no cargo. Trata-se de um caso claro do velho clichê: “dois pesos e duas medidas”.

11º) Flamengo (de Andrade para nenhuma definição por enquanto)
A demissão do técnico campeão brasileiro de 2009 com certeza foi a pior mudança de técnico até agora, independentemente de quem assumir o cargo em seu lugar.

Só em pensar que especulam a efetivação de Rogério Lourenço já percebo o quanto o título do ano passado foi ilusório para o Flamengo, que segue com sua política de desordem e falta de planejamento total.

Read Full Post »

BOLETIM BR

O ORGULHO DA TORCIDA

Botafogo – Venceu o Coritiba em casa e provou que está cada vez mais longe do perigo de ser rebaixado.

A PIADA DOS ADVERSÁRIOS

Sport – Chegou a estar na frente com dois gols marcados logo no começo do jogo, mas o Cruzeiro fez três e concretizou a virada

Diante da torcida pernambucana, o time confirmou que só um milagre pode o livrar de uma eminente queda.

TROFÉU HERÓI

Neymar – Independentemente das polêmicas da partida, o atacante saiu do banco de reservas e definiu o jogo contra o Náutico.

TROFÉU VILÃO

Borges – Foi expulso de maneira infantil contra o Grêmio e deixou seu time nervoso, o que levou Dagoberto e Jean a também receberem o cartão vermelho.

UM SHOW EM 90 MINUTOS

Atlético-MG 1 x 3 Flamengo – O time carioca dominou o jogo, mas o Galo tentou reagir, partiu para o ataque e animou o importante e decisivo duelo.

DETALHE TÁTICO

3-5-2 do Fluminense – Cuca não teve medo de mudar o  esquema tático que já vinha dando certo nas últimas rodadas.

Apesar da vitória contra o Palmeiras ter sido polêmica, vale ressaltar que o time carioca jogou mais bola que os paulistas no Maracanã.

O FUTEBOL É INJUSTO

Santos ajudado – O Náutico não merecia ter saído com a derrota do Pacaembu. Mostrou futebol para pelo menos empatar e ainda viu um pênalti inexistente ser marcado para o Peixe.

O FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS

Avaí – Mesmo sem ambição no Campeonato, bateu o Vitória fora de casa e mostrou que está disposto a encerrar bem a sua ótima temporada

ALGUÉM ME EXPLICA?

Carlos Eugênio Simon – Como esse árbitro ainda é escalado para tantos jogos importantes do futebol brasileiro?

É impressionante como ele erra. Vacilou feio mais de uma vez e prejudicou o Palmeiras no jogo contra o Fluminense.

ALARME

Borges no Grêmio – Fez basteira no jogo do São Paulo contra o Grêmio e agora está prestes a acertar contrato com o time gaúcho.

Cuidado! Se for jogar lá em 2010, vai deixar todo mundo entender que ele já tinha assinado um pré-contrato até antes do jogo. Ficaria feio.

VALEU O INGRESSO

Ronaldo – Com a perna esquerda, o Fenômeno acertou um remate perfeito no ângulo do gol defendido por Neneca.

Read Full Post »

Older Posts »